Autor Tópico: Arte Marcial e religião  (Lida 6596 vezes)

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Online: Janeiro 04, 2006, 12:41:02 »
Bem uma histórinha rapida, no grupo de alunos que se formaram faixas pretas depois de um ano e meio mais ou menos um deles deixou a academia e sumiu no mundo dois anos depois encontrei co ele, e para minha surpresa ele tinha se tornado evangelico.
Ate ai nada de mais cada um tem a religião que bem quiser, o curioso foi quando ele disse que depois que se converteu descobriu que karate era coisa do diabo e que não prestava pois misturava as religiões orientais.

achei um texto na internet de evangelicos vejam como eles pensam, sobre isso apesar de aqui no texto o escrito ter indo mais leve um pouco.

ARTES MARCIAIS

 A prática das  Artes Marciais (Karate, Judô, Kung Fu, Tai chi, Taekwondo, etc.) é bem comum no Brasil; de norte a sul encontra-se academias oferecendo os mais diversos segmentos. Os praticantes, conta-se aos milhares; não obedecendo a uma faixa etária pré-definida, e possível encontrar crianças de 5 ou até menos anos a anciãos de 80. São inquestionáveis os resultados físicos advindos da prática de tais esportes.

”Não existem registros escritos precisos sobre a origem das artes marciais, no entanto, acredita-se que elas tenham suas raízes mais remotas na Índia, há mais de dois mil anos atrás. Há indícios de que nessa época tenha surgido a primeira forma de luta organizada, chamada de Vajramushti, que seria um sistema de luta de guerreiros indianos. A história das artes marciais começa a tomar uma forma mais concreta a partir do século VI, quando no ano 520 A.D. um monge budista indiano chamado Bodhidharma - 28º patriarca do Budismo e fundador do Budismo Zen - deixou seu país e partiu numa longa jornada em busca da iluminação espiritual. Bodhidharma (conhecido no Japão como Daruma) viajou da Índia para a China, pernoitando nos templos que encontrava pelo caminho e pregando sua doutrina aos monges ou a quem quer que fosse. Depois de ter perambulado por boa parte do território chinês, o destino o conduziu ao Templo Shaolin, localizado na província de Honan. Diz à lenda que, ao penetrar no velho mosteiro, Bodhidharma deparou-se com a precária condição de saúde dos monges, fruto de sua inatividade. Foi então que ele iniciou os monges na prática de uma série de exercícios físicos, ao mesmo tempo em que lhes transmitia os fundamentos da filosofia Zen, com o objetivo de reabilitá-los tanto física quanto espiritualmente.” www budokan.com.br

As profundas ligações entre as artes marciais e as filosofias orientais são incontestáveis, são visíveis nas reverências e nas atitudes dos seus praticantes. Não os condeno, afinal, a liberdade e o direito de culto, e a prática das mais diversas filosofias religiosas estão asseguradas na Constituição Federal. Mas, vejo com profundas restrições a adesão dos cidadãos que professam a fé evangélica; a incompatibilidade com os princípios bíblicos é notória.

Mesmo vivendo em dias nos quais as igrejas estão cada vez mais permissivas e tendenciosas a copiar as práticas comuns aos não evangélicos. É imperioso ouvir-se Espírito Santo e que os corações sejam sensibilizados para a verdade da impossibilidade da modernização do evangelho, afinal, a palavra é imutável.

As filosofias diversas, não devem encontrar lugar no coração do homem que procura santificar-se e ser instrumento nas mãos do Senhor Deus. É preciso que haja discernimento do Espírito, afinal, a vida que nos é proporcionada deve ser exclusivamente para honra e gloria do Eterno, e isto com todas as forças possíveis. E nesta visão, é preciso abrir-se mão de muitas atitudes aparentemente normais e inofensivas à vida espiritual.

Ocasionalmente recebo e-mails de pessoas que se dizem evangélicas, no afã de descaracterizar a condição filosófica das artes marciais, inclusive, relatando sucessos na disseminação do evangelho por este canal. Eu lamento, mas, não consigo ver e não reconheço o mover de Deus através de meios sabidamente contrários a Seus princípios.

O que é mais importante, agradar a Deus ou satisfazer os anseios da vontade?

Veja os conselhos do Senhor, através da Bíblia:

 “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas?” 2Co 6:14;

 “Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz... E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as.” Ef 5:8,11;

 “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor.” Cl 1:13;

 “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” 1Pe 2:9;

"Não imitem os costumes dos povos que eu vou expulsar dali, conforme vocês forem tomando posse da terra. Eu fiquei aborrecido com eles por causa das coisas imorais que faziam." Lv 20.23;

Não se deixe levar por vãs filosofias e toda sorte de doutrinas; seja fiel, santo, puro e cheio do Espírito Santo, assim, de tua vida fluirá um rio de água viva!


Elias R. de Oliveira
www.vivos.com.br

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.357
  • Votos: +2/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #1 Online: Janeiro 04, 2006, 13:14:09 »
Lamentável misturar alhos com bugalhos..............eu também já tive aluno assim fazer o que..........

Sem OSS pra esses cabecinhas


OSS, pro restante do pessoal

Offline fran

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 409
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #2 Online: Janeiro 04, 2006, 13:35:33 »
São dois assuntos interessantes de pensar e discutir.
O texto é interessante, porem, não podemos esquecer que está assinado e isso significa que retrata a opinião de um dos membros de algum segmento religioso, que nem está identificado.
E mesmo que tivesse não acho que seja um consenso.
Particularmente já conheci evangelicos praticantes de artes marciais e que não partilhavam dessa bobagem, não conheci pessoalmente mas acredito que também existam outros que afirmam ser coisa do diabo. Radicais e fanáticos existiram, existem e continuarão a existir em qualquer religião.
E também os que dirão em alto e bom som que todo pastor é ladrão..que todo padre é bicha....
Toda generalização é burra...alguem já disse isso.

Neto110

  • Visitante
Arte Marcial e religião
« Resposta #3 Online: Janeiro 04, 2006, 19:38:36 »
Tive um pastor evangélico em minha academia, formação tradicional, missionário (originário dos Estados Unidos), e chegou até a faixa marron,só parando quando aposentou e mudou-se para um local muito distante para continuar treinando aqui.

Nunca viu qualquer problema no karate e sua religião. IMportante destacar que o seu trabalho para passar para faixa marron foi comentários sobre o DOJO kun à luz da Bíblia.

Offline Hapli-Komo-Leu

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 605
  • Votos: +0/-0
    • http://
Coisa do Demo
« Resposta #4 Online: Janeiro 04, 2006, 22:04:40 »
XI Pessoal!

Até parece coisa do demo!
Eu tô começando achar que o Karate é mesmo coisa do Demo
Acho que vou parar de treinar,e ir para a igreja evangéica pedir dizimo,ou vou para a igreja católica fazer que nem os padres e comer umas criancinhas.
Assim sim vai ser coisa divina e ninguem vai mais encher o meu saco.
OSS!!(em nome do Senhor)
Hapli
Pedro

marascas

  • Visitante
Arte Marcial e religião
« Resposta #5 Online: Janeiro 04, 2006, 23:34:42 »
"A religião é o ópio do povo."
Disse um filósofo (me esqueci quem foi).


Mas veja que as cidades estão cada vez lotadas de igrejas evangélicas (e farmácias também!)... Onde era cinema, agora é templo de culto...
E eles estão em expansão, muito mais do que o Mac Donald's e afins!

Isso é bom ou ruim?
- Eu não sei, mas tenho medo de que se torne uma epidemia...

