Autor Tópico: Avaliação - UNSU  (Lida 5689 vezes)

Offline ArqMatheus

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 23
  • "Todos gostam de sombra. Poucos plantam árvores."
Avaliação - UNSU
« Online: Fevereiro 10, 2013, 23:46:06 »
Olá, amigos! Venho aqui novamente para me sujeitar a mais uma avaliação dos caros colegas de treinamento. Dessa vez, realizamos um Unsu ao final o treinamento e gravamos para observarmos as falhas a serem corrigidas.

O Unsu não é meu Kata favorito, e tampouco treino ele diariamente, sei que tem muitas falhas que serão apontadas pelos senhores, mas nada melhor do que ouvir diretamente de vcs o que preciso melhorar.

Sei que o momento da filmagem não foi o mais ideal (todos cansados após 1h30 de treinamento exaustivo sob um calor infernal que estava fazendo no dia), mas infelizmente, foi o único momento que conseguimos filmar com o Dojo vazio hehe.

Ah, caso vcs não consigam me reconhecer pela foto do Forum, sou o faixa preta do lado direito, o mais "fortinho" hehe.



Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #1 Online: Fevereiro 11, 2013, 01:08:59 »
Antes de mais nada pergunto, qual o seu objetivo ao treinar esse kata ?

Também já adianto que não sei faze-lo, e ainda estou gramando para ter um bom kata (qq superior já entra aí...)

No entanto por conhecer um pouco os fundamentos do Karate e gostar de pensar pedagogicamente (por profissão) fiquei interessado no tópico.

Certamente a maioria daqui tem condições de lhe dar uma opinião técnica melhor sobre o kata do que eu. Eu fiquei mais interessado na questão da progressão pedagogica que esse kata exige.

Parabéns por apresenta-lo aqui e sobