Autor Tópico: Elitismo VS popularização  (Lida 9097 vezes)

Offline Avi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.933
  • Votos: +2/-1
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #30 Online: Setembro 15, 2008, 13:24:08 »
Oss!

A muitos anos atrais, quando comecei a jogar RPG (¬¬" antes que alguém faça graça, estou falando do jogo e não do exercício) existiam sistemas para todos os níveis de "habilidade" e interesse.

.


Só pra constar as pessoas zoam a sigla RPG quando é o jogo mesmo, a fisioterapia (reestrturaçaõ postal global) é excelente, o jogo é que ficou conhecido como coisa de nerd. Por sinal na liberdade onde eu moro tem uns sujeitos muito estranhos que jogam isso.

oss
"Permanecer no Eucarístico, em silêncio, espera e adoração, lapidando almas para Ele."

Offline DoghQuch

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 318
  • Votos: +0/-7
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #31 Online: Setembro 15, 2008, 13:28:37 »
Oss Avi,

Os caras estranhos são gente fina, os caras normais é que me assustam.
"E depois de tudo, céu e terra aí estão, como se nada tivesse acontecido.
  A essa altura, a vida e as ações de um homem têm o peso de uma folha
  seca no meio da ventania..."

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.858
  • Votos: +14/-25
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #32 Online: Setembro 15, 2008, 13:37:56 »
OLá! D
Avi,Vc. também é muito estranho e faz Karate.
 ;D ;D ;D ;D ;D ;D
Oss!
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline Avi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.933
  • Votos: +2/-1
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #33 Online: Setembro 15, 2008, 13:39:31 »
OLá! D
Avi,Vc. também é muito estranho e faz Karate.
 ;D ;D ;D ;D ;D ;D
Oss!
Pedro

Isso não de discute, devo assumir mesmo.

oss
"Permanecer no Eucarístico, em silêncio, espera e adoração, lapidando almas para Ele."

Offline ToraNoMaki

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 434
  • Votos: +2/-0
    • http://www.kenshinkan.com.br
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #34 Online: Setembro 15, 2008, 16:37:49 »
Oss.

Avi, desculpe a demora, estou acessando pouco o fórum ultimamente. Realmente houve uma parada de uns 2 anos, treinando bem pouco por causa dos estudos. Mas entendo que um mínimo de uns 4 ou 5 anos não é nenhum absurdo.

Quanto à popularização, acredito que há uma seleção natural dentro do próprio Karate. Afinal de contas, depois de alguns anos, olho para o lado e vejo uns 2 ou 3 que ainda estão na ativa comigo desde que começamos. A maioria para ou migra para outras coisas ou outros dojos.

Hoje, na preta, acabo sabendo menos do que sabia antes. É natural. Quanto mais eu estudo a arte, menos eu sei.

Oss.

Offline Rodrigo (Rodfu)

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 776
  • Votos: +0/-0
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #35 Online: Setembro 15, 2008, 17:04:03 »
Eu sou 3º dan da faixa roxa. Oito anos nela. Aquela parada que a maioria faz quando trabalho e estudo viram prioridade. Treinando pouquissimo, devo ter parado total 2 anos ou mais. Um dia o sensei olhou pra mim e disse "Não me aparece mais aqui com essa faixa, não aguento mais olhar pra ela". :)

Sobre os colegas antigos, achei perdida num livro minha foto do exame da branca, acho que 93. Sou o único dos 30 (a turma era ainda maior e durou assim alguns anos) que aparecem lá que continua treinando...
Abraços,
Rodrigo

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #36 Online: Outubro 07, 2008, 17:07:44 »
Não é uma questão de populismo o problema.

Não vejo também da forma como o Pedrão falou. Digo, vejo, mas não vejo. Por exemplo ele disse:
hoje em dia é proibido falar disso ou daquilo, sob pena de ser taxado de "preconceituoso", e em muitos casos esse preconceito dá cana.
Mas mesmo assim vou te colocar o que Vc. já sabe e só perguntou para encher o saco:
A tradução de "popularização", que eles colocaram, querem dizer que o Karate não deve ser ensinado para "gente burra" e de "baixo nivel educacional", e Vc. já sabe de quem estou falando, não é de raça, ou credo, é de gente "mané" mesmo.


