Autor Tópico: Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)  (Lida 143 vezes)

Offline Joanir

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 39
  • Votos: +0/-0
Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)
« Online: Março 11, 2017, 21:41:15 »
Osu! Tenho ouvido muita gente falar mal do Shotokan com o argumento de que este estilo treina o controle do golpe e não permite golpes muito contundentes no Kumite. Dizem que se você treina não bater forte, automaticamente em uma situação de defesa pessoal a reação será também controlar o golpe em vez de bater com força. Isso procede? Concordam com essa afirmação? Obrigado!

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.448
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)
« Resposta #1 Online: Março 12, 2017, 07:09:30 »
Osu.

Joanir,

Seria interessante trazer algumas fontes a respeito desta "informação", uma vez que carecem de argumentos. Adiante, qual sua opinião sobre tal questão? Você possui conhecimento de causa? Algumas vez precisou reagir "automaticamente"? Se sim, aquela situação era evitável?

Osu.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Joanir

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 39
  • Votos: +0/-0
Re:Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)
« Resposta #2 Online: Março 12, 2017, 18:16:07 »
Tenho ouvido de pessoas comuns, atletas praticantes de outras artes marciais. Eu não tenho conhecimento suficiente para dizer nada sobre o assunto. Nunca lutei fora do dojo e nunca precisei me defender. Mas vejo a frase repetidas vezes por aí e me plantaram essa dúvida.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.448
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)
« Resposta #3 Online: Março 12, 2017, 19:45:39 »
Osu.

Joanir,

Infelizmente, o Shotokan é um estilo extremamente dividido, a começar pela forma como é compreendido: esporte X realidade. Depois disso, a confusão só cresce, pois existem lugares que treinam o esporte, mas também buscam explicar as funções reais de autodefesa. Noutros lugares, embora se auto afirmem "legatários do Budo", infelizmente é possível perceber a completa decadência, motivo pelo qual não se pode provar a eficácia técnica.

Percebo que na sua primeira questão, você replicou um argumento voltado ao Shiai Kumite e suas restrições. Sim, neste tocante, o Shotokan não pode ser efetivo como autodefesa, pois suas bases disciplinares pressupõe que o artista marcial não irá provocar situações para que demonstre suas habilidades. Dito isto, competições não são parâmetros para eficiência plena da arte marcial. Mesmo o melhor lutador da face da Terra busca evitar a mira de uma .40, motivo pelo qual age primeiramente com cautela, evitando riscos, para que não seja necessário usar seus conhecimentos marciais.

Sim, se você sempre treina "chutando o vento", jamais compreenderá o que é chutar uma costela ou uma têmpora. É preciso compreender, além do impacto, a correta posição das "armas naturais" para que se choquem contra o alvo corretamente e com a maior eficiência. Por exemplo: num Kihon Ippon, a regra é "arrancar a cabeça"! Isto para que os praticantes não se enganem! Ora, saber se defender REALMENTE requer que alguém ataque REALMENTE! as duplas devem ser honestas (supondo que ambos sejam Yudansha). Se um golpe escapa, culpa da defesa - e quem está defendendo não pode ficar com "raivinha", pois aquilo foi para ele aprender a lidar com um golpe real. Mas o que mais podemos observar são lugares treinando sem essa intenção! "Socar para marcar ponto" e "se defender dando tapinha na mão".

Outra questão importante é que, supondo uma agressão de um contra um, não se dá para querer que o golpe venha formatadinho como num treino, para que a defesa seja feita toda certinha. Isso é uma utopia! Ao certo, quanto mais se pratica, mais se deve deixar de usar a forma. A estética da coisa atrapalha com o tempo. É preciso sempre treinar a forma, lógico, mas se alguém pensa que a executará perfeitamente numa situação de um para um (conforme exemplo), está enganado.

E suma: não dá para generalizar!

Osu.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Platão

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 264
  • Votos: +1/-0
Re:Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)
« Resposta #4 Online: Março 12, 2017, 20:51:42 »
Acho que não é só questão de treinar forte no kumite, mas de não treinar forte nunca.
A maioria das academias de karatê não tem contato nenhum, nem num saco de pancada batem. Consequentemente seu golpe não vai ser forte e você pode até quebrar a mão.
Se o cara treina forte ele aprende a lhe dar com nervosismo e estresse.
De fato, o cara treina de um jeito sempre, na hora H vai fazer desse jeito. Reflexo muscular.

Offline Joanir

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 39
  • Votos: +0/-0
Re:Sobre reagir no automático. (ou você é o que você treina)
« Resposta #5 Online: Março 13, 2017, 14:42:53 »
Osu! Obrigado pelas ponderações.