Autor Tópico: Estilos continuação....  (Lida 2450 vezes)

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Estilos continuação....
« Online: Dezembro 12, 2007, 08:50:44 »
ESPERO QUE SEM AGRESSÕES E OFENSAS INUTEIS.

Quero expor algo que me parece importante a respeito da existência dos diversos estilos de Karate-Dô. Existem dezenas de estilos, uns mais importantes que outros devido sua divulgação e difusão. Certamente os quatro mais importantes a nível mundial são o Gôjû-Ryû, o Shitô-Ryû, o Shôtôkan e o Wadô-Ryû, pois possuem milhares de seguidores em todo o mundo. No entanto, existem muitos outros igualmente respeitáveis, porém menos conhecidos ou difundidos. No entanto, todos são estilos de Karate-Dô perfeitamente estabelecidos e organizados. O excessivo enfoque em um único estilo, sem olhar para os demais pode ser um erro. Ás vezes pode produzir-se um encarceramento dentro do próprio estilo se não se consegue entender sua importância e seus limites.
Os praticantes de Karate-Dô pertencem a um ESTILO, e assim deve ser, não havendo outra solução para o aperfeiçoamento das técnicas. O estilo de Karate-Dô é como nosso domicílio, a casa onde vivemos, o local para o qual regressamos cada noite, onde fixamos nossa residência, onde podemos ser encontrados, onde nos sentimos seguros, sabendo onde está cada coisa e o que se deve ou não fazer… pois não se pode viver em uma cidade sem morar em alguma de sua ruas e da mesma forma não se pode praticar Karate-Dô sem pertencer a um estilo.
Porém, se nos fechássemos e não saíssemos de nossa casa estaríamos perdendo a possibilidade de desfrutar de muitas coisas boas e interessantes que existem em outros locais de nossa cidade: museus, cinemas, restaurantes, etc… quando falamos de estilo de Karate-Dô acontece o mesmo. Ainda que sigamos uma determinada linha técnica dentro do estilo ao qual pertencemos não devemos deixar por isso de conhecer coisas boas, interessantes e complementares que podem existir, e é certo que existem, em outros estilos.
Neste contexto, é vital que o Professor pense desta forma e ensine isto a seus alunos, mesmo que as técnicas aprendidas sejam poucas e influenciadas pelas características do estilo ao qual pertencemos. Não trata-se de ter muitos Professores, pois isto é impossível e além do mais perderíamos toda a identidade do estilo praticado e também iríamos contra alguns dos principais valores do Karate-Dô que são e lealdade e a fidelidade. Porém, o Professor deve preocupar-se em praticar, aprender e ensinar algumas técnicas interessantes e complementares ainda que não pertençam a seu estilo.
É dever do Professor, insisto, não fechar-se em seu estilo e conhecer algumas técnicas dos outros que sejam interessantes e necessárias para poder ensiná-las, pois assim o Karate-Dô e seus ensinamentos serão enriquecidos, porém nunca perda de vista seu lar, sua casa… seu estilo.
 

Artigo original por: Salvador Herráiz.
Fonte: http://shinseikaishitoryu.wordpress.com/2007/10/13/estilo-de-karate-do-a-casa-onde-vivo/


OSS

Offline Mulinari

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 54
  • Votos: +0/-0
    • www.karateashi.hpg.com.br
Re: Estilos continuação....
« Resposta #1 Online: Dezembro 12, 2007, 09:20:20 »
Parabéns pela visão Samurai!!! Este é o verdadeiro caminho, praticar o que você mais se identifica, e respeitar a todos.

Oss!!!

Marcos Mulinari
ESPERO QUE SEM AGRESSÕES E OFENSAS INUTEIS.

Quero expor algo que me parece importante a respeito da existência dos diversos estilos de Karate-Dô. Existem dezenas de estilos, uns mais importantes que outros devido sua divulgação e difusão. Certamente os quatro mais importantes a nível mundial são o Gôjû-Ryû, o Shitô-Ryû, o Shôtôkan e o Wadô-Ryû, pois possuem milhares de seguidores em todo o mundo. No entanto, existem muitos outros igualmente respeitáveis, porém menos conhecidos ou difundidos. No entanto, todos são estilos de Karate-Dô perfeitamente estabelecidos e organizados. O excessivo enfoque em um único estilo, sem olhar para os demais pode ser um erro. Ás vezes pode produzir-se um encarceramento dentro do próprio estilo se não se consegue entender sua importância e seus limites.
Os praticantes de Karate-Dô pertencem a um ESTILO, e assim deve ser, não havendo outra solução para o aperfeiçoamento das técnicas. O estilo de Karate-Dô é como nosso domicílio, a casa onde vivemos, o local para o qual regressamos cada noite, onde fixamos nossa residência, onde podemos ser encontrados, onde nos sentimos seguros, sabendo onde está cada coisa e o que se deve ou não fazer… pois não se pode viver em uma cidade sem morar em alguma de sua ruas e da mesma forma não se pode praticar Karate-Dô sem pertencer a um estilo.
Porém, se nos fechássemos e não saíssemos de nossa casa estaríamos perdendo a possibilidade de desfrutar de muitas coisas boas e interessantes que existem em outros locais de nossa cidade: museus, cinemas, restaurantes, etc… quando falamos de estilo de Karate-Dô acontece o mesmo. Ainda que sigamos uma determinada linha técnica dentro do estilo ao qual pertencemos não devemos deixar por isso de conhecer coisas boas, interessantes e complementares que podem existir, e é certo que existem, em outros estilos.
Neste contexto, é vital que o Professor pense desta forma e ensine isto a seus alunos, mesmo que as técnicas aprendidas sejam poucas e influenciadas pelas características do estilo ao qual pertencemos. Não trata-se de ter muitos Professores, pois isto é impossível e além do mais perderíamos toda a identidade do estilo praticado e também iríamos contra alguns dos principais valores do Karate-Dô que são e lealdade e a fidelidade. Porém, o Professor deve preocupar-se em praticar, aprender e ensinar algumas técnicas interessantes e complementares ainda que não pertençam a seu estilo.
É dever do Professor, insisto, não fechar-se em seu estilo e conhecer algumas técnicas dos outros que sejam interessantes e necessárias para poder ensiná-las, pois assim o Karate-Dô e seus ensinamentos serão enriquecidos, porém nunca perda de vista seu lar, sua casa… seu estilo.
 

Artigo original por: Salvador Herráiz.
Fonte: http://shinseikaishitoryu.wordpress.com/2007/10/13/estilo-de-karate-do-a-casa-onde-vivo/


OSS
Marcos Mulinari
Cel.: 11 8181-9178

Lezon

  • Visitante
Re: Estilos continuação....
« Resposta #2 Online: Dezembro 12, 2007, 10:34:12 »
Concordo com o conteúdo e o sentido da postagem.

Na entrevista que dei ao Karateca.net, disse:

Sobre eu não ter problemas com outras escolas, acho ridículo que outros os tenham, pois todos somos estudantes da mesma arte, da mesma filosofia, dos mesmos propósitos e dos mesmos fins. O Karate é ou não uma filosofia de vida? O Karate serve ou não serve para moldar o nosso carácter? Tornar as pessoas melhores? Então para quê rivalidades? Algo estará mal se assim não for…A natureza humana tem esses defeitos todos, uns com mais outros com menos, só que nos devemos ir moldando e modificando sempre para melhor e nunca pelo pior. O tempo também ajuda muito a ensinar mas a verdade é que há certos egoísmos e certos complexos que são de fato muito difíceis de erradicar de certas mentes...

Agora volto a afirmar e a confirmar tudo isto, embora esteja consciente de que se pode evoluir no sentido de ir melhorando na convivência entre todos.

Hai!!!  Oss!!!

Offline Ricardo Borges

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 29
  • Votos: +0/-0
Re: Estilos continuação....
« Resposta #3 Online: Dezembro 12, 2007, 12:07:24 »
Amigos,

Não podemos nos esquecer dos vários exemplos de karatecas que praticam mais de um estilo.

Faz pouco tempo, na academia onde eu treino, Staff , tive o prazer de ver vários katas serem executados, ao mesmo tempo, em 3 estilos diferentes, Wado, Shorin e Shotokan, por 3 pessoas diferentes (claro!!!). Sou um privilegiado... Vamos ver mais no I Seminário aqui do http://www.karateca.net/forum/eventos-de-karate/t2112/msg31582/ Karateca.net!!!

Paz e amor,
Ricardo
« Última modificação: Janeiro 17, 2011, 10:03:03 por Renê »
"Vida é mulher do lado e seja o que Deus quiser!!!" Oscar Niemeyer