Autor Tópico: Mais um Vídeo de Karatê  (Lida 1716 vezes)

Offline Emanuel

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 92
  • Votos: +0/-1
Mais um Vídeo de Karatê
« Online: Dezembro 18, 2009, 17:45:27 »
Oss
Mais um vídeo que encontrei na "internê" e resolvi postar aqui:


Em se tratando de divulgação do Karatê-Do, eu considero este vídeo uma representação do real proposito do karatê, principalmente no quesito competição.

Se alguém fosse divulgar o Karatê com este vídeo.
Vocês acham que este vídeo ajudaria a atrair mais praticantes? Ou pelo contrário, hoje em dia muita gente iria se impressionar com as cenas e desistiria de praticar Karatê?

Gostaria de ouvir a opinião dos nobre karatecas.
Oss

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #1 Online: Dezembro 18, 2009, 19:06:21 »
Oss,

Amigo Emanuel,

Infelizmente devo discordar de sua colocação, que afirma ser este vídeo uma boa representação do real propósito Karate-do.

Como é de se notar, sou muito tradicionalista quanto ao método de ensino das artes marciais, que deve ser desenvolvido sob seu completo aspecto físico-intelectual.

Nesta apresentação, a essência do Karate-do foi ofuscada por uma simples demonstração técnica competitiva, que por sua vez, merece credibilidade pelas imagens de legítimos e efetivos golpes - pelo menos em campeonatos! Se este vídeo estivesse sendo questionado por sua finalidade desportiva, mesmo que um pouco "violento", poderia ser sim um bom exemplo do que se pode obter treinando seriamente o Karate-do. Entretanto, sempre com aquela ressalva de que a busca na arte marcial consiste em algo muito maior do que a mera visão competitiva, pois medalhas não forma caráter, muito menos lapida...

... mas isso é apenas minha opinião. Esperarei também pelo posicionamento dos outros membros.

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #2 Online: Dezembro 18, 2009, 20:46:44 »
como demonstração técnica, de exemplo de competição onde se emprega mais karate do que as atuais "padrão" wkf o vídeo é maravilhoso, é isso mesmo que é karate sendo usado numa competição.

Só tem que entender que karate-do é algo mais do que só a técnica em sí de karate. simplificando irresponsavelmente o que foi dito acima por psekimg, esse vídeo tem karate, mas karate-do é mais do que o que foi mostrado nesse vídeo...

ih... acho que eu comecei a profetizar também... bom... vcs entenderam...

resumindo, gostei do vídeo...

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #3 Online: Dezembro 18, 2009, 21:05:31 »
Me desculpem, mas vou discordar veementemente de todos vcs.
Esse Karate ai é pura DINAMITE. Nao tem nada a ver com essas competições de hoje em dia. A maioria dos atletas nesta epoca nao usava proteção alguma nas mãos. Nem na boca. Esse é o Karate da época do Delia Sensei. Nao tinha moleza não...duvido de algum atleta que tenha dormido bem na noite anterior a esse Campeonato.
Quem diz que Campeonatos nao retratam a realidade esta enganado..nesse tempo retratava sim....alias, ainda acho que qualquer Campeonato retrata. É apenas mais uma desculpa dos fracos de espirito..que preferem se formar em arbitros a tornar-se lutadores de VERDADE.
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline Emanuel

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 92
  • Votos: +0/-1
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #4 Online: Dezembro 18, 2009, 21:15:58 »
Oss

Concordo com o amigo PSekiMG, realmente amigo, o Karatê é muito mais do que isso.

Porém, o que o Katsumoto sensei disse é a mais pura verdade. Quando você treina karatê esperando encontrar uma "realidade" como estas em uma competição, acho que se está treinando Karatê no mais amplo dos sentidos.

Não tem como não se entregar de corpo e alma nos treinamentos, se o que te espera em uma competição é algo tão próximo da realidade quanto o que fora apresentado no vídeo.

Vale lembrar que quando se treinava para competição na época do D'Elia sensei por exemplo, treinavasse de verdade. E não como é feito hoje em dia que um atleta de caratê diz: "Ah, eu sou atleta apenas de kata."

Oss

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #5 Online: Dezembro 18, 2009, 21:24:07 »
Sou um verdadeiro fã desse vídeo (e do karate). Acredito que a principal coisa que o karate ensina é uma palavra descrita nesse vídeo: Resiliência.
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Fabrício Novaes

  • Visitante
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #6 Online: Dezembro 18, 2009, 22:31:15 »

 O vídeo é Budo puro.....Esse estilo antigo de competição sem proteção alguma era realmente muito viril. Mas trazendo pros dias atuais e o rumo q o karate tomou como esporte e treinamento diário, como de prática de atividade física e meio de vida p manter o sedentarismo afastado(hj em dia vivemos dias bem estressantes), acho completamente fora da realidade!!! Um pai de família ir p academia treinar ou participar de uma competição p no outro dia estar com a boca costurada,nariz quebrado ou ter engolido dentes não faz mais parte do dia dia de muita gente!!

Oss!

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #7 Online: Dezembro 18, 2009, 22:36:37 »
Oss,

Não queria entrar no mérito da competição em minha postagem anterior, pois não sou muito apto a tecer comentários sobre o tema, uma vez que meu modo de pensar visa Karate-do como uma doutrina focada na auto-defesa e desenvolvimento pessoal (espiritual, moral, sexual - o que você quiser ¬¬ ), sendo sua utilização em campeonatos a ramificação desportiva deste seguimento marcial.

Enfim. O conceito e a natureza de Karate-do varia de acordo com a mentalidade de cada um ou com o que muitos absorvem de seus instrutores. Só me entristece ser tal arte marcial, em sua conotação desportiva, comparada (ou aproximada) de uma situação real, esta que pode se dar em um momento decisivo ou no decorrer de uma vida, superando dificuldades e vencendo seu próprio ego.

Então, sendo assim, vou pro "Shobu Ryu" - vai dar no mesmo!  :) :( 8)

Oss.
« Última modificação: Dezembro 18, 2009, 22:38:28 por PSekiMG »
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #8 Online: Dezembro 18, 2009, 22:50:15 »
Oss

eu gosto muito disso  ::)

Oss
alberto
yama-Alberto S. Almeida

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #9 Online: Dezembro 19, 2009, 03:10:35 »
Ninguém põe a "cara" na reta só por uma medalhinha, que não haja engano, a grande maioria dos atletas vistos nesse vídeo são, antes de tudo, verdadeiros karatecas.
Somente observando a técnica empregada, o timing, o zanchin, a velocidade ... , durante uma luta, não se identifica um karateca, para tanto, no meu entender, a única maneira para eleger-se um deles é reconhecer se o  lutador têm: disposição de atacar (ir prá cima),  ímpeto de atingir (sentir o agradável contato da mão contra uma cara macia) e satisfação em neutralizar (ver o oponente sem reação, no chão ou cambaleante).
Prezados foristas, minha definição é pura e verdadeira,  não tenho a mínima intenção de chocar nem de constranger, mas, pergunto, quem em sã consciência e em algum momento do seu treinamento, ou em uma situação real, não teve "vontade" ou sentiu uma certa "necessidade" de revestir-se dos "ingredientes" que citei?
Agora, hipoteticamente, transportemos qualquer combate daqueles para uma sala fechada ou para uma rua deserta, onde estão somente os dois, (onde não há árbitros nem testemunhas/público) há dúvida de que um dos dois poderia matar o oponente?
Mais uma pergunta, o Karatê começou na necessidade de um filósofo ter assunto para devanear? Ou para um homem defender sua vida?
O Karatê, hoje em dia, está muito distante da realidade da época em que foi criado e das suas possibilidades de uso, mas não é justo desqualificar os memoráveis combates alvo da nossa discussão.
Oss.

PS. Pense ... lembre e relembre:
Vc neutralizou alguém com seus golpes e ficou muito triste?
Vc convenceu alguém para não agredi-lo só com palavras?
Vc já foi golpeado até cair no solo sem reagir para não machucar seu agressor?
Vc alguma vez foi ultrajado, intimidado, constrangido, ... e limitou-se à ir adiante sem nenhuma reação agressiva ou pensamento desabonador?
Vc ao ser assaltado poderia empreender fuga, mas teria que passar com o carro por cima do vagabundo, então brecou e entregou o "ouro para o bandido"?
Se vc respondeu positivamente alguma destas perguntas, por favor, esqueça meus comentários e fique com a filosofia do Karatê, mas nem por isso pense que vc é um karateca.
Ricardo

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #10 Online: Dezembro 19, 2009, 10:16:56 »
Oss,

Só para clarear o que penso sobre este vídeo com relação ao real propósito do Karate-do: ele é altamente qualificado para demonstrar a essência técnica e espiritual (este segundo sendo altamente indispensável quando se enfrenta um oponente de mãos descalças), mas não traduz a totalidade do que se pode obter com a arte marcial.