Primeiramente acho que não devemos nunca negar conhecimento a ninguém. Informação a ninguém. Só por que o cara é burro ele não pode treinar karate? E o que é ser burro? É relativo... (isso dá outro tópico.. e bemmm graaaande...). Pelo contrário! Se o cara é burro, mas tá querendo aprender, já é um sinal de que ele não é tão burro assim. E quem somos nós pra dizer se fulano é burro ou inteligente? Só de olhar? Pela roupa? O jeito de andar? O lugar que ele mora? O nível de escolaridade? Quantas faculdades ele fez? Uma prova escrita? Qual critério? Mas bem.. já falei, se for pra discutir isso (burrice ou não) seria melhor abrir outro tópico.
Mas concordo com o Pedrão, com o que acho que ele quis dizer com isso tudo, é que não devia-se vender faixas ou graduações a ninguém no karate. O que tá “quebrando-a-corrente” não é a popularização, e sim a banalização. Às vezes o cara não sabe $%&! nenhuma, nem kihon o cara sabe fazer direito, não conhece os nomes dos golpes, só pra citar alguns poucos exemplos, mas vai lá, paga pra fazer o exame e, pronto, passa. Agora o que mais já apareceu lá onde eu treino (que eu nem vou chamar mais de academia, em respeito ao lugar que vocês treinam rsrsrs), foi gente achando que era só chegar lá, fazer uns treininhos molengas que só porque tava pagando a mensalidade e estava disposto a pagar o exame quando fosse a época, que ia fazer e ia passar numa boa. Não. Não é assim que acontece. E sabe quem é que vai pra “lá” treinar que vem com esse pensamento? Não são os ferrados pobres e semi-analfabetos que treinam conosco não. 95% das vezes são os moleques metido a playboizinhos da área que normalmente têm uma condição financeira melhor que a dos demais, e em dia com as matérias escolares (quiçá já na faculdade e tudo) que chegam com esse pensamento: “Vou fazer karate porque é istaile”. Portanto, são pessoas com nível educacional muito bom, filhos de alguém que nunca é “pouca $%&!”, normalmente branquinho e bonitinho, que vem com essas intenções.
De verdade a molecada carente, quando resolve entrar no “judo” (como eles sempre falam na primeira aula), é pra (1) fazer recreação (E não estão nem aí pra faixa, graduação e $%&! nenhuma - aí não tem jeito.. só dando esporro, mesmo!) ou (2) pra meter a porrada em alguém na escola/na rua (aí cabe a nós que estamos ensinando, mostrar pra ele que karate é mais que isso, não é pra sair dando porrada em ninguém, que no karate existe respeito e hierarquia, budô acima de tudo, que do contrário ele vai estar fora dos planos. Confesso que esses são os melhores alunos. Esses são os que eu mais gosto. Os mais determinados.). E por incrível que pareça, o segundo caso é o que menos encontramos.
Agora chamar popularização essa vergonha que é a venda de faixas, o comércio de faixas? Isso não é popularização nem aqui nem no Japão. Karate tá virando uma coisa só pra quem tem dinheiro (ou que conhece algum japonês). Cobrar mil ou quinhentos reais um exame de faixa, isso é popularizar? Ou, pior ainda, como bem lembrou o Antônio Pecego:
”No geral, penso que o karate se popularizou nos últimos tempos, mas vejo com preocupação um perfil com tendência elitista nas exigências que estão sendo feitas aos karatecas de kumite em competição, com aquisição de luvas, protetores de canela e pé que apresentam um custo elevado, dificultando, sob esse aspecto, na minha ótica, uma maior popularização do karate como competição que é, quer queiramos ou não, o chamariz da garotada ou da massa na atualidade.”.
Cobrar armadura de power ranger pra participar de campeonato, isso sim é prova de elitismo.

Oss!
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline KATASHOTOKAN

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
  • Votos: +0/-0
  • KARATE-DO só quem pratica sabe a força que tem
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #37 Online: Dezembro 26, 2009, 22:19:09 »
Meio complexo
“O propósito supremo do KARATE-DO não está contido na vitória, nem na derrota de adversários, mas, no aprimoramento do caráter, da personalidade e da honra de seus praticantes."

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re: Elitismo VS popularização
« Resposta #38 Online: Dezembro 28, 2009, 10:06:33 »
é bastante complexo...
inteiramente complexo.
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)