Autor Tópico: Karatê não tem filosofia  (Lida 39444 vezes)

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #30 Online: Julho 31, 2008, 11:10:12 »
Tradução feita por sensei Getúlio que está na comunidade KKC.
Oss.

Offline Avi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.933
  • Votos: +2/-1
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #31 Online: Julho 31, 2008, 11:18:40 »
Eu vejo da mesma forma.
"Permanecer no Eucarístico, em silêncio, espera e adoração, lapidando almas para Ele."

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.471
  • Votos: +1/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #32 Online: Julho 31, 2008, 11:36:09 »
Oss,

Pagar pau para os japoneses... Isso eu não faço mesmo! E concordo: vendo a história, eles são umas peças... Uns caras que preferem se matar ao ter que ver o rosto do oponente (Cartas de Iwo Jima mostra bem isso).

Admiro apenas os trabalhos daqueles que realmente contribuíram para algo: pode ser japa, inca, asteca, olmeca... Tanto faz...

Mas dizer que porrada é filosofia...

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline RicardoCosta

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #33 Online: Julho 31, 2008, 11:47:09 »
Olha....
Lamento, mas vocês estão escrevendo algo que está diretamente ligado a minha área de atuação. Tentei deixar passar, mas vou ter que escrever. Na verdade por detrás de tudo há alguma filosofia. No caso do Karatê, pode não estar diretamente ligada a arte, mas há sim uma filosofia. Quando Yahara diz que tem um só objetivo está falando sobre a filosofia dele e quem treinar com ele vai ser influenciado por essa filosofia. Se vai ou não levar a filosofia adiante é outra história.
Meu karatê tem sim filosofia. Ensino para meus alunos que eles não devem usar karatê para ficar brigando na rua, ensino que não devem ficar mostrando o karatê deles, isso é filosofia. Concordo que o Karatê não está diretamente ligado ao Budismo, na verdade ele é uma arte marcial que de fato não tem lá muita influência "religiosa", porque não foi criada por monges, como foi o caso do Kung Fu, mas dai a dizer que "não tem filosofia" é um grande equivoco.
OSS
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline Avi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.933
  • Votos: +2/-1
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #34 Online: Julho 31, 2008, 12:24:51 »
Sensei Ricardo

Mas como voce ve especificamente esa questão de karate moldar carater? Acho que era mais nesse sentido que estavamos falando. Quando vc diz que ensina seus alunos que karate não é pra brigar na rua, voce esta dando uma orientação de alguem maduro para que eles não se arrisquem e tambem não sejam covardes com o poder de saber bater corretamente. Mas moldar carater é coisa que vem de casa e não da academia.

oss
"Permanecer no Eucarístico, em silêncio, espera e adoração, lapidando almas para Ele."

Offline RicardoCosta

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #35 Online: Julho 31, 2008, 12:51:35 »
O.K. Avi.

Nesse quesito concordo plenamente com você.

OSS
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline Pablo Vinícius Smanioto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 216
  • Votos: +3/-18
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #36 Online: Julho 31, 2008, 14:15:47 »
Não adianta ficar recitando dojo kun e niju kun, bater no peito e dizer que é seguidor do Budo e quando sai do dojo, rouba, trapaceia, engana, bate na mulher, nos filhos, se arranja com mais outros covardes e sai pelas baladas da noite socando e chutando qualquer ser vivente.

O Sensei Ricardo pela sua formação ensina que não se deve sair brigando na rua, o que é bem diferente de se defender de uma agressão injusta e que o Karate não é objeto de se ficar mostrando na rua e pros outros apenas pra se vangloriar.

Mas isso é o que o Sensei Ricardo ensina e não o que o Karate ensina, o Karate ensina é socar, chutar, dar joelhada, cotoveladas, tirar o oponente o mais rápido possível de ação somos nós seres humanos que dizemos "Sim o Karate ensina machucar as pessoas, mas nós devemos por nós mesmos saber que isso não é sempre a saída correta para todos os problemas!".

Pra mim isso foi o que o Karate conseguiu me ensinar: Somente eu ser responsável pelos meus atos e atitudes e mais ninguém.