Offline RENGO-KAI

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 387
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #6 Online: Janeiro 05, 2006, 10:28:29 »
Bem eu sou Evangélico, pratico Karate a cerca de 17 anos( sou adolecente na arte )... A garnde maioria não pensa como o Pastor que escreveu este artigo, por sinal ele citou textos da Bilblia que não falam nada sobre arte marcial.
Leiam este artigo deste irmão evangélico:
Paz e graça,

Meu nome é Alisson, tenho 25 anos, sou convertido para Jesus há dois anos, e praticante de artes marciais há quase dez anos, sou professor de kung fu, defesa pessoal moderna e vale tudo mix martial arts. Antes de dar minha opinião gostaria de fazer algumas colocações e perguntas àqueles que se opõem às artes marciais.
O futebol, no Brasil, é aclamado por multidões que se mostram féis seguidores de seus times e craques, os jogadores são símbolos de rebeldia Edmundo, infidelidade Ronaldo Fenômeno, inconsequência e promiscuidade Romário e outros,
idolatria Pelé, ver filme Pelé O Eterno. As torcidas organizadas promovem verdadeiras guerras nos estádios, onde se encontram muitos cristãos que são contra a violência, e contra as artes marciais.
Temos visto recentemente a máfia da manipulação de resultados em vários jogos, pessoas se enriquecendo à custa de fraudes, enganando e roubando, enquanto você em casa confere, apreensivo, se o Galo cai ou não cai para a segunda divisão. Chefes de família não têm dinheiro para dar uma vida digna a seus filhos, mas com certeza, não falta uma graninha para ir no Mineirão, e sustentar outros vícios. O objetivo do futebol é que a bola ultrapasse a linha do gol, com toques de bola e refinadas técnicas de chute, mas para que isso não aconteça são utilizados recursos ilegais no jogo, conhecidos como Falta, o que deixa a história do futebol repleta de lesões no joelho, traumatismos cranianos, e ainda recentemente o caso de um goleiro que aplicou um soco na garganta do atacante do time adversário, em uma partida internacional, proposital ou não o fato é que o atacante em questão perdeu a vida. Se for, necessário podemos refrescar nossa memória, pois foi tudo televisionado. Tracemos um paralelo entre as artes marciais e o futebol, onde há mais violência? onde há mais idolatria?


O fogo é usado há milhares de anos para aquecer o homem e para preparar os alimentos, e esse mesmo fogo pode ser usado em rituais místicos, ou ainda para causar incêndios. Onde está o mal no fogo ou na mão que o manipula?

Existem muitos professores e praticantes de artes marciais, que sendo cristãos têm sabedoria para praticar um esporte saudável, que dá disciplina , ás vezes nem os próprios pais conseguem disciplinar seus filhos , que ensina hierarquia , ás vezes até mesmo muitos cristãos não respeitam as autoridades instituídas , que ensina respeito e outros princípios essenciais na vida de qualquer pessoa, seja ela cristã ou não. É certo que as artes marciais não podem ser vistas como um Caminho, como ensinam muitos professores, mas pode sim , com direcionamento de Deus, ser uma ferramenta para se trabalhar o caráter do praticante.

José foi governador do Egito , nação politeísta e extremamente pagã , e não se corrompeu.
Daniel foi conselheiro do rei de Babilônia ,nação que dispensa apresentações e comentários , e também não se corrompeu.
Isso aconteceu,devido ao fato de eles terem se mantido fiéis a Deus, negando as crenças daqueles povos. Não seria possível, também para nós, professores e praticantes de artes marciais, sermos fiéis a Deus e negar as práticas meditativas, a idolatria, o ocultismo e a violência presentes nas artes marciais, e darmos socos, chute e chaves para honra e glória de Nosso Senhor Jesus Cristo, assim como acontece com o rock, com a dança e outras manifestações artísticas e culturais , que também sofreram críticas e perseguições por parte de nós cristãos.

