Autor Tópico: Três potencialidades de ataque  (Lida 3606 vezes)

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #15 Online: Outubro 15, 2013, 21:22:51 »
Alexander,

Acho que as pessoas estão falando de situações diferentes...Mesmo assim, como eu falei antes, existe um questão muito pessoal.

Por isso achei a postagem do Samurai muito boa:

Citação de: samurai em Outubro 14, 2013, 11:58:09
Se meter em briga hoje em dia só ultimo é valido, pois marginais não estão sozinhos e se der mole vc morre.

Então se não existe conversa e o confronto é inevitavel finalize.


A presença do "SE" ali em cima faz toda a diferença. Particularmente eu acho que em um assalto  um desaforo não vale o risco de um tiro ou problemas sem data para terminar. Mas há situações em que não há dialogo. O tal do vídeo Mushin é muito bom, mas no vídeo o cara tem a opção de não reagir, até porque estavam só levando pertences pessoais.

O que escrevi acima é que acredito que não adianta ficar pensando nisso previamente, e que as melhores razões para treinar Karate-Do não são essas.

______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +2/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #16 Online: Outubro 15, 2013, 21:41:46 »
O que escrevi acima é que acredito que não adianta ficar pensando nisso previamente, e que as melhores razões para treinar Karate-Do não são essas.

Perfeito.

OSS!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline Platão

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 270
  • Votos: +2/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #17 Online: Outubro 15, 2013, 21:57:32 »
"Na paz, prepara-te para a guerra. Na guerra, prepara-te para a paz." Sun Tzu, A Arte da Guerra

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 205
  • Votos: +0/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #18 Online: Outubro 15, 2013, 23:06:23 »
Osu, amigos.

O processo de "matar" é todo mental, antes do físico.

No Karate-dō a eficiência do golpe, o Kime, o Espírito (Shin) busca sempre o "golpe definitivo" (Todome waza). Logo, uma conclusão lógica é que "concluir" (finalizar, matar) é uma constante na prática do Karate-dō.
Nakayama-sensei buscou resolver isso através do Sundome, tornando possível o Shiai kumite, contudo, manteve esse "espírito" quando um único ponto "concluía" o combate (Shobu ippon). Os Yakosoku kumite apresentam o mesmo respeito à potencialidade mortal do Karate-dō: no Sambom kumite os três ataques não chegam ao alvo (para concluí-lo) devido ao bloqueio do oponente, porém seu contra ataque é definitivo (apenas um!); em Ippon Kumite, segue-se a mesma regra. Essa é a origem.

A trocação infindável no Kumite atual é fruto de um desenvolvimento esportivo da prática marcial. Assim, ainda que os oponentes "batam duro", mas continuem lutando, isso é sinal de que o Karate-dō já perdeu sua capacidade original de definir com "um só golpe".

Por que treinamos?

Hoje em dia, não obstante a violência urbana, o sistema jurídico impõe limites intolerantes para o Karate-dō: "matar" é assassinato. "Legítima defesa" será confrontada com a dialética de um advogado e poderá ser questionável ante um juiz.

"Matar" é uma palavra fácil de se falar no mundo moderno. Porém sua realização é muito mais difícil para alguém que tem algo a perder (daí o aumento da violência, devido a vulnerabilidade social, ou seja, o "marginal" tem pouco a perder e com isso está mais motivado a matar).

Respondendo a pergunta: treinamos (hoje em dia) para nos prepararmos psicologicamente para o dia-a-dia, possuindo uma válvula de escape para liberar nossas potencialidades destrutivas em um "ambiente controlado".
O "auto controle" que muitos acreditam possuir não passa de um "esvaziamento" dessas potencialidades no direcionamento de sua agressividade intrínsica durante os treinos.

O que queremos para nós?
Se optarmos por lutar teremos que fazer as escolhas que o Platão apresentou na abertura do tópico e, consequentemente, responder por elas.
Possuir o "espírito" (shin) é estar certo dessas responsabilidades e responder por elas no momento em que ocorrer o evento.

Fechando o raciocínio, ainda que "espiritualmente" eu esteja preparado para o Ikken Hissatsu é necessário estar fisicamente preparado para sua realização, com treinos muito específicos, com a busca mental do objetivo sempre presente, com a orientação psicológica que isso impõe ao professor...

Conhecendo a concepção que muitos possuem do Karate, acreditem, fico bem feliz que a prática esportiva seja uma prioridade por aí...

