Autor Tópico: "Graças a deus não dependo do karate pra viver"  (Lida 3315 vezes)

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.425
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Online: Novembro 10, 2010, 21:52:01 »
Ouvindo o podcast #7 do Pinto Karate Dojo, o qual tem até um tópico aqui denominado " o novo espaço do karate", teve uma parte que me chamou muito a atenção: A frase que dá nome a esse tópico.

Me chamou a atenção o fato de Katsumoto sensei ter ficado tão desapontado com tal comentário.

Tratava-se de uma pessoa, médica, campeã de karate lá não sei de onde, brasileira porém, que ao dar uma entrevista pra uma emissora de tv, rádio ou internet local, deu a seguinte declaração, falando sobre sua vida de karateca. .ela disse:
Eu sou médica, graças a deus não preciso do karate pra viver.

Eu achei que ela falou muito corretamente.. pois na minha visão, não é que ela esteja se "desfazendo" do karate ou falando que a profissão de professor de karate é indigna.
Mas é fato que no Brasil ser professor de karate não tá com nada.. nem tapinha nas costas agente ganha ultimamente.
Uma pessoa que depende do karate pra viver, realmente vai passar fome, ou muita necessidade..
pouquíssimos conseguirão ter uma vida minimamente digna...
e se for minimamente digna, pode ter certeza que é bem menos do que a pessoa merecia
Pois se nesse atual sistema brasileiro, se o cara consegue viver de karate, ter um dojo e tirar desse dojo os subsídios necessários, e ensinando karate mesmo, sem fazer comércio de faixas nem nada (como até é o caso de alguns aqui mesmo nesse fórum) é então por que esse cara é muito $%&!.. cito dois exemplos positivos que eu tenho em mente: O próprio Katsumoto sensei e o Carlao sensei...
Esses dois aí até conseguem viver de karate.. mas certamente que o reconhecimento deles não é tal qual deveria.. aposto que eles deveriam ser pessoas, senseis, muito mais bem valorizados (falo financeiramente mesmo).. pois eles são lendas.. o dia que (espero, claro, que esse dia demore bastante tempo pra chegar) mas enfim o dia em que morrerem vão ser praticamente canonizados (eu acho).. e porque brasileiro não tem o hábito de valorizar vivos.. só depois que morre..

mas enfim.. voltando a menina, a mulher, a pessoa lá, a médica, que seja..
eu acho que quando ela fala isso de não depender do karate.. não é que ela esteja se desfazendo ou esculachando quem é professor e vive do karate...
pelo contrário...
acho que ela só estaria vislumbrando seu futuro, imaginando que se não fosse a profissão que ela conquistou, seguiu, estudou e tal pra ser, se não fosse a profissão dela, ela estaria na roça...

Aí ainda fala: SE ela acha tão ruim assim ser professor de karate, então porque ela faz karate?

Eu particularmente, não vi dessa forma. Pelo contrário.
Acheei um certo exageiro..

Mas enfim, queria que principalmente  o katsumoto participasse desse debate, pra explicar essa questão ... e entender porque ele ficou tão chateado...
pra quem quiser ir direto ao ponto lá no podcast, é a partir do tempo 1h10.

Aguardo a participação de todos.. mas principalmente do... (já sabem né?)
Oss!

DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline gustavo_cayres

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 70
  • Votos: +0/-0
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #1 Online: Novembro 10, 2010, 22:45:50 »
o grande problema de dizer essa frase infame é que ela pode ser entendida de duas maneiras:

-o professor de karate não é valorizado o suficiente por isso, o que a impediria de tirar seus sustento com o padrão de vida que ela quer sendo professora de karate. ISSO, PRA MIM NÃO É NADA OFENSIVO.

-um certo desdém com a arte marcial, como se fosse dizer "o karate faz pouca diferença na minha vida" ou algo do tipo. AÍ PODERIA SER OFENSIVO A QUEM OUVE E VALORIZA A ARTE...


Offline Lourival Silva

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 429
  • Votos: +0/-0
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #2 Online: Novembro 11, 2010, 08:01:02 »
Interessante tópico Vinteedois.

Onde treino o sensei depende financeiramente (até onde eu sei) DAS ARTES MARCIAIS, não só do karatê. Embora domine e ensine outras artes marciais ele diz que o karatê é sua arte preferida e que tem mais domínio. Mesmo quando está ensinando outra arte ele diz que o karatê é de fato o caminho certo a ser seguido. Porem ele já comentou que NÃO É FACIL é preciso gostar e acreditar muito para encarar a bronca de viver da arte marcial.

