Autor Tópico: Samurais e um pouco de história ...  (Lida 1985 vezes)

Offline Antonio Pêcego

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 560
  • Votos: +6/-3
  • 1985 no RJ, soltando a perna em exame para shodan
Samurais e um pouco de história ...
« Online: Junho 30, 2008, 21:47:41 »
Prezados,

Para os que se interessam, vale a pena conferir.  Fonte: http://www.karatedasmeninas.com/

"A passagem do sabre as mãos nuas

Até o século12, o Japão foi dirigido por uma linhagem de imperadores. Estes tinham por hábito conceder o título de “Shogun” ao general chefe dos exércitos de campanha. O título de “Shogun” era atribuído por um período determinado e destituído no final do conflito em questão. No final do século 12, o conforto entre os clãs Taira e Minamoto termina com a vitória deste último.

Yoritomo Minamoto, chefe do clã Minamoto, proclamou-se então “Shogun” para o resto da vida. Toma posse dos poderes executivo e legislativo e relega ao imperador um papel secundário. A partir daí a vida social do Japão muda. Até aquele momento, o poder encarnado pelo imperador era “de origem divina”, e somente os herdeiros das famílias imperiais podiam ter pretensões ao trono. Com a instauração do “shogunato”, a porta abre-se um novo tipo de poder: o da força militar. Os chefes de clã se defrontam sem piedade pela posse do título de “Shogun”.


O Japão entra em longo período chamado de “Guerra dos clãs” e os samurais tornam-se os novos donos do país. Reinam pela violência sobre toda as demais classes sociais. Somente eles tem o direito de portar os sabres (espadas), manejar armas e fazer a guerra. Representam a nova classe nobre do Japão e desprezam as outras classes, sobretudo as dos camponeses.


Em janeiro de 1868, depois de inúmeras retratações, o último Shogun do Japão anuncia aos chefes de clãs que entrega oficialmente o poder nas mãos do imperador Mutsuhito. Começa a despontar o Japão da era moderna.

Mesmo assim houve uma batalha: batalha de desespero, de ultimar Kyoto. Cinco mil samurais leais a Satsuma, Choshu e Tosa, liderados por Takamori Saigo reduzem a nada o sonho dos revoltosos. A vitória foi definida. Saigo mostra-se totalmente aliado ao imperador, despontando como herói da restauração imperial.

Toda nação Japonesa começa a se remodelar segundo os padrões estrangeiros, a fim de fazer face a pressão vinda da índia e da China. A revolução Meiji foi espantosa: as reformas atingiam até aqueles que haviam outrora feito a grandeza do país e agora viam-se fadados a desaparecer... os samurais.

A perspectiva de serem “rebaixados” ao nível de indivíduos comuns faziam os samurais estremecerem. O Japão novo não os apreciava mais! O descontentamento era grande e nova ameaça de conflito armado se delineava.

Depois da vitória de 1868, Saigo passou a recusar todas as honras que lhe propunham, o que aumentou sua popularidade e seu prestígio, mas não foi visto com bons olhos pelos oficiais. Aos 43 anos, mesmo assim, foi posto à testa da guarda imperial, de 100,000 homens, ainda exclusivamente recrutados da antiga classe dos samurais. Em 1872, Saigo foi nomeado general chefe de todas as forças armadas do país e, no ano seguinte, chegou ao grau supremo de marechal. Sabia, entretanto, que os samurais já estavam condenados definitivamente como elite militar. Em 1873, Aritomo Yamanaga promulgou uma lei segundo a qual todos os homens de 21 anos seriam, independentemente de sua origem social, inscritos nos registros de seleção do novo exército japonês. A fronta aos samurais estava consumada.




A marginalização dos samurais se deu em várias etapas. Primeiro os poderosos “Daimio” perdiam suas funções, depois seus castelos eram confiscados e seus exércitos eram dispensados. Pagavam-lhe, todavia, confortáveis pensões e essa situação era mais ou menos aceita conscientemente que estavam de que a manutenção de seus feudos estaria acima de suas posses.




Os samurais passavam a duas categorias: Shizoku (pequena nobresa) ou Sotsuzoku (soldados), já que um novo tipo de exército começava a despontar. A perspectiva de serem rebaixados ao nível de indivíduos anônimos, com direito a um soldo vulgar, era algo mais temido que a morte. Algo inaceitável! Entretanto um dos resultados espetaculares da revolução Meiji foi de destituir de suas funções dois milhões de samurais que logo passaram a sofrer privações pois não sabiam fazer outra coisa. A solução encontrada peloi governo, a atribuição de pensões, na verdade não cobria mais do que um terço das despesas dos antigos guerreiros. As pensões foram então convertidas em títulos garantidos pelo estado...

