Autor Tópico: O Mal de alguns Senseis  (Lida 1058 vezes)

Offline Chucrutis

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 259
  • Votos: +0/-0
O Mal de alguns Senseis
« Online: Janeiro 14, 2011, 14:23:40 »
Pessoal, a alguns anos atrás li esse texto na falecida revista Kiai, isso em 1900 e alguma coisa, o que pensam a respeito?


O Mal de alguns Senseis

                Talvez alguns de vocês tenham tido um professor de Educação Física, no curso colegial, como o meu. O meu tinha cerca de 43 anos e, se achava velho, era barrigudo, fumava, mostrava pouca criatividade, mandava alunos mais antigos conduzirem os exercícios e quase sempre recorria a ordem "Todo mundo suspenso!" quando a classe se tornava indiciplinada.
                Entristece-me ver que condição semelhante ocorre entre professores de Karatê. Por falta de terminologia adequada, vamos chamar essa condição de "mal de alguns senseis". Os sintomas incluem, mas não se limitam a: medo de crítica, excesso de comida e cigarro, falta de exercícios, esquecimento dos Katas e técnicas, deterioração da condição física, tendência a viver do passado, muita conversa e pouca ação, fuga do Kumitê e competições.
                O tratamento do "mal de alguns senseis" é semelhante ao de doenças como o alcoolismo. O primeiro passo é o doente admitir que tem a doença. O segundo passo é formular um plano para tratar os sintomas.
 
Eis alguns métodos:
 
 Buscar criticas construtivas, talvez com algum faixa preta de algum outro sistema ou estilo.
 
 Recuperar a boa forma física (comer, exercitar-se e dormir adequadamente, evitar definitivamente as drogas).
 
 Treinar puxado junto com os iniciantes.
 
 Aceitar o golpe marcado sobre si por um detentor de graduação mais baixa.
 
 Continuar sempre aprendendo, freqüentar seminários, visitar outras escolas e estudar artes marciais correlatas.
                O fato de ter atingido a mais alta graduação, de ter formado alunos bem sucedidos e de estar sujeito ao processo natural de envelhecimento não isentam o karateca de continuar treinando. Nós senseis, incorporamos o Ryu, damos o exemplo e temos nosso próprio Do a seguir!"

Jean C. Peyerl

"O tatame é meu chão, o kimono minha pele e a faixa minha alma"

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.425
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re:O Mal de alguns Senseis
« Resposta #1 Online: Fevereiro 04, 2011, 21:59:13 »
Deixe os gordinhos em paz, cara!
 :P
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:O Mal de alguns Senseis
« Resposta #2 Online: Fevereiro 05, 2011, 07:58:27 »
Oss

desde quando tem Sensei assim  :o :o :o :o :o

eu nunca vi  ::) ::) ::) ::) ::) ::)

Oss
alberto
yama-Alberto S. Almeida

Offline Galvão

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 5
  • Votos: +0/-0
Re:O Mal de alguns Senseis
« Resposta #3 Online: Fevereiro 05, 2011, 12:19:16 »
Já encontrei Sensei assim...
Eu mesmo, há muitos anos, como faixa branca de Judo, encontrei um desses "profissionais"...
O bom profissional não pode deixar de treinar...
No caso dos "Senseis", acho q eles têm q ser um exemplo vivo da arte que praticam...
E.T. : Não tem nada a ver com ser gordinho...

« Última modificação: Fevereiro 05, 2011, 12:22:22 por Galvão »
GALVÃO-SAN