Na minha opinião: O problema é que viver (financeiramente) de ARTE, seja ela qual for, sempre será uma coisa muito incerta se você for do tipo inflexível. Lembram da frase "Por amor a arte."? No mundo das artes (seja qual for) não se considera o dinheiro. Quando ela é vista como produto é possível que lhe traga muito dinheiro, mas é para poucos e depende de muitas variáveis. Por exemplo: a moda hoje são: muay thai, jiujitsu e mma, acredito que quem ministra aulas destas artes provavelmente deva estar fazendo mais dinheiro do que quem ministra aulas de kung fu.

Me disseram que um músico para conseguir se manter de forma razoável não deve ter preconceito em relação aos generos musicais. Tem que atacar de músico contratado por bandas, festa de casamento, trio elétrico, professor, trabalhos em estudio, orquestras e se houver uma chance montar sua propria banda. Perceba que se o cara não tocar axé, pagode, forró, calipso e sertanejo hoje em dia não vai conseguir quantidade de dinheiro exorbitante. Se o cara entrar numas de jazz, rock classico vai restringir bastante o campo de ação e complicar, sem falar que o maluco tem que ser um iluminado na questão.

Em se tratando de dinheiro talvez a doutora esteja certa, escolheu um setor mais seguro e rentavel para obter dinheiro. Quero crêr que o karatê dela seja baseado no "Amor a arte." e não na vaidade.

OSS

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #3 Online: Novembro 11, 2010, 08:19:17 »
certamente isso é verdade também em muitas outras áreas além de artes marciais e música, como foi bem exemplificado acima...

não é demérito nenhum no meu entender... é constatação da realidade... e guardadas as devidas proporções, isso é igual em qualquer lugar do mundo, um camarada mediano, músico, pode até viver bem de música nos EUA, mas certamente viveria melhor se fosse um engenheiro mediano... isso se considerarmos que ambos consigam espaço básico em suas áreas... claro que um músico excepcional não se compara a um engenheiro sofrível, estou falando em pé de igualdade...

Trabalho com publicidade, usando digamos "arte" para fazer o meu trabalho... mas de forma nenhuma é arte o resultado final, é um produto, comércio, venal... se o cliente pedir pra colocar tudo de cabeça pra baixo e pintado de roxo, eu coloco... A primeira frase que eu digo numa palestra que de vez em quando eu faço  numa turma de publicidade aqui é "Publicidade não é arte" depois de milhões de insultos e pedras, pelo menos metade da turma entende o que eu falo.

mesma coisa... vejo inúmeros professores com a costumeira choradeira que nao treinam mais o karate que gostariam treinar pq perderiam alunos... feliz é o Higino que tem alunos que aceitam o tipo de treino que ele dá, mas mesmo assim garanto que ele tem preocupações jurídicas para se precaver a um aluno filhadaputa que leve uma lenhada no meio da cara e queira processá-lo... inclusive mesmo ele treinando o que treina e dando aulas da forma que todos já conhecemos, é filiado a CBK, provavelmente por motivos legais ou exigencia comercial. Não é mesmo ?

Resumindo... tudo que é feito com interesse comercial, tem uma certa dose de comprometimento. Não dá nunca pra ser absolutamente rígido quando se lida com pessoas, legislação e, pior, com mercado/oferta/procura etc...

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.425
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #4 Online: Novembro 11, 2010, 08:47:46 »
Isso! Higino sensei, também é um que tem dojo, ministra aulas, tem um karate cavernoso... e se não me falha a memória, também não ganha praticamente nada pra dar aula de karate.. se dependesse só do karate pra viver, estaria na roça...

Se eu estiver errado, me corrija.. (mas acho que já vi ele citando algo parecido com isso por aqui!)
bem lembrado..
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #5 Online: Novembro 11, 2010, 14:25:22 »
Querer viver do karate é suicídio mesmo.

O problema é que professor de karate ensina uma coisa que não é atrativa pros outros, mas só pra sí mesmo, e acha que todo mundo tem que gostar e respeitar aquilo. A maioria ainda acha que se não for feito daquela maneira, é esportivo ou fraco. Sem entrar no mérito de ser o correto ou não.

Todas as medidas que eu vejo são prejudiciais à arte. Já vi até gente de nome contra a divulgação da arte marcial, pois supostamente quem faz propaganda é macdojo. Essas topeiras tem que se $%&! mesmo.

Toda cultura que não evolui tende a desaparecer.
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #6 Online: Novembro 11, 2010, 20:56:28 »
22,

Me senti ofendido porque a maneira que ela disse isso nao me convenceu de que nao estava falando da profissão mesmo. Ela foi mesma ofensiva com o entrevistador.Tipo assim...sou medica, pra que eu iria me preocupar em ser Professora de Karate???
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.425
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #7 Online: Novembro 11, 2010, 22:16:59 »
Então, é bem como disse mesmo o Gustavo CAyres.. depende muito do modo como a coisa é dita.

