Autor Tópico: Kenshusei  (Lida 6628 vezes)

Offline RicardoCosta

  • Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Kenshusei
« Resposta #30 Online: Julho 21, 2006, 23:07:35 »
A verdade é que a mentalidade para a formação de kenshunseis é uma mentalidade samurai. E por mais que a gente aqui no ocidente fale que somos e acontecemos, não entendemos a cultura deles e somos bastante preconceituosos porque eles agem e pensam diferente de nós.
Oss
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Neto110

  • Visitante
Kenshusei
« Resposta #31 Online: Julho 22, 2006, 00:11:24 »
Sobre o preconceito podemos falar que o vice-versa existe também.

Sobre o golpe único: descobriram que nem todo mundo matava com um golpe só, ou nem todo mundo morria com um golpe só, o que , para mim é a mesma coisa.

Na prática, some o ufanismo e fica só a realidade, que nem sempre é tão colorida como gostaríamos que ela fosse.

Offline RicardoCosta

  • Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Kenshusei
« Resposta #32 Online: Julho 22, 2006, 08:23:01 »
Olá Neto.
Concordo com vc sobre o fato do preconceito ser vice e versa, mas é que aqui no fórum tem muito mais expressões do nosso lado, nunca encontrei aqui um Japones falando mal dos ocidentais, mas nós vivemos metendo o pau neles. Quanto a questão de um golpe só, minha opinião é a seguinte: o karatê foi desenvolvido em cima do Bushido. Um Samurai podia matar com um golpe só, porque usava uma espada, acho que o espírito prevalece em relação a mentalidade, mas é óbvio que na prática isso não é possível na maioria das vezes, usando apenas o corpo.
Oss.
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline Juan (opasto)

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 416
  • Votos: +0/-0
Kenshusei
« Resposta #33 Online: Julho 22, 2006, 09:25:28 »
Como concluiu Scott Langley a essência do kenshusei é a motivação para a superação e consequentemente o aprimoramento técnico, físico e mental.

Quando iniciei meus treinos de karate (1988) me lembro que não se esforçar durante o treino ou faltar coma a etiqueta (conversa, risadas, não amarrar a faixa direito, não tirar o relógio, não dizer oss, etc) era
sinonimo de castigo físico. Tinha que pagar cangurus ou flexões pelo deslize. Eventualmente rolava um "fulano está treinando sem kime, vamos fazer x cangurus por isso". Tinha o "pau bento" que consistia em  dar bastonadas nas pernas de quem não estivesse coma base firme. Quando o Sensei pegava aquele bastão vc fazia força até com o ...
Quem folgava demais era massageado com calejamento de tsukis no abdomen. Tinha aquele maldito "grande afastamento" onde o Sensei forçava a abertura lateral das pernas, "se quiser que continue grite oss, se estiver doendo e quiser que pare grite oss"

Também tinha um faixa marrom, extremamente carrasco. O cara era um animal, fazia o treino inteiro com caneleira com peso, me lembro que ele dava yoko geris nas colunas de alvenaria do dojo e conforme ele aumentava a força caia o reboco do teto pelo tatami. Uma vez em que eu era faixa amarela um faixa branca esqueceu de tirar o relógio e esse fx marrom perguntou para ele que horas eram e o cara respondeu as horas. O dojo inteiro caiu na gargalhada e o fx marrom, sem mudar a expressão, ordenou: quem riu paga 30 cangurus! Alguns espertinhos, como eu, se fizeram de tontos e não pagaram. O preço pela graça foi ter que encarar o fx marrom no kumite onde ele nos fez voar para fora do tatame com seus yoko geris. Não preciso dizer que aprendi a lição mais que rápido.

Com certeza não deve existir nenhum praticante de karate que não tenha passado por várias dessas.

Quando voltei a treinar, depois de um longo período parado, no ano passado e no mesmo dojo, esse tipo de "castigo" não acontece mais e é notória a falta de etiqueta e de se superar da grande maioria dos alunos. Meio que fica a cargo de cada um até onde quer ir.

Parece que essa diferença entre o passado e o presente é uma constante na maioria dos dojos. E sem dúvida deve ser um dos motivos do karate estar no ponto que se encontra hoje em dia.

Concordo que isso é extremamente perigoso e selvagem, mas eu acredito que não se forma eu bom karateca sem passar por esse tipo de pressão. Não são todos que conseguem suportar isso, e ai chego num tópico antigo que perguntava se as artes marciais eram para todos. Na época tive preguiça de escrever, mas justamente por isso acho que as artes marciais não são para todos.
OSS!
Juan Claudio Martin

Offline RENGO-KAI

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 387
  • Votos: +0/-0
Kenshusei
« Resposta #34 Online: Julho 22, 2006, 09:45:32 »
Opasto...
também passei um pouco disso que vc falou...
ATUALIDADE, sou profissional de Karate, se fizer o que fizeram comigo no DOJO vou preso, Estatuto da Crainça e Adolecente.
Mas não preciso amolecer na disciplina e  etiqueta,por isso já perdi muitos alunos... e todos aqueles que trabalham sério( karate forte, sem moleza, exige compromissos de seus alunos, disciplina) está fadado a ter poucos alunos. Pois a maioria da Clientela, é preguiçosa, relaxadae não valoriza esse trabalho.

Offline RicardoCosta

  • Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Kenshusei
« Resposta #35 Online: Julho 22, 2006, 13:53:14 »
Esse é o reflexo de nossa sociedade atual.
Gente que quer aprender trocar porrada sem esforço e técnica.  Por um lado, achamos que os treinos de alguns como os para a aformação de kenshuseis são loucura e animalescos, mas depois admiramos o pessoal de Vale Tudo e MMA, dizendo que os caras arrebentam e duvidando do que o karatê pode nos dar. Vai entender. O problema é que sem um treino sério e forte (não animalesco) não podemos ter condições de conseguir um karatê forte mesmo. Há gente que faz karatê hoje que acha que até socar makiwara é besteira e depois querem um karatê forte, karatê é transpiração e não inspiração.
Oss.
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Kenshusei
« Resposta #36 Online: Julho 23, 2006, 15:11:51 »
Oss

Quais são os requisitos necessários para se qualificar para o Kenshusei?

Oss
alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida