Autor Tópico: Filho teu não foge a luta  (Lida 7350 vezes)

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Filho teu não foge a luta
« Online: Abril 08, 2012, 16:36:47 »
Olá pessoal,

Finalmente encontrei escrito sobre a famosa filmagem da série Gracie in Action, que tem uma luta contra o Karate. Na época que comprei o VHS (1994...) fiquei tentando descobrir quem eram os Karatecas....aqui no fórum esse assunto já surgiu outras vezes também.

Eis que foi lançado semana passada o livro "Filho teu não foge a luta" (sobre a história do mma) de Felipe Awi. E no livro fala desses caratecas, que segundo o livro não tinham registro ou vínculo com entidade alguma na época, cujo o professor seria Paulo César Lopes. Alguém já ouviu falar?

As lutas de "carate" que rodaram o mundo foram essas



Quanto ao livro, uma primeira passada de olhos me pareceu um pouco romanceado para o lado do Jjitsu (para variar...Alias me lembrei daquele dito "a história dos vencedores é a 'historia real' ", ainda que o autor tenha tentado dar uma versão jornalistica de mais de uma versão para alguns fatos.

« Última modificação: Abril 08, 2012, 16:38:56 por Bodhi »
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #1 Online: Abril 08, 2012, 16:52:09 »
"Paulo César Lopes" e "karatê" levam a alguns registros de PAULO CÉSAR DA SILVA LOPES, criador do estilo URU-CAN de karatê, derivado do Shobu-Ryu.

http://www.orkut.com/Main#CommMsgs?tid=5253718994227031454&cmm=43053646&hl=pt-BR


http://www.ferjam.com.br/uru-can1.php (vejam do ladinho o "Campeonato Brasileiro de Karatê", com uns esparadrapinhos na faixa)

http://www.ferjam.com.br/uru-can2.php

[]´s
BigBoy

Offline Sato,

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 30
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #2 Online: Abril 08, 2012, 17:33:27 »
Massacre total.

O pessoal do karate nunca enfrentou os Gracie essa é a verdade, no Brasil eles passaram rodo sem contestações até a época da luta livre, seus únicos adversários de valor.
Os caras bons do judo como Medhi eram amigos do pessoal do JJ e não eram desafiados

Uma vez o Hélio (ou o Carlson sei lá) desafiou um conhecido carateca do Rio para uma luta.

O carateca amarelou e não quis lutar, mas disse que só lutava se fosse até a morte, de portas fechadas. ele sabia que o objetivo do Hélio Gracie não era matar ninguém, o que faria facilmente, mas sim fazer uma lutinha.

Isso de luta até a morte, portas fechadas, blablabla é conversa pra boi dormir, não queria lutar e colocou empecilho sabendo da negativa da outra parte.

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #3 Online: Abril 08, 2012, 17:37:53 »
Sato surtou.
Única conclusão.
Encontro dos karatecas do sul que é bom... nada de botar o nome.

Offline Tsuki

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.054
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #4 Online: Abril 08, 2012, 17:41:56 »
Massacre total.

O pessoal do karate nunca enfrentou os Gracie essa é a verdade, no Brasil eles passaram rodo sem contestações até a época da luta livre, seus únicos adversários de valor.
Os caras bons do judo como Medhi eram amigos do pessoal do JJ e não eram desafiados

Uma vez o Hélio (ou o Carlson sei lá) desafiou um conhecido carateca do Rio para uma luta.

O carateca amarelou e não quis lutar, mas disse que só lutava se fosse até a morte, de portas fechadas. ele sabia que o objetivo do Hélio Gracie não era matar ninguém, o que faria facilmente, mas sim fazer uma lutinha.

Isso de luta até a morte, portas fechadas, blablabla é conversa pra boi dormir, não queria lutar e colocou empecilho sabendo da negativa da outra parte.

