Autor Tópico: Regulamentação e controle do Karate Do  (Lida 13349 vezes)

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #30 Online: Fevereiro 02, 2012, 15:54:26 »
Oss


não aceito desafios,estou muito velho e estragado fisícamente para qqer coisa   :D :D :D :D :D :D :D :D


Oss/Hai/Osu
yama-Alberto S. Almeida

Offline Rodrigo (Rodfu)

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 776
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #31 Online: Fevereiro 02, 2012, 17:22:36 »
Velho, estragado, santista e enorme. Dizer pro Alberto ficar quieto só mesmo não conhecendo ele, seja pelo grande cara que é, sejo porque é grande mesmo. E o professor dele pode ficar brabo e tomar as dores. E o Ari, além de malvado, é grande pra cacete também...
Abraços,
Rodrigo

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #32 Online: Fevereiro 02, 2012, 17:58:45 »
Enfim...a grande maioria envereda por criticar e não procura encontrar formas para dar volta à situação. Eu conheço mais ou menos a situação existente no Brasil, mas como sou estrangeiro, não quero entrar mais a fundo porque me podiam interpretar mal...

Então, fazendo de conta que não vejo certos comentários, quero afirmar que em face do que eu conheço e ainda por inflamação de certos egos, infelizmente possuidores de bastante egoismo, a anarquia que existe no Karate no Brasil, só poderá ser resolvida com a intervenção do estado, o que irá a contecer mais cedo ou mais tarde.

Uma coisa que me chama à atenção, é que a maioria costuma falar em " artes marciais", e tem também por hábito associar à conversa do Karate outras artes. Meus amigos, acho que estão a misturar as coisas e não devem fazê-lo em relação ao Karate. Aqui, a federação só trata de Karate e nada mais. As outras artes que criam a deles. O Taekwondo aqui tem a sua federação, o Judo a sua, o Kickboxing a sua, etc.etc..

Como dizia, um dia o estado brasileiro vai resolver o problema mas da forma que se calhar não será a mais conveniente e depois vocês vão-se queixar... Por isso mesmo vocês deviam estar preparados para lhes fazer ver várias situações para que possam salvaguardar não só o Karate em si, como também os que estão na arte com competência e saber.

Eu sei a forma como os sensibilizar a olhar para a questão, o que eles precisam é quem lhes abram os olhos, caso contrário, como não percebem nada de Karate, legislarão sem a devida sensibilidade.

Hai! Oss!
Lezon   
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #33 Online: Fevereiro 03, 2012, 09:07:35 »
Prezados,

Sou um zé ninguém nesse assunto, mas vou dar alguns pitacos aqui...

1 - Eu acredito que o problema não são as federações, mas sim a falta de fiscalização delas. Um orgão fiscalizador, ao meu ver seria mais eficiente do que uma nova, afinal seria mais uma no meio de muitas para dividir o que já está tão fragmentado. Um orgão fiscalizador, poderia com facilidade a qualquer tempo, colocar auditorias (principalmente contábeis) em cima das contas das federações.

Problema 1: Conseguir criar um orgão fiscalizador, isso é algo que só pode ser implantado de cima pra baixo, ou seja, teria que ser um orgão governamental. Aí como fazer, não tenho como dizer, pois me falta o conhecimento.

Problema 1.2: Conseguir que esse orgão seja incorruptível, o que é quase uma utopia no mundo de hoje.

2 - Para um karatê mais organizado, acredito que é necessário que existam os que possam se tornar "profissionais", ou seja, viver do karatê. Para isso, é necessário abrir torneios mais chamativos, ampliar a divulgação, melhorar as condições dos atletas durante uma competição como hospedagem por exemplo, buscar espaço na mídia como o judô tem (esse fim de semana vai ser transmitido o GP de Judô no Sportv). Com essas medidas, poderíamos ter mais patrocínio para os que queiram realmente viver do karatê. Parece besteira, mas com pessoas profissionais do esporte, acredito que haveria em médio-longo prazo, uma geração de profissionais ministrando aulas o que aumentaria o nível do karatê "esportivo" no país.

Problema 2.1: Patrocínios... mesmo com toda uma mídia voltada para o karatê, seria importante abrir espaços maiores no kimono do atleta para que este possa expor a marca de seu parceiro. Temos que parar de olhar o karatê-gi como um manto sagrado e que não pode ser imaculado com marcas de patrocinadores... talvez não precise radicalizar como no BJJ, mas uma marca nas costas e uma na barra frontal do kimono não fica tão feio...