Osu.
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #19 Online: Outubro 16, 2013, 08:07:19 »
Quando escrevi me referi a vida real ou seja um assalto, briga na rua, dentro de um bar ou coisa do tipo.
Locais e situações onde sua vida esta em risco verdadeiro e se voce vacilar um segundo estará morto.
Cansei de ver lutadores de varios estilos de luta apanharem de bebados, pelo simples fato de achar que só colocar o cara pra dormir resolve e se esquecem de um segundo ou terceiro comparsa do que veio procurar a briga com quem esta quieto no seu canto.

Não postei nada de diferente do que existe na vida real. Karate como arte de combate.

OSS

Offline muluk

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 242
  • Votos: +0/-0
    • clube do karate
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #20 Online: Outubro 16, 2013, 08:53:48 »
Isso é verdade samurai, na rua não existe regra, não existe juiz, vale dedo no olho, garrafa quebrada, pau e 3 contra 1. Muitas vezes o lutador esta acostumado a aquela luta homem a homem, cheio de regras e quando chega na rua, age como se a luta fosse da mesma maneira.

Lembra daquele lutador de MMA lá no sul, convencido de ser "o cara" achou que iria bater em um ou dois e acabaria. Faltou para ele a consciência que na rua não é um octogono, a falta de conhecimento em artes marciais são supridas com paus, pedras e armas de fogo e tudo isso é mais forte que qualquer um. Resultado, apanhou feio.

O que lhe faltou?  Saber lutar contra paus e mais de um adversário? não, faltou o respeito ao próximo, se ele tivesse pago o que comprou naquele posto de gasolina e tivesse saido normalmente, nada teria acontecido.

Já é dificil lidar com situações extremas quando vem a nós, pior ainda quando a procuramos
Luis Fernando dos Reis
Faixa preta 2ºDan
www.facebook.com/luisfernando.reis1

Offline Tsuki

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.054
  • Votos: +1/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #21 Online: Outubro 16, 2013, 11:52:01 »
Seria isso um Kuzushi waza em 1:59 ??




Tipo esse aqui:

Oq define um bom Karateka segundo Shoshin Nagamine:

"Punho infernal, coração santo."

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.239
  • Votos: +1/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #22 Online: Outubro 16, 2013, 11:54:44 »
   Pô Tsuki, deixa eu te sacanear...
   
   Daqui a pouco a gente está postando um cara em salto triplo dizendo que ele está aplicando uma variação do tobi mae gueri...

   só pra descontrair....hehehe  ;D

Offline Tsuki

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.054
  • Votos: +1/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #23 Online: Outubro 16, 2013, 12:56:02 »
   Pô Tsuki, deixa eu te sacanear...
   
   Daqui a pouco a gente está postando um cara em salto triplo dizendo que ele está aplicando uma variação do tobi mae gueri...

   só pra descontrair....hehehe  ;D


Ahhh! Mas que foi igualzinho foi!!  ;D

È certo que o cara talvez nem saiba oq fez, pq se ele fosse karateka com certeza a reportagem ia frisar isso. Mas a posição do braço, das pernas, do corpo do recepcionista foram perfeitas!  ;D ;D ;D ;D
Oq define um bom Karateka segundo Shoshin Nagamine:

"Punho infernal, coração santo."

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.239
  • Votos: +1/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #24 Online: Outubro 16, 2013, 13:11:43 »
   A técnica mais complexa da imagem - e para mim a mais difícil - foi o véio, mamado de cachaça, não ter deixado a peruca cair ou se deslocar em sua cabeça.
   
   Dá pra ver que ele tá azedo de pinga quando o guri rela a mão nele, que ele dá aquelas sacolejadas de cabeça de bêbado.

Offline muluk

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 242
  • Votos: +0/-0
    • clube do karate
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #25 Online: Outubro 16, 2013, 13:32:54 »
Isso é resolver o assunto de forma rápida.

Luis Fernando dos Reis
Faixa preta 2ºDan
www.facebook.com/luisfernando.reis1

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.239
  • Votos: +1/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #26 Online: Outubro 16, 2013, 13:42:36 »
   Eu, misturando os depoimentos dos colegas, inclusive o seu, faria o seguinte: nem iniciaria a discussão com um bêbado. Sairia na minha, mudo, calado.

   Lá, nos EUA, o bêbado que tomou essa sequência jab/direto, sabe que se perseguir e vingar-se baleando o tiozão, vai preso e lá ficará por um bom tempo. Se balear e matar, a depender do estado, pega injeção letal.

