Autor Tópico: Regulamentação e controle do Karate Do  (Lida 13385 vezes)

Offline wendellsg

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 10
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #45 Online: Fevereiro 03, 2012, 21:09:16 »
Prezados,

Sou um zé ninguém nesse assunto, mas vou dar alguns pitacos aqui...

1 - Eu acredito que o problema não são as federações, mas sim a falta de fiscalização delas. Um orgão fiscalizador, ao meu ver seria mais eficiente do que uma nova, afinal seria mais uma no meio de muitas para dividir o que já está tão fragmentado. Um orgão fiscalizador, poderia com facilidade a qualquer tempo, colocar auditorias (principalmente contábeis) em cima das contas das federações.

Problema 1: Conseguir criar um orgão fiscalizador, isso é algo que só pode ser implantado de cima pra baixo, ou seja, teria que ser um orgão governamental. Aí como fazer, não tenho como dizer, pois me falta o conhecimento.

Problema 1.2: Conseguir que esse orgão seja incorruptível, o que é quase uma utopia no mundo de hoje.

2 - Para um karatê mais organizado, acredito que é necessário que existam os que possam se tornar "profissionais", ou seja, viver do karatê. Para isso, é necessário abrir torneios mais chamativos, ampliar a divulgação, melhorar as condições dos atletas durante uma competição como hospedagem por exemplo, buscar espaço na mídia como o judô tem (esse fim de semana vai ser transmitido o GP de Judô no Sportv). Com essas medidas, poderíamos ter mais patrocínio para os que queiram realmente viver do karatê. Parece besteira, mas com pessoas profissionais do esporte, acredito que haveria em médio-longo prazo, uma geração de profissionais ministrando aulas o que aumentaria o nível do karatê "esportivo" no país.

Problema 2.1: Patrocínios... mesmo com toda uma mídia voltada para o karatê, seria importante abrir espaços maiores no kimono do atleta para que este possa expor a marca de seu parceiro. Temos que parar de olhar o karatê-gi como um manto sagrado e que não pode ser imaculado com marcas de patrocinadores... talvez não precise radicalizar como no BJJ, mas uma marca nas costas e uma na barra frontal do kimono não fica tão feio...

3 - Para o karatê tradicional, creio que pode coexistir com o esportivo, melhorando assim o esportivo na parte técnica (tradicional para o esportivo), e melhorando a parte física, além de noções de luta como tempo de entrada e saída (esportivo para o tradicional). Creio que todos ganhariam com isso.

Problema 3: Tradicionalistas e "esportistas" colaborarem uns com os outros sem se lançarem em debates sem fim. Aí só com muita paciência e diálogo.

Creio que por hora, é como posso participar dessa discussão... espero ter ajudado a jogar uma luz nesse túnel...

Um abraço a todos e fiquem com Deus!!!

essa parte eu não concordo! é exatamente  aqui que temos o problema pois quem pega a teta não quer largar! rs
Karatê Shotokan - CBKS - FKSRJ

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #46 Online: Fevereiro 05, 2012, 08:04:41 »
Prezado Alexander,

Ainda bem que toca no assunto relativo à coabitação do Karate tradicional com o desportivo. Porém, tenho que dizer antes mais qualquer coisa e que vai embocar na questão.

Um dia do ano de 1990, um representante do governo, em reunião com os dirigentes das federações de Karate existentes na época, em apenas 5 minutos disse: ou vocês se entendem de vez dissolvendo todas as federações e constituiem uma só, ou então jamais haverá apoios financeiros. Por isso, têm um prazo de dois anos para o fazerem.

Bom, a partir daí foi uma corridinha de reunião em reunião, e mesmo só quando o prazo estava a expirar, em 1992 nasceu a que hoje existe a FNKP.

Bem, como vou ter de sair, continuarei com o assunto logo que possa.

Hai!  Oss!

Lezon  
 
« ltima modificao: Fevereiro 05, 2012, 16:25:12 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #47 Online: Fevereiro 06, 2012, 17:12:26 »
Prezado Alexander e restantes amigos do fórum,

Dando seguimento ao meu post anterior, vou então desenvolver a questão sobre como em Portugal o Karate Tradicional coabita bem com o Karate desportivo.

