Autor Tópico: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?  (Lida 5359 vezes)

Offline Antonio Pêcego

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 560
  • Votos: +6/-3
  • 1985 no RJ, soltando a perna em exame para shodan
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #30 Online: Julho 04, 2007, 22:11:33 »
"Qual o papel do Professor/Sensei nas opções dos alunos ?

Prezados,

Esse é o assunto colocado em pauta, sendo que inicialmente já me manifestei sobre o mesmo em mais de uma msg, mas vejam bem, o papel do Professor/Sensei é tão importante na formação dos alunos e suas opções que certa vez falaram-me uma grande máxima oriunda de um grande Mestre que resume em muito essa questão:

"Quando olhares um bom ou mal Karateca, não importa saberes quem ele é, mas sim que é ou foi seu Professor/Sensei."

Acredito que as ações e palavras forjam o homem, às vezes até mesmo como uma espada.

Oss !!!

Antonio Pêcego - Araguari/MG
Momo
"Conhecer os outros é sabedoria, conhecer a si próprio é Iluminação." Lao-Tzu

Lezon

  • Visitante
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #31 Online: Julho 04, 2007, 22:36:59 »
Meu caro A.Pêcego,

É mais que evidente que o papel do Professor/Sensei tem um papel importantíssimo
na formação dos alunos. Hoje a realidade nos nossos dojos é totalmente diferente do que era há 30 e mais anos atrás. Hoje recebemos alunos desde os 5 anos de idade, pelo que é preciso estar preparado para desenvolver todo um trabalho específico para esses escalões etários, com os quais nós não lidávamos há muitos anos atrás.

Como tal todos os treinadores de qualquer modalidade, têm-se que preparar para receber para receber e dar satisfação ao que é exigido, que é saber trabalhar no sentido em todos as  etapas de crescimento e desenvolvimento da criança e do jovem que deve ser respeitada.

É nosso dever enquadrar as crianças e jovens praticantes de karate num âmbito alargado de actividades diversas capazes de promover a interacção social, (i) quer duma perspectiva de espírito participativo,  quer duma perspectiva de espírito competitivo, afastando preconceitos muitas vezes preconcebidos nos agentes de ensino da modalidade que estão cravados em interesses de estilos, associativos, clubistas ou simplesmente económicos e/ou pessoais.

Os valores morais e sociais a desenvolver nestas faixas etárias, como o respeito, a lealdade, a motivação, o optimismo, a auto estima, a confiança, o espírito de sacrifício, a entreajuda, a responsabilidade, entre outros, assumem um papel importantíssimo e preponderante no desenvolvimento dos nossos jovens, concebendo um desporto cada vez melhor que sirva a sociedade, através da prática desportiva.

Por isso eu digo que hoje é muito mais difícil ser Professor/Sensei do que era há 30 anos, pois as exigências, as perspectivas e as condições sociais e económicas são outras. O Professor/Sensei não se pode limitar apenas aos seus conhecimentos técnicos do Karate, tem que ir muito mais além nos seus conhecimentos para fazer face às exigências que antes não existiam. Se não o fizer será com toda a certeza ultrapassado.

Hai!!!
Lezon

Neto110

  • Visitante
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #32 Online: Julho 05, 2007, 16:39:27 »
Mas Lezon... o que tem a ver o fato do Funakoshi naõ acreditar nas lendas e ele naõ ser o detentor da verdade?


Lezon

  • Visitante
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #33 Online: Julho 05, 2007, 19:12:27 »
Meu caro Augusto,

O Augusto disse:

Só para deixar registrado: o Mestre Funakoshi não acreditava nas lendas que cercavam a prática do TODE e só por isto ele conseguiu divulgar o karate no Japão.

E eu respondi:

Como deve compreender, o sensei Funakoshi não era o detentor da verdade. Aliás, ninguém o é, como é evidente.

Como sabe também, sensei Funakoshi dizia que treinar os Katas era o suficiente, enquanto que sensei Hironori Ohtsuka achava que não, razão pela qual criou oas Yakusokus Kumites.

Pronto meu caro, quem falou em lendas não fui eu. Falei sim em ele não ser o detentor da verdade, porque de facto ninguém é.

Foi só o que eu disse caro Augusto.

Hai!!! 

Neto110

  • Visitante
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #34 Online: Julho 06, 2007, 12:09:30 »
Agora eu entendi.

Mas deixa defender o Funakoshi: ele falou qeu treinar os kata era o suficiente. E eu concordo com ele! O treino do kata implica treinar a forma isolada dos movimentos, a sequência e a aplicação.

NO GOJU-ryu, inclusive eu admiro o empenho que têm com este tipo de treino levando à perfeição o treino das aplicações dos kata que dominam.

Qundo treino BUNKAI, eu treino primeiro combinado, ams depis nada me impede de treinar a forma livre, ou sem o tempo do kata desenvolvendo reflexos. :)

(Notar que naõ estou contrapondo você, mas defendendo um velhinho simpático que tinha socos muito duros e defesas doídas...) :)

Lezon

  • Visitante
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #35 Online: Julho 06, 2007, 13:20:57 »
Também entendo toda a essência filosófica que é emanada pelos grandes mestres, quer seja o Funakoshi ou o Ohtsuka, ou outros. Ambos defendemos as suas ideias, senão não estariamos aqui...

Agora cada um de nós pode divergir nesta ou naquela opinião, mas nunca nos radicalizarmos no que quer que seja, senão acabamos por caír no fundamentalismo...

Defendamos ambos a arte em si que é de fato o que interessa. Um dia verá também que o Katas Wado-Ryu não têm "mizancene" mas sim realidade, razão pela qual aos olhos dos arbitros e não só, não levam a melhor.

Abraço. Hai!! Oss!!
Lezon

Offline Antonio Pêcego

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 560
  • Votos: +6/-3
  • 1985 no RJ, soltando a perna em exame para shodan
Re: Qual o papel do Professor / Sensei nas opções dos alunos?
« Resposta #36 Online: Julho 06, 2007, 16:00:10 »
Prezados Augusto e Lezon,

Aí falaram de uma forma oblíqua o que penso, ou seja, quem tem kihon, tem possibilidades de ter um bom kata e tem o karate forjado com certeza.

Fundamental, a meu sentir, partindo do princípio que a execução de um kata é a luta contra diversos oponentes imaginários, que de fato se tenha compreensão real de cada um de seus movimentos e sua aplicação para dar conteúdo ao kata, dar vida como gosto de dizer, procurando executar os movimentos com precisão e kimê, como se realmente estivesse defendendo e contra-atacando.

Desculpem-me ter destoado do foco do tópico, mas é que gosto do assunto.

Oss !!!

Antonio Pêcego - Araguari/MG
Momo
"Conhecer os outros é sabedoria, conhecer a si próprio é Iluminação." Lao-Tzu