Autor Tópico: "Supercampeão de caratê diz que não lutaria MMA: "não gosto de sentir dor""  (Lida 2917 vezes)

Offline Gustavo Soares

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 40
  • Votos: +0/-0
Reportagem no globo.com :

Nove vezes campeão mundial dr caratê e um dos grandes nomes da da modalidade nos últimos anos, o inglês Wayne Otto diz que dificilmente entraria em um octógono para disputar um combate de artes marciais mistas (MMA). E por uma razão bem prosaica: não gosta de sentir dor.
O carateca, que visita o Brasil e nesta semana dará aulas e palestras em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, diz que respeita os profissionais do esporte de lutas mais popular da atualidade e entende as razões desse sucesso. Mas, aos 46 anos, acha que dificilmente poderia ter sido um deles.
- Eu não gosto de sentir dor. Eu respeito o que eles fazem, mas dificilmente me veria dentro de um octógono..Acho que o MMA é bem popular no mundo porque é fácil de entender. Para mim, no começo era um pouco bruto, violento, depois melhorou bastante, com a criação de novas regras. Mas prefiro seguir com o caratê.
Nove vezes campeão mundial e dono de oito títulos europeus, Otto diz que não há como medir qual dos esportes é mais violento, e faz uma defesa filosófica do caratê.
- O caratê é um esporte em que se prioriza a defesa pessoal, e traz toda uma filosofia de paz em sua história. Não acho que exista uma modalidade ou arte marcial violenta em sua essência. O que existe são pessoas violentas. É o ser humano que faz uma arte marcial, ou qualquer outro esporte em si, ser violento.
Wayne começou no caratê com 14 anos, depois de ficar com inveja do troféu que um amigo seu ganhou em um torneio da modalidade. Depois isso, procurou uma academia e nunca mais parou. O carateca já esteve no Brasil, no Rio de Janeiro, em 1998, quando participou de um campeonato.
Atualmente, afastado das competições de alto nível, ele viaja o mundo para dar aulas e levar o caratê para vários países. Ele já passou por toda a Europa, Austrália, China, Malásia, Estados Unidos e Brasil. O inglês afirma que não conhece muito bem os lutadores brasileiros, mas gosta muito do mais famoso representante do caratê no MMA, o baiano Lyoto Machida, ex-campeão do UFC.
- Lyoto tem uma bela execução do caratê, tem uma base muito boa. É uma coisa que já vem de família. Ele conseguiu transferir muito bem o caratê para o MMA. Talvez, se eu estivesse na minha melhor forma, eu lutaria com ele dentro de um octógono - diz, sobre o lutador de 34 anos..
Dentre todos os títulos que Wayne ganhou, um ele guarda com carinho. Ele foi homenageado pela rainha da Inglaterra. Elizabeth 2ª, que lhe concedeu uma Ordem do Império Britânico, prêmio reservado apenas a pessoas que demonstraram comprometimento dentro do seu campo escolhido.
- É um título muito importante. Sou honrado por ter ganho este título. É muito bom ser valorizado e ser reconhecido. E apesar de ela ter a idade avançada, tem um aperto de mão bem forte, viu? - brinca.

link: http://globoesporte.globo.com/sp/sorocaba/noticia/2012/06/supercampeao-de-carate-diz-que-nao-lutaria-mma-nao-gosto-de-sentir-dor.html#programa-combate
« Última modificação: Junho 23, 2012, 18:27:40 por Gustavo Soares »

Offline Lourival Silva

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 429
  • Votos: +0/-0
Oi Gustavo Soares,
     Bem vindo ao forum, li sua mensagem no topico "Quem é você"; parabens pela sua recuperação.


     Minha opinião: Quando ouço um cara deste naipe dizendo uma coisa destas sempre acho que tem alguma algo nas entre linhas.

     Por exemplo: Entrar em um octagono para lutar é uma certeza que você será fortimente agredido e sofrerá traumas, dificilmente será diferente disto. Colocando o dinheiro de lado se torna uma luta sem sentido.