3 - Para o karatê tradicional, creio que pode coexistir com o esportivo, melhorando assim o esportivo na parte técnica (tradicional para o esportivo), e melhorando a parte física, além de noções de luta como tempo de entrada e saída (esportivo para o tradicional). Creio que todos ganhariam com isso.

Problema 3: Tradicionalistas e "esportistas" colaborarem uns com os outros sem se lançarem em debates sem fim. Aí só com muita paciência e diálogo.

Creio que por hora, é como posso participar dessa discussão... espero ter ajudado a jogar uma luz nesse túnel...

Um abraço a todos e fiquem com Deus!!!

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.858
  • Votos: +14/-25
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #34 Online: Fevereiro 03, 2012, 10:09:03 »
Olá!
 Alexander recebeu a minha MP ?
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #35 Online: Fevereiro 03, 2012, 10:14:53 »
Alexander dos santos
Prezados,

Sou um zé ninguém nesse assunto, mas vou dar alguns pitacos aqui...

1 - Eu acredito que o problema não são as federações, mas sim a falta de fiscalização delas. Um orgão fiscalizador, ao meu ver seria mais eficiente do que uma nova, afinal seria mais uma no meio de muitas para dividir o que já está tão fragmentado. Um orgão fiscalizador, poderia com facilidade a qualquer tempo, colocar auditorias (principalmente contábeis) em cima das contas das federações.

Problema 1: Conseguir criar um orgão fiscalizador, isso é algo que só pode ser implantado de cima pra baixo, ou seja, teria que ser um orgão governamental. Aí como fazer, não tenho como dizer, pois me falta o conhecimento


Prezado Alexander,

Do seu post, fiz somente o destaque desses dois pontos porque neles está o cerne da questão. Como conheço minimamente o que se passa no Brasil, na minha modesta opinião só há uma forma de acabar com a chamada "bagunça" existente e que só entristece os Karatecas sérios, honestos e competentes.

Essa forma terá que partir do governo, e como já disse, ela vai acontecer um dia, só que se deve evitar que surja com legislação deficiente, que venha a originar confusões e deturpações, com por exemplo a chamada Lei Zico. Então, há que reunir as tropas, (homens de bem,sérios, honestos e competentes, gente do Karate), que criem um projecto com bases sólidas, bem definido e estruturado, e o façam chegar às mãos de alguém do governo.

Eu poderei dar um pouco de mim, dando-vos conhecimento do que se fez cá, e do que existe em Lei. Peguem nas ideias e na Lei, alterem o que acharem por bem, melhorem-no até, mas para bem de todos
os agentes que estão no Karate, dirigentes, professores e alunos, compilem tudo em um projecto e façam-no chegar a quem pode interferir na resolução do problema. Esse projecto deverá ser apresentado sob o lema da salvaguarda da Saúde Pública, a qual está em perigo constante, protagonizado pela pilantragem existente que originam traumas e más deformações nos jovens, etc.etc..

Penso que aqui neste fórum há gente séria e competente, outros que há que por aqui não andam mas até são amigos de gente que aqui escreve. Estou a lembrar-me do sensei Carlos Rocha, Enio Vezzulli, Arrigone e outros.

Bom, vou aguardar reacções. No próximo post direi um pouco sobre a coabitação do Karate Tradicional e Desportivo, os quais podem coexistir perfeitamente e até em sintonia. Cada um tem o seu espaço.

Hai! Oss!!
Lezon
    

« Última modificação: Fevereiro 03, 2012, 10:20:38 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #36 Online: Fevereiro 03, 2012, 10:32:55 »
Sensei Pedro,

Recebi sim, e vou lhe enviar uma série de questionamentos e outras coisas mais, é que estou envolvido num processo muito pesado aqui na empresa e não pude lhe responder como gostaria.

De qualquer forma já lhe agradeço...

Prezado sensei Lezon,

O senhor poderia explanar sua experiência com a coexistência do Tradicional com o Esportivo... eu creio que é possível e de muito proveito para os dois, mas gostaria de ler o comentário de quem já vivencia isso...

Um abraço e espero ansioso por seu testemunho!

