Autor Tópico: Meu Sensei me bateu  (Lida 8621 vezes)

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.616
  • Votos: +11/-0
Meu Sensei me bateu
« Online: Junho 14, 2007, 01:24:15 »
Oss

Se há algum colega advogado como vou processar esta situação:

Treino mais.
Arrumo uma bazuca.
Saio correndo na próxima vez.

Analisando o tópico do Zkorpione sobre o Bassai-Dai e sua funcionalidade,na quarta-feira passada estava todo pimpão a fazer entradas com Ari Sensei,qdo  entrei Jodan e ele defendeu e me meteu um Gyako no meio do peito que até agora sentindo os efeitos da porrada e olha que ele só encostou.

meu peito está até agora inchado e não venham me dizer que não houve controle,pois houve,como disse Katsumoto Sensei "Há aqueles que batem certo ou não"

Tanto faz oi Zuki ou gyako para Ari Sensei se estiver muito perto é chão.

Assisti seu exame para shodan na USP com Sasaki Sensei e no Kumite ele derrubou todos os quatro adversários deixando dois serem reprovados ,pois ficaram tão ruins que não se restabeleceram para seguir no exame.

Oss
alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.475
  • Votos: +5/-2
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #1 Online: Junho 14, 2007, 07:51:44 »
Pior que vc é um cara fragil, deve ter machucado.

Mas esse seu professor é muito mau.  ;D
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.357
  • Votos: +2/-0
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #2 Online: Junho 14, 2007, 08:22:02 »
Yama,

.......mude de dojo e processe seu professor.............ou treine mais.............rsrsrssrsrsrsrssrsrsrsrs


Oss,

Ari - Santos/SP

Offline Simoes

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 621
  • Votos: +4/-0
    • http://www.kyokai.com.br
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #3 Online: Junho 14, 2007, 09:01:45 »
Amigo Alberto Santos,

Todas as coisas da vida tem seu lado ruim e seu lado bom, por exemplo essa porrada que você tomou, o lado ruim é que tá doendo até agora, e o lado bom é que foi em você e não em mim.

Agora como sou seu "mui amigo" (lembra desse personagem) acho que você deveria ir lá e tirar satisfação, fala o seguinte: "-Faz de novo se você for homem" pronto tem que mostrar personalidade e inteligência.

OSS

Offline Avi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.933
  • Votos: +2/-1
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #4 Online: Junho 14, 2007, 10:22:07 »
yama

passa a treinar com um nunchaku preso na faixa para eventualidades como essa.

oss
"Permanecer no Eucarístico, em silêncio, espera e adoração, lapidando almas para Ele."

Neto110

  • Visitante
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #5 Online: Junho 14, 2007, 12:11:20 »
[modo zueira ativado]

Duvido que ele tenha te batido...você está postando. Se ele tivesse te acertado, um golpe livre no peito, na melhor das hipóteses você estava no hospital ou dopado de tanto medicamento para dor das fraturas...

[modo zueira desativado]

Bem...se é para aconselhar, treine mais.

Lezon

  • Visitante
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #6 Online: Junho 14, 2007, 13:09:20 »
Caro Yama,

Não acredito que o seu sensei lhe tivesse batido...acho que a maneira como vc descreve a questão me leva a pensar isso mesmo.

Todavia, não posso deixar de dizer duas coisas: a primeira é a de que nenhum sensei tem o direito de bater num aluno, seja lá porque motivo for. O segundo é que se isso um dia contecer na realidade, o aluno deve pura e simplesmente abandonar o Dojo e ou academia e denunciar a ocorrência a quem de direito.

Agora não confundamos o que é de facto treino com a verdadeira intencionalidade de bater. São duas coisas distintas.

Hai!!!

Lezon

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.616
  • Votos: +11/-0
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #7 Online: Junho 14, 2007, 15:16:35 »
Oss

Meu sensei é realmente muito malvado,hoje num treino especial que ele aplica para mim as 12H00, ele me enfiou a mão e o pé de novo ele alega que é para calejamento,que um dia vou ficar forte que nem um saco de pedra,se ainda fosse saco de banha ;D

Estamos a praticar agora as 12h00,ele mata o almoço dele e o meu,estamos ficando mais loucos ainda,um dia quem sabe eu aprendo a ficar pelo menos em pé,porque deslocar está cada dia mais difícil.

Sabem do que ele me chama:"MEU MAKIWARA PREDILETO"

Sabe o que é pior eu gosto,tô parecendo mulher de malandro >:(

Socorro,desse jeito não chego até o treino do dia 23.

Oss
cheio de hematomas e escoriações :-[ :-[ :-[ :-[ :-[ :-[
alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida

Offline Avi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.933
  • Votos: +2/-1
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #8 Online: Junho 14, 2007, 15:20:08 »
uuuuummmmmm, meu makiwara foficho

oss
"Permanecer no Eucarístico, em silêncio, espera e adoração, lapidando almas para Ele."

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #9 Online: Junho 14, 2007, 17:06:39 »
Yama meu amigo

serei obrigado a chama-lo de mentiroso

pois o pouco que conheço do seu sensei se ele bater realmente vc estaria falando do alem tumulo. ;D


OSS

Offline pmax

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 300
  • Votos: +0/-0
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #10 Online: Junho 14, 2007, 17:27:09 »
Pô YAMA,

Deixa de ser bicha, bate nele também, nem que seja com um bastão de basebol.

Segunda, eu estava treinando na Lembukan, melhorando meu gyaku, o sensei SASAKI me viu e foi me corrigir não é que ele me deu um gyaku, que doeu, eu pensei, depois de todos esses anos o sensei ainda bate forte.


