Autor Tópico: Matéria UOL - Lyoto Machida  (Lida 1462 vezes)

Kaiko

  • Visitante
Matéria UOL - Lyoto Machida
« Online: Fevereiro 09, 2009, 11:05:56 »
Matéria UOL: http://click.uol.com.br/?rf=home-vC-fotomedia-manchete&u=http://esporte.uol.com.br/lutas/ultimas/2009/02/09/ult4362u465.jhtm

Com "apanhar pouco" como estratégia, "samurai" Machida mira cinturão do UFC
Jorge Corrêa
Em São Paulo

Aos 30 anos, o brasileiro Lyoto Machida vive o melhor momento de sua carreira, praticamente toda dedicada às artes marciais. Filho de Yoshizo Machida, mestre de Caratê Shotokan, o lutador de MMA é uma das estrelas ascendentes do UFC, principal competição de vale tudo. Depois de vencer seu compatriota Thiago Silva na edição 94 do torneio no último dia 31 de janeiro, comemora um novo tempo em sua vida.

"O público tem acompanhado bastante minha carreira. Muita gente para para me cumprimentar, mesmo em lugares que não têm nada a ver com luta", afirmou Lyoto, que ainda está nos Estados Unidos após o UFC 94 para compromissos com seus patrocinadores.

Ainda invicto em torneios de MMA com 14 vitórias, Machida agora vive uma nova expectativa. Com esse último confronto, ele se credenciou para disputar o cinturão dos meio-pesados do UFC contra o atual campeão Rashad Evans. "Já me sinto preparado para essa batalha. Sei também que o adversário é um cara difícil, alguém que acompanho muito e que é favorito", diz o brasileiro.

Mais do que um lutador de vale-tudo, Lyoto Machida é um carateca que procura propagar a filosofia da modalidade e proclama-se um "samurai brasileiro". "Na época deles (samurais), qualquer golpe do adversário que encostasse uma única vez poderia custar um braço, uma perna, ou até mesmo a vida".

Elogiado pelo próprio Dana White, presidente do UFC, o brasileiro conversou com exclusividade com o UOL Esporte e falou sobre as expectativas em relação à sua carreira, a luta no último UFC, e a possibilidade de trocar Belém pelos Estados Unidos. Confira abaixo a entrevista completa.

UOL Esporte - Como foi e está sendo o reconhecimento do público norte-americano depois da vitória no UFC 94?
Lyoto Machida - Essa luta foi muito boa, deu um upgrade na minha carreira. O público aqui (nos Estados Unidos) tem acompanhado bastante a minha carreira. Tem muito lugar onde ando, que não tem nada a ver com luta, como restaurante e shopping, que as pessoas param para me cumprimentar. Isso mostra a popularização do esporte e fico muito feliz com isso.

UOL Esporte - Mas você se vê ajudando nesse aumento do interesse no MMA e no UFC?
Lyoto Machida - Todos os lutadores estão ajudando muito no crescimento e aperfeiçoamento da modalidade. Ajudamos a deixar o esporte mais excitante, mais emocionante, chamando o público para o nosso lado.

A INVENCIBILIDAE DE LYOTO ;


RIVAL / TORNEIO
Kengo Watanabe / New Japan Pro Wrestlin  
Stephan Bonnar / Jungle Fight 1
Rich Franklin Inoki / Bom-Ba-Ye 2003
Michael McDonald / K-1 Beast 2004
Sam Greco / K-1 MMA ROMANEX
B.J. Penn / K-1 Hero's 1
Dimitri Wanderley / Jungle Fight 6
Vernon White / WFA:King of the Streets
Sam Hoger / UFC 67
David Heath / UFC 70
Kazuhiro Nakamura / UFC 76
Rameau Sokoudjou / UFC 79
Tito Ortiz / UFC 84
Thiago Silva / UFC 94
 
UOL Esporte - É muito diferente o reconhecimento que você tem aí em relação ao Brasil?Lyoto Machida - Percebo que nos Estados Unidos o reconhecimento é em todas as áreas, não apenas dentro do esporte. Há lutadores fazendo propaganda em revista, eventos de moda, lugares de fora do meio. As pessoas aqui acompanham muito mais e temos mais popularidade.

