Autor Tópico: Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi  (Lida 71471 vezes)

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #240 Online: Janeiro 28, 2012, 22:47:58 »
Oss

Estamos chuvendo no molhado, enxugando gelo e segurando areia na mão...

Alexander, voce já mostrou que possui suas verdades e cada um que postou neste tópico possui seus pontos de vista aqui demonstrados claramente!

Estava certo o poeta que disse que não devemos discutir futebol, politica e religião, só dá problemas... Esse tópico demonstrou bem isso.

Então esta claro que:

- Para Senseis de nome e tradição iguais a Roberto Santana, Pedro Campana, Jose Lezon, dentre varios que aqui postaram, quem não cumprimenta Funakoshi (ou o fundador de seu estilo) não treina em seus Dojos, e eu concordo com eles, não pelos nomes, mas por tudo que os mesmos já fizeram pelo Karate Do, pela biografia de todos e principalmente pelo respeito que demostram, seja em relação a arte, seja pelo respeito que possuem em relação ao codificador da arte.
E sobretudo, porque do meu ponto de vista pessoal, quando alguem não faz a saudação inicial e final, ao passo que todos os outros fazem, no minimo esta querendo ser superior aos outros que assim procedem, então comigo tambem não treina e se meu sensei aceitar esse tipo de aluno eu arrumo o dogi e saiu na mesma hora!

Oss

P.S. Eu to dizendo, ainda vamos ter o carate gospel, aguardem e veram...
 
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.471
  • Votos: +1/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #241 Online: Janeiro 29, 2012, 00:24:17 »
Oss,

Ilson MSP,

KkK!
Karate Gospel!
Isso muito me lembra essa situação...



... que aconteceu com um cidadão que dizia ter como mestre Jesus Cristo. Depois disso ele foi reverenciar o chão e aquele poste.

Humor negro não é meu forte, mas o contexto me lembrou muito este vídeo, que é a prova mais concreta que se pode ter quando arte marcial é confundida com religião - e vice versa.

Oss!
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #242 Online: Janeiro 29, 2012, 01:42:54 »
   Não foi a impressão que ficou. O cara, drogado ou não, fazendo firola ou não, era no mínimo uns vinte quilos mais leve que o faixa preta, que mesmo assim sofreu, estava sem fôlego e teve de partir pro mata-cobra e farofafá no final pra acabar a luta, inclusive aplicando golpes totalmente desnecessários.
   



Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #243 Online: Janeiro 30, 2012, 00:39:39 »
Oss

Realmente, cutucou  onça com vara curta, agora PSekiMG, o pior deve ter sido limpar a sujeira, a impressão que tive é que o faixa preta começou brincando e terminou se abusando com o cidadão e desceu a porrada com gosto!
Se fosse no Brasil era bem capaz de fecharem o local por que feriram uma criancinha inocente...
Mas que foi merecido foi!

Oss
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline Andrews Moura

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 175
  • Votos: +0/-0
  • Nunca, nunca desistas...
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #244 Online: Janeiro 30, 2012, 00:51:03 »
Vídeo péssimo, tópico inútil.

Osu.
"Tenha coragem de seguir o que seu coração e sua intuição dizem. Eles já sabem o que você realmente deseja. Todo resto é secundário" (Steve Jobs)

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #245 Online: Janeiro 30, 2012, 07:50:15 »
Amigos,

Vendo esse vídeo, em pleno século XXI, transporta-me para a idade da pedra!
Como é possível isto ainda existir!!!

Tranquem o tópico, por favor

Hai!  Oss!!

Lezon 
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #246 Online: Janeiro 30, 2012, 08:24:07 »
   Só reparem algumas coisas: o ano foi em 1984, época em que os desafios "a portas fechadas" infelizmente aconteciam nestes termos. E outra, pelo sotaque, texano, a coisa é meio barra pesada por ali.

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #247 Online: Janeiro 30, 2012, 08:26:39 »
Prezado PSekiMG,

Creio que agora houve um excesso de sua parte (coisa que em outros posts seus, não é comum acontecer). Esse vídeo não tem nada haver com a discussão... primeiro porque o cidadão que é agredido, não representa os evangélicos e muito menos mostra qualquer traço de sanidade mental. Segundo que o pseudo karateca, não se vestiu de nenhuma honra ao fazer tal demonstração de agressividade inútil.

Prezado Ilson,

Tudo bem vc concordar com eles, não há mais porque insistir então... Desde que minha opinião seja respeitada assim como respeito as dos demais.

Quanto sua postagem sobre o vídeo, também não compreendo tamanha satisfação e aceitação pelo que viu...

No mais amigos, não estou mais respondendo, porque realmente acabaram as argumentações válidas e começaram os ataques sem fundamentos... xingamentos e ofensas sem sentido...

Quanto ao ponto de um dia haver karatê gospel, muitos karatecas hoje são cristãos, mas nenhum deles até hoje conclamou esta nomeação... mas tirando a saudação a Funakoshi, o que mais mudaria na forma ou nas coisas que o karatê-do prega em seus lemas?

Um abraço a todos e fiquem com Deus!!!

Até uma postagem que seja mais argumentativa e menos recheada de ódio...

Offline julianoferreira

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 532
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #248 Online: Janeiro 30, 2012, 19:00:03 »
Não tem como explicar a guerra de egos sem citar nomes... aliás, vc sabe do que me refiro, só está querendo ver o circo pegar (mais) fogo.

Guerra de egos é uma coisa que eu vejo nesse fórum desde que entrei aqui no início do ano passado, aliás, é algo que vejo no Karate de uns anos para cá. É sempre a mesma coisa, um querendo provar que a faixa preta é mais preta que a do vizinho... ou no caso, branca, considerando a quantidade de dinossauro com a faixa velhinha que aqui posta (Pedrão-sensei, beleza, mimado não... mas aposto que curtiu ser chamado de adolescente! hahaha)


Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.858
  • Votos: +14/-25
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #249 Online: Janeiro 30, 2012, 20:20:49 »
Olá!
Sobrou pra mim!
Juliano, Vc. está enganado, não é minha faixa que é branca,
eu é que sou um faixa branca.
So acertou que eu ainda sou um adolescente.
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #250 Online: Janeiro 31, 2012, 00:29:27 »
Osu


Quanto ao ponto de um dia haver karatê gospel, muitos karatecas hoje são cristãos, mas nenhum deles até hoje conclamou esta nomeação... mas tirando a saudação a Funakoshi, o que mais mudaria na forma ou nas coisas que o karatê-do prega em seus lemas?


Não sei, quem sabe a foto do Edir Macedo, do Silas Malafaia, do Valdomiro ou do R. Soares no lugar da de Funakoshi, a depender do estilo a ser seguido... Assim quem sabe não é feito alem do cumprimento tambem a reverencia e as bençãos...  ;D  ;D  ;D

Osu
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #251 Online: Janeiro 31, 2012, 08:06:21 »
Prezado Ilson,

Ao contrário do que o amigo possa estar pensando, não há foto no mundo colocada a frente de uma sala, que me fará me curvar...

Quanto as pessoas citadas, Edir Macedo e Valdomiro, creio que não existe possibilidade de eu argumentar qualquer coisa. Quanto ao R.R. Soares, apesar de não concordar com algumas colocações teológicas dele, e considerar que a igreja dele é rasa em palavra, mas eu não o vejo praticando atos infames ou vexatórios, ou vendendo qualquer coisa como água benta, fitinha ou qualquer outra coisa... ou até mesmo dizendo que vai levar não sei o que para queimar no sinai, ou outras formas estranhas a bíblia, pelo menos no período em que assisti seu programa, não sei hoje... Quanto a Silas Malafaia, eu posso estar até enganado, mas eu quero ver você ou qualquer outro me mostrar uma situação estranha de Silas Malafaia... você vai vê-lo sempre com discursos inflamados, contra a corrupção, homossexualismo, postura dúbia dentro da igreja, até contra aos desatinos da Universal, e outros temas... como eu disse antes, não coloque todos no mesmo saco só por um preconceito implantado pela mídia drogada, homossexualizada e sem pudores.