Em Portugal, a FNK-P – Federação Nacional Karate de Portugal, é a única federação que tem o Estatuto de Utilidade Pública Desportiva e Utilidade Pública, sendo filiada na Federação Mundial Karate ( WKF ), Federação Europeia Karate ( EKF), na Confederação do Desporto Portugal (CDP) e no Comité Olímpico de Portugal (COP) sendo a única reconhecida pelo IDP – Instituto Desporto Portugal, que representa o governo.

A Constituição da República Portuguesa, consagra no seu Artigo 46º. ( Liberdade de Associação ), o seguinte:

1 . Os cidadãos têm o direito de, livremente e sem dependência de qualquer autorização, constituir associações, desde que estas não se destinem a promover a violência e os respectivos fins não seja contrários à lei penal.

2. As associações prosseguem livremente os seus fins sem interferência das autoridades púbicas e não podem ser dissolvidas pelo Estado ou suspensas as suas actividades senão nos casos previstos na lei e mediante decisão judicial.

3. Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação nem coagido por qualquer meio a permanecer nela.

4. Não são consentidas associações armadas nem de tipo militar, militarizadas ou paramilitares, nem organizações racistas ou que perfilhem a ideologia fascista.


Dito isto, quero alertar que aqui existe a associação JKA Portugal, que integra a FKTP – Federação Karate Tradicional Portugal, e que só diz respeito ao Karate do Estilo Shotokan. Estas Organizações vivem às suas próprias custas resultante das quotizações dos alunos do estilo e de patrocínios, uma vez que não têm quaisquer subsídios do governo. No entanto, tanto os seus dirigentes como atletas, estão filiados na FNKP, pois só esta tem poderes estatutários e governamentais para fazer formação e ministrar cursos para treinadores de Karate, arbitragem, etc.

Todo o pessoal do Shotokan tradicional, tem a sua federação própria, mas está também federado na FNKP, e participa em todas as actividades desta federação, ao ponto de muitos dirigentes da FNKP pertencerem à FKTP. Portanto, as “guerrinhas” do antigamente deixaram de existir e tudo coabita em paz.

Bom, quando quiserem saber mais sobre como funcionam as coisas na federação e as suas actividades, estou à disposição.

Hai! Oss!
Lezon  

 
« ltima modificao: Fevereiro 06, 2012, 17:17:38 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #48 Online: Fevereiro 06, 2012, 20:22:41 »
   Reforçando o que o sensei Lezon está expondo, o último podcast (Karatê News #4) também mostra como no Japão estas associações não só co-existem, como quando é a hora de defender a bandeira, formam um único time, dentre os melhores, na WKF.

[]´s
BigBoy

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #49 Online: Fevereiro 06, 2012, 23:19:00 »
Osu

Com certeza o tradicional pode coexistir com a esportivização do Karate Do, ate porque percebo cada vez mais que cada um tem sua função, o problema é quando um começa a bater de frente com outro, é só observar o modo de executar o kata ou fazer kumite, quem tem sua vertente segue sua linha e pronto, mas quem esta iniciando? Com certeza vai questionar os porques, claro que seria facil responder, quem é tradicional faz assim porque é arte marcial, defesa pessoal, quem é esportista faz assim porque é demonstração, beleza visual.

O problema é que os egos não deixam, se eu sou arte marcial eu vejo os defeitos do esporte e vice-versa...

Sem contar que cada presidente de federação e confederação vai se achar o rei e querer assumir essa superfederação...

Sensei Lezon, de que modo foi resolvido esse problema aí em Portugual, teve muita reclamação e disputas internas para ver quem seria o presidente? Outra coisa existe eleição e reeleição como acontece com as confederações por aqui (a exemplo da cbk onde existe uma ditadura de panelinha)?

Por isso defendo a criação de um conselho amparado por lei, e acima e ao mesmo tempo ao largo das confederações e federações, com estatuto próprio (onde seria proibido reeleição por exemplo ou a eleição de quem já ocupa cargo em federações ou confederações)!

Osu
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #50 Online: Fevereiro 07, 2012, 09:32:57 »
Prezado Ilson,

O cerne da questão foi resolvido com lei, caso contrário aqui tudo continuaria como no Brasil. Bastou o governo em 1990 dizer que não apoiaria financeiramente ninguém, enquanto as pessoas do Karate não se entendessem em criar uma só federação, exigindo a dissoloção das que já existiam,  dando prazo de dois anos para isso, foi o motivo bastante para se caminhar para a pacificação do ambiente de "guerrilha" que existia no Karate.