Pelo que sei, foi o Koreano do Taekwondo que recebeu a visitas dos Gracies e disse que lutaria somente se fosse até a morte!
Pelo que sei nenhum Dojo de Karate Shotokan foi desafiado pelos Gracies! E o medhi até onde sei tinha repeito pelo Helio, mas odiava os filhos dele!! Já ouvi dizer que até tinha um Dojo perto da academia dos gracies na e´poca, mas o sensei nunca foi desafiado. Não me lembro se era pq ele era amigos do gracies.

Tem uma Comunidade no Orkut chamada  "Judo tradicional Goshinjutsukan" A galera lá tem um material incrirvel sobre o Judo e BJJ, inclusive sobre os desafios daquela época!!
Oq define um bom Karateka segundo Shoshin Nagamine:

"Punho infernal, coração santo."

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #5 Online: Abril 08, 2012, 18:06:00 »
   Segundo o que entendi que o Gustavão explicou, foi o Tanaka (o daqui do Brasil) que respondeu ao Carlson com relação às tais condições mortais para um desafio. Mas o japa, desconfiado que a coisa não iria parar por ali, trouxe do Japão Tadachi Takeuchi, o qual depois que aqui chegou nunca foi desafiado, mesmo tendo montado seu dojo entre duas academias clássicas de JJ.

   Takeuchi foi quem deu a preta pro Gustavo depois dele ter retornado pro karatê, ainda marrom.

http://www.karatedasmeninas.com/Tadashi-Takeushi-o-mestre-que-fez-historia-no-Brasil.html

[]´s
BigBoy

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #6 Online: Abril 08, 2012, 18:07:42 »
Foi o Helio que fez o desafio na "tal" academia de Karate. E de fato o Karate nunca lutou com JJ na época. Não muito tempo atrás, um dos atletas da época da tal academia me informou que, posteriormente, eles começaram a se preparar para comparecer no maracanazinho mas foram vetados pelo presidente da Federação de Pugilismo.

Em um certo sentido o Karate ganhou muito com isso, pois, não sei quanto tempo depois do tal desafio na academia, o grande Sensei Takeuchi estava por aqui. Sorte dos que o conheceram, não foi meu caso infelizmente!
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline Tsuki

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.054
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #7 Online: Abril 08, 2012, 18:09:32 »
   Segundo o que entendi que o Gustavão explicou, foi o Tanaka (o daqui do Brasil) que respondeu ao Carlson com relação às tais condições mortais para um desafio. Mas o japa, desconfiado que a coisa não iria parar por ali, trouxe do Japão Tadachi Takeuchi, o qual depois que aqui chegou nunca foi desafiado, mesmo tendo montado seu dojo entre duas academias clássicas de JJ.

   Takeuchi foi quem deu a preta pro Gustavo depois dele ter retornado pro karatê, ainda marrom.

http://www.karatedasmeninas.com/Tadashi-Takeushi-o-mestre-que-fez-historia-no-Brasil.html

[]´s
BigBoy

A história que me contaram foi que o Kim (TKD) é que tinha desafiado os gracie para uma luta até a morte.
Oq define um bom Karateka segundo Shoshin Nagamine:

"Punho infernal, coração santo."

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #8 Online: Abril 08, 2012, 18:12:07 »
   Segundo o que entendi que o Gustavão explicou, foi o Tanaka (o daqui do Brasil) que respondeu ao Carlson com relação às tais condições mortais para um desafio. Mas o japa, desconfiado que a coisa não iria parar por ali, trouxe do Japão Tadachi Takeuchi, o qual depois que aqui chegou nunca foi desafiado, mesmo tendo montado seu dojo entre duas academias clássicas de JJ.

   Takeuchi foi quem deu a preta pro Gustavo depois dele ter retornado pro karatê, ainda marrom.

http://www.karatedasmeninas.com/Tadashi-Takeushi-o-mestre-que-fez-historia-no-Brasil.html

[]´s
BigBoy

ah! Eu estava escrevendo quando vc postou. Foi o Carlson...!? Faz sentido, pela data...

