Autor Tópico: A Verdade sobre as Org. do Japão  (Lida 9697 vezes)

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.936
  • Votos: +1/-19
Re: A Verdade sobre as Org. do Japão
« Resposta #45 Online: Dezembro 26, 2010, 15:24:50 »
Concordo com a Sandra.
Nao estou nem ai com o Karate Esporte. A JKA hoje é Karate esporte, portanto  nao serve mais pra mim.
Os Mestres vem aqui, fingem que ensinam alguma coisa, e os Mestres daqui, apesar de ver o certo, fingem que nam veem, e continuam a ensinar o Karate deles. Portanto, para que atualizar?
Acompanhem os livros de Nakayama e vc tera um bom Karate, e faça como a Sandra, procure um vom Dojo que ofereça bons treinos.
E deixe a politica para quem gosta de sofrer!!
Profiro sofrer nos treinos!!
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Dan

  • Visitante
Re: A Verdade sobre as Org. do Japão
« Resposta #46 Online: Dezembro 26, 2010, 17:39:42 »

Roberto me desculpe, mas eu não concordo com a maioria das pessoas que preferem permanecer na bunda e esperar até que aconteça ou bem... tirar sua cobertura ao outros ! O resto e, especialmente, a verdade é que aqui ninguém inveja de mudança... NINGUEM !!

Agora não venha me dizer que é uma história de Budo ou de blablabla... da ética, de Nakayama, Nishiyama ou do outro Japonese ou igual. Realmente é bobagem pura e não é só fazer o divertimento da boca das pessoas. E facil de cuspiar na sopa, não por alguns de vocês... E ou não é ?


sandraherbst

  • Visitante
Re: A Verdade sobre as Org. do Japão
« Resposta #47 Online: Dezembro 26, 2010, 20:20:16 »
Oss
Em toda a  minha vida, falei sempre por mim mesma.
Não tenho um dojô e nem aspiro  ter.
Treino artes marciais desde os 4 anos, hoje tenho 49.
Passei por 2 estilos diferentes de karatê e me encontrei melhor no shotokan.
Não vejo um estilo melhor que outro estilo, a eficiência de uma arma depende mais da pessoa que a manuseia do que da arma propriamente dita.
O karatê, no passado, teve força para lutar contra o jugo de uma federação de pugilismo porque eramos unidos. Hoje, desunidos, não temos força. Alguns tem poder político e financeiro manobrando karatecas e dojos, valendo-se desta desunião. Ganham força eles próprios enfraquecendo a do karatê.
Não busco louvor, dinheiro ou aprovação, apenas expresso aqui a minha indignação.
Lamento por quem forma um mau professor (Sensei), apenas pelo dinheiro que recebe pelo dan, lamento mais ainda pelos alunos que pagam por uma informação insuficiente, ou pior, equivocada. Lamento que o karatê que aprendi a amar e respeitar tenha sido vendido por aqueles que deveriam zelar pela sua fiel transmissão, reduzindo-o a um grotesco espetáculo.
Apenas lamento.
Como disse, me resta treinar em um bom dojô.
Grata pelas suas respostas Dan e Katsumoto, as diferenças são feitas para serem discutidas e pensadas, a busca de soluções passa por discutir as divergências. Elas nos levam ao que chamamos de  " pontos em comum", que é o que sobra após aparadas todas as arestas.
Gde abç
Sandra