      Apesar de muita gente pensar diferente, hoje em dia é muito dificil alguem ser forçado a entrar em um combate no dia a dia. Você podera passar a vida toda envolvido em um treinamento fortissimo de karatê e jamais utilizar suas incriveis e potentes tecnicas para se defender - aliás do ponto de vista do karatê isto é ótimo, diria até que é uma vitória.
       Outro detalhe, quem gosta de sentir dor? Só se for masoquista, caso contrario ninguem gosta.
       Se você pensar bem só quem treina muito e forte sentira menos dor em um combate. Se o combate for na rua podera sair até sem nenhum arranhão - no mínimo tera resitencia para correr pra bem longe da briga kkkk.
       Em um octagono a coisa é bem diferente, não tem como escapar; não da para utilizar um dos melhores golpes do nosso karatê que é evitar o conflito o máximo possivel. Do ponto de vista da filosofia do karatê entrar em um ring ou octagono é entrar perdendo, não foi possível evitar tal combate.

OSS!

       

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +0/-0
Duvido que tenha conseguido estes títulos sem dor, é apenas uma atenção que foi dada a questão aos excessos e a carnificina nas rinhas de MMA.
A dor é amiga presente na vida dos atletas, não somente nas lutas. O reality TUF Brasil deixou bem claro o número e os tipos de de lesões de um esporte de combate onde o objetivo é destruir o adversário.
Prefiro acreditar que o atleta  Wayne Otto faz parte daquele grupo de karatecas que acredita em um karate para toda vida.
Oss!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.859
  • Votos: +14/-25
Olá!
Posto o que muita gente gostaria de ter postado sobre o tópico.
Quem tem $%&! tem mêdo.
Cabadapeste, eu também acho que oKarate é para a vida toda
 ( já com 67 anos e continuo a treinar), e não me furto em treinar e sentir dor,
 isso é desculpa.
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Gosto dos vídeos de luta deste cara.
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline Gustavo Soares

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 40
  • Votos: +0/-0
O que extraí da entrevista foi o seguinte: prefiro a dor moderada e o enriquecimento pessoal do Karate do que a dor exacerbada e o dinheiro e a fama do MMA.

Se foi isso que ele quis dizer, não sei. Mas como sempre penso: pouco me importa a intenção de quem age, o que importa é o que aprendo com o ato.

OSS.

Offline Shodo

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 362
  • Votos: +0/-0
Criticar o grande "Black-Shark" apelido de Otto é mole, mas colocar a cara na reta de uma luta real acho que pouquissimos neste forum colocariam. O cara ganhou muito a nivel mundial me deve ser respeitado. Vale-tudo existe desde que o mundo é mundo e ninguém falava nada, agora o Otto dá uma entrevista sincera e nego cai de pau.

Offline Rodrigo (Rodfu)

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 776
  • Votos: +0/-0
Todos os karatekas(bons, porradeiros e ruins de encarar) que conheço pessoalmente e muitos dos que não que não conheço têm esta característica em comum: ninguém gosta de levar porrada. Há um pensamento de auto preservação muito grande no karate, e não vejo isso como defeito. Há algum tempo comentei com o katsumoto que gostaria muito de ver algum documentário que mostrasse a realidade por trás do MMA, mostrando os caras fudidos depois das lutas, tomando a comida de canudinho por dias e dias, a pressão de não saber fazer mais nada na vida(realidade pra muitos), etc

Acho que é parecido com os policiais e militares de grupos especiais, quem vai colocar na reta em tais situações extremas tem uma obsessão por aquilo, se não for assim o cara pede pra sair. Talvez o sensei Enio Vezzuli pudesse nos esclarecer como foi pra ele, já que o antigo kenshusei era sinistro. Mas também não sei se quando foi pra lá ele tinha noção de como seria; no caso dos grupos de operações especiais todo mundo sabendo bem que tipo de coisa vai encontrar.
Abraços,
Rodrigo

Offline Aka.Kochira

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 33
  • Votos: +0/-0
Olha, confesso que preliminarmente não entendi o papo de não gostar de sentir dor mas com a leitura mais crítica adicionada dos comentários dos colegas de fórum não tem como não concordar com o Otto-Sensei.