No tal livro, há também a historia sobre o mestre Kim, que teria aceitado o desafio mas desandou na hora H de assinar um termo....

Takeuchi sabia muito judo pelo que me contaram, não haveria para ninguem....tanto é que não houve mais nada, pelo contrário começou a haver uma confraternização....mais isso sei de segunda e terceira mão. O Gustavo estava lá !!

Osu!
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #9 Online: Abril 08, 2012, 18:19:38 »
O Gustavo diz que "é segredo" quem são estes caras que tomaram sarrafo no Gracies In Action.

Viadice

Offline Sato,

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 30
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #10 Online: Abril 08, 2012, 18:25:39 »
Sato surtou.
Única conclusão.
Encontro dos karatecas do sul que é bom... nada de botar o nome.

Pô Bigboy, agora eu tenho que ser hipócrita e esconder debaixo do tapete é ?

Sei dos fatos, compartilho tudo com a galera sim.

Obs: Valeu Bodhi pela informação. Então os Gracies respeitaram o JUDÔ do Tadashi Takeuchi. bom saber, pois se fosse só karate eles tinham entrado no dojo dele chamando todos pro pau.
« Última modificação: Abril 08, 2012, 18:28:08 por Sato, »

Offline Mestre Luciano

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 728
  • Votos: +0/-0
  • Treinando com afinco para lapidar o espírito.
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #11 Online: Abril 08, 2012, 18:27:26 »
Os Gracie adoravam lutar com "galinhas mortas", aliás esta sempre foi a tática deles. O Hélio fazia apostas com os estivadores do porto do RJ para "treinar", mas qdo enfrentava LUTADORES, entrava na porrada! Com poucos segundos leva um Ossoto Gari LINDO e logo depois Kimura passa aguarda dele sem esforço...Pode ir!

O JJ é poderoso, mas não passa de MEIO JUDÔ! Pronto, falei! kkkkkkkkkkk
ルチアーノ - Luciano - Karateca e Judoca.
Kyokai Karatê Dojo        www.kyokai.com.br

O Karatê deve ser treinado e não discutido. OSS

Offline Sato,

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 30
  • Votos: +0/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #12 Online: Abril 08, 2012, 18:30:28 »
Para lá mestre Luciano .

Kato é galinha morta então ? Olha o ipponseoi que o Hélio levou, mas venceu a luta no fim.

Kimura era 25 quilos mais pesado que Hélio e depois que meteu um kesagatame acabou a luta, Hélio nem se mexia tamanho o peso do japa.

Hélio Gracie é o maior artista marcial da história do Brasil e concordo que o Judo de verdade abrange dentro dele o JJ, o Medhi já sabia dar triângulo e tudo mais muito antes dos Gracie.
« Última modificação: Abril 08, 2012, 18:32:19 por Sato, »

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #13 Online: Abril 08, 2012, 18:38:33 »
Luciano,

   Você é um apaixonado. Eu recebo seus comentários pensando desta forma.

   E eu já tomei um puxão de orelha de um sensei das "antigas" quando quis referir-me ao Judô como sendo um balaio único. Ele me apontou diversos links para o Judô tradicional em que, de forma honesta, aponta todos os golpes usados com popularidade no BJJ como sendo golpes por eles usados desde o princípio. Sensei Farkatt.

   E já tenho afirmado em outras postagens que aprecio o Judô com efusividade.

   MAS...

   Se você for escrever uma bíblia das artes marciais, poderá tranquilamente descrever os eventos antes do BJJ e do Vale-Tudo e depois deles, como que se criasse um velho e um novo testamentos... rs


[]´s
BigBoy

Offline Mestre Luciano

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 728
  • Votos: +0/-0
  • Treinando com afinco para lapidar o espírito.
Re:Filho teu não foge a luta
« Resposta #14 Online: Abril 08, 2012, 18:45:30 »
Para lá mestre Luciano .