Offline Ookami

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 9
  • Votos: +0/-1
  • Aprimore sua mente de modo contínuo (G. Funakoshi)
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #37 Online: Julho 31, 2008, 15:46:34 »
Li os posts até achar que não precisaria 'dar meu pitaco' ... Aí resolvi responder ...

Caráter se ensina em casa, família, ou grupo que se possa denominar como tal, e se aprimora na sociedade (seja de forma pessoal ou profissional).

O Karate tem sim, na minha opinião, aspectos filosóficos embutidos em cada técnica a ser aprendida, em cada kata a ser dominado, em cada bunkai e kihon a ser aplicado.
O ensino e prática do Karate ajudam a aperfeiçoar o caráter, mas não mais do que o relacionamento social, independente da idade.

Karate conquanto arte marcial, arte de guerra, luta, não é militar e nem deve ser confundido com tal, são coisas bem diferentes entre si, com objetivos bem distintos.

E se pro Yahara a filosofia dele é nocautear o adversário, não é isso mesmo uma filosofia? Não vou entrar no mérito de ser certa ou errada, mas pra quem afirma que 'não existe filosofia' há um contra-senso brabo aí...

Além do que, vejo que muito se fala em filosofia, mas ao que parece pouco se entende do que seja efetivamente 'filosofia' ...

Por fim, karate se estuda, se pratica, se vive ... alguns tem consciência disso, outros não, e nem por isso são melhores o primeiros dos últimos.
Há quem pratique sem conhecer e há quem conheça e não pratique.

Haveria mais o que escrever mas não quero aborrecê-los com esse tema.


Oss!
Each criature has its own nature, what's yours?

Offline Antonio Pêcego

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 561
  • Votos: +6/-3
  • 1985 no RJ, soltando a perna em exame para shodan
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #38 Online: Julho 31, 2008, 15:55:12 »
... somos nós seres humanos que dizemos "Sim o Karate ensina machucar as pessoas, mas nós devemos por nós mesmos saber que isso não é sempre a saída correta para todos os problemas!".

Pra mim isso foi o que o Karate conseguiu me ensinar: Somente eu ser responsável pelos meus atos e atitudes e mais ninguém.

Caro Pablo,

Coaduno em parte com o seu pensamento, sendo que do trecho acima com o último parágrafo, contudo tomo a liberdade de discordar que "o Karate ensina machucar as pessoas, mas nós devemos por nós mesmos saber que isso não é sempre a saída correta para todos os problemas!", pois em se admitindo essa máxima se diria que o karate é uma arte de ataque quando o é de defesa, pois do contrário os katas não iniciariam sempre com uma defesa.

O machucar pode ser uma conseqüência de uma defesa bem executada ou de um contra-ataque bem feito, mas dizer, por si só, que o karate ensina a machucar as pessoas, vai de encontro a tudo aquilo que sempre aprendi no karate, embora respeite a sua opinião e não esteja colocando à prova o seu conhecimento dessa nobre arte.

Acho, no particular, que o Ricardo Sensei se expressou corretamente, fechando a questão sobre o karate ter ou não filosofia, concordando com a boa colocação do Ookami
Oss !!!
Momo
"Conhecer os outros é sabedoria, conhecer a si próprio é Iluminação." Lao-Tzu

Offline Pablo Vinícius Smanioto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 216
  • Votos: +3/-18
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #39 Online: Julho 31, 2008, 16:28:44 »
Sempai Antônio:

Sou apenas um kohai, não sou um rapaz tarimbado não ehehehehehehehehehhe. Acho que me expressei errado sobre "machucar pessoas" poderia ter colocado "pra se defender contra agressões" pois isso realmente o Karate ensina, não ter o instinto Ryan Gracie de matar/pilhar/destruir e depois morrer anestesiado dentro de uma cela e sim evitar o confronto e se este ocorrer, terminar de uma maneira mais rápida e eficaz dentro do possível.

Obrigado pelo toque!