Responda sinceramente. Você acha que as artes marciais são mais nocivas para o cristão que
ouvir músicas seculares?
freqüentar ambientes duvidosos?
desobedecer aos pais?
criticar a liderança da igreja quando essa te mostra que seu comportamento não condiz com a sua condição de cristão?
ficar com meninas ou meninos da igreja ou do mundo?
comprar artigos falsificados?
se esconder atrás de uma postura religiosa?
não pregar o evangelho, pregar somente quando é conveniente ou quando é fácil?
adorar os deuses em que se transformaram as novelas?
adorar o dinheiro? seu carro? suas roupas? Se Deus pedisse vc abriria mão dessas coisas? Lembre se crente não mente.
Vc deixaria de usar seu computador se soubesse que o inventor do mesmo era ateu,maçôn ou espírita?
Vc honra a Jesus quando fala mal de seus írmãos?
Vc honra a Jesus quando é vaidoso ou invejoso?
Veja , vc não pratica artes marciais, mas pratica várias coisas que desagradam a Deus. Pense bem, se o problema é a origem das artes marciais, atente para o seguinte : os pagãos guardavam o domingo, como dia sagrado, dies solis ou dia do sol, ao invés do sábado santificado pelo Senhor, com a corrupção da igreja primitiva e a instalação da tradição católica aderimos a tal prática. Vc tem uma justificativa para isso ? O problema não está na origem? Vc trabalha no domingo? Vc sabia que o Natal, festa comemorada por muitos cristãos, é em sua origem o Natalis Solis Invicti, festa de idolatria do sol no culto de Mitra? No dois casos citados acima, é possível se desprender das origens e renovar essas práticas?
Poderíamos, então, renovar as artes marciais?

Existem muitas pessoas que precisam ser alcançadas pelo amor de Deus, muitas não querem, mas Deus as quer, e para isso utiliza se de várias estratégias. Quem você acha que um lutador casca grossa vai ouvir? Você, sedentário e engomadinho ou alguém que se pareça com ele? Não entenda esse comentário como agressivo, é só para ilustrar o que o apóstolo Paulo diz com fazer se de judeu para ganhar judeu, fazer se de grego para ganhar grego .

A propósito, eu desenvolvo um trabalho com jovens da favela Vila Leonina,Morro das Pedras, que tem como objetivo educar, disciplinar e evangelizar através da arte marcial, com a aprovação,apoio e supervisão dos pastores de minha igreja. No ano de 2006, darei início a um projeto com crianças deficientes visuais, em parceria com a APADV Associação dos amigos de deficientes visuais , dando oportunidade de integração social a essas crianças, que ainda serão evangelizadas durante as aulas. Além de dar bom testemunho e nunca negar minha fé na academia onde ministro minhas aulas e em outras que já trabalhei.
Eu faço um convite a você que condena, tem dúvidas ou preconceitos a respeito das artes marciais, venha conhecer minha academia e o trabalho que eu desenvolvo, talvez eu possa te ajudar a enxergar os esportes de luta de uma maneira diferente.
Tudo o que fizer, faça para honra e glória de Nosso Senhor Jesus Cristo!

Alisson de Angellis <megido23@yahoo.com.br>
belo horizonte / MG - 21/11/2005 03:32

marascas

  • Visitante
Arte Marcial e religião
« Resposta #7 Online: Janeiro 05, 2006, 10:51:26 »
Pois é Rengo-Kai, quando me refiro ao crescimento exarcebado das igrejas evangélicas (e das farmácias!), não quero generalizar, pois sabemos que assim como em qualquer área existem os bons e os maus... Mas acho que está fora do controle e qualquer um pode fundar uma nova ordem ou igreja e sair pregando...

Esses dias passou uma senhora evangélica e tocou minha campaínha. Ela dizendo apavora que o mundo iria acabar e me encheu de panfletos explicando os sinais de que o fim estava próximo, com tsunamis, guerras, violências e tals... E que eu deveria ir correndo paraa igreja dela...

Não pasou uma semana, outra senhora evangélica, damesma igreja da anterior, toca a campaínha de novo. Esta falava que o mundo estava entrando em uma nova era de paz, de amor (e que eu devia ir correndo para a igreja), etc.

Eu disse: - Perai!!! Vocês têm que se decidir!!! Afinal, o teu pastor quer o que mundo acabe ou não????
E a senhora não conseguiu me explicar mais nada e foi embora quando relatei o acontecido na semana anterior...

Offline RENGO-KAI

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 387
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #8 Online: Janeiro 05, 2006, 11:23:30 »
existem lutadores famosos que são praticantes de A.Marciais;
 Jorge foreman, Acelino Popó,Chuck Norris,Jorge Patino, Wanderley silva...


Leiam este artigo: http://www.adhonep.org.br/pt/depoimentos/chuck_norris/

Offline RENGO-KAI

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 387
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #9 Online: Janeiro 05, 2006, 11:30:07 »
Palavra de Chuck Norris:
Se por um lado alguns cristãos sustentam a idéia de que a prática das artes marciais pode representar uma filosofia perigosa, Norris mantém sua posição contra tudo e contra todos, acreditando que o esporte não tem envolvimento algum com nenhum tipo de religião.
"Você vê judeus, católicos e também evangélicos - pessoas com diferentes tipos de fé - praticando artes marciais. Elas ajudam a fortalecê-lo; levam as pessoas a fortificar-se.
Muitos artistas das artes marciais, conta Norris, são cristãos. Seu amigo John Jacobs, do filme "Comando Delta" (The Power Team), por exemplo, espalha as boas-novas do Evangelho há mais de 20 anos, usando sua força e habilidades como instrumentos para transmitir a poderosa mensagem de Cristo.

A Fundação KDOA surgiu num almoço realizado na Casa Branca, quando o Presidente George Bush recebeu o ator. Nessa oportunidade Norris falou sobre seus planos futuros de iniciar um grande programa de treinamento com artes marciais para crianças carentes. O Presidente Bush encarou muito favoravelmente a idéia do ator, e lhe perguntou a respeito de onde ele pretendia começar. Norris respondeu:
"Conversei com o Ministério da Educação, e eles me disseram que isso não será possível. Disseram que meu projeto transformará crianças ruins em crianças 'piores'…"
Bush respondeu: "Deixe-me ver o que posso fazer".
A primeira escola a adotar o programa de treinamento foi a M.C. Williams, descrita pelo próprio Norris como "a mais conceituada escola em Houston". O programa-piloto foi um verdadeiro sucesso, e hoje já está implantado e funcionando em 37 escolas, envolvendo cerca de 4.200 estudantes do ensino médio. Totalmente mantido pela Fundação, custa em torno de U$ 60.000 por ano para 150 crianças - U$ 400 por ano para cada uma delas.
"Sempre digo a todos os meus colaboradores: Vocês podem escolher entre pagar U$ 400 por criança agora, ou U$ 50.000 por ano daqui a algum tempo, quando estiverem nas ruas e o governo tiver que encarcerá-las", diz Norris.
Gena também dedica um bom tempo ao programa. Ela disse que o trabalho ajuda crianças de rua a encontrar um novo significado para a vida.
"O ensino das artes marciais está mostrando a todas aquelas crianças o que é realmente ter disciplina, assim como o que significa ter respeito, coisas que estão desaparecendo em nossas dias…" - conta Gena. "Entretanto, acima de qualquer coisa, tudo isso ajuda a construir uma grande auto-estima no coração dessas crianças".
É lógico que Chuck Norris é respeitado por muitos, e o que ele representa é resumido pelas pessoas nesta expressão: "homem de verdade". Contudo ele sabe muito bem que ser homem é mais do que ser forte e musculoso.

"Homens de verdade vivem para Cristo", diz ele. "É importante que você encontre sua paz com Cristo enquanto a oportunidade existir. A vida é tão frágil, que nunca sabemos o momento em que ela pode chegar ao fim. Talvez ela termine num abrir e fechar de olhos… e aí pode ser tarde para aceitar o dom divino da salvação".
No final de tudo, o bem sempre triun-fará sobre o mal. Como Norris sabe, isso é algo muito real… Não se trata apenas de um outro bom script…

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #10 Online: Janeiro 05, 2006, 12:00:04 »
encontrei isso na internet,

Funakoshi era Taoísta, e ele ensinava Clássicos Chineses, como o Tao Te Ching de Lao Tzu, enquanto ele estava vivendo em Okinawa. Funakoshi era profundamente religioso. Ele tinha muito medo de que o Karate se tornasse um instrumento de destruição, e provavelmente queria eliminar do treinamento algumas aplicações mortais dos kata. Então, ele parou de fazer essas aplicações. Ele também começou a desenvolver estilos de luta que fossem menos perigosos. Funakoshi teve sucesso ao remover do Karate técnicas de quebras de juntas, de ossos, dedos nos olhos, chaves de cotovelo, esmagamento de testículos, criando um novo mundo de desafios e luta em equipe onde somente umas poucas técnicas seriam legais. Ele fez isso baseado nos seus propósitos e com total conhecimento dos resultados.


É Rengo-kai

Mais a grande maioria dos evangelicos é preconceituosa e não só com as artes marciais.

uma pena



OSS!!!

Ps: (depois da bronca que o hapli komo leu deu no nosso amigo estou adotando o OSS no final antes que sobre pra mim tbm)

OSS!!!

Offline fran

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 409
  • Votos: +0/-0
Arte Marcial e religião
« Resposta #11 Online: Janeiro 05, 2006, 13:22:53 »
Samurai, você diz que a "maioria" dos evangelicos é pré-conceituosa.
Com o devido respeito..você está enganado.
No Brasil usa-se o termo pré-conceito pra relacionar uma opinião que o individuo tem antes de conhecer, ou antes do conceito.
Acredito que alguns evangelicos tem um conceito bem definido sobre algumas coisas e o que acontece é que nós que não somos evangelicos não compartilhamos desse conceito.
Melhor seria a colocação em espanhol pré-juizo ou pré-julgamento.

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.475
  • Votos: +5/-2
Arte Marcial e religião
« Resposta #12 Online: Janeiro 05, 2006, 16:23:14 »
:D Todo cara obscecado por alguma coisa é um chato e que normalmente tem falta de educação suficiente para tentar te convencer que o que ele gosta é bom pra vc tb.

Incluem-se ai todos os tipos de pessoas. Tem gente que só fala em flamengo, tem gente que só fala em drogas, tem gente que só fala em carro, tem gente que só fala em religião. Garanto que vcs conhecem alguem assim.

Eu odeio todos que querem me convencer de alguma coisa, sou botafogo, careta, tenho um carro 1000 e religião fundei a minha que diz: Não faça o mal a ninguem se possivel ajude.

Respeito a todos, menos que faz krav Maga, porem deem-me o direito de ser como sou.

Sem OSS pra mim mesmo.
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline Lusitano

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 170
  • Votos: +0/-0
    • http://
Arte Marcial e religião
« Resposta #13 Online: Janeiro 05, 2006, 16:57:25 »
TIMÃO EO!!!TTTIIIIMMMÃÃÃOOO  EEEEEEEOOOOOOO!!!!!!!

Apesar do nome de nossa associação não ter nada a ver com a Gaviões da Fiel, apesar de ser Português, minha religião é o Meu TIMÃO!!!

ps. mas juro que não bato e numca bati em ninguém por causa de futebol!!hehehehe

Abraços!!

e OSS(pra não apanhar do Pedrão!!!hehehe)
eni Bravo/Ass.Gaviões/lusitano

Offline Okuyama

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 78
  • Votos: +0/-0
    • http://
Arte Marcial e religião
« Resposta #14 Online: Janeiro 05, 2006, 17:21:38 »
Olá,

Essa é boa...
se é este o caso, todos os professores de Karate deveriam registrar suas academias como igrejas!

Cultos:
Segunda-feira: Kihon
Quarta-feira:  Kata
Sexta-feira: Kumite

Registrando as academias como igrejas, teriam isenção de vários impostos!

sobre Funakoshi, muito do que ele escreve tem origens no Confucionismo, além do que foi citado acima (Taoismo e Budismo).

até mais,

Fabio Okuyama