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #37 Online: Fevereiro 03, 2012, 10:38:29 »
Osu

Ilson,

Pode acreditar que tenho feito a minha parte..e muito bem feito amigo. Dou Cursos, Seminarios, viajo todo ano pra fora do pais privada, trazendo muita bagagem que, infelizmente nao é aproveitada por quem deveria ao menos ver.
Sobre minhas criticas, vou continuar a criticar mesmo. Vc esta satisfeito com tudo o que esta por ai?? Parabens Ilson.
Por falar nisso, ja ouviu o nosso Podcast?
Ja colocou algum comentario la??
Vc foi muito rude com o Biancuzzi, mostrando falta de educação com ele. O post dele foi muito razoavel, e tem mais uma coisa. Isso aqui é uma democracia ou vc é o novo DONO do karateca.net??

Sensei Roberto Santana, se estivesse feliz com a atual situação não tinha aberto este tópico aqui e dado minha cara a tapa, jamais questionei sua contribuição ao Karate Do, devo ter de idade o que voce tem de Karate, questionei o fato da critica pela critica, sem contribuição concreta ao debate.

Quanto ao meu desentendimento com o biancuzzi, creio já ter sido superado, são estes desentendimentos que quando solucionados promovem o avanço do debate.

Sobre o podcast sempre que posso estou lá, e tambem no seu blog e no de varios companheiros presentes aqui no Karateca.net, e não eu não sou o DONO do Karateca.net, e isso aqui (pelo menos no forum) é uma democracia, por isso todos estão postando e não só aqueles que pensam igual a mim...

Osu
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.936
  • Votos: +1/-19
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #38 Online: Fevereiro 03, 2012, 11:14:25 »
recentemente, ouvi de um Icone do karate Brasileiro, o maior de todos os Coachs daqui que um Mestre japones daqui, o repreendeu por ensinar bem DEMAIS o Karate a seus alunos, haja vista ele ter ganho inumeros Titulos em campoenatos Brasileiros, Sul Americanos e até Mundiais de karate do. O Japa pediu que ele nao soltasse demais os ensinamentos.
Agora pergunto.
De quem é a culpa de estarmos desatualizados no minimo 30 anos no nosso karate??
Esse é ou não um pais PRIVADA!!!
Os Japas chegam aqui no nosso país e querem ditar as REGRAS do jogo para os DONOS DA CASA???

Ai se é comigo.....

OBS....em tempo, deem uma olhadinha no preço de um Exame da JKA para 6ºDan na tabela da NKK Brasil. Repentinamente de 5ºDan(750,00) passa a 3000 reais para 6ºDan.
Assalto ou prova de que não querem ninguem Brasileiro nesta graduação????
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline wendellsg

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 10
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #39 Online: Fevereiro 03, 2012, 11:37:23 »
Alexander dos santos
Prezados,

Sou um zé ninguém nesse assunto, mas vou dar alguns pitacos aqui...

1 - Eu acredito que o problema não são as federações, mas sim a falta de fiscalização delas. Um orgão fiscalizador, ao meu ver seria mais eficiente do que uma nova, afinal seria mais uma no meio de muitas para dividir o que já está tão fragmentado. Um orgão fiscalizador, poderia com facilidade a qualquer tempo, colocar auditorias (principalmente contábeis) em cima das contas das federações.

Problema 1: Conseguir criar um orgão fiscalizador, isso é algo que só pode ser implantado de cima pra baixo, ou seja, teria que ser um orgão governamental. Aí como fazer, não tenho como dizer, pois me falta o conhecimento


Prezado Alexander,

Do seu post, fiz somente o destaque desses dois pontos porque neles está o cerne da questão. Como conheço minimamente o que se passa no Brasil, na minha modesta opinião só há uma forma de acabar com a chamada "bagunça" existente e que só entristece os Karatecas sérios, honestos e competentes.

Essa forma terá que partir do governo, e como já disse, ela vai acontecer um dia, só que se deve evitar que surja com legislação deficiente, que venha a originar confusões e deturpações, com por exemplo a chamada Lei Zico. Então, há que reunir as tropas, (homens de bem,sérios, honestos e competentes, gente do Karate), que criem um projecto com bases sólidas, bem definido e estruturado, e o façam chegar às mãos de alguém do governo.

Eu poderei dar um pouco de mim, dando-vos conhecimento do que se fez cá, e do que existe em Lei. Peguem nas ideias e na Lei, alterem o que acharem por bem, melhorem-no até, mas para bem de todos
os agentes que estão no Karate, dirigentes, professores e alunos, compilem tudo em um projecto e façam-no chegar a quem pode interferir na resolução do problema. Esse projecto deverá ser apresentado sob o lema da salvaguarda da Saúde Pública, a qual está em perigo constante, protagonizado pela pilantragem existente que originam traumas e más deformações nos jovens, etc.etc..

Penso que aqui neste fórum há gente séria e competente, outros que há que por aqui não andam mas até são amigos de gente que aqui escreve. Estou a lembrar-me do sensei Carlos Rocha, Enio Vezzulli, Arrigone e outros.

Bom, vou aguardar reacções. No próximo post direi um pouco sobre a coabitação do Karate Tradicional e Desportivo, os quais podem coexistir perfeitamente e até em sintonia. Cada um tem o seu espaço.

Hai! Oss!!
Lezon
    
Concordo em gênero, número e grau! sou shodan e Bacharel em Direito com OAB, estaria disposto a colaborar para a formulação de um projeto de Lei, onde todas as idéias seriam muito bem-vindas. Apesar de ter ficado afastado muitos anos do karatê vejo que nada mudou, muito pelo contrário, tende a piorar. Todos tem a liberdade constitucional de se associarem-se, filiarem-se ou desafiliarem-se quando quiser, este não é o problema! tão pouco a Lei Zico, que estabelece nada mais do que a Constituição já previa! o que deve haver, necessariamente, é a fiscalização por meio de órgão legalmente constituído e temos condições legais para cobrar isso, basta colocar no papel, iniciar...
OSU!
Wendell S. Gonçalves
Karatê Shotokan - CBKS - FKSRJ

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #40 Online: Fevereiro 03, 2012, 12:00:57 »
Prezado Katsumoto,

Concordo que é um absurdo, um exame de dan ser tão caro, e diria que é injustificável...

Mas temos o Benedito que poderia organizar exames para dans elevados. Não seria essa uma solução para o problema? Ou estamos obrigados por algum motivo que eu não entendo para não termos esses exames no Brasil?

Aguardo a resposta!

Um abraço e fique com Deus!!!

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #41 Online: Fevereiro 03, 2012, 12:10:27 »
Osu

Estou eu aqui a pesquisar e levantar dados sobre o tema, e cheguei a um denominador comum, salvo engano, pois precisaria da ajuda de um advogado, sobre a instancia superior para regulamentar e controlar o Karate Do em nosso país:
A criação de um conselho federal próprio da arte, pois sensei (professor) é uma profissão com características e funções próprias inerentes a sua atividade então se pode criar algo como um Conselho Federal das Escolas (estilos) de Karate Do.

Um conselho é criado por lei a partir da demanda criada pelos profissionais e possui status para criar regulamentos, definir normas e resoluções para a profissão e quem a quiser exercer.

Assim as federações e confederações teriam de ser vinculadas ao conselho, bem como seus filiados, isso, de cara, resolveria o problema da unicidade, pois querendo ou não estaríamos todos no mesmo barco.

Ademais vejo quatro principais demandas a serem resolvidas:

1) As questões externas.

Qualquer um cria qualquer coisa e bota o nome de Karate, picaretas usam esse nome o tempo, e não existe meios de coibir estes fatos, com um órgão fiscalizador, ficaria claro que o Karate Do existe e que são praticados nos estilos x, y e z o resto ou exclui o nome Karate do seu Frankenstein ou vai em cana.

2) As questões internas.

Sabemos da quantidade de professores existentes que são uma desgraça ou no mínimo temerários para o Karate Do (seja do ponto de vista técnico ou ético), são filiados a federações ou confederações, entretanto as mesmas não estão preocupadas com o nível de seus filiados, aí que entra a necessidade de se possuir uma autorização para lecionar Karate Do ou ser yudansha, de que forma isso poderia ser feito? Teste escrito, conhecimentos de seu estilo, técnica, ética, conhecimentos básicos de anatomia, são n formas (a exemplo do que acontece com o teste da OAB para puder exercer a função de advogado). Preços também seriam definidos e unificados, seja para exames ou para filiação.

Uma autorização também serviria para controlar o tempo de permanência no Dan, assim seria respeitado um tempo mínimo, e ninguém ficaria pulando de federação em federação só pela promessa de se ganhar graus, ou obter outras vantagens excursas.

