Autor Tópico: Inicio 1989 Shodan 2013  (Lida 8632 vezes)

Offline muluk

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 242
  • Votos: +0/-0
    • clube do karate
Re:Inicio 1989 Shodan 2013
« Resposta #45 Online: Janeiro 22, 2014, 07:06:27 »
Interessante....

Só acho que não deveria haver shiai kumite em exame de faixa preta.

Concordo com Felipe, entendo que o examinador foi feliz no seu entendimento que ao praticante de karate não é OBRIGATÓRIO aprender sobre competições. A mim já foi exigido, além do shiai, arbitrar uma luta durante um exame, isto sim é uma concepção esportivista.
Sobre retirar o Jiu Kumite, achei errado a intervenção. Seria uma ótima oportunidade de corrigir e ensinar aquilo que não estão fazendo correto, reprová-los não ajuda a resolver o problema, ignorar o conhecimento pior.

OSS!

Meu exame de shodam teve jiu kumite. Quando o karateca vem desenvolvendo durante seu treinamento uma luta mais solta e livre como o jiu kumite, não tem como fugir a técnica no exame de preta, isso enraiza na mente, e inclusive é a hora de mostrar que terá auto-controle em situações reais, pois essa é a excência do karate, uma luta marcial.
Luis Fernando dos Reis
Faixa preta 2ºDan
www.facebook.com/luisfernando.reis1

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Inicio 1989 Shodan 2013
« Resposta #46 Online: Janeiro 22, 2014, 19:10:52 »
Osu, amigos!

Tsuki, obrigado por compartilhar sua experiência!

Os amigos abordaram questões bastante sérias sobre avaliação e conduta para essa avaliação.
Um quesito das examinações é sua subordinação à Federação afim. Isso faz com que, examinadores estejam amparados para suas decisões, e neste caso, elas se movimentam como melhor compreendem o ambiente em que vivem e isso é legítimo e válido federativamente.

Compreendo a preocupação dos amigos, mas, Karate moderno é isso! As federações podem graduar e graduam legalmente, portanto, legitimamente. independente dos conceitos mais diversos sobre o que se define por artes marciais.

A questão do Jyū Kumite eu até entendo. Há muita coisa por trás de alguém se machucar sob a responsabilidade de alguém.
Eu duvido se um aluno, seja a graduação que for, fizer uma denúncia/acusação jurídica de dolo na conduta do Kumite, se não acarretará um "pepino" bem grande para os responsáveis.
outro fato é a estupidez cultural de certos praticantes.
Desconheço por completo os motivos que levaram o responsável a determinar tal anulação daquela prática, mas, como responsável ela é legítima.

Não estou discordando de ninguém, aqui. Só apresentando mais pontos de vistas para ficarem disponíveis para a consulta de nossos foristas. Também não preciso atestar minha opinião sobre o que é certo em termos de exame e, isso porque, as Federações possuem suas regras e só isso vale nessas horas.

Se o Tsuki é CBK e fez seu exame pela CBK, então a cobrança foi o suficiente para considerar o Tsuki avaliado e apto. Se fosse de outra Federação e a avaliação fosse completamente diferente, então a validade também seria legal devido a legalidade de sua federação. Se ambas as examinações redundassem em uma prática totalmente diferente e até conflitante, isso em nada impediria a legitimidade de ambos os graduados por esses exames, pois essa legitimidade está na legalidade de sua Federação.

Isso foi uma "conquista", que no estilo Shōtōkan iniciou com Nakayama-sensei, quando ele optou por fazer desse estilo um estilo competitivo, agravou-se quando outros Mestres se desvincularam de suas agremiações, criando outras (Nishiyama-sensei), e resulta exatamente no que temos hoje: exames os mais diversos possíveis, mas, todos legais!

Certamente não é essa "bagunça" federativa que qualifica nosso amigo Tsuki. Ele sabe disso e nós também sabemos.

Osu.
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:Inicio 1989 Shodan 2013
« Resposta #47 Online: Janeiro 23, 2014, 06:53:48 »
o que importa é o que o cara sabe e estar em paz com a graduação. Por isso só importa confiar no exame do próprio sensei antes do da federação. Ja falei que pra mim não é necessário lutar pra ser preta, mas convenhamos, nem um "balança roseira" em exame de cara jovem e saudável pela descrição do amigo ta mais pela banca saber que os candidatos não tem competência pra cumprir o quesito (e seus professores de ensinar) e querer cumprir agenda mesmo assim. Se não soubessem kihom e fossem os picas no kumite, ia faltar kihom no exame? Os professores devem exigir mais nos treinos e melhorar a metodologia também.
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline Tsuki

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.054
  • Votos: +0/-0
Re:Inicio 1989 Shodan 2013
« Resposta #48 Online: Janeiro 23, 2014, 08:36:46 »
È uma questão complexa mesmo. Sensei George, que deu esse anucio da retirada do jyu kumite dos exames, é uma das poucas excessões da Federação. Seus alunos nao participam de campeonatos e seu ensino é bem tradicional e Jyu kumite é comum em suas aulas. Onde treino tbm nao treinamos para campeonatos, apesar da minha Associação ser bem competitiva, deixamos a competição para os outros nucleos da Associação, onde a maioria dos praticantes são crianças e adolescentes, e eles gostam de competir. Mas a maioria esmagadora dos dojos treinam focados em competição nao tem didatica alguma que os prepara para o Jyu kumite. No treino explicativo que houve antes do exame eles explicaram o pq da retirada do jyu kumite, e mostraram como é um jyu kumite (dois senseis lutaram). E explicaram que que nós que nos graduamos agora, deveriamos buscar essa pratica, pq apesar deles encorajarem os senseis a ensinarem essa pratica, nenhum deles dão ouvidos, e os alunos não são culpados pela falta de seus senseis.
« Última modificação: Janeiro 23, 2014, 08:40:00 por Tsuki »
Oq define um bom Karateka segundo Shoshin Nagamine:

"Punho infernal, coração santo."

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +0/-0
Re:Inicio 1989 Shodan 2013
« Resposta #49 Online: Janeiro 23, 2014, 08:59:01 »
LUTEI COM UMA VOZINHA no meu exame para shodan.

Embora exista um programa, não há nada como um protocolo que impeça mudanças nos exames de faixa, a CBK deixa livre e as bancas variam não só de federações estaduais, mas de exame para exame. Por exemplo: Vi examinandos acima de 35 serem dispensados do Jiu kumite, praticamente com os mesmos avaliadores que me puseram aos 21 fazer jiu kumite com uma senhora de 60.

OSS!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.