Offline Antonio Pêcego

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 561
  • Votos: +6/-3
  • 1985 no RJ, soltando a perna em exame para shodan
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #40 Online: Julho 31, 2008, 21:25:19 »
Caro Pablo,

Sempai ?? ... tô quilhado...rsrsrs...quem disse que karate não tem filosofia ?? em momentos diversos da nossa vida terrena seremos kohai e em outras sempai...ehehe...

Oss !!!
Momo
"Conhecer os outros é sabedoria, conhecer a si próprio é Iluminação." Lao-Tzu

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #41 Online: Outubro 10, 2008, 12:03:54 »
Muito oportuno esse tópico!! Apesar de não estar ativo na época em que a discussão estava acalorada, sinto-me à vontade para postar agora. Até porque esse é um dos assuntos que mais me atrai. Pensava até em criar um tópico com esse tema. Mas visto que já foi criado e grandeza de comentários publicados, melhor caminho, creio eu seja, entrar na conversa. (por isso acho tão importante lermos primeiro, nos interarmos sobre as coisas, sobre o fórum e seus participantes, antes de sair postando e poluindo o fórum e os os tópicos, né? apesar d’eu reconhecer de já tê-lo feito algumas vezes... foi mal!) vamos lá então!
Tudo começou, pelo seguinte. Discordo em pouquíssimos pontos da “filosofia” do meu professor. E dentre esses pontos discordantes está justamente esse: “o karate como formador moral”. Meu professor acredita que o karate muda as pessoas, torna-as melhores... assim como muitos aqui, também pensam.. não que eu discorde completamente disso.. a parte principal da discórdia, é no ponto em que meu professor (particularmente, ele deixa transparecer isso.. pelo menos eu interpreto assim), é que ele acredita que a pessoa se transforma só de virar karateca, entrar na academia, começar a praticar os kihons e os katas, a convivência (eu diria que ele meio que acredita num passe de mágica..). Eu discordo dele.
Quando chega algum pai (ou mãe) querendo colocar o filho, e vai ter “aquela conversa” pra sondar as coisas, eu sinceramente fico com vergonha ao ver meu professor falando. Acho que ele viaja muito. Mas os pais adoram! E quando chega um molequinho já com instinto “troço ruim” mesmo? Aí é que é pior ainda! Aqueles moleques que fazem $%&! na escola, xingam professora, batem nos colegas, arrumam briga todo dia, são suspensos, enviados pra secretaria, alguns até expulsos do colégio, os pais não têm o menor controle sobre a criança, não sabem o que fazer, estão desesperados, aí meu professor na maior calma e certeza do mundo diz: “pode colocar ele aqui, que aqui ele vai melhorar e você vai ver o resultado!” (parece até pastor de igreja falando! Ou esses caras que põem anúncio: “trago seu amor de volta em 4 dias!”)...
Bom... acontece o seguinte, analisando friamente. Quando dá certo, de a criança (ou pré adolescente) atentada, realmente se identificar e gostar do karate, e querer fazer a “coisa”, normalmente é porque a criança pensa o seguinte: “pô, eu já sou $%&!, já bato em geral no colégio sem saber $%&! de karate nenhum! Sabendo karate então eu vou dominar a rua, o bairro, o mundo!.. é vou me esforçar!” e aí então, nós que damos aula é que temos que ficar após as aulas (ou antes de começar) chamando o pestinha num canto e ficar conversando com ele, dizendo que ele tem que estudar, que não pode ficar batendo nos colegas na escola, que se não a mãe vai tirar ele do karate e ele vai perder a chance de aprender mais, e que isso não se faz, bater nos outros que não tem domínio do corpo como ele, mas que ele precisa trabalhar a mente, que o karate não é só isso, que ele precisa estudar o dojo kun, (ah!! essa parte aqui é a melhor!!! Vejam) que se ele ficar fazendo coisas erradas e a mãe dele for reclamar conosco novamente lá no karate, que ele vai ficar impossibilitado de fazer exame de faixa (normalmente usando essa última frase, agente consegue cooperação da criança.. mas é incrível, passou o exame o moleque volta a fazer $%&! de novo! Daí eu tiro que o karate pelo karate somente não ensina valores morais.. nós é que temos que ficar em cima, batendo nessa tecla.. por que? Porque nós somos bonzinhos? Não.. porque não queremos nossa “academia” suja na praça, mal falada, reconhecida como sendo formadora de pit-boys.. só por isso..). Enfim, aqui nós até conseguimos isso, muitas das vezes conseguimos êxito. Mas é muito mais por conta desse trabalho conjunto com o karate. E porque temos sim essa preocupação com o karate. Eu tenho essa preocupação com os alunos. Incentivo para que eles estejam bem na escola.. faço pressão para que eles pensem que se não estiverem bem na escola não poderão fazer exame de faixa. Incentivo os pais a falar conosco se o moleque estiver “aprontando” em casa. (para que possamos negociar com a criança e ajudar os pais de alguma forma).. e os pais usam bastante esse artifício! Usam mesmo! Final de ano, o que aparece de boletim escolar pra gente ficar “apreciando”, não tá no gibi! Hehehe.
Eu penso que karate e trabalho psicológico (não digo nem filosófico, pois criança não “saca” muito de filosofia e adulto normalmente já tem suas filosofias formadas).. penso que karate e trabalho psicológico sejam coisas distintas.
Meu professor acha que as duas coisas andam juntas. Eu acho que “devem” andar. Mas por si só, elas não andam juntas. É preciso que alguém queira que isso ocorra... e mesmo querendo, é um trabalho muito árduo, conciliar as duas coisas. E aqui eu falo com relação ao ensino de adultos. É muito difícil chegar pra um marmanjo, ensiná-lo as bases, técnicas, defesas e ataques do karate e ao mesmo tempo passar os conceitos éticos do dojokun. É muito difícil. Mas eu acho que é importante. Assim como o uso do karate-gui, o fato de o karate-gui ser branco, o respeito, a saudação inicial e final, a expressão “oss”... mas eu entendo, penso que tudo isso, hoje em dia seja somente para não perdermos o foco, principalmente. pra estarmos sempre lembrando, refletindo.. filosofando!
E karate tem filosofia sim. Não filosofia religiosa, concordo. Mas é claro que tem. Se tem objetivo, tem filosofia, não é? Qual é o objetivo? É se defender? Então podemos dizer que a filosofia do karate é praticar uma defesa cada vez melhor. Se o objetivo é atacar.. então... Vai de cada um. Falar que não tem é ignorar algum detalhe.. no mínimo.
Oss!
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline Jose Fernando Pimentel