Depois acabaram de joga-los nas colonizações de terras principalmente na ilha de Hokkaido. O mundo dos samurais desabava de vez. A era Meiji desferiu sobre as artes marciais japonesas um golpe quase fatal. Numerosas escolas de armas conheceram enormes dificuldades.

Aquele que é considerado o último samurai, Sokaku Takeda, não tinha ainda 17 anos quando a revolta de Satsuma, mas já era um temido guerreiro. Sua vida era o sabre: instrutor da polícia, guarda-costa, encarregado de missões especiais. Era sempre requisitado graças a suas habilidades no manejo dessa arma.

Seu encontro com o mestre Tanomo Saigo seria determinante na evolução das artes marciais no Japão. Saigo disse-lhe um dia: “A vida do sabre está terminando. O mundo muda. É preciso mudar também. Você tem que aprender a arte do combate com as mãos nuas se quiser que sua escola sobreviva”.





No princípio Takeda recusou, depois acabou por aderir a visão de Saigo e empreende seriamente o estudo do método Oshikiuchi, ensinado por Saigo. Takeda cria, em seguida, sua própria escola chamada Daito-Ryu. Em 1915, na ilha de Hokkaido, ao norte do Japão, local de colonos e samurais, encontra um jovem experto e faz dele seu discípulo e utideshi. Anos mais tarde Ueshiba se tornaria o fundador do AIKIDO."


Momo
"Conhecer os outros é sabedoria, conhecer a si próprio é Iluminação." Lao-Tzu

Offline Rodrigo (Rodfu)

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 776
  • Votos: +0/-0
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #1 Online: Junho 30, 2008, 23:30:55 »
Dando meu pitaco, até onde sei Sokaku Takeda era de uma linhagem histórica de guerreiros e o Daito-Ryu Aiki-jujutsu era praticado na família há gerações, tendo sido ele um grande exponente. A informação de que ele teria desenvolvido tal método de luta desarmada, me parece quase com certeza, está errada.
Abraços,
Rodrigo

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #2 Online: Julho 01, 2008, 07:30:07 »
Sokaku Takeda nasceu em 1860 em Aizu, Japão, descendente de uma família de Samurais. Aprendeu o Daito-Ryu Aikijujutsu com o Grande Mestre Tanomo Saigo, que o considerou seu sucessor à frente do Daito-Ryu.

Homem de pequena estatura e que sempre usava o Hakamá, espécie de calça muito larga utilizada nas artes marciais tradicionais japonesas, Mestre Takeda era muito conhecido e temido em sua região.

Participou de dezenas de combates mortais contra criminosos e mestres de outras artes marciais que o desafiavam. Sua invencibilidade nutria muitos rancores entre os praticantes da época.

Mas Mestre Takeda era um Samurai à moda antiga. Dizia: "Um verdadeiro praticante de Budô segue os outros. Andar na frente de alguém equivale a ser morto".

Antes considerado uma arte secreta, Mestre Takeda difundiu o Daito-Ryu por todo o Japão, ministrando seminários em diversas localidades. Apesar de sua dedicação ao ensino, ele nunca montou um dojô oficial, preferindo a carreira de Mestre itinerante.

Numa dessas peregrinações conheceu um jovem que se tornaria o seu mais conhecido aluno: Morihei Ueshiba, criador do Aikidô.

Ueshiba seguiu Mestre Takeda por diversas localidades, tendo treinado por muitos anos sob sua supervisão e atingindo o grau de Instrutor Assistente na arte do Daito-Ryu. Sua influência influenciou fortemente o Aikidô, como as técnicas Shiho-Nague e Kote-Gaeshi, que são do Daito-Ryu.

 Existia na região em que morava um perigoso criminoso que roubava, matava e agredia os moradores sem que a polícia local conseguisse prendê-lo. Um dia ele desapareceu subitamente. Intrigados, policiais vasculharam a região por dias até encontrar o seu corpo atirado ao lado da trilha que Mestre Takeda utilizava para voltar para casa toda noite.

Certa vez Mestre Takeda estava num banho público quando foi atacado por uma gangue de bandidos. Enrolando uma toalha e canalizando o seu Ki por ela, Mestre Takeda derrotou a todos com golpes certeiros, deixando vários inconscientes e com várias costelas quebradas.

Com 83 anos de idade, voltando de um de seus seminários, o Grande Mestre Takeda faleceu repentinamente.