UOL Esporte - Como foi seu trabalho antes enfrentar o Thiago? Parecia que você conhecia muito a luta do adversário, nenhum golpe dele entrou...
Lyoto Machida - Estudei muito a luta do Thiago, pois ele estava invicto. Não tinha chegado até ali por acaso, foi por mérito dele. Todo cara com que vou lutar se torna perigoso. Sempre penso dessa forma, afinal, meus adversários também têm dois braços e duas pernas. Não existe luta previsível, parto sempre desse princípio. Além disso, eu sempre crio uma estratégia para cada adversário e meu estilo, de não levar pancada, ajuda muito.

UOL Esporte - Mas o quanto seu estilo, vindo principalmente do caratê, ajuda nessas suas estratégias?
Lyoto Machida - Com certeza o meu estilo faz muita diferença. Todos os outros lutadores [de MMA] estão acostumados com trocação, ficar levando pancada. Estou conseguindo implantar um estilo todo diferente, que é bater e apanhar pouco. Esse é o verdadeiro objetivo das artes marciais. Minha técnica vem dos samurais. Na época deles, qualquer golpe do adversário que encostasse uma única vez poderia custar um braço, uma perna, ou até mesmo a vida. A minha luta é feita para enfrentar momentos de perigo, alguém com uma arma na mão. O rival tem de encostar em você o mínimo possível.

UOL Esporte - Como você recebeu os efusivos elogios de Dana White, que te apontou como um provável grande campeão do UFC?
Lyoto Machida - Fico muito orgulhoso de receber esses elogios, mas de forma alguma eles subiram à minha cabeça, pois esse momento pode ser passageiro. Eu continuo apenas treinando, para que possa manter boas performances. Todo mundo pode ter um dia ruim e estou consciente disso. Isso pode durar muito tempo ou não.

UOL Esporte - E como está a expectativa em relação a uma possível luta pelo cinturão dos meio-pesados, que o próprio Dana White disse estar esperando?
Lyoto Machida - Já me sinto preparado para essa batalha. Sei também que o adversário é um cara difícil, alguém que acompanho muito e que é favorito. Mesmo assim, confio em minha técnica, na minha equipe, na minha família que me dá todo o suporte, principalmente para estar bem com meu lado emocional na hora das lutas. Isso me deixa mais maduro.

UOL Esporte - Você já pensou em se mudar para os EUA, como muitos lutadores brasileiros de MMA, e deixar sua base em Belém?
Lyoto Machida - De forma alguma. Valorizo muito isso de continuar no Brasil. Nos Estados Unidos tem o lado do marketing, do crescimento profissional, mas não esqueço nunca da minha origem, do que me formou. Eu só viria para os EUA se tivesse a chance se trazer toda a minha equipe, meu treinadores, meu pai, meu irmão...


OSS
« Última modificação: Fevereiro 09, 2009, 11:08:03 por Kaiko »

Offline cuca

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 213
  • Votos: +0/-0
  • To be strong...CRVT forever!
Re: Matéria UOL - Lyoto Machida
« Resposta #1 Online: Fevereiro 09, 2009, 13:47:14 »
Muito boa a entrevista, cada vez mais firmando a imagem de um cara que ama e dignifica o karate e de um cara muito equilibrado. Tudo isso é bom para o karate.
Interessante ele ter falado que os outros estilos treinam muito a trocação ( dar e levar porrada ) e ele propõe a estratégia do "apanhar" pouco ou nada...
Da-lhe Lyoto
Luiz Alberto Hillesheim Filho
Camaquã/RS
Wado-Ryu/Kyokushin/JiuJitsu

Offline Lyoniki

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 61
  • Votos: +0/-0
Re: Matéria UOL - Lyoto Machida
« Resposta #2 Online: Fevereiro 11, 2009, 14:30:32 »
Esse está se tornando "o cara" no MMA...