Criou-se a FNKP dissovendo-se as que existiam. Entretanto, com o andar dos anos as coisas foram evoluindo, até que por directiva europeia se iniciou o processo de legislação sobre a responsabilidade a salvaguardar a saúde pública, protegendo os jovens e todos os cidadão do maus ensinamentos, etc, etc,  responsabilizar todos os agentes ligados ao ensino de qualquer modalidade. Assim surgiu a lei do Regime da Responsabilidade Técnica das Instalações Desportivas, cujo Artigo 5 diz da obrigatoriedade de disporem de um Director Técnico. Esta obrigatoriedade, saliente-se, é para todas as modalidades desportivas e/ou não, desde que sejam prestadoras de serviços ao cidadão.

Bom, a partir daí, o governo foi alterando e melhorando a lei para o desporto em geral, até que nasceu a LEI DE BASES DO DESPORTO. Como eu disse antes, a lei da responsabilidade técnica das instalações desportivas que têm que ter um director técnico, está igualmente suportada por outra lei que obriga a que todos aqueles que estão a desempenhar funções de ensino, seja de Karate, futebol, andebol, hoquei, musculação, etc,etc, quer estejam inseridos no desporto ou não, têm que possuir certificação de Treinador passada pela Secretaria de Estado através do IDP-Instituto do Desporto de Portugal,.

Resumindo:no Karate, quem quiser obter a respectiva certificação, terá que estar filiado na FNKP e fazer os cursos respectivos, os quais são como segue:

Treinador Monitor
Treinador Nível I
Treinador Nível II
Treinador Nível III

A certificação é passada pelo IDP, cuja terminologia é como segue, correspondendo aos níveis acima indicados:

Cédula de Treinador de Desporto, Karate - Grau I
Cédula de Treinador de Desporto, Karate Grau II
Cédula de Treinador de Desporto, Karate Grau III
Cédula de Treinador de Desporto, Karate Grau IV

Ora, como é fácil perceber, se para se dar aulas seja lá do que for, é preciso estar certificado, não há ninguém interessado em criar mais federações, uma vez que só a FNKP tem estatuto para ministar formação e cursos de treinadores. Por isso, é pacífico que todos os elementos da FKTP - Federação de Karate Tradicional de Portugal, esteja e colabore com a FNKP, pois só através desta pode licenciar-se. Refiro que muitos são os elementos do Karate Tradicional que também são dirigentes da FNKP.  

Como já vou longo, vou aguardar algumas reacções e a seguir abordarei as eleições.Mas por favor, deixem de falar nessas guerras e de presidentes eternos, porque se eles se eternizam no lugar é porque vocês nada fazem para que tal não aconteça.  

Hai!  Oss!
Lezon
« ltima modificao: Fevereiro 07, 2012, 09:50:21 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #51 Online: Fevereiro 07, 2012, 10:22:43 »
Osu

Sensei Lezon, esse questão da necessidade em se fazer um curso ministrado pela FNKP para possuir uma habilitação que permita ensinar o Karate é muito valida, mas surgiu-me algumas dúvidas:

- Pode-se criar situações no minimo estranhas, como por exemplo um sensei sandan esta subalterno a um yudansha shodan por conta dos graus na carteira?

- Outro ponto, se um sensei desejar abrir um Dojo marcial, e não querer saber de competição ou de esportivização, mesmo assim ele vai ser obrigado a ter essa carteira?

- Qual o conteudo desses cursos e seus pré-requisitos, quem os conduz? O senhor poderia postar um deles para exemplificar?

Osu
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #52 Online: Fevereiro 07, 2012, 13:01:10 »
Osu

Sensei Lezon, esse questão da necessidade em se fazer um curso ministrado pela FNKP para possuir uma habilitação que permita ensinar o Karate é muito valida, mas surgiu-me algumas dúvidas:

- Pode-se criar situações no minimo estranhas, como por exemplo um sensei sandan esta subalterno a um yudansha shodan por conta dos graus na carteira?

- Outro ponto, se um sensei desejar abrir um Dojo marcial, e não querer saber de competição ou de esportivização, mesmo assim ele vai ser obrigado a ter essa carteira?

- Qual o conteudo desses cursos e seus pré-requisitos, quem os conduz? O senhor poderia postar um deles para exemplificar?

Osu

Prezado Ilson,

Infelizmente a conversa está a resumir-se só a nós os dois, o que é triste. Sobre as suas dúvidas, vou responder por ordem às questões levantadas.

