Autor Tópico: A PARÓQUIA NOSSA DE CADA DIA.  (Lida 1233 vezes)

Offline marcus battusai

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 14
  • Votos: +0/-0
A PARÓQUIA NOSSA DE CADA DIA.
« Online: Agosto 09, 2007, 00:32:57 »
Esse não é um tópico para discussão. Apenas um comentário.

Vi em alguns tópicos, buscando me interar dos assuntos do site, umas listas dos melhores karatecas brasileiros de todos os tempos. Fiquei impressionado com o paroquialismo.

Melhores karatecas:
1 - meu mestre; 2 - o melhor amigo do meu mestre; 3 - O cara que sabe todas as histórias do karatê.

Não ter Watanabe na lista dos cinco melhores e muito engraçado. O cara, além de ter sido campeão mundial, é hoje o responsável pela comissão de arbitragem da Federação internacional. Sabe pacas. Super-respeitado fora do país.

E antes que alguém diga que campeonato não vale pra dizer se o cara é bom karateca é importante lembrar que quase todos que ocupam cargos importantes na JKA FORAM CAMPEÕES EM TORNEIOS. NÃO TEM NENHUM ZÉ DAS COVES LÁ. Por exemplo:

Chefe da divisão técnica: Zé das Coves, que sabe tudo o que acontece no karatê. Não. O chefe é Ueki. 1 título japonês em kumite e 6 em kata.

Quem vem depois? Tanaka. Ficava filosofando sobre karatê? Não sei. Sei que foi campeão japonês 3 vezes e 3 vezes campeão do mundo em kumite.

Outro membro da divisão técnica, Osaka. Não é preciso listas o quanto ele ganhou.

E por aí vai. São pouquíssimos aqueles que ocupam lugares importantes na JKA que não tenham sido vitoriosos em campeonatos.

Então se torneio (como uma das maneiras para aferir)  não é importante para dizer se o cara é ou não é um bom karateca. Temos que avisar a JKA-Japão.

Tudo isso pra dizer que Watanabe teria que estar em qualquer lista séria. Quem não concorda, que se lasque.



Offline DoghQuch

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 318
  • Votos: +0/-7
Re: A PARÓQUIA NOSSA DE CADA DIA.
« Resposta #1 Online: Agosto 09, 2007, 08:05:47 »
Oss!

Cara, esse foi o tópico mais desnecessário que eu já vi aqui desde aquele que o outro cara (que não vou dizer o nome) ficou defendendo seu mestre (o qual também não irei citar) ao cumulo de ofender as outras pessoas.

Marcus, o que tentamos dizer aqui o tempo todo é simplesmente que ganhar um campeonato não faz de alguém um bom karateca principalmente porque ganhar um campeonato significa se adaptar a um modelo simplificado de combate que a maioria aqui não acredita ser verossímil com o que aprendemos nas aulas ou o que o karate pode oferecer a título de prática desportiva.
"E depois de tudo, céu e terra aí estão, como se nada tivesse acontecido.
  A essa altura, a vida e as ações de um homem têm o peso de uma folha
  seca no meio da ventania..."