3) A questão da dicotomia Budo / Esporte

Cada um ficaria em seu devido lugar, para competições cada federação e confederação ainda cuidaria da sua, apenas seriam definidas regras gerais e abrangentes a serem seguidas por todos, por exemplo, formação dos árbitros, tempo do kumite, tipos de kata aceitos (para cada faixa) ou fase, isso viabilizaria a existência de um super campeonato nacional unificado, sem prejuízo aos campeonatos de cada confederação que já existem.

Quanto ao Budo este com certeza continuaria com seu espaço garantido e ate mais, com certeza seria ampliado, fico aqui a pensar em cursos e palestras com as lendas do nosso Karate Do nacional por todo território nacional e não apenas em lugares pontuais, o que acontece hoje principalmente por problemas financeiros.

4) A questão da formação

Cada um faz do jeito que quer, vemos faixas roxas levando surra de da dó ate de faixas brancas, coisa inimaginável no BJJ por exemplo, vemos faixas marrons que mal conseguem fazer um kata heian corretamente e não sabem nem os nomes das defesas básicas e muito menos o Dojo kun.

Com uma entidade a controlar e fiscalizar, essas coisas bizarras que acontecem atualmente seriam drasticamente reduzidas, pois ficaria claro o que seria necessário a cada etapa da formação de um karateca, seja em técnica seja no conhecimento sobre seu estilo de Karate, o tempo mínimo para cada faixa ate a preta, além do que, seria obrigatório a aposição do nome do sensei responsável pelo aluno (juntamente com sua linhagem e arvore) em cada diploma e prancheta de exame, creio que com isso o professor pensaria três vezes antes de formar um incompetente. Esse nivelamento permitiria também que um aluno do Shotokan, por exemplo, saísse de Alagoas e fosse para o Rio Grande do Sul levando um documento do local onde ele praticava para o local onde vai praticar com informações básicas que permitiriam ao seu novo professor inseri-lo sem necessidade de testes ou qualquer outra coisa, pois o que o aluno deve saber em um canto é o mesmo o que ele deve saber em outro.

Enfim estas são apenas colocações e ideias, se viáveis ou não, espero a opinião de todos!

PS. O Sensei Lezon esta certo, se ficarmos parados sem fazer nada, vai chegar o dia que o governo vai regulamentar a força, talvez ate com a ajuda daqueles que não querem o melhor para o Karate Do em nosso país, aí meus amigos vai ser tarde... 

Osu
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #42 Online: Fevereiro 03, 2012, 12:41:09 »
Prezado Katsumoto,

Concordo que é um absurdo, um exame de dan ser tão caro, e diria que é injustificável...

Mas temos o Benedito que poderia organizar exames para dans elevados. Não seria essa uma solução para o problema? Ou estamos obrigados por algum motivo que eu não entendo para não termos esses exames no Brasil?

Aguardo a resposta!

Um abraço e fique com Deus!!!

Alexander,

   Minha opinião é que o primeiro passo para você mudar um grupo é pertencer àquele grupo. E tal grupo é a JKA, na qual ele mantém um vínculo com outro mestre, também da JKA da África do Sul.
   Se o quartel general a JKA opta por não mencioná-lo isso é problema político. Eles nunca poderão afirmar que ele não é da JKA e isso eles vão ter de engolir....rs

   Mas que é um absurdo o preço é.

[]´s
BigBoy

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #43 Online: Fevereiro 03, 2012, 13:13:12 »
Poisé... Essa do 6º Dan é só mais um exemplo do que acontece com a "regulamentação". Nada contra quem QUER pertencer a um grupo, o problema é ser OBRIGADO.

Estou terminando a biografia do Ueshiba do aikido. Mesmo sendo uma grande perda de tempo li uma coisa interessante quando queriam lhe obrigar a filiar seu dojo a uma organização maior, chamada butokukan. O velho disse que não tinha tempo de embaralhar papelada e que preferia treinar.

Com o tempo comecei a observar que geralmente quem tem medo de "picaretas" é porque não é bom o bastante pra competir com eles.
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.936
  • Votos: +1/-19
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #44 Online: Fevereiro 03, 2012, 20:27:23 »
Alexander,

O Benedito nao é examinador Oficial da JKA, portanto não serviria para tal proposito.
O Ennio Vezulli seria mais indicado, pois formou-se la no japao no Curso de Profissionais, mas tyenho certesa que nao quer estar ligado a essa organizaçao por motivos pessoais.
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna