Autor Tópico: Funakoshi treinava Shorin-Ryu?  (Lida 142 vezes)

Offline Platão

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 259
Funakoshi treinava Shorin-Ryu?
« Online: Dezembro 13, 2016, 15:16:14 »
OSS!
Talvez seja uma pergunta tola. Procurei respostas na internet e não achei.
Vendo os katas do Shorin-Ryu percebi que são quase idênticos aos do Shotokan. O Shotokan é uma adaptação do Shorin-Ryu?
OSS e abraço!


Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.430
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Funakoshi treinava Shorin-Ryu?
« Resposta #1 Online: Dezembro 15, 2016, 10:01:33 »
Osu.

Platão,

O Shotokan teve o mesmo berço do Shorin, mas aquele não foi criado necessariamente a partir deste. Acontece que Anko Itosu é um elo comum entre os estilos. O que o próprio Anko Itosu praticava era o Te de Ryukyu, legado por Sokon Matsumura, responsável por continuar desenvolvendo uma arte marcial própria através da junção do Kung Fu ao Te, principalmente àquele praticado na região de Shuri, sede administrativa do reino de Ryukyu.

Tanto Choshin Chibana O-Sensei (precursor do Shorin) como Gichin Funakoshi O-Sensei (precursor do Shotokan) aprenderam o Te com Anko Itosu. No caso de Gichin Funakoshi O-Sensei, Anko Asato também o ajudou (primeiramente) a desenvolver algo único, que por sua vez conseguiu transpor as barreiras xenofóbicas japonesas para a aceitação de algo novo: o Karate-Do.

Gichin Funakoshi O-Sensei era muito desprendido de tudo (vai que por conta de ser do signo de Sagitário, kkk) e via o potencial do Karate, que somente ganhou o reconhecimento como arte marcial japonesa e, portanto, acrescido da partícula "Do" (e aqui ainda há um problema, porque o Karate não é considerado Koryu), após várias adequações, iniciando-se pela significação de "Mãos Chinesas" para "Mãos Vazias" (algo próximo ao conceito Zen) e terminando com a própria inclusão do Karate-Gi (um misto de Kimono com Yifu, que possui blusões mais longos, porém com mangas curtas).

Assim sendo, afirmo sem sombra de dúvidas que o Shotokan não é uma adaptação do Shorin, mas ambos são derivados de algo mais antigo, motivo pelo qual originaram-se, ao menos no plano das ideias, na mesma época e por necessidades diferentes. Funakoshi nasceu em 1868 e Chibana nasceu em 1885, portanto, uma diferença de 17 anos entre um e outro. Chibana só iniciou sua prática no Karate aos 13 anos. Ou seja, em 1900, Chibana teria apenas 2 (dois) anos de prática de Karate quando Funakoshi, com 32 (trinta e dois) anos, já tinha sido admitido ao cargo de professor primário na região em 1888, onde introduzira a prática do Karate como educação física, ficando plenamente autorizado e inclusa na matriz curricular após a apresentação ao inspetor de educação Shintaro Ogawa em 1902.

Para se ter uma ideia, Itosu faleceu em 1915, quando Chibana passou a ser sucessor de seu estilo (e ai nasce o Shorin-Ryu, mas que sofreu sérias subdivisões ao longo do tempo, culminando em mais tantos outros estilos). De 1915 até 1922, época em que Funakoshi conviveu com Jigoro Kano (precursor do Judo), passaram-se apenas 7 (sete) anos. Um tempo relativamente curto para um salto longo de Okinawa (não mais Ryukyu) ao Japão. Nesta época, Funakoshi já possuía publicação, ocasião em que Hoan Kosugi revelou o que se tornaria símbolo do Shotokan.

Como se vê, são datas muito próximas e naquela época, Gichin Funakoshi O-Sensei não tinha em mente um nome para o seu estilo. Não foi à toa que denominou seu primeiro livro no Japão de Ryukyu Kenpo Karate, utilizando o termo Kempo já conhecido pelos japoneses para assimilá-lo ao Karate de Ryukyu e assim apresentar a arte marcial como um todo. Com isso, creio que não tenha desmerecido ou criado estilos, mas apresentado a cultura da então Okinawa ao povo de Honshu, ilha central que forma a maior parte do Japão.

Concluindo, aquilo que ficou conhecido como Shotokan possui em sua essência não só aquilo que se denominou Shorin posteriormente a morte de Anko Itosu, mas tudo que fora uma vez utilizado como Te, principalmente na região de Shuri. Desta maneira, alguns Kata assumiram formas diferentes na execução, mas os movimentos provém de um berço comum. Os Pinan são tão idênticos aos Heian na medida em que ambos bebem da mesma fonte, por exemplo. Os golpes e bases, assim como os movimentos, são os mesmos em nomenclatura e execução. Hoje mesmo o Shotokan, assim como o Shorin, já possuem modificações. Kanazawa Sensei possui diferente interpretação para os Heian, por exemplo. Asai Sensei, dentro das bases do Shotokan, "criou um estilo" praticamente novo, voltado mais ao uso da mão em espada e movimentos circulares.

No final das contas, o Karate é um só!

Osu.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Platão

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 259
Re:Funakoshi treinava Shorin-Ryu?
« Resposta #2 Online: Dezembro 15, 2016, 13:25:03 »
Muita boa a explicação.
Obrigado!
OSS!

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 985
Re:Funakoshi treinava Shorin-Ryu?
« Resposta #3 Online: Dezembro 15, 2016, 19:31:30 »
Osu.

Platão,

O Shotokan teve o mesmo berço do Shorin, mas aquele não foi criado necessariamente a partir deste. Acontece que Anko Itosu é um elo comum entre os estilos. O que o próprio Anko Itosu praticava era o Te de Ryukyu, legado por Sokon Matsumura, responsável por continuar desenvolvendo uma arte marcial própria através da junção do Kung Fu ao Te, principalmente àquele praticado na região de Shuri, sede administrativa do reino de Ryukyu.

Tanto Choshin Chibana O-Sensei (precursor do Shorin) como Gichin Funakoshi O-Sensei (precursor do Shotokan) aprenderam o Te com Anko Itosu. No caso de Gichin Funakoshi O-Sensei, Anko Asato também o ajudou (primeiramente) a desenvolver algo único, que por sua vez conseguiu transpor as barreiras xenofóbicas japonesas para a aceitação de algo novo: o Karate-Do.

Gichin Funakoshi O-Sensei era muito desprendido de tudo (vai que por conta de ser do signo de Sagitário, kkk) e via o potencial do Karate, que somente ganhou o reconhecimento como arte marcial japonesa e, portanto, acrescido da partícula "Do" (e aqui ainda há um problema, porque o Karate não é considerado Koryu), após várias adequações, iniciando-se pela significação de "Mãos Chinesas" para "Mãos Vazias" (algo próximo ao conceito Zen) e terminando com a própria inclusão do Karate-Gi (um misto de Kimono com Yifu, que possui blusões mais longos, porém com mangas curtas).

Assim sendo, afirmo sem sombra de dúvidas que o Shotokan não é uma adaptação do Shorin, mas ambos são derivados de algo mais antigo, motivo pelo qual originaram-se, ao menos no plano das ideias, na mesma época e por necessidades diferentes. Funakoshi nasceu em 1868 e Chibana nasceu em 1885, portanto, uma diferença de 17 anos entre um e outro. Chibana só iniciou sua prática no Karate aos 13 anos. Ou seja, em 1900, Chibana teria apenas 2 (dois) anos de prática de Karate quando Funakoshi, com 32 (trinta e dois) anos, já tinha sido admitido ao cargo de professor primário na região em 1888, onde introduzira a prática do Karate como educação física, ficando plenamente autorizado e inclusa na matriz curricular após a apresentação ao inspetor de educação Shintaro Ogawa em 1902.

Para se ter uma ideia, Itosu faleceu em 1915, quando Chibana passou a ser sucessor de seu estilo (e ai nasce o Shorin-Ryu, mas que sofreu sérias subdivisões ao longo do tempo, culminando em mais tantos outros estilos). De 1915 até 1922, época em que Funakoshi conviveu com Jigoro Kano (precursor do Judo), passaram-se apenas 7 (sete) anos. Um tempo relativamente curto para um salto longo de Okinawa (não mais Ryukyu) ao Japão. Nesta época, Funakoshi já possuía publicação, ocasião em que Hoan Kosugi revelou o que se tornaria símbolo do Shotokan.

Como se vê, são datas muito próximas e naquela época, Gichin Funakoshi O-Sensei não tinha em mente um nome para o seu estilo. Não foi à toa que denominou seu primeiro livro no Japão de Ryukyu Kenpo Karate, utilizando o termo Kempo já conhecido pelos japoneses para assimilá-lo ao Karate de Ryukyu e assim apresentar a arte marcial como um todo. Com isso, creio que não tenha desmerecido ou criado estilos, mas apresentado a cultura da então Okinawa ao povo de Honshu, ilha central que forma a maior parte do Japão.

Concluindo, aquilo que ficou conhecido como Shotokan possui em sua essência não só aquilo que se denominou Shorin posteriormente a morte de Anko Itosu, mas tudo que fora uma vez utilizado como Te, principalmente na região de Shuri. Desta maneira, alguns Kata assumiram formas diferentes na execução, mas os movimentos provém de um berço comum. Os Pinan são tão idênticos aos Heian na medida em que ambos bebem da mesma fonte, por exemplo. Os golpes e bases, assim como os movimentos, são os mesmos em nomenclatura e execução. Hoje mesmo o Shotokan, assim como o Shorin, já possuem modificações. Kanazawa Sensei possui diferente interpretação para os Heian, por exemplo. Asai Sensei, dentro das bases do Shotokan, "criou um estilo" praticamente novo, voltado mais ao uso da mão em espada e movimentos circulares.

No final das contas, o Karate é um só!

Osu.


Perfeito.

Só para contribuir:
Na época não havia os estilos como hoje, o próprio G. Funakoshi, em Karate Kyohan (1935), menciona apenas dois estilos: Shuri e Shorey. Os estilos vindos do Shorey estão ligado à Karyu Higaonna (Naha-te) o mais proeminente atualmente é o Goju-ryu. Já os estilos de Shuri tem em Anko Itosu sua linhagem mais importante, seus alunos são Kenwa Mabuni (fundador do Shito-ryu), Gichin Funakoshi (Shotokan), Choshin Chibana (fundador do shorin-ryu) e Hironori Ōtsuka (fundou o Wado-ryu), veja só a importância deste mestre, quase todos os mestres do Karate moderno foram seus alunos.
Essa teoria defendida por alguns representantes do Shorin-ryu não é correta, eles confundem (ou usam como discurso) a linhagem Shuri de Anko Itosu com o estilo moderno de Choshin Chibana.
Gichin Funakoshi era o aluno mais velho,  provavelmente pode ter sido o “senpai” de todos, foi ele que deu continuação ao legado de introduzir o Karate nas escolas e levar para o Japão, que era a meta do mestre Anko Itosu.
Todavia, sobre a afirmação de que o Shorin-ryu é o estilo que melhor preservou a forma ensinada por Itosu, daí eu posso concordar.

OSU!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.


Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.430
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Funakoshi treinava Shorin-Ryu?
« Resposta #4 Online: Dezembro 15, 2016, 21:25:45 »
Osu,

Cabadapest,

Ótimas colocações! Suas intervenções são sempre bem vindas! Precisamos de mais participantes como você para termos aquele "antigo fórum"de volta.

Platão,

E olhe que nem expliquei nada! A coisa é mais profunda do que pensamos! Se formos analisar detalhe por detalhe, veremos que a tendência é sairmos completamente daquilo que conhecemos por original de Okinawa e passamos a pesquisar mais o contexto chinês e indiano.

-//-

Vou colocar um pouquinho mais de informação. Quando pensamos na origem dos estilos, confesso que seria muito imprudente dizermos que "X" ou "Y" manteve a tradição, pois nos primórdios o Karate sequer pertencia a alguma denominação específica, uma vez que deriva de outras derivações. Complexo?

Se eu fosse levantar uma cronologia muito por cima, esta seria mais ou menos assim: Matsu Higa (1640-1720); Chatan Yara (1688-1756); Pechin Takahara (1683-1762); Kanga Sakugawa (1733-1815); Sokon Matsumura (1796-1893); Anko Azato (1828-1906); Anko Itosu (1830-1916), sendo estes dois últimos contemporâneos.

Supostamente, Matsu Higa estudou Shorijin Kempo com diplomatas chineses enviados à Okinawa. Naquela época, a ilha já estava sob domínio do clã Satsuma. Antes disso, somente estudando a história de Wong Chung-Yoh (1630-????), principal elo entre Fujian (Fukien) e Okinawa. Neste caso, a prática era realmente baseada no Xing Yi (Kung Fu), a arte marcial dos 12 animais. Então os anos anteriores realmente são cruciais para se identificar mais nuances do Karate. Inclusive, um dos pontos principais para se perceber os motivos dele não ser caracterizado como Koryu ou mesmo Kobudo.

Agora tem uma linha que vê o Karate como algo proveniente do Sião. Se quiserem dar uma lidinha, o artigo é gigante, mas muito intrigante também. Não concordo com ele, mas serve de parâmetro para balizar uma pesquisa mais profunda.

http://www.flaviocosta-karatedo.com/2012/05/origem-do-okinawa-te.html

Osu!
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.