OSS

Offline Luiz

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.124
  • Votos: +1/-1
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #3 Online: Julho 01, 2008, 16:01:24 »
Certa vez Mestre Takeda estava num banho público quando foi atacado por uma gangue de bandidos. Enrolando uma toalha e canalizando o seu Ki por ela, Mestre Takeda derrotou a todos com golpes certeiros, deixando vários inconscientes e com várias costelas quebradas.
OSS

Não tiro o chapéu....eu entendi direito? canalizou o Ki pela toalha?

Eita Samuca...
"Aqui se cultiva o corpo e a mente"

Offline Pablo Vinícius Smanioto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 216
  • Votos: +3/-18
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #4 Online: Julho 01, 2008, 16:29:51 »
Copiar de sites que não se tem qualquer preocupação com as fontes, nem de citar elas e nem de verificar autenticidade acontece essas coisas aí. A história do Daito ryu é muita lenda e pouco fato comprovado.

Essa do ki...Ki Koisa!

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #5 Online: Julho 01, 2008, 16:53:29 »
KI a parte aqui esta a fonte www.josevalter.com.br/sokaku_takeda.htm

OSS

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #6 Online: Julho 01, 2008, 17:04:53 »
só pra constar

Numa dada altura, tinha o jovem Takeda cerca de 18 anos, a polícia que tinha um controle bastante restritivo sobre o uso de armas, levou a que muitas das escolas de sabre fechassem, daí que Takeda se encontrava impedido de treinar. Por isso, integrou-se num grupo de acrobatas, onde sentia grandes facilidades devido à sua destreza e agilidade, resultado do seu treino marcial. Numa das várias deslocações assistiu às proezas fantásticas de um especialista de Karate de Okinawa, membro de um grupo diferente. Apesar da extraordinária habilidade do karateca, Sokaku Takeda derrotou-o num duelo sem armas, usando os seus rápidos movimentos de corpo, desenvolvidos no treino de sabre e de lança. Viajou entretanto para Kyusho ( grande ilha no sul do Japão) e depois para Okinawa (várias pequenas ilhas a sul de Kyusho), com o propósito de observar em primeira mão esta arte, Okinawa-te, como era conhecido então o Karate. Depois de deixar o grupo de acrobatas, viajou por Kyusho e pelas ilhas de Okinawa à procura de especialistas de Karate com quem pudesse testar a sua habilidade.

Foi esta avidez marcial que levou Takeda Sensei a viajar por todo o Japão para testar a sua perícia e estudar sob vários mestres de topo. Toda a sua vida era feita a viajar, indo a casa esporadicamente, muitas vezes só ao fim de vários anos. Sempre que se ia embora nunca dizia quando voltava ou para onde ia, e recomendava sempre que não esperassem que ele voltasse.

fonte: http://aikidotradicional.no.sapo.pt/takeda.htm


OSS


Offline Troyman

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 667
  • Votos: +4/-16
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #7 Online: Julho 01, 2008, 17:55:47 »
Samuka

Só uma pequena correçãozinha: não seria KyushU, o nome da ilha ao sul do Japão?  A terra principal do Japão é compostas das ilha Hokkaido (ao norte), Honshu (ao centro e a leste), Shikokku (ao centro e a oeste) e Kyushu (ao sul).  A cidade mais ao sul de Kyushu é Kagoshima, capital do clã Satsuma (família Shimazu, que invadiu Okinawa no século XVII e desde então o arquipélago Ryu Kyu passou a ser parte integrante da nação nipônica).  Agora duas perguntinhas básicas: Quem teria sido o tal okinawano praticante do Okinawa-Te que Mestre Takeda encontrou?  Com que ele teria se encontrado quando viajou para Okinawa?

Saudações   ;)
ACTroyman
Zen Do-Kan (Filiada à IUSKF - Shin Shu-Kan)
RJ

Offline yigal

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 19
  • Votos: +0/-0
    • IKKBR
Re: Samurais e um pouco de história ...
« Resposta #8 Online: Maio 19, 2009, 10:47:23 »
Grande Troyman!

mesmo dentro da Daitokai isto é uma discussão muito forte. Eu acredito que talvez ele tenha encontrado com o próprio Matsumura Sokon ou ainda com Kyan Chotoku. Digo isso pelas formas que o atemi é dirigido no  Daito-Ryu. Todos os atemi são em posição de tate-ken, mas o que chama mais atenção são as forma de haito e shuto, Ura ken e a pate de defesa (que é bem diferente do Aikido) em que se tem o Shuto Age Uke, Gedan barai, soto uke. A abordagem é bem diferente do Aikido, no Daito-ryu vc tem ataques em nukite, shuto, tate-ken, haito e ura-ken, além do Mae-geri e de técnicas de Hiji. A maioria das técnicas é aplicada da maneira "okinawense" e não da maneira tradicional que se vê em outrso Koryu japoneses.

Osu
Rogério Rubim
IKKBR