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 272
  • Votos: +5/-5
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #42 Online: Outubro 10, 2008, 17:50:55 »
22, tu gosta de escrevar pra caraca ! Acho que Karate é uma excelente via educacional, mas isso depende da identificação do aluno com os valores que praticamos nos treinos. Se ele for "do mal", é difícil melhorar, pois os valores que pregamos meio que enchem o saco dele, e aí acaba parando de treinar.

Oss.

PS: Hoje é meu aniversário de faixa preta e todo ano tomo um chopp para comemorar. Quem for tomar umazinha hoje, considere-se convidado e brindado.

Offline Antonio Pêcego

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 561
  • Votos: +6/-3
  • 1985 no RJ, soltando a perna em exame para shodan
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #43 Online: Outubro 10, 2008, 18:42:10 »
Parabéns pelo aniversário !!
Momo
"Conhecer os outros é sabedoria, conhecer a si próprio é Iluminação." Lao-Tzu

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re: Karatê não tem filosofia
« Resposta #44 Online: Outubro 12, 2008, 14:12:06 »
22, tu gosta de escrevar pra caraca !
;D ;D :D

Acho que Karate é uma excelente via educacional, mas isso depende da identificação do aluno com os valores que praticamos nos treinos. Se ele for "do mal", é difícil melhorar, pois os valores que pregamos meio que enchem o saco dele, e aí acaba parando de treinar.

é... o problema pra essa garotada é que os "valores" que nós tentamos passar (dojo kun), entram por um ouvido e sai pelo outro.


PS: Hoje é meu aniversário de faixa preta e todo ano tomo um chopp para comemorar. Quem for tomar umazinha hoje, considere-se convidado e brindado.

Parabéns! e pode deixar, vou brindar em sua homenagem!!

Oss!!
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)