Kato é galinha morta então ? Olha o ipponseoi que o Hélio levou, mas venceu a luta no fim.

Kimura era 25 quilos mais pesado que Hélio e depois que meteu um kesagatame acabou a luta, Hélio nem se mexia tamanho o peso do japa.

Hélio Gracie é o maior artista marcial da história do Brasil

Discordo! Kato, apesar de 5º Dan de Judô não estava preparado para a luta e não era um grande atleta, como Kimura. Devemos levar em consideração que eram lutas com regras de FINALIZAÇÃO, ou seja, se houvesse tempo, os Judocas ganhariam TODAS as lutas por pontos, pois ACABARAM com Hélio em todas elas! Hélio caiu umas 30 vezes pro Kimura e umas 50 pro Kato!!! Procurem na internet e verão relatos do próprio Kimura, dizendo que o Dojo era demasiadamente macio!!!

O texto abaixo foi escrito pelo próprio Kimura e relata de forma belíssima a sua luta contra Hélio Gracie, a vitória de Hélio sobre Kato, outro judoca japonês da equipe de Kimura e outras lutas que realizou no Brasil, como a luta contra Waldemar Santana, na Bahia.

Meu Judo – Por Masahiko Kimura

Depois de retornar do Havaí, eu fui para o Brasil por convite da São Paulo Shibun (Nota: Jornal local japonês em São Paulo). A São Paulo Shibun, que estava em prejuízo, teve a idéia de fazer pro wrestling para reviver os negócios. O período de contrato foi de 4 meses. Os participantes eram eu, Yamaguchi, e Kato 5º dan. Essa iniciativa foi de grande sucesso. Aonde quer que fossemos, a arena estava lotada. Isso fez o presidente Mizuno da São Paulo Shinbun muito feliz. Quando pedimos por aumento, ele triplicou o nosso pagamento inicial imediatamente. Em adição ao pro wrestling, nós ensinavamos Judô aonde quer que fossemos.


Kimura, com 24 anos de idade
Um dia, Hélio Gracie, 6º dan de Judô, lançou um desafio a nós. A regra da luta era diferente da de Judô ou de pro wrestling. O vencedor era decidido apenas por finalização. Não importavava quão claramente uma queda fosse aplicada ou por quanto tempo um Osaekomi durasse, não importava. Ele lançou um desafio a Kato 5º dan primeiro. O gongo soou. Kato estava com bom condicionamento, e arremessou Hélio algumas vezes. Porém, passados 15 minutos, eu comecei a ver frustação no rosto de Kato. Os arremessos não faziam nenhum dano a Hélio já que o tatame era macio. Na marca dos 30 minutos, estava evidente que Kato estava cansado. “O que é isso, Kato, vá para o Newaza, não fique de pé!”, a platéia japonesa gritava. Kato então derrubou Hélio com o-soto-gari, montou em Hélio, e começou um Juji-jime. A platéia gritava em empolgação. Mas, eu observei cuidadosamente, e Hélio também estava aplicando um estrangulamento de baixo. Eles estavam tentando estrangular um ao outro. Isso durou cerca de 3 ou 4 minutos. O rosto de Kato começou a empalidecer. Eu gritei, “pare!” ao juíz, e pulei na arena. Quando Hélio liberou o golpe, Kato caiu no tatame, com a cara no chão. Dois dias depois dessa luta, eu vi estudantes de Hélio descendo uma rua da cidade carregando um caixão. Eles estavam gritando, “O judoca japonês Karo está nesse caixão. Ele foi morto por Hélio. Nós pedimos seu apoio para o mestre de Judô Hélio Gracie!”