   E aqui, muluk? O que vai rolar depois desse cara se acordar, ver todos rindo dele ao redor e o tiozão tendo ido pra casa dele? Ele sabendo que não pode enfrentar o tiozão no braço vai fazer fácil o que?

   Portanto, transportando esse evento aqui pro BR, talvez no mesmo dia, de forma também rápida, suspeito que a questão seria resolvida como aquelas que lemos todas as segundas-feiras nos jornais ou nos noticiários da TV. "Ex-lutador de boxe morre baleado. Suspeito foragido". No outro dia "suspeito acompanhado do advogado alega legítima defesa". Condenação 6 anos? 10 anos? "Bom comportamento" reduzindo isso aí, dá tempo depois de um ano dele voltar na casa da família do tiozão e ameaçar os filhos.

[]´s
« Última modificação: Outubro 16, 2013, 13:44:46 por BigBoy »

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.011
  • Votos: +0/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #27 Online: Outubro 16, 2013, 13:48:24 »
As vezes a melhor forma de se evitar um problema é vigiar onde nós estamos frequentando.

Eu não ando em bar, não ando em boates, muito menos em festas de rua... locais onde estouram problemas corriqueiramente... já perdi amigos assim...

Mas aí muitos vão dizer, "ah, qual é o mal do barzinho", pode até não ter mal, mas bem também não faz... mas enfim, cada um que sabe o que está disposto a passar... eu tenho uma vida tranquila porque optei em ter uma vida tranquila... vou ao cinema, ao shoping, ao restaurante, curto minha família e meus amigos, mas o faço minimizando os riscos...

Estava conversando com um grupo de amigos um tempo atrás, e todos contavam situações de assaltos, brigas, e outras situações de risco para suas vidas e segurança. E um deles me abordou com a seguinte pergunta... "você nunca passa por nada, nunca conta nenhuma história", e com muito gosto eu cheguei a conclusão que minha opção é a melhor (pra mim), de evitar os riscos... com relação a se divertir, eu tenho um conceito de diversão que para muitos pode ser chato, mas é o meu modo de me divertir, e minha família curte... e graças a Deus, tenho tido sucesso em minimizar os riscos...

Quanto ao que Platão colocou sobre o pensamento de "em tempos de paz estar pronto para guerra", eu não sou louco... eu vivo em paz... e busco a paz o tempo todo... viver pensando que pode ter um desafio mortal a cada esquina precisa de acompanhamento psicológico pois está mal...

Bom, como ninguém vai concordar comigo mesmo, e eu já terminei meus argumentos, deixo para vocês continuarem seus comentários sobre estar prontos para matar alguém...

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.239
  • Votos: +1/-0
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #28 Online: Outubro 16, 2013, 13:56:39 »
   Pô cadê o velho Alexander debatedor? Qué isso rapá?

   Alexander, somos tiozões. Essa máxima que você narrou enquadra-se para muitos de nós, inclusive eu.

   Os filhos de muita gente aqui sofrerá bullying na escola, muitos passarão por bares, muitos encontrarão alguns colegas em uma festa de bairro.
   Imaginar que tais jovens não tenham de trocar uns sopapos vez ou outra é também preocupante.

   E tem mais: viva à diversidade de opiniões! Estamos num fórum. Se a opinião de meu vizinho difere da minha, desde que não parta pro pessoal e comece a esquentar a moringa, é até divertido.
   Agora alguém emitir uma opinião e ler respostas como "quem pensa isso é não entende de karatê", "quem fala isso é um frustrado", "há gente aqui que é falcatrua"  e outros rótulos .... isso sim causa desgaste, pois não mais as palavras estão sendo debatidas e sim quem as emite. Essa é minha opinião.

[]´s

Offline muluk

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 242
  • Votos: +0/-0
    • clube do karate
Re:Três potencialidades de ataque
« Resposta #29 Online: Outubro 16, 2013, 14:24:11 »
Bigboy, eu concordo plenamente contigo, inclusive falei sobre isso aqui mesmo. O video é só para demostrar que se não houver jeito, estiverem tentando agredi-lo, a ação deve ser rápida. Também não frequento certos lugares. Não é porque treino karate que poderei me aventurar pelos becos. A luta não acaba alí, poderá ter consequências, principalmente em épocas em que a vida está tão desvalorizada.   
Luis Fernando dos Reis
Faixa preta 2ºDan
www.facebook.com/luisfernando.reis1