Obs.: sei que não tem nada haver com o tema, mas alguém viu o caso do senhor sem vergonha na cara que responde pelo nome de Laerte Coutinho que entrou num banheiro feminino e foi visto por uma menina de 10 anos, e que ao ser confrontado pela mãe da menina perguntou qual problema há de uma menina ver um travesti dentro de um banheiro feminino? Aí, eu como cristão venho e me posiciono firmemente contra a ação dele e aí vão dizer que eu sou o que? Radical? Cabeça dura? Babaca? Imbecil? Homofóbico?

Vou colocar um artigo sobre isso no meu site, quem tiver interesse, veja ainda hoje a tarde em www.diantedecristo.com.br e depois podem vir me questionar, lá ou aqui...

Um abraço e fiquem com Deus!!!

Obs2.: Prezado Ilson, vou lhe pedir a mesma coisa que pedi ao Sato em outra oportunidade, eu trato a todos com respeito, e dedico o melhor que posso para não ofender nem parecer zombador em minhas postagens, isso para manter um nível bacana de discussão. Portanto, lhe peço que evite o tom de zombaria, pois evita rusgas pelo meio do caminho... Um abraço...

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #252 Online: Janeiro 31, 2012, 10:18:44 »
Pesquisando sobre o assunto karate e religião essa semana encontrei o site http://ibpangular.com/karate.html, do Pr. Alan Pereira da Silva,  Faixa Preta 1º Dan, o questionei sobre o assunto.
Segue aqui a visão dele sobre o assunto pois a mim foi esclarecedora.

"Olá Fábio,
 
Este debate já existe há anos no meio evangélico; Vou tentar mostrar meu ponto de vista, a partir de alguns elementos que acho essencial a análise desta situação.
 
O Cristianismo é procedente do Oriente Médio, região geográfica com cultura, social, política e religiosa, distinta da região do Extremo Oriente (sub-região da Ásia composta por países como China,Coréia do Norte, do Sul, Japão, Taiwan, etc...). Historicamente o cristianismo se desenvolveu em um ambiente Grego/Romano, expandiu-se pela Europa Ocidental e finalmente, chegou ao Mundo Novo (América), acrescido da carga cultural de cada período histórico, a saber, costumes, conceitos éticos, forma de culto, rituais e liturgias ocidentais. Por exemplo, para alguns cristãos do início do Século 19 na Alemanha, era perfeitamente natural fumar na Igreja, prática, aliás, repetida atualmente por algumas denominações presbiterianas nos EUA.
 
Como se vê, a tradição Cristã que herdamos é influenciada por um histórico cultural que nasce no Oriente Médio, passa pelo mundo Grego/Romano, Europa e chega até nós sem interferência da cultura religiosa existente nos países do Extremo Oriente. Repare que nos acostumamos a compreender as Olimpíadas (de origem grega e de fundamental importância religiosa em honra a Zeus e Pélopes - antigas divindades gregas), mas não compreendemos determinadas práticas marciais orientais (Karatê, Kung fu, Judô), por não fazer parte de nossa herança cultural.
 
Desta maneira, assim como os Jogos Olímpicos não são mais um ritual religioso em homenagem a Zeus e Pélopes, as artes marciais orientais também ganham um novo significado na atualidade, não é combate marcial - de guerra,  é prática esportiva, completamente despida de vínculo religioso.
 
Em especial, o Karatê Shotokan fundado pelo Mestre Gichin Funakoshi, nunca teve qualquer ligação com religião. O mestre era um educador e como tal ensinou e aperfeiçoou a arte em Okinawa definindo-a como “...um modo de vida onde a mente e o corpo são treinados para desenvolver um  espírito de humildade e no momento critico está completamente dedicado à causa da justiça.” (Karate-do Kyohan, pg. 3).
 