Depois dessa luta, a popularidade de nosso show de pro wrestling declinou rapidamente. Os japoneses que encontrávamos nas ruas murmuravam, “eles devem ser fraudes, perdendo de um jeito tão patético.” Hélio lançou um novo desafio, dessa vez a Yamaguchi. O presidento Mizuno do Jornal paulista também implorava, “Sr. Yamaguchi, por favor mate Hélio, dessa vez.” Se ele lutasse Judô sob as regras japonesas, Yamaguchi era superior a Hélio tanto em Tachi-waza quanto no Newaza. Mas sob a regra brasileira, Se Hélio fosse imobilizado no chão, tudo o que ele tinha que fazer era ficar calmo e tomar cuidado para não ser pego em um estrangulamento ou chave. Hélio poderia lutar por um empate dessa maneira. Se ele usasse essa tática, seria difícil para Yamaguchi fazer Hélio desistir. Eu então disse a Yamaguchi, “Não se incomode para bolar um plano para fazer Hélio desistir. Eu aceitarei o desafio.” Até o dia da luta, nós continuamos a fazer shows de pro wrestling todos os dias. Três dias antes da luta, um jornal local lançou uma grande manchete, dizendo que “Kimura não é um japonês. Ele parece um cambojano. Hélio não pode lutar contra um falso japonês.” Eu fiquei surpreso de ver isso. Eu corri para a Embaixada do Japão com meu passaporte, e obtive uma prova que eu era japonês.


Kimura aplicando o Ude Garami em Hélio Gracie
20.000 pessoas vieram ver a luta, incluindo o presidente do Brasil. Hélio tinha 1,80m e 80kg. Quando entrei no estádio, encontrei um caixão. Perguntei o que era. Me disseram, “É para Kimura, Hélio trouxe.” Era tão engraçado que quase dei uma gargalhada. Enquanto me aproximava do ringue, ovos eram lançados em mim. O gongo tocou. Hélo me agarrou pelas duas lapelas, e me atacou com um O-soto-gari e Kouchi-gari. Mas ele não me moveu nem um pouco. Agora era minha vez. Eu o joguei no ar por O-uchi-gari, Harai-goshi, Uchimata, Ippon-seoi. Por volta de 10 minutos de luta, eu o lancei por O-soto-gari. Eu planejava causar uma concussão. Mas já que o tatame era muito macio não teve muito efeito nele. Enquanto continuava a lançá-lo, estava pensando em um modo de finalizar. Eu o arremessei por O-soto-gari novamente. Assim que Hélio caiu, eu o imobilizei por Kuzure-kami-shiho-gatame. Eu mantive por dois ou três minutos, e então tentei sufocá-lo pela barriga. Hélio balançava sua cabeça tentando respirar. Ele não aguentava mais, e tentou empurrar meu corpo esticando seu braço esquerdo. Nesse instante, eu agarrei seu pulso esquerdo com minha mão direita, e torci seu braço. Apliquei Udegarami. Eu pensei que ele iria desistir imediatamente. Mas Hélio não bateu no tatame. Não tive escolha a não ser continuar a torcer o seu braço. O estádio silenciou. O osso de seu braço estava se aproximando do ponto de quebrar. Finalmente, o som do osso quebrando ecoou no estádio. Ainda assim Hélio não desistiu. Seu braço esquerdo já estava inutilizado. Sob essa regra, eu não tinha outra escolha a não ser torcer o seu braço novamente. Tinha muito tempo ainda sobrando. Eu torci o seu braço esquerdo novamente. Outro osso quebrou. Hélio ainda não bateu. Quando tentei torcer o braço novamente, uma toalha branca foi jogada. Venci por TKO(nocaute técnico). Minha mão foi erguida. Japoneses brasileiros correram para a arena e me ergueram. Por outro lado, Hélio deixava seu braço esquerdo pendendo e parecia muito triste, resistindo a dor.
ルチアーノ - Luciano - Karateca e Judoca.
Kyokai Karatê Dojo        www.kyokai.com.br

O Karatê deve ser treinado e não discutido. OSS