Estou vendo agora a porcaria do UFC 147 enquanto estudo para as provas da faculdade e realmente esses caras que lutam nisso são "doidos". ninguém bloqueia nada, ninguém protege nada, parecem que só saber atacar atacar atacar!!!! uma verdadeira rinha de galos!! esquiva?? háh, piada existir isso!!!

O mais feio disso tudo?!  prefiro não comentar....

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.468
  • Votos: +4/-2
Olá!
Posto o que muita gente gostaria de ter postado sobre o tópico.
Quem tem $%&! tem mêdo.
Cabadapeste, eu também acho que oKarate é para a vida toda
 ( já com 67 anos e continuo a treinar), e não me furto em treinar e sentir dor,
 isso é desculpa.
Oss
Pedro

100% Pedro (Vou fazer uma camisa assim).
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline Mestre Luciano

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 728
  • Votos: +0/-0
  • Treinando com afinco para lapidar o espírito.
Só existem duas formas de aprendizados existentes: pela DOR e pelo AMOR. Pelo amor vc aprende a fazer sexo, conquistar uma mulher e etc... Pela DOR, vc aprende a não levar porrada, por exemplo!

Logo, posso tirar que esse inglês tem e aprender muito na vida....

Passarinho que como pedra, sabe o $%&! que tem...

O Lyoto entrou no MMA e mostrou ao mundo a força do seu Karatê, mas infelizmente o Karatê do Lyoto não é o Karatê da maioria.

OSS
ルチアーノ - Luciano - Karateca e Judoca.
Kyokai Karatê Dojo        www.kyokai.com.br

O Karatê deve ser treinado e não discutido. OSS

Offline GEM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.662
  • Votos: +0/-0
Se o Lyoto fosse no nosso encontro no Sul, entrava na porrada.  ;D
Karate Wado Ryu

Offline Chucrutis

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 259
  • Votos: +0/-0
Se fosse no FB com certeza sairia uma frase dessa..
Te sento a vara... karateca $%&!...

ueaeauheueaheuaheaueha

Lyoto no Sul? ele ia apanhar bonito...

ueheuahea
Jean C. Peyerl

"O tatame é meu chão, o kimono minha pele e a faixa minha alma"

Offline GEM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.662
  • Votos: +0/-0
Jean, não abusa da sorte! ;)
Vai que ele lê isto aqui, aí a gente tá $%&!...hehehehehe ;D
Sou fã do Lyoto.
Karate Wado Ryu

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 897
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karate-wadokai.com
Meus amigos,

Wayne Otto, é alguém que admiro e por quem tenho consideração. Já falei dele aqui no fórum, talvez há uns 3 anos, sinceramente que não me lembro a data. O que sei e volto a repetir, ele foi um enormíssimo campeão e um verdadeiro gentlemen.  

Eu tive o prazer de com ele conviver um pouco em Portugal, durante um torneio para o qual foi convidado participar, em que participavam também Karatecas da selecção portuguesa. Depois de um Shiai Kumite com um meu aluno, ele me deu os parabens pela dificuldade que sentiu perante um aluno meu que, escusado será dizer, perdeu sem quaisquer dúvidas de nada...Recordo até que no Ippon final foi dito que não se soube muito bem como ele foi capaz de fazer aquilo...

Enfim, quero dizer-vos que se hoje ele estivesse no activo e com a idade com que o conheci, seria novamente campeão por mais dez anos seguidos, não tenham dúvidas disso.

Quanto ao que disse sobre o sofrimento no MMA, eu compreendo bem o que ele quiz dizer, e podem crer que não é por razões de medos... eu embora respeitando,  também não perco o meu tempo para falar sobre MMA.

Hai!
Lezon  
« Última modificação: Junho 25, 2012, 07:54:17 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai Association - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan