Autor Tópico: (DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA  (Lida 2141 vezes)

Offline bruno_leite

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 417
  • Votos: +0/-0
  • Espírito Inabalável...
(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Online: Outubro 27, 2011, 11:45:41 »
Oss.

Olá, pessoal.

     Há alguns dias, venho pensando muito sobre o que é, para mim, um bom Karate, um Karate de verdade, e percebi que minha idéia hoje, é completamente diferente do que era há algum tempo atrás.

     Cada vez que consigo me aprofundar mais na história e tenho acesso a algum vídeo antigo (dos grandes mestres) de Karate, percebo que na realidade o ápice do Karatê não está nos primórdios, e sim algumas décadas depos. Tomando como exemplo, basta analizar aqueles vídeos em preto e branco para concluir que naquela época, o Karate deles não era o que podemos chamar de "um primor".

     Contudo, com o tempo o Karate foi evoluindo e assumindo um aspécto mais técnico. Na minha concepção, o nosso Karate-Do atingiu seu apogeu entro os anos 60 e 80. Após isso, ocorreu, ao meu ver, uma involução, uma degradação dos valores. Fazendo uma comparação bem simples, é como um bolo, que quando se põe a massa no forno, ela ainda está crua, após algum tempo, está ideal para consumo, mas se deixar passar mais tempo no forno, o bolo simplesmente queima. E é justamente o que eu vejo no Karate que é ensinado hoje em dia... é um Karate queimado... isso me entristece bastante, pois a cada dia, vemos uma coisa mais tosca que outra, como os vídeos postados em outro tópico...

     Estes são apenas alguns devaneios meus, mas gostaria de saber a opinião dos senhores a respeito.

Grande abrço.

Oss.
"A victória depende da habilidade que temos em distinguir as vulnerabilidades, naqueles que pensam que são invulneráveis."
Gichin Funakoshi

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.859
  • Votos: +14/-25
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #1 Online: Outubro 27, 2011, 13:24:10 »
Olá!
 caro Bruno, não acho sua conclusão um simples devaneio, mas
uma boa observação concluida com  feliz analogia.
Portanto, o bolo, não tem como sair do forno por conta própria, alguém tem que
cuidar para retirá-lo do forno na hora certa.
Assim é o Karate, ele está mais do que aformatado, porem tem que ser ensinado por quem sabe, por quem o conhece profundamente,analogicamente falando tem que tirá-lo do forno
na hora certa.
E mais, servir esse bolo somente a quem tenha um paladar refinado.
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline Lourival Silva

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 429
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #2 Online: Outubro 27, 2011, 16:40:07 »
Fica triste não Brunão.

As agressões, as diferenças, as manifestações, os polimentos fazem parte da trajetória das coisas.

Tudo ao nascer normalmente é mais rudimentar, passa por uma evolução, depois a degradação e atinge o próximo estágio gerando um ciclo com um novo início, porem mais evoluido.

Para sobreviver a estas forças é necessário um núcleo forte e flexivel, no caso da nossa arte, acredito que seja todos aqueles que acreditam e zelam por ela.

Sinta-se contente por ter sido agraciado com a sensibilidade que te permite perceber os desvios e as deformidades, certamente o karatê se mastrará mais genuino ao ser apresentado por você.

OSS!

Offline bruno_leite

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 417
  • Votos: +0/-0
  • Espírito Inabalável...
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #3 Online: Outubro 27, 2011, 22:28:10 »
A tristeza que sinto por ver o Karate tomando rumos inapropriados termina por motivar-me.
Eu não posso fazer nada a respeito do que acontece com a nobre arte nos dias de hoje, aliás, já postei a respeito em outro tópico... basta aceitarmos que as coisas acontecerão e tirar o melhor proveito do momento. Contudo, esta minha motivação refere-se a saber que o Karate de verdade não morrerá, pois sei que sempre haverá alguém para tomar como o verdadeiro Karate-Do as referências corretas.

Oss. :)
"A victória depende da habilidade que temos em distinguir as vulnerabilidades, naqueles que pensam que são invulneráveis."
Gichin Funakoshi

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #4 Online: Outubro 28, 2011, 00:56:26 »
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs?cmm=210928&tid=5563577438463245202&na=2&nst=100

/Felipe 10:42 am (12 hours ago)
É normal passar mais de 3 meses inteiros sem treino de kumite?
Tambem não tem makiwara nem treino de resistência.

Todas as aulas são só kata e kihon. Sempre só repetir o que o sensei faz.

Esta sendo totalmente diferente de tudo que imaginei que fosse. Vejo alunos largamente mais graduados que eu, que eu sei que não me venceriam em uma luta, porém não tenho nenhuma oportunidade de por isso a prova.

Me decepcionei um pouco ao saber que não tem academia Kyokushin na minha cidade.
gostaria de experimentar pois sei que seria bem diferente. Escolhi Shotokan por não ter Kyokushin.

Já passei por diversas artes marciais e em breve o apurado de tudo vai me fazer escolher a que mais me indentifiquei.

----------

/Felipe 8:54 pm (2½ hours ago)
É Shotokan tradicional, o mesmo dos Machida. No site tinha ate fotos de alguns faixa preta da minha cidade ao lado do Lyoto.

----------

Este tópico que vi no orkut é interessante, até encontrei postagens minhas de quando postava nesta comunidade no começo do ano. Dei uma lida hoje e achei muito interessante este relato pois passei pela exata mesma situação. Fui mais um dos enganados pelo tal "karate tradicional".
Está tudo errado, hoje só sigo meu Sensei (vim de outro dojo) e nem quero conhecer ao vivo outros dojo tamanha decepção. Gosto de falar de karate e conhecer amigos ligados à arte, mas sei que não tem nada pra me ensinar por isso sempre tento me esquivar quando convidam.
Alguns podem achar que sou mal-educado em certos momentos e por isto peço desculpas, mas talvez seja o descontentamento com o que vi durante 7 anos de treino nesta arte. A verdade é que o karate está cheio de bundões, e o treino é isso aí mesmo, fazer kihom no ar e treinar katas idiotas.
Quando conheço um praticante de karate, já tenho na cabeça que ele é fraco, e nem preciso assistir sua técnica, ou ouvir suas baboseiras pra ver que seu karate é ruim e não serve pra defesa, é só ver seu físico de grilo, ou barriga de cerveja.
Tenho pena de quem inicia o treino de karate hoje em dia. Quando um amigo vem me dizer que começou a treinar karate fico com pena e dou umas dicas (inutilmente, pois quando baterem no ouvido do sensei ele vai buscar fechar a cabeça do cara) já vi muito exemplo disso e contei aqui. Sempre tenho um aperto no coração de ver que a pessoa está trilhando um caminho de quase certo descontentamento futuro. Conto nos dedos de uma mão, dos diversos professores de karate que conheci, professores que não tenham o ego maior que a vontade de ensinar a se defender (conheci 3 de uns 30). Sendo assim tudo o que vem de fora do que ele ensina é errado ou picareta... Notaram?
Não pode, com seu karate, entrar em competição de kickboxing, pois o karate é mortal. No entanto competem no karate. Não pode treinar boxe, pois vai "estragar" a técnica (uns até simulam de maneira pateta a suposta técnica da outra luta). Não pode conhecer outras artes, porque as técnicas equivalentes do karate (que nem existem muitas vezes) são superiores, ou supostamente também existem no karate. Não pode fazer musculação, por sei lá que motivo (dei rizada aqui pois é o cúmulo do manter o aluno na total $%&!). Não pode acertar o coleguinha, não pode usar "força" ao invés de "kime", não pode nada. Destes "33" professores que conheci, 31 falam mal regularmente do dojo vizinho, seja por ser de outra federação, ou qualquer outro motivo.

Todos que começam, buscam na arte aprender a se defender, lutar e participar de algo legal, mas caem na perda de tempo, treinamentos idiotas pra corrigir o grau de inclinação do dedão, papagaiada, histórias de mestres e tempos que não voltam mais, ficam presos à hierarquia que lhes oprime a pensar que tem responsabilidade com um sensei, kohais, senpais que não sabem lutar e um dojo vazio, sem equipamentos e que não lhes ensina nada pelo que pagam, um método de treino antiquado e que não leva muito longe a partir de certo nível (o tal tripé kkk), duvidam se funciona ou não por falta de teste e exagero de teoria. Também tem clássica "agora não é mais assim, o sensei yakisoba disse no curso" (curso de heian shodan que custou 360 reais pra cada um e uma viagem de 15 horas). Nunca acertam aparador ou saco pra valer, e se fazem não sabem montar treinos dinâmicos, só sabem fingir que treinam forte. Não sabem defender chute baixo, soco na cara... Coisas que acontecem numa briga. Nunca treinam na praia, no mato, no pátio, adaptando o modo de se movimentar... só no dojo, e a base e o golpe tem que ser retinhos ou esta errado.
Quando o aluno que quer aprender de verdade nota isso, sai da arte. A última que vi foi duns caras faixas pretas que migraram da "JXA" pro Daido Kuku a pouco tempo. Tem o exemplo contrário, do cara que treina no dojo bom, e se mudar de cidade, nunca mais vai treinar karate na vida, pois só acha lixo e perde o gosto.

A parte boa que aprendi nisso tudo é que existe muito mercado a ser explorado em arte marcial. É uma coisa que todo mundo gosta, sonha em ser faixa preta de uma luta de nome como o karate. A negligência em não ensinar o que se sabe que é correto de alguns, e a falta de conhecimento de outros é a chave pro sucesso ao se trabalhar com um público que quer qualidade, realidade, e principalmente, está crescendo por causa das tais competições de MMA (e não das AMs tradicionais, porque será? Nem showzinho de quebramento dá pra fazer em campeonato pois é "bobagem", sendo que impressionaria muito mais que as lutas). Não tenho mais medo de ser chamado de picareta amigos, ganhar dinheiro e ensinar bom karate é possível sim ao contrário da ladainha que ouço e leio TODO DIA. Essa de "as academias do karate pula-pula estão cheias, enquanto a nossa, forte, está vazia" é balela. A verdade é que academia cheia, é a do professor que acredita no que ensina, seja do jeito ou arte marcial que for (concordo com o bruno_leite disse acima, e aproveito pra dizer que também acho que os anos 80 foram o ápice do Shotokan).
Já ouviram aquele papo: "o cara que quer brigar (se referindo a quem quer aprender algo que funcione) acaba parando de treinar aqui, blabla karate não é pra isso"? É verdade. É óbvio, pois nestes dojo só ficam os fracos, cagalhões e que se escondem atrás da faixa, da hierarquia japonesa e do sun dome. Não me julguem estar dando uma de machão, não é este meu ponto. Pra mim nem precisa treinar luta pra ser karateka.

Esta é a realidade no karate, ou estou muito, muito enganado.
« Última modificação: Outubro 28, 2011, 01:06:29 por GUICOMES »
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline Lourival Silva

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 429
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #5 Online: Outubro 28, 2011, 07:10:47 »
Vixe, Guicomes!!!!!!

Que desabafo heim!!?!?! kkkkk


OSS!

Offline Wesley Pinto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 110
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #6 Online: Outubro 28, 2011, 09:01:02 »
Respondo o tópico com uma única citação e uma breve explicação.

Tem muito marmanjo que nunca tomou um bica na perna nem dentro nem fora do dojo.

E o que isso muda, que já levou sabe o que acontece quando se toma a primeira vez, o susto, e o susto faz perder Kamae, Zanshin e todo o conjunto. Quem já tomou sabe que não pode levar muitas e tem que ficar esperto com a perna.

Mas quem nunca sentiu aquela chinelada na parte interna da coxa fica ali bobeado, com perna mole acreditando que na rua vão medir, anunciar o golpe e o logo irá fazer aquele lindo tai sabaki.

« Última modificação: Outubro 28, 2011, 09:08:16 por Wesley Pinto »

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #7 Online: Outubro 28, 2011, 09:32:21 »
Não que eu concorde ou discorde de algum comentário. Não vou entrar nessa questão porque acho que todo mundo tem vivências particulares e fazer avaliações sobre suas próprias experiências de forma distanciadas é sempre muito difícil.

Mas meus "10 centavos" de contribuição vão para a idéia de que Karate-Do não é Muay Thai ou Kikcboxing. Alías, por favor me corrijam se eu estiver errado, o Kickboxing surgiu justamente  a partir de críticas como algumas que estão sendo colocadas aqui.

Karate é Budo. Isso não é "tradicionalismo". Karate-Do foi inserido em um contexto sócio cultural no começo do Sec XX. E assim como o Kendo tem um distânciamento da realidade, para ser Budo, o Karate também tem. Realmente se o objetivo é estar preparado para ser vitorioso na rua, Muai Thai prepara novatos de forma mais rápida, e mais rápido ainda o faz um curso de tiro.

O tempo passou, e as artes marciais começaram a ser comparadas. Fica claro desde o principio que a progressão pedagogica do Karate-Do é muito diferente do Muai Thai, por exemplo. Porque será ? Será que é melhor ? Pior ? Melhor em que ? Pior em que ?

Acho também que, assim como tudo pelo Brasil, tem de tudo. Interpretações equivocadas, Brasileiros mais "japoneses" do que os próprios, etc...

Quem espera do Karate um "curso de defesa pessoal ou estar preparado para o K-1, em 5 anos, ou 10" talvez encontre opções melhores em outras artes. Mal comparando quando vemos um filme, as vezes a opinião muda muito com a expectativa que temos antes de ve-lo.

Saber o que se espera do Karate é o primeiro passo para estar nele (não que seja fácil saber isso, as vezes pode demorar "uma faixa preta"...). Também acho que quem esta (de fato) no Karate a algum tempo tem as referidas ilusões sobre tomar ou dar porrada dissipadas, querendo ou não.

Obrigado por dividir as percepções particulares de vcs. Realmente o tópico esta muito interessante!

Oss!
« Última modificação: Outubro 28, 2011, 09:40:30 por Bodhi »
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline Gon

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 347
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #8 Online: Outubro 28, 2011, 12:34:50 »
Karate é arte marcial. Pode ter campeonato de pontos, não precisa preparar pro MMA, etc etc. mas tem que ensinar a ser eficiente numa situação de defesa-pessoal sim.

Essa relativisação que muitos fazem de que o que importa na sociedade atual é ter lazer e saúde, blablabla, chega a ser irritante. Claro que karate tem que estar a favor da sua saúde e divertimento, mas por favor, não é porque você só busca uma atividade sadia que o karate vai deixar de ser arte marcial!

Você pode ser formado em Direito, ter doutorado, querer uma vida pacata, e busca uma atividade saudável e um bom entretenimento, MAS NÃO VEM DIZER QUE KARATE QUE SÓ ENSINA A PERDER PESO É KARATE.

Pronto, desabafei também.  ;D

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #9 Online: Outubro 28, 2011, 12:41:02 »
Karate é arte marcial. Pode ter campeonato de pontos, não precisa preparar pro MMA, etc etc. mas tem que ensinar a ser eficiente numa situação de defesa-pessoal sim.

Essa relativisação que muitos fazem de que o que importa na sociedade atual é ter lazer e saúde, blablabla, chega a ser irritante. Claro que karate tem que estar a favor da sua saúde e divertimento, mas por favor, não é porque você só busca uma atividade sadia que o karate vai deixar de ser arte marcial!

Você pode ser formado em Direito, ter doutorado, querer uma vida pacata, e busca uma atividade saudável e um bom entretenimento, MAS NÃO VEM DIZER QUE KARATE QUE SÓ ENSINA A PERDER PESO É KARATE.

Pronto, desabafei também.  ;D

Que bom!!!!! Esse fórum esta virando momento de catarse!! :D

Não sei se vc se referiu a algo do meu comentário, mas apenas pq a comunicação escrita tem restrições, vou complementar uma idéia a luz do que vc escreveu:

Karatê é budo. E budo vai além de defesa pessoal.

O que cada um faz com o karate que aprende pode variar muito também. Eu evitei muitas situações de confronto, em todos os sentidos, com o pouco Karate que sei. Acho que eu não aprenderia isso no Kickboxing. Mas não posso ter certeza pq não sei nada de kickboxing! ;D

Oss!
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline Gon

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 347
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #10 Online: Outubro 28, 2011, 13:17:15 »
Bodhi, não estava me referindo ao seu comentário.  :)

Concordo com você que budo vai além de defesa-pessoal.

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #11 Online: Outubro 28, 2011, 13:21:10 »
!
« Última modificação: Outubro 17, 2012, 09:46:29 por Bodhi »
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #12 Online: Outubro 28, 2011, 13:34:21 »
Bodhi, não estava me referindo ao seu comentário.  :)

Concordo com você que budo vai além de defesa-pessoal.

Oss!!! :)
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline GEM

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.662
  • Votos: +0/-0
Re:(DES)CONSTRUÇÃO DE UMA IDÉIA
« Resposta #13 Online: Outubro 28, 2011, 14:15:35 »
Karate é Budo. Isso não é "tradicionalismo". Karate-Do foi inserido em um contexto sócio cultural no começo do Sec XX. E assim como o Kendo tem um distânciamento da realidade, para ser Budo, o Karate também tem. Realmente se o objetivo é estar preparado para ser vitorioso na rua, Muai Thai prepara novatos de forma mais rápida, e mais rápido ainda o faz um curso de tiro.

OSS, concordo.
Quem pratica karatê somente pela parte das porradas, deveria buscar outra arte marcial.
Karate Wado Ryu