Autor Tópico: Mawashi e Uramawashi por brasileiro  (Lida 15849 vezes)

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #45 Online: Junho 05, 2011, 14:49:51 »
OSS, Camarada bcabrera...

Entendi perfeitamente a sua dica, mas o objetivo dos 10 segundos no solo não é haver uma transição da luta Strike para Wrestling, mas permitir que o Karatê-Dôka inferiorizado use defesas contra principalmente técnicas de Wrestling para aprender a sair dessa situação desvantajosa para poder voltar a usar o Karatê-Dô.
Em nosso DôJô nós treinamos apenas as saídas e defesas contra Wrestling, exatamente para não misturarmos as coisas, porque se isso ocorre em uma luta, caso estejamos enfrentando um lutador de Wrestling e ao invés de usarmos sempre o Karatê-Dô, em um dado momento da luta tentarmos usar uma técnica de Wrestling contra um especialista em Wrestling, será o último erro que faremos, e a recíproca também é verdadeira.

Concorda?!

......................

Repetindo...

Movimentação é importantíssimo no Karatê-Dô.
Agora “pupa-pupa” é outra coisa!

Concordo com o Camarada GUICOMES!
Pula-pula não funciona nem contra um lutador agressivo de Strike nem contra um lutador que só quer agarrá-lo e derrubá-lo.


Saudações!

Offline Carlos_Alberto

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 21
  • Votos: +0/-0
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #46 Online: Agosto 13, 2011, 12:40:09 »
Olá a todos!

Já estou me desculpando por antecedencia, pois posso falar alguma coisa que incomode alguem. Sei que tenho pouquissimo tempo de treino e não sou tão experiente no karate como vocês.

Mas estou ouvindo falando tanto de porrada. E o que me levou a pratica do Karate-do foi justamente o lema do Karate: "No karate não existe atitude ofensiva." Li isso no livro do O-Sensei G. Funakoshi. O que me tocou profundamente foi justamente a posição que o O-Sensei defende em sua biografia, e que defendeu ferrenhamente por toda sua vida quando espalhou o karate. Lembrem-se do que prega do Zen, do esvaziamento do sujeito e desprendimento da vaidade, pois essa é o mal da humanidade.

Me desculpem novamente se atingi alguem. Mas é que já aprendi muita coisa aqui, tanto relacionado a técnica e filosofia do Karate. Posso dar o exemplo das palavras do sensei Pedro sobre a faixa que me marcou profudamente.

Obrigado!
Oss.

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.936
  • Votos: +1/-19
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #47 Online: Agosto 13, 2011, 16:25:11 »
Volto a insistir no seguinte.
Se vc tem por objetivo VENCER um lutador de BJJ, aprenda o que ele sabe.
Não Subestime o estilo dele e não SUPERESTIME o Karate. Errar um golpe faz parte de uma luta e o nocaute acontece apenas em 5% das situações Reais de Combate.
O karate do nao tem como objetivo ser ou nao melhor do que nenhuma outra Arte Marcial.
Se vc aprende a tecnica dele, seu karate ficara muito melhor, ja que sua confiança aumenta na mesma proporção.
Stan Schmidt viu isso ha 50 anos atras, tanto que o pessoal da Africa do Sul sempre levou vantegem no japao contra os japoneses no Hombu Dojo.Nos anos 70 num Desafio amistoso entre 25 Karatecas do japao e Africa do Sul, no JIU KUMITE, tendo Nakayama como mediador, depois da 4 luta os japas desisitram. Norman Robinson e Stan Schmidt colocaram os japas pra dormir com estrangulamentos do Judo.
Nao quero com isso dizer, que golpes de Karate nao sejam eficientes, nao fossem eu nem os treinaria..mas não é tudo.
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #48 Online: Agosto 14, 2011, 13:00:24 »
Realmente, desde que as competições tornaram-se o foco na prática dos Karatêkas, antes do advento dos eventos de MMA, a realidade resumia-se a apenas a trocação de golpes em pé, e subestimava-se que a luta poderia se desenrolar agarrado, chegando ao ponto de evitar ou separar quando ocorria o CLINCH (luta corpo a corpo).

Eu sempre ouvia em aulas, treinamentos, cursos e outros encontros de Karatê, sempre a mesma frase quando usávamos joelhadas, cotoveladas, Uchi-Waza ou imobilizava o oponente no solo para poder atacar: “ISSO NÃO VALE EM COMPETIÇÃO”
Isso foi minando a capacidade dos Karatêkas de se sobressair em uma luta como esta citada por Sant’Anna Sensei.

O karatê é muito mais que Luta de Competição, e quando ocorre uma confrontação como essa citada por Sant’Anna Sensei, os Japas tidos como “O Melhor do Karatê” são derrotados exatamente por negligenciarem o que o próprio Nakayama Sensei alertava, que era a excessiva atenção às competições.

Antes do advento das Competições no Karatê, a sua prática era totalmente voltada a se preparar para enfrentar qualquer oponente de qualquer Arte Marcial.
Caso alguém tenha dúvida sobre isto, basta ler as biografias dos Mestres do período Funakoshi a Nakayama, aonde há citações de lutas memoráveis inclusive contra enormes lutadores de SUMÔ que eram Nocauteados com socos no plexo.