Sobre a primeira, não há subalternização de forma alguma. O facto de um praticante qualquer, seja de que estilo for, possuir uma Cédula de Treinador de Desporto de Karate com Grau superior a um Yudansha, não lhe dá nenhuma supermacia, a não ser no certificado que valida e autoriza o ensino. No mais, ele continuará sob a responsabilidade técnica do Yudansha superior, tanto na sua associação de estilo, como federativo. Ele apenas adquiriu uma mais valia para desempenho das suas funções e nada mais. Obviamente que ele dentro da sua organização merecerá mais destaque e atenção em relação aos que não possuem Cédula de Treinador, mas continuam a respeitar quem é mais graduado do que ele.

Quanto à segunda questão que levantou, penso que o Ilson não leu com toda a atenção ao que já foi dito sobre isso, mas direi agora com mais ênfase:

Qualquer pessoa que queira dar aulas, seja de aeróbita, de Karate, de dança, de musculação, ou outra coisa qualquer, só o pode fazer se estiver certificado pelo IDP . Para obter a certificação, tem que ser alguém possuidor de curso, cujas categorias estão no meu post anterior. Por exemplo, uma pessoa que tenha a categoria mínima, Grau I, pode exercer desde que tenha a supervisão técnica de um treinador de Grau II.

Rlativamente à sua terceira questão, ela tem vários ítens, dentro dos módulos disciplinares. A seguir indico os módulos para um Curso de Treinador para Grau III, categoria que eu tenho:

Desenvolvimento do Jovem Praticante
Saúde, Traumatologia e Primeiros Socorros (Traumatologia e Nutrição)
Biomecânica
Controlo Motor e Aprendizagem
Psicologia do Desporto
Sociologia do Desporto
Introdução ao Karate
Elementos de Organização e Administração
Elementos de Arbitragem
Didáctica do Karate
Pedagogia do Karate
Teoria e Metodologia do Treino de Karate
Noções de Supervisão Organizacional de Trenadores de Karate
Avaliação do Curriculo do Curso


Penso que ficou com uma ideia mais permonorizada sobre o que queria saber. Os Cursos são da responsabilidade da FNKP e ministrados por pessoas licenciadas nas respectivas áreas e todas elas praticantes de Karate dos estilos Shotokan, Wado-Ryu, Goju-Ryu, Shito-ryu, e Shotokai.  

Terá mais alguma dúvida?

Hai!  Oss!
Lezon  
 
    

  
« ltima modificao: Abril 11, 2012, 11:32:07 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #53 Online: Fevereiro 07, 2012, 13:58:42 »
Oss Lezon Sensei

apesar de ter feito umas gracinhas anteriormente,suas explanações e dialogos não estão se resumindo a duas falas perdidas estou eu, e  outros também mais atentos ainda as suas experiências e tecnalidades do caso.....

apesar que para se colocar em pratica aqui , o negócio vai ser um parto com chifres adultos de fora.......

algo vai inspirar  :D


Oss/Hai/Osu
alberto
yama-Alberto S. Almeida

Offline Ilson MSP

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 331
  • Votos: +0/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #54 Online: Fevereiro 07, 2012, 23:42:44 »
Osu

Sensei Lezon, respondeu sim a minhas dúvidas, e como sou curioso fui lá no site da FNKP e olhei suas normas e regulamentos:  http://www.fnkp.pt/home/normas.php

Devo dizer, quanta clareza e facilidade de entendimento, tudo simples e bem explicado, achei o nivel de organização extraordinario, das taxas aos cursos tudo fácil e sem complicação.

Serve demais como exemplo a nossas pseudo-organizações e seus estatutos e regulamentos absurdos e ridiculos (já achava isso antes e mais ainda agora), só para citar, por curiosidade tambem fui na pagina da cbk ler seus estatutos e regulamentos, e devo dizer, uma verdadeira afronta aos praticantes sérios do Karate Do, li um monte de absurdos imensuraveis, tudo sob a otica dos todos poderosos detentores do carate oficial, são os unicos que podem usar o nome carate e os clandestinos não possuem o direito de usar a faixa preta (queria que um fdp deles me mandasse tirar a minha, to sem treinar, mas juro que fazia ele engolir os dentes...), fiquei só imaginando se os planos faraonicos, nabalescos e paranoicos deles se concretizassem, por isso a preocupação...

Osu
"Só sei que nada sei" (Sócrates)

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #55 Online: Fevereiro 08, 2012, 09:14:01 »
Prezado Ilson,

Ainda bem que viu as normas e regulamentos, e, por certo o regulamento eleitoral.
Aqui todas as associações estão filiadas na FNKP e são elas que elegem os orgãos sociais da federação, através do método D'hondt .

No Brasil, para que as coisas mudem, só através de uma lei como a que existe cá, que  obrigue os professores, seja de artes marciais ou de outra modalidade qualquer, a possuirem habilitações para o fazer. Sei que isso vai ser difícil, mas pode crer que um dia isso vai mesmo acontecer.

Hai! Oss!
Lezon 
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +2/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #56 Online: Fevereiro 08, 2012, 22:24:45 »
Oss!!!!!
Gostaria de deixar minha primeira contribuição neste forum, deixando algumas reflexões sobre o que já foi postado:
Tradicionalismo X Modernismo - Muitos colegas se esquecem que o o Karatê desde seus primórdios em Okinawa nunca teve uma única concepção, os primeiros grandes mestres já iniciaram formando suas próprias escolas(estilos), e atualmente por mais que cada um queira dizer que sua linhagem respeita as tradições, o aperfeiçoamento do karatê é uma constante e o esportivismo, mesmo com todos os efeitos colaterais, foi o que tornou possível a popularização desta arte.
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +2/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #57 Online: Fevereiro 08, 2012, 22:39:29 »
Continuando...
A existencia de um órgão máximo é uma necessidade, porém o fato de não conseguirmos uma unidade ou consenso sobre a organização do karate, se dá pelas próprias características históricas ideológicas que temos somada aos interesses pessoais, procura de vantagens econômicas, status, etc. Então o que temos?
-Uma confederação que ostenta alguns direitos, porém o autoritarismo, a corrupção, a má administração de algumas pessoas, sempre afastou muita gente que poderia contribuir para o processo.
-Outras confederações que se aproveitam das leis omissas, da falta de fiscalização, da ingenuidade das pessoas, para distribuir graduações aleatoriamente e fazer da filosofia e dos princípios do karatê uma mercadoria barata, onde as competições e exames são o principal objetivo de se praticar karatê.
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +2/-0
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #58 Online: Fevereiro 08, 2012, 22:48:06 »
Motivo da indignação:
28 anos de prática, fiquei isolado vários momentos, fora de exames e campeonatos, mas treinando e estudando karatê. Por isso discordo do colega que não acha correto a filiação individual, pois eu acho uma alternativa para quem não pretende participar da política ou prefere ser livre.
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 903
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karatewadokai.altervista.org
Re:Regulamentação e controle do Karate Do
« Resposta #59 Online: Fevereiro 09, 2012, 07:31:39 »
Caro Cabadapest,

Obvidamente que num país democrático cada pessoa é livre para decidir se quer ou não quer ser político e /ou outra coisa qualquer. No caso do Karate, cada um pode ou não querer filiar-se numa associação, federação ou outro orgão qualquer. Porém, deve estar consciente para saber viver e conviver em sociedade, a qual se rege em princípios básicos alicerçados e suportados por leis.

No caso português, espanhol, francês, etc, e no que respeita ao Karate, a filiação de um Karateca na federação da mesma modalidade, só pode ser efectuada através de uma Associação e/ou Clube. Depois, se esse mesmo Karateca um dia quiser enveredar pelo ensino dessa arte, sabe, antecipadamente, que para o fazer, terá que possuir CÉDULA DE TREINADOR DE DESPORTO NA CATEGORIA DE KARATE, pelo que para a conseguir, terá que fazer o respectivo curso e o qual está dividido em quatro categorias. Sabe ainda que para abrir Instalações para dar as Aulas, essas mesmas Instalações têm que ter designado e estar presente um Director Ténico.

Estas são as regras que estão alicerçadas na lei existente, e só quem estiver dentro delas poderá exercer.

Aqui, aquelas "guerrinhas" todas que dantes haviam, entre estilos, o meu é melhor, etc, etc, isso por aqui já nem se fala. As Associações e Clubes tratam da sua vida, convivem muitas vezes uns com os outros, e os orgãos da federação são eleitos em assembleias gerais por delegados dessas mesmas associações e pelo método de D'hondt.

Hai! Oss!
Lezon
 

Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan e 8º.Dan ABKW