No Brasil, como define a CBK – Confederação Brasileira de Karatê, Karatê é a prática complementar de formação cultural e desportiva que além de ser um excelente meio de auto-defesa é também um meio ideal de exercício porque desenvolve a força, a velocidade, a coordenação motora, o condicionamento físico e é reconhecido também por seus valores terapêuticos.


Mas é claro, em sua origem é uma arte marcial nascida dentro da cultura Oriental Japonesa, assim, seus conceitos, por óbvio, vão de certa forma refletir a cultura desse povo. Alguns desses reflexos são: preservar a escrita e fala em japonês, o cumprimento, a saudação ao dojô, aos professores e aos antepassados que criaram e desenvolveram a arte. Essas saudações absolutamente, não têm nenhuma relação com idolatria, veneração, são simplesmente sinais de respeito aos que fundaram e aos que praticam a arte. Funakoshi escreveu, ...na verdade, a essência da arte foi resumida nestas palavras: “O karatê começa e termina com rei = respeito.” (Karatê-do – Meu Modo de Vida). Então, as saudações realizadas no início e fim das aulas são meros sinais de respeito aos fundadores e praticantes da arte. 
 
Portanto, assim, como fazemos silêncio em um funeral, apertamos a mão, abraçamos ou beijamos o rosto de alguém, os japoneses cumprimentam-se sinalizando respeito às pessoas ou locais, inclinando o corpo para frente com a cabeça voltada para o chão (em pé ou em posição de seiza). Não é religiosidade, é simbolismo cultural.


Sou pastor de Igreja Batista, professor de Teologia e pratico Karatê Shotokan há muitos anos. Sou faixa preta formado pelo Kyoshi Benedito Nelson (Mão de Ferro) desde a faixa branca. Já encontrei resistência pelo fato de ser praticante de Karatê e cristão, mas é bem claro para mim que essa resistência é fruto de desconhecimento que gera preconceito.
 
Aprendemos nos evangelhos que somos libertos pelo conhecimento da verdade. Aquele que diz que o Karatê é incompatível com a vida cristã, certamente, não conhece nem o Karatê, nem o cristianismo. Certamente este indivíduo precisa conhecer a verdade para ser liberto deste descabido preconceito.
 
Por fim, na Igreja que participo, treinamos todas as quartas, pessoas de todas as idades, cristãos ou não. Nas aulas, realizamos a saudação ao Senpai, Sensei, Shihan e Kyoshi presente, não fazemos saudação a Funakoshi para evitar falta de compreensão dos que assistem o treino dentro da Igreja, embora os alunos já compreendam o significado com muito naturalidade e consciência.
 
Espero que tenha colaborado,
 
A paz! Oss!
 
Alan"

OSS

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.936
  • Votos: +2/-19
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #253 Online: Janeiro 31, 2012, 10:31:56 »
Alan,

Excelente aula sobre o que é ter bom senso.
Sera que o Alexander aprendeu alguma coisa??
Espero que sim.
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Garota evangélica se nega a cumprimentar Funakoshi
« Resposta #254 Online: Janeiro 31, 2012, 10:47:25 »

...
Portanto, assim, como fazemos silêncio em um funeral, apertamos a mão, abraçamos ou beijamos o rosto de alguém, os japoneses cumprimentam-se sinalizando respeito às pessoas ou locais, inclinando o corpo para frente com a cabeça voltada para o chão (em pé ou em posição de seiza). Não é religiosidade, é simbolismo cultural.
...


   Destaquei esta parte porque outros colegas de uma forma ou de outra, também já vinham informando isso. Pessoalmente, posts, atrás, eu também me convenci. Não me lembro o que tinha escrito, estou com preguiça de procurar, mas foi o ponto nevrálgico, penso eu, da colaboração do Pastor Alan.

[]´s
BigBoy