Ou seja, naquele tempo os Karatê-Dôkas não subestimavam os seus oponentes porque se preparavam contra eles e assim sabiam como neutralizar as suas investidas.

Hoje, creio que não é nem devido à “subestimação” que devemos analisar a questão Karatê vs Wrestling, mas devemos realisticamente entender que uma grande parcela dos praticante atuais de karatê não conseguem enfrentar Wrestlingles porque não estão treinando para isso, mas treinam apenas para disputas entre Karatekas em competições que em pouco ou em nada representa um luta.


Saudações!

OSS...

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #49 Online: Agosto 16, 2011, 16:24:31 »
Eu vejo um pouco além nesse tema prezado Higino...

O que se fala hoje, de lutadores versados em mais de uma arte marcial, não é novo...

A maioria dos mestres da época, eram versados em mais de uma arte marcial.

Isso fazia com que houvessem lutas interessantes durante os combates de desafios.

Entretanto, eu reconheço que um lutador que possui combinações boas como karatê-judo, karatê-aikido, muay thay-bjj, terá muita vantagem sobre o lutador menos versátil.


A. HIGINO

  • Visitante
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #50 Online: Agosto 16, 2011, 23:37:29 »
“Conheces a ti e ao teu inimigo e, em cem batalhas que sejam nunca correrás perigo de perder;
Conheces a ti, mas desconheces o teu inimigo, para cada vitória sofrerás uma derrota;
Desconheces a ti a ao teu inimigo, é certo que, em qualquer batalha correrás perigo de perder.” (S. Tzu)

O desconhecido é o nosso maior inimigo!

Usando o exemplo do MMA, houve um tempo em que os lutadores subiam nos ringues desconhecendo o estilo dos seus oponentes.
Enquanto esse desconhecimento perdurou os estilos WRESTLINGS perpetuaram o seu estigma.

Hoje é raro uma luta terminar por submissão!
Normalmente o que ocorre hoje é: Nocaute, nocaute-técnico, por decisão e submissão.

Já se Perguntaram por que os lutadores de MMA estão agora resolvendo tudo em pé?

Offline bruno_leite

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 416
  • Votos: +0/-0
  • Espírito Inabalável...
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #51 Online: Agosto 17, 2011, 09:13:36 »

Hoje é raro uma luta terminar por submissão!
Normalmente o que ocorre hoje é: Nocaute, nocaute-técnico, por decisão e submissão.

Já se Perguntaram por que os lutadores de MMA estão agora resolvendo tudo em pé?


Oss, Higino.

Neste caso, acredito que o buraco é mais em baixo.
Concordo com vc no que diz respeito ao fato de que os atletas do MMA hoje estão mais versáteis em relação às lutas, mas aí é que entra a parte de conhecer o inimigo: por mais que o cara saiba de luta no chão, quem é que vai querer ir pro chão com o Minotauro, por exemplo? O cara é um monstro no BJJ!
Outra coisa importantíssima, que não podemos deixar de citar é o ESPETÁCULO... Luta de chão, para o público, é chato, massante... portanto, se os atletas querem ser "amigos" do público, tem que procurar o seu lado "striker". Pode reparar que hoje em dia, os atletas mais venerados não strikers em potencial, apesar de serem excelentes wresters, como por exemplo e Cain Velasquez, Brock Lesnar, Anderson Silva, e até Vitor Belfor e Wanderlei Silva. Agora, lutadores mais estratégicos, como o Lyoto e o Demian Maia (BJJ), não dão audiência, pois a luta fica chata. No caso do Demian, ele está tentando se adaptar às novas "condições" do MMA, mas não tem se dado muito bem, porem o cara é um dos melhores, se não O melhor no BJJ que atuam no MMA de hoje.

PS. Desculpem pela desvirtuação no tópico.
Oss.
"A victória depende da habilidade que temos em distinguir as vulnerabilidades, naqueles que pensam que são invulneráveis."
Gichin Funakoshi

Offline Alexander dos santos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.013
  • Votos: +0/-0
Re:Mawashi e Uramawashi por brasileiro
« Resposta #52 Online: Agosto 18, 2011, 09:28:50 »
Eu consegui assistir ontem aos vídeos postados pelo Higino e pelo Bcabrera...

Quanto ao vídeo do Higino, me amarro em ver lutas daquele tipo... não vou entrar na temática karatê forte ou fraco, tradicional ou esportivo... estou apenas dando uma opinião sobre o vídeo... eu gosto muito...

Quanto aos vídeos postados pelo amigo Bcabrera, gostei muito do último "Can't touche me", pois muitas daquelas lutas eu assisti com meu pai que é um aficcionado por Boxe, e a música é maneiríssima... mas eu indicaria a mesma música cantada pelo Nightwish, é simplesmente espetacular... mas voltando ao vídeo, eu gostaria de dizer, que o pessoal chama de pulinho, não é a capacidade de jogo de pernas de um lutador, mas sim aquela coisa sem sentido e sem motivo que tem sido valorizado nos torneios de karatê modernos...

Um abraço e fiquem com Deus!