Mas pra quem ouviu o podcast, fica a impressão que o Sr. se emputeceu por pouco... essa visão, essa coisa aí que o Sr. está externando agora, não fica nem um pouco evidente nas palavras na gravação...
(talvez tenha sido na hora da edição.. o Pinto San deve ter cortado alguma parte importante...)

Oss!
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

A. HIGINO

  • Visitante
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #8 Online: Novembro 11, 2010, 22:30:20 »
OSS...

Citação de Farkatt:
“Vejo inúmeros professores com a costumeira choradeira que não treinam mais o Karatê que gostariam treinar porque perderiam alunos.”
...........

Eles não só perderiam alunos como deixariam de angariar outros novos alunos.
................

Realmente se eu fosse viver do ensino do Karatê eu estaria "ferrado"!
E olha que eu tive todos os motivos para acreditar que sobreviver do ensino do Karatê seria viável.
Só para citar:
1- Tinha 92 alunos na cidade de Rio Tinto, onde ministrava aulas apenas nos finais de semana.
2- Tinha 28 alunos em uma única turma na cidade de João Pessoa.
Isso naquele tempo onde Karatê era Karatê.
Quando o Karatê foi mudando, o alunado foi desaparecendo.
Graças a Deus muito antes disto acontecer, eu fui visionário o suficiente para prever tudo isso e fiz um concurso público para não depender do ensino da Arte do Karatê.
Hoje ministro minhas aulas sem a preocupação com o amanhã incerto, se vai ter poucos ou muitos alunos.
Gostaria de te uma Miríade de alunos, mas me orgulhos dos 15 alunos que tenho em apenas uma única turma noturna.
..................

Não li a matéria que deu origem a este tópico, mas não devemos generalizar!
Tem muitos Professores bons de Karatê e ensinando um Karatê de qualidade, mesmo dependendo do ensino do Karatê para sobreviver.

Mas que esses são a minoria, isto são!


OSS...

Offline João Carlos

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 127
  • Votos: +0/-0
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #9 Online: Novembro 12, 2010, 11:20:55 »
Conseguir fazer o que gosta e tem o dom...ótimo.
Conseguir fazer o que gosta e tem o dom e ganhar por isso...2 vezes ótimo.
Conseguir fazer o que gosta e tem o dom e e ganhar bem por isso...3 vezes ótimo.
Conseguir fazer o que gosta e tem o dom e ganhar muito bem por isso...muitas vezes ótimo.

Claro que se tiver o Karate como empreendimento vai ter de se profissionalizar.
Entendo o Sensei Higino dizer que se orgulha dos seus 15 alunos e pelo jeito que ele descreve sus principios tem de ter uma turma reduzida para conseguir controlar a qualidade.

Com 150, 1500 ou 15000 alunos a estrutura vai ser outra, vai ter de ter uma equipe de professores, apoio administrativo, jurídico e por ai vai.

Offline gustavo_cayres

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 70
  • Votos: +0/-0
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #10 Online: Novembro 12, 2010, 11:32:58 »
resumo da ópera: falar direito é tudo.

um bom falador pode chamar a pessoa com quem conversa de filho da $%&!, sem que o outro se sinta ofendido (ou sem que ele perceba a ofensa).

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #11 Online: Novembro 12, 2010, 12:39:33 »
Prezados,
o Karate não sobreviveu, e nem sobreviveria, às custas de Budo, de professores de fim-de-semana, de fairplay ... está aí por sacrifício de muitos, que se não tivessem alunos para ensinar, seus filhos e famílias iriam sofrer.
Então, quando se tem uma situação segura e confortável, fica fácil criticar e "cagar regras"!
Oss
Ricardo

A. HIGINO

  • Visitante
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #12 Online: Novembro 12, 2010, 20:52:16 »
OSS...

Isso também é uma verdade!

.....

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #13 Online: Novembro 12, 2010, 22:14:44 »
22,

Sou Estopim Curto e me ofendo a toa.
Talvez agora vc tenha me entendido... ??? ??? ???
« Última modificação: Novembro 12, 2010, 22:48:49 por katsumoto »
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline RicardoCosta

  • Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re:"Graças a deus não dependo do karate pra viver"
« Resposta #14 Online: Novembro 14, 2010, 16:06:30 »
Pois eu lamento muito não poder viver de karatê.

E lamento ver que aqueles que conheço e fizeram esta opção e trabalham com muita seriedade por ela tenham que sofrer com a irresponsabilidade ocidental que não trata com a devida reverência a arte das mãos vazias e os nossos senseis que a mantiveram viva.

OSS
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!