Autor Tópico: Karate - Papel dos Pais / Instrutor  (Lida 1654 vezes)

Lezon

  • Visitante
Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Online: Agosto 06, 2007, 18:36:42 »

Afinal que armas possuem os pais para se certificarem que os seus filhos se encontram num ambiente ideal ao desenvolvimento e enriquecimento individual, por forma a paulatina e correctamente verem sedimentadas a personalidade dos seus filhos?

Será que neste grandioso país os pais têm a preocupação de saber e/ou tentarem certificar-se antes de qualquer escolha que no seio do grupo da trabalho serão encontradas as condições ideais e necessárias para a realização pessoal dos seus filhos?

Será que sem mais nem menos vão depositar no instrutor total confiança?  Estará o instrutor devidamente credenciado? Será que os pais estão conscientes das vertentes de Karate existentes, refiro-me ao tradicional e desportivo? Quais são os objectivos dos pais e da criança? Será competir? Somente treinar? Edificar a personalidade? Ou, aquela que é a  menos positiva, “ocupação dos tempos livres”?

Venham os comentários…


Neto110

  • Visitante
Re: Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Resposta #1 Online: Agosto 06, 2007, 18:47:51 »
Aqui, os pais colocam os filhos porque eles pedem para fazer ou porque querem que aprendam uma técnica de auto defesa e, ao memso tempo, façam algum exercício.

arthur

  • Visitante
Re: Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Resposta #2 Online: Agosto 06, 2007, 23:38:56 »
OSS Jose Lezon

Me peguei pensando em algo parecido, esses dias. Como exemplo dessa 'falta de cuidado/informação', eu devo citar meu irmão.

Foi incentivado ao Karate e aí matriculado em um Dojo qualquer, cresceu sem uma orientação adequada e hoje pode-se ver os reflexos dessa 'má formação' na personalidade violenta/explosiva. Confia bastante no próprio Karate e usa isso como combustível para comprar brigas.

Resumindo, ele é uma pessoa de intenções inteiramente boas para com os outros. Mas eu discordo da conduta dele nos momentos de nervosismo. Acredito que seja fruto da auto-confiança.

Offline marcus battusai

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 14
  • Votos: +0/-0
Re: Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Resposta #3 Online: Agosto 07, 2007, 00:09:55 »
Olá,
Os pais colocam sem se preocupar com muitas informações. Eles querem que os filhos pratiquem atividades físicas e aprendam a se defender.

Já de partida colocar o filho no karatê pensando em campeonato, eu não acredito que tenha muitos casos.

Poucos se preocupam com o histórico do mestre ou da academia. Colocam os filhos na academia mais próxima.

Poucos sabem que existem estilos diferentes. Só os pais que já treinaram karatê.


Quanto ao credenciamento, muitas confederações são reconhecidas pelo Ministério do Esporte e educação. CBKT, CBKS, CBK, CBKI E JKA. O problema maior e saber se aquela academia específica e boa. Não precisa ser filiada a CBK.

Tem muita gente que acaba de se graduar 1dan e acha que pode ensinar. Ser da CBK não é garantia de estar sendo bem acompanhado.

Em contrapartida existem outras academias onde os mestres têm 20, 30,40 anos de karatê. Nessas, como é o caso da kobukan, academia dedicada exclusivamente ao karatê que têm mais de 40 anos de existência; ou shoto-kan (as duas noRio de Janeiro), você tem a tranqüilidade de deixar suas crianças treinar.

Não é exatamente a federação que deve preocupar o pai na hora da escolha. É o histórico de sensei titular da academia.

Offline DoghQuch

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 318
  • Votos: +0/-7
Re: Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Resposta #4 Online: Agosto 07, 2007, 07:53:38 »
Oss!

Vou usar o exemplo dos meus primos.
Um deles queria praticar TKD, os pais dele não queriam nem saber e deixavam claro que "dava muito trabalho" levar a criança de uma lado para o outro. Então ele encheu tanto o saco que resolveram concordar.

Mas não colocaram ele no TKD, eu já tinha até ido atrás de academias, encontrei uma muito boa e tudo mais.
Eles nunca foram ver uma aula e dizendo que TKD era muito violento colocaram ele e a irmã (que não tava nem ai com anda disso) para fazer jiu jitsu (muito boa essa  :P) em uma academia só pq tinha o nome Gracie na frente (descobri depois que sim era uma boa academia, mas os motivos deles foram lamentáveis).

É claro que o moleque não estava satisfeito, então colocaram ele e a irmã (que ainda não queria saber de nada disso) para fazer capoeira no clube que fazem parte (já que ele queria usar as pernas).

Então caro Jose Lezon, tome isso como exemplo do processo decisório que a maioria dos pais usam, a conveniência!  :-\
« Última modificação: Agosto 07, 2007, 07:55:43 por DoghQuch »
"E depois de tudo, céu e terra aí estão, como se nada tivesse acontecido.
  A essa altura, a vida e as ações de um homem têm o peso de uma folha
  seca no meio da ventania..."

Lezon

  • Visitante
Re: Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Resposta #5 Online: Agosto 07, 2007, 09:46:46 »
Meus caros,

Dei por encerrada a minha participação no tópico "Reconhecimento Oficial do Karate", que foi criado por mim, pelo que por uma questão de coerência, dou também por encerrada a minha participação neste que também criei.
Desculpem mas acho que é o melhor que tenho a fazer.
Saudações

Offline Juliana

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 151
  • Votos: +0/-0
Re: Karate - Papel dos Pais / Instrutor
« Resposta #6 Online: Agosto 30, 2007, 18:56:25 »
Infelismente, vejo com um pouco de desânimo a atuação de certos pais em relação ao desenvolvimento dos filhos. A maioria das famílias hoje, de pais estressados e cansados com tanto trabalho, muita dívida e pouco dinheiro, só quer saber de que a escola e sei lá eu, talvez o clube, ou a academia de karatê eduque seu filho e forme um novo cidadão. Poucos estão preocupados com métodos ou conteúdos ensinados, eles querem apenas que seus filhos se comportem. É triste, e é um descaso tamanho. Graças a Deus nasci numa família de professores (de diversas áreas) e sobre isto sei um pouco. Não tenho filhos ainda, mas se os tiver, vou querer ver planejamentos de aulas sempre. Sim, serei uma mãe chata, pela preservação da saúde e integridade dos meus filhos. Oss!
"A inteligência é quase inútil para quem não tem outras qualidades." (Alexis Carrel)