Autor Tópico: Tameshuari  (Lida 5498 vezes)

Offline Kohai_Taigen

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 355
  • Votos: +0/-0
  • André Lima
    • Kohai Karate Do
Re:Tameshuari
« Resposta #15 Online: Novembro 15, 2012, 21:42:43 »
Sensei Aldo Lubes (8o. DAN de karatê Shotokan e 4o. DAN de judô). Uma das maiores autoridades de karatê do Brasil.
Pode ter certeza de que o ensino é de qualidade.
Mas realmente o preço é salgado. É acima da média de mercado aqui da região (que deve ser de aprox. R$ 100,00 a 120,00, em academias). A academia dele foi fundada em 1965, é a mais antiga e respeitada do PR. Isto talvez explique em parte o alto valor da mensalidade.
Tenho muito orgulho de ter treinado Shotokan (até 1o. kyu) com Sensei Aldo. Mesmo tendo mudado de estilo (para o Wado) e já a muitos anos não treinar com ele (mais de 20 :o, como o tempo passa rápido :(), o respeito ainda é muito grande.

OSS!
vinte anos se passaram meu amigo... chega dá frio na barriga.
Pessoal,

Passa pra gente como foi essa experiência de vocês com este Sensei!
Como eram os treinos?

Oss!
André Lima
Faixa-Preta da escola Taigen de Karate Shotokan.

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +2/-0
Re:Tameshuari
« Resposta #16 Online: Novembro 15, 2012, 22:36:39 »
Citar
Sensei Aldo Lubes (8o. DAN de karatê Shotokan e 4o. DAN de judô). Uma das maiores autoridades de karatê do Brasil.
Citar
Talvez o preço mais salgado seja devido à experiência. Quando treinei lá, as aulas das 7:30 costumava receber professores da região, uns viajavam para reciclar conhecimento, alguns deles 5o dan.

Neste caso, o valor é justo.
Quisera eu ter um dojo sério para pagar até mais para frequentar.

Oss!
« Última modificação: Novembro 15, 2012, 22:43:52 por Cabadapest »
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.239
  • Votos: +1/-0
Re:Tameshuari
« Resposta #17 Online: Novembro 16, 2012, 08:26:17 »
   Eu resumiria no seguinte: ele ensinava a viver através do karatê.

   Todas as aulas começavam milimetricamente no mesmo horário e  possuíam a mesma segmentação: saudação, aquecimento, alongamento, kihon, kata, técnicas de kumite, kumites, alongamento, mokuso, saudação. Meu Deus... como era bom.

   Ele tinha um quadro negro no qual não ultrapassava cinco minutos de teoria. O resto era karatê praticado.

   Na época em que tive aulas, os jyu kumites ocorriam em todos os treinos. Porém era algo mais leve, solto. Sob a supervisão do sensei, dificilmente havia gente que não obedecia ao comando "movimentação livre e solta, por favor...". Porém, nas sextas-feiras, o pau comia sem muita parcimônia.

   Bati papo com ele, nos quatro anos de convívio, umas dez vezes. Umas cinco nas confraternizações que ele promovia. Sempre sisudo, sério. O ensinamento era no dojo.

   Observava que ele corrigia umas coisas nos brancas, outras coisas nos amarelas, outras nos vermelhas e assim por diante. Levei este conceito para as minhas aulas, para meus alunos: há coisas que não adianta você querer corrigir o detalhe em um iniciante. Aprendi com isso a ter paciência para quebrar circunstâncias difíceis.

   Quando eu era piá, lá pelos meus 11/12 anos, ia ao fliperama na rua XV em Curitiba e combinava com o Guinho (amigo de infância) para irmos na Galeria Ritz, onde era e é o dojo do sensei. A gente adorava ir ver as aulas de judô dele. Quando entrávamos, a aula parava e todos faziam uma saudação pra os visitantes. Mesmo nós, piás bagunceiros.

   Mora em meu coração.

[]´s
BigBoy

Offline Kohai_Taigen

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 355
  • Votos: +0/-0
  • André Lima
    • Kohai Karate Do
Re:Tameshuari
« Resposta #18 Online: Novembro 16, 2012, 09:29:20 »
   Eu resumiria no seguinte: ele ensinava a viver através do karatê.

   Todas as aulas começavam milimetricamente no mesmo horário e  possuíam a mesma segmentação: saudação, aquecimento, alongamento, kihon, kata, técnicas de kumite, kumites, alongamento, mokuso, saudação. Meu Deus... como era bom.

   Ele tinha um quadro negro no qual não ultrapassava cinco minutos de teoria. O resto era karatê praticado.

   Na época em que tive aulas, os jyu kumites ocorriam em todos os treinos. Porém era algo mais leve, solto. Sob a supervisão do sensei, dificilmente havia gente que não obedecia ao comando "movimentação livre e solta, por favor...". Porém, nas sextas-feiras, o pau comia sem muita parcimônia.

   Bati papo com ele, nos quatro anos de convívio, umas dez vezes. Umas cinco nas confraternizações que ele promovia. Sempre sisudo, sério. O ensinamento era no dojo.

   Observava que ele corrigia umas coisas nos brancas, outras coisas nos amarelas, outras nos vermelhas e assim por diante. Levei este conceito para as minhas aulas, para meus alunos: há coisas que não adianta você querer corrigir o detalhe em um iniciante. Aprendi com isso a ter paciência para quebrar circunstâncias difíceis.

   Quando eu era piá, lá pelos meus 11/12 anos, ia ao fliperama na rua XV em Curitiba e combinava com o Guinho (amigo de infância) para irmos na Galeria Ritz, onde era e é o dojo do sensei. A gente adorava ir ver as aulas de judô dele. Quando entrávamos, a aula parava e todos faziam uma saudação pra os visitantes. Mesmo nós, piás bagunceiros.

   Mora em meu coração.

[]´s
BigBoy
Oss amigo Big Boy,

Muito bacana o seu relato, dá pra sentir daqui a emoção das suas palavras e o sentimento em relação à escola que você frequentou.

Você ainda tem contato com o seu Sensei? Me deu a impressão que vocês se afastaram.
Eu moro longe da minha escola de Karate, porém sempre visito o mestre e faço treinamentos de reciclagem.

Grande Abraço.

Oss!
André Lima
Faixa-Preta da escola Taigen de Karate Shotokan.

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.239
  • Votos: +1/-0
Re:Tameshuari
« Resposta #19 Online: Novembro 16, 2012, 09:48:41 »
450 km

Offline GEM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.663
  • Votos: +0/-0
Re:Tameshuari
« Resposta #20 Online: Novembro 16, 2012, 10:54:05 »
O BigBoy descreveu com maestria como eram os treinos (eu não poderia fazer melhor).
Aliás Big, você tem um dom para a escrita, poderia pensar em explorar mais isto (um livro, quem sabe?).
Só posso adicionar que eu treinava no horário da noite, onde a maioria dos faixas pretas treinava. Muitos da seleção brasileira da época. Era comum que a partir de uma certa graduação (normalmente laranja) houvesse kumites dos pretas com os menos graduados, porém sempre sobre a supervisão atenta do Sensei, que jamais permitia que os mais graduados "surrassem" os menos graduados. Porém, naquela época, os kumites eram mais "pegados" do que hoje em dia. Bons tempos...
Hoje treino um outro estilo, com um outro Sensei (também excepcional). Tenho contatos esporádicos com Sensei Aldo, nas competições da Federação paranaense (onde ele é o presidente). A relação é outra, mas o respeito o mesmo.

OSS.
« Última modificação: Novembro 16, 2012, 12:55:15 por GEM »
Karate Wado Ryu

Offline Tsuki

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.054
  • Votos: +1/-0
Re:Tameshuari
« Resposta #21 Online: Novembro 16, 2012, 12:33:57 »
   Eu resumiria no seguinte: ele ensinava a viver através do karatê.

   Todas as aulas começavam milimetricamente no mesmo horário e  possuíam a mesma segmentação: saudação, aquecimento, alongamento, kihon, kata, técnicas de kumite, kumites, alongamento, mokuso, saudação. Meu Deus... como era bom.

   Ele tinha um quadro negro no qual não ultrapassava cinco minutos de teoria. O resto era karatê praticado.

   Na época em que tive aulas, os jyu kumites ocorriam em todos os treinos. Porém era algo mais leve, solto. Sob a supervisão do sensei, dificilmente havia gente que não obedecia ao comando "movimentação livre e solta, por favor...". Porém, nas sextas-feiras, o pau comia sem muita parcimônia.

   Bati papo com ele, nos quatro anos de convívio, umas dez vezes. Umas cinco nas confraternizações que ele promovia. Sempre sisudo, sério. O ensinamento era no dojo.

   Observava que ele corrigia umas coisas nos brancas, outras coisas nos amarelas, outras nos vermelhas e assim por diante. Levei este conceito para as minhas aulas, para meus alunos: há coisas que não adianta você querer corrigir o detalhe em um iniciante. Aprendi com isso a ter paciência para quebrar circunstâncias difíceis.

   Quando eu era piá, lá pelos meus 11/12 anos, ia ao fliperama na rua XV em Curitiba e combinava com o Guinho (amigo de infância) para irmos na Galeria Ritz, onde era e é o dojo do sensei. A gente adorava ir ver as aulas de judô dele. Quando entrávamos, a aula parava e todos faziam uma saudação pra os visitantes. Mesmo nós, piás bagunceiros.

   Mora em meu coração.

[]´s
BigBoy

Dojo dos sonhos...
Oq define um bom Karateka segundo Shoshin Nagamine:

"Punho infernal, coração santo."

Garyu

  • Visitante
Re:Tameshuari
« Resposta #22 Online: Novembro 24, 2012, 21:51:33 »
Osu!
Para nós, praticantes de Karate Kyokushin, o Tameshiwari é extremamente importante!
TAMESHIWARI é a técnica de quebrar objetos sólidos e está ligado à capacidade de pôr à prova qualidades adquiridas pelo aluno nos treinos de Kyokushin.
Essa prova consiste no aluno quebrar objetos sólidos tais como: Tijolos, Telhas, Tábuas, tacos de Basebol, entre vários.
É um treino sério de disciplina, respeito, concentração mental, atenção, paciência e vontade. Quando o aluno é colocado à prova deve:
• Tentar uma única vez partir ou dividir o objeto sólido
• Não deve ficar batendo no objeto até partir, porque ficar tentando não faz parte do teste, deve quebrar no primeiro golpe que der.
TESTAR A ENERGIA VITAL
A técnica de quebrar objetos sólidos não tem como objetivo principal a "destruição" mas sim testar os esforços adquiridos no treino como: o vigor, energia vital e a virtude que consiste em suportar a dor física (controle mental).
O ORIENTADOR
O Tameshiwari, não é uma prática diária e nem todos os alunos conseguem esse feito notável. Este trabalho só pode ser feito na presença do Instrutor.
DEMONSTRAÇÃO PÚBLICA
Quanto à demonstração em público, a apresentação destas técnicas só pode ser executada por alunos sob a supervisão do Instrutor e em função da orientação de como se deve fazer e nunca aleatoriamente.
O TREINO
O treino deve ser feito sempre no Dojo com acompanhamento do orientador que treina e habilita na execução dessa técnica.
DISCIPLINA MENTAL
Para chegar a este ponto é preciso dedicação, disciplina mental e muita paciência. O kiai é o grito que serve para ajudar a elevar ao máximo ou ampliar a força ou energia vital (mental).
Aqui pode observar alguns exemplos de alguns especialistas em Tameshiwari (quebre de diferentes materiais) do Kyokushin Karate:
http://youtu.be/zQtAhszDIAY

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.859
  • Votos: +14/-25
Re:Tameshuari
« Resposta #23 Online: Novembro 25, 2012, 17:02:58 »
Olá!
Eu lendo o post acima, comecei a me perguntar o porque  nós seres humanos
somos tão incoerentes e primitivos. Explico o meu pensamento:
Se o objetivo desse quebra quebra, é por a prova a eficiência do treinamento,
para com isso poder vencer um oponente com severa contundência,
para que treinar uma Arte Marcial e não somente golpes que proporcionam essa eficiência?
Afinal pode-se derrubar um oponente levando-o a nocaute, com apenas um fraco soco em lugar adequado.
Pois é sabido que o treinamento de um Karate inteligente, o objetivo não é só bater, é principalmente não ser atingido, mesmo porque quando o homem envelhecer ainda continue precisando desse seu Karate e a sua força não mais será a mesma. Somente sua experiência e inteligência.
Uma das regras basicas do Karate, como já postei em tópico atrz, é:
Em lugares moles, bata com partes duras, e em lugares duros bata com partes moles
sem contar com uma refinada técnica baseada em leis da fisica.
Será que estou ficando muito velho e não mais aguento ver e ouvir bravatas e coisas inúteis
e o meu indice de testosterona está tão baixo assim?
Bem, como isso foi apenas um breve pensamento, fico por aqui sem ter uma conclusão sobre isso.
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
Re:Tameshuari
« Resposta #24 Online: Novembro 25, 2012, 17:20:22 »
so nao entendi a parte de bater no duro com parte mole.pode me dar um exemplo?
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:Tameshuari
« Resposta #25 Online: Novembro 25, 2012, 17:24:54 »
kkkk
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline Kohai_Taigen

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 355
  • Votos: +0/-0
  • André Lima
    • Kohai Karate Do
Re:Tameshuari
« Resposta #26 Online: Novembro 25, 2012, 17:28:04 »
Teishō Uke nas costelas é um exemplo.
André Lima
Faixa-Preta da escola Taigen de Karate Shotokan.

Offline Kohai_Taigen

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 355
  • Votos: +0/-0
  • André Lima
    • Kohai Karate Do
Re:Tameshuari
« Resposta #27 Online: Novembro 25, 2012, 17:30:13 »
Putz! Só agora eu entendi a sacanagem! Klkkkkkk! ;D ;D ;D
André Lima
Faixa-Preta da escola Taigen de Karate Shotokan.

Offline Mestre Luciano

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 728
  • Votos: +0/-0
  • Treinando com afinco para lapidar o espírito.
Re:Tameshuari
« Resposta #28 Online: Novembro 25, 2012, 18:59:21 »
Sensei Pedro,

Deixe-me entender (rs).

Um Mae Gueri em suas partes baixas seria um exemplo de "parte dura nas partes moles"?!

OSS
ルチアーノ - Luciano - Karateca e Judoca.
Kyokai Karatê Dojo        www.kyokai.com.br

O Karatê deve ser treinado e não discutido. OSS

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:Tameshuari
« Resposta #29 Online: Novembro 25, 2012, 19:39:19 »
Oss Luciano san

que negócio é este de de dar um Mae Gueri nas partes baixas  de Pedro Sensei   ??? ??? ??? ??? :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D

ele vai te pegar   :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D

e eu vou assistir  :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D :D


Oss
alberto
yama-Alberto S. Almeida