 

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.616
  • Votos: +11/-0
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #11 Online: Junho 15, 2007, 00:58:31 »
Oss

Pô pessoal só porque eu sou um cara sensivel voces ficam me sacaneando.

PMax "bicha",Lezon Sensei vai ler isso e achar que sou uma fila.Mas  pensando bem se fosse, iria ser uma bicha horrosa >:(

Nem para isso eu levo jeito,é melhor ficar levando porrada ;D do meu Sensei.

Falando em Sasaki Sensei,um tempo atrás que já se vai  distante ele esteve aqui em Santos no SESC a nos dar um curso de reciclagem e um Sensei da P.M. sargento instrutor duvidou do mae gueri do Mestre,o Sensei P.M. era forte fisicamente pacas e Sasaki Sensei é a fortaleza física que todos conhecem,ledo engano pois ele esconde o kime,bom dito isto Sasaki Sensei só encostou um kizame gueri na barriga do outro mais folgado e o que se viu foi hilário.

O Sensei discrente se molhando todo ao sentar sem sair do lugar,impagavel para quem estava lá,e não houve nenhum comentário perjorativo e sim sobre a eficiência do chute.

O Sensei discrente passou a treinar conosco até que sumiu do mapa,não o vemos há tempos,nem nas rondas,detalhe sei que não morreu,mas parece estar fazendo serviço burocratico.

Oss
alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida

Offline MESSNER

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 101
  • Votos: +0/-0
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #12 Online: Junho 15, 2007, 08:26:26 »
Mais  uma do Sasaki.
Num dos treinos  com lista (usamos o que  parece uma "almofada "  para  dar  socos e chutes  mas  com listas telefonicas dentro),o Sensei  me  pegou para demonstrar como  aplicar  corretamente o gyaku .Eu segurava  a lista  na altura  de tchudan e  ele  desferiu um golpe sem muita força mas......eu  senti  como se tivesse levado diretamente o golpe.Como ele sempre diz ,o foco do golpe é  um ponto imaginario para tras do adversario.Era  como  se não existisse lista  nenhuma ! Ufa!


Oss
messner

Lezon

  • Visitante
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #13 Online: Junho 15, 2007, 09:50:50 »
Ahahaha!!!  Caro Yama, eu não tenho que pensar nem deixar de pensar, o que digo é que para mim são todos uns… putzzzz, heheheheh, já aprendi!!!

Bom, agora  conversando mais a sério e sobre a potência de um gyaku. Eu não costumava e nem costumo recorrer a certos apetrechos para testar o que eu chamo “como sentir a onda de choque ” . Bastava tirar “somente” a parte de cima do GI, (não pense que era tudo…) agora mais sério, dobrar o casaco com três ou quatro dobras e colocá-lo no abdómen com o aluno na posição zenkutsu. Atrás dele estavam por vezes uns 20/30 alunos, tudo alinhadinho em fila. Depois transmitia ao aluno que iria receber um gyaku com muita força de braço, mas sem utilização do “hara e do Ki”.e com maior ou menor dificuldades todos  eles recebiam o Gyaku sem pestanejar um de cada vez…
   
Porém, quando me surgia novamente o primeiro aluno, eu dizia assim: agora atenção, cada um de vocês vai  sentir a mesma técnica dada com a “chamada onda de choque “. Bom, eu desferia o gyaku com meia força, tomando sempre em conta  a estatura do aluno que tinha à frente, mas utilizando tudo aquilo que vcs já sabem. Lindo de se ver…a fila de uns 20 ou 30 rapidamente ficava reduzida a uns 5 ou 7! No final eu dizia, como observaram, só meia dúzia conseguiram sentir, mas a todos conseguiram ver! Hehehehehe!!!

Saudações.Hai!!!
José Lezon

Offline Simoes

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 621
  • Votos: +4/-0
    • http://www.kyokai.com.br
Re: Meu Sensei me bateu
« Resposta #14 Online: Junho 15, 2007, 11:22:59 »
Sensei Lezon,

Talvez o Sensei Alberto possa tê-lo confundido é que bicha aqui no Brasil não é o que encontramos nas agencias bancárias no ponto do ônibus e entramos atrás, (sim porque bicha aqui no Brasil assim como em Portugal entramos atrás, não podemos furar a bicha porque o senhor bem sabe que dá a maior confusão, eu mesmo acho o ato de furar a bicha uma grosseira, não condizendo com um verdadeiro Karateca, o qual deve como todo bom cidadão entrar atrás na bicha com bastante descrição) mas sim aqui no Brasil bicha é a mesma coisa que paneleiro.

Galera do Brasil, se você estiver em Portugal e ouvir a mulher falar para o marido, “querido vou na esquina levar a panela para consertar o cabo no paneleiro da esquina”, ela não está indo a um profissional especializado, e sim ao viadinho da esquina que por um acaso conserta panelas.

Sensei Lezon existem no Brasil até diferenças lingüisticas regionais que confundem os portugueses, tenho um dicionário de Carioques-Paulistes o qual conta duas passagens de patrícios que se confundiram com as diferenças do português falado no Rio de Janeiro e em São Paulo, vamos a elas:

- Um paulista vai até a uma padaria no Rio de Janeiro e pede uma bengala, ele quase morre porque o patrício dá-lhe uma bengalada na cabeça.- Nenhum dos dois sabia que bengala é a mesma coisa que bisnaga no Rio de Janeiro.

- Uma senhora paulista vai a outra padaria no Rio de Janeiro e pede um cacetinho o patrício chama um japonês que por lá trabalhava e.....bem.....isso aqui é um fórum de família. -O importante é que deu a maior confusão porque a senhora e o patrício não sabiam que cacetinho no Rio de Janeiro se chama pãozinho de sal.