Existe também esta outra utilidade do Karate-do: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1176218-16619,00.html

Sabe quando você, ao terminar um picolé, julga o palito como um mero suporte para que não se mele a mão (embora raramente funcionar)? Pois é, tem gente que vai mais além e o transforma em artesanato, produtos reciclados etc.

Eu pratico Karate-do em sua totalidade, de maneira tradicional como assim aprendeu meu Sensei (e assim me passa). Entretanto, me satisfaço em ver pessoas que na luta contra o câncer ou mesmo para derrotar suas próprias limitações se agarraram ao Karate-do e daí melhoram seus rendimentos ou sanam suas doenças. Há quem diga que isso não compete ao Karate-do resolver, pois é uma modalidade para pessoas que sejam determinadas o suficiente para entrar no "ringue" e derrubar seu oponente...

... sobe lá então e derruba um câncer!

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #11 Online: Dezembro 20, 2009, 00:59:49 »
A matéria citada é de grande significado, já havia lido, agora, sem ser insensível, mas sendo realista, certamente, a afirmação de que o Karatê auxilia no tratamento do cancêr é idêntica à outras tantas terapias, convencionais ou alternativas (Ioga, escalada, vela, alimentação vegetariana, meditação, presença da família, relacionamento afetivo), que estimulam na recuperação dos indivíduos acometidos por este mal.
Por vezes posso parecer rude, acontece que os professores, com quem aprendi (Okuda, Tanaka, Takeushi, Uriu, Lirton), apenas ensinavam as técnicas de combate, sempre levando aos limites físicos e emocionais, e nada mais além disso ... não se preocupavam em ensinar os nomes de posições, golpes, táticas, etc, muito menos história, pensamentos, citações heróicas e outras coisas mais, ofereciam, sim,  a narração de experiências vividas para contribuir no aprendizado dos alunos.
Dentro desta minha visão, acredito que o Karatê seja formativo e disciplinador,  dando ao indivíduo jovem uma excepcional oportunidade para que ele fortaleça laços familiares e posicione-se positivamente junto à sua comunidade.
Oss

PS   Em 1964, conheci um jovem de 16 anos que ao perder seu pai, atropelado e morto em cima de uma calçada,  iniciou-se  no Karatê na tentativa de obter suporte emocional, condição necessária para superar momento tão crítico. Ele obteve relativo sucesso.
« Última modificação: Dezembro 20, 2009, 12:13:39 por DElia »
Ricardo

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.859
  • Votos: +14/-25
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #12 Online: Dezembro 20, 2009, 08:56:13 »
Olá!
Tenham a certeza de que o testemunho do D'Elia é realmente verdadeiro.
Eu também conheci o garoto por ele citado,e sei que tornou-se um homem da melhor qualidade e um Karateca fantástico.
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #13 Online: Dezembro 20, 2009, 10:11:26 »
Oss,

Citar
PS   Em 1964, conheci um jovem de 16 anos que ao perder seu pai, atropelado e morto em cima de uma calçada,  iniciou-se  no Karatê na tentativa de obter suporte emocional, tão necessário para superar momento tão crítico. Ele obteve relativo sucesso.

E isso é muito satisfatório, pois a arte marcial é passiva desta pluralidade de finalidades e, sem sombra de dúvidas, quem a ela se entrega, mesmo inicialmente não conhecendo nada, com dedicação constante e disciplina, obterá um grande resultado pessoal, tanto na prática propriamente dita como na essência, esta que pode ser utilizada como apoio para além das portas do Dojo.

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline KATASHOTOKAN

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
  • Votos: +0/-0
  • KARATE-DO só quem pratica sabe a força que tem
Re: Mais um Vídeo de Karatê
« Resposta #14 Online: Dezembro 20, 2009, 16:33:06 »

Oss!
“O propósito supremo do KARATE-DO não está contido na vitória, nem na derrota de adversários, mas, no aprimoramento do caráter, da personalidade e da honra de seus praticantes."