Enquete

Existe algo além de torneio e competições no Karatê atual?
0 (0%)
Existe algum dojo que atenda o que eu procuro?
1 (100%)

Votos Totais: 1

Autor Tópico: Dojos.  (Lida 354 vezes)

Offline Fernandes

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 8
  • Votos: +0/-0
Dojos.
« Online: Janeiro 21, 2016, 01:32:31 »
Olá.
Eu ainda não treino karatê porque não encontrei o que procuro... Parece que o karatê se tornou mercadoria e a única coisa que importa são os torneios e competições dos mais diversos tipos [deixo claro que não estou criticando quem treina karatê com esse intuito - o intuito de competir]. Há um tempo tenho procurado dojos que deem mais ênfase na parte espiritual e filosófica do karatê [sei que existe um tópico dizendo que não existe filosofia no karatê, mas eu acredito que exista sim]. Eu também não tenho interesse em competir, isso seria um problema?
Portanto, podem me indicar algum dojo por aqui no Rio de Janeiro que atenda o que eu procuro? Me indicaram NKK - onde Sadamu Uriu ministra suas aulas, e Felipe da Kyokai, mas eu não sei...
Além disso, poderiam esboçar suas opiniões acerca do karatê de Sadamu Uriu, Mikio Yahara e Masao Kagawa?

Oss!
O karatê começa e termina com cortesia.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.455
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Dojos.
« Resposta #1 Online: Janeiro 21, 2016, 22:44:48 »
Osu,

Fernandes,

Primeiramente, seja bem vindo ao fórum, haja vista ter sido esta a sua primeira postagem neste espaço virtual, correto?

Se você ainda não treina "Karatê", supondo que jamais treinou, como tal arte marcial lhe pode parecer, levando em conta a atualidade, uma mercadoria voltada aos torneios?

Isto é realmente curioso! :D ;) :)

Não existe filosofia no "Karatê"? Isto certamente não foi, nem vai, ser definido num tópico de fórum. Contudo, muito embora existam outras disciplinas do conhecimento ocidental interligadas ao Karate-Do, tal arte marcial não é um monastério para se formarem monges, tampouco uma academia para a discussão da filosofia. Antes de todo floreio, trata-se de um método para a autodefesa. Aliás, nem "auto" se vinculava a palavra "defesa" no berço desta arte marcial, uma vez que seu desenvolvimento mais primitivo correu ao resguardo da realeza local - a questão é longa e controversa.

Infelizmente, não saberia lhe indicar um Dojo no Rio de Janeiro, mas certamente membros deste fórum farão questão de ajudar neste sentido.

O verdadeiro Karate-Do é um só, mas suas expressões se dão de diferentes maneiras. Certamente, cada um dos mestres citados possuem particularidades próprias para a obtenção de um conhecimento igual.

Osu.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Fernandes

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 8
  • Votos: +0/-0
Re:Dojos.
« Resposta #2 Online: Janeiro 22, 2016, 07:52:49 »
Olá de novo, e obrigado pelas boas vindas!

Então, indo direto à sua dúvida: Eu li bastante sobre o andamento do karatê no mundo, claro, de maneira bem sucinta e resumida. E também, embora eu não goste de tocar nesse lado da história, meu pai treinava karatê. O que ouvi dele não é muito diferente do que li em alguns lugares, como por exemplo comentários em vídeos do youtube e alguns relatos de outros professores de karatê. 

Sobre ter ou não filosofia no karatê é realmente um assunto complexo (hahaha). Entendo o que quer dizer sobre, e agradeço por ter esclarecido para mim, alguns digamos, conceitos básicos atrelados ao karatê.

Também compreendo exatamente onde quer chegar, eu também tinha pensado o mesmo. Mas sério, eu fiquei bem perdido com relação ao karatê, as ramificações dessa arte - diferentes estilos, e com relação aos professores.

Obrigado novamente.  :)

Oss!
« Última modificação: Janeiro 22, 2016, 07:58:15 por Fernandes »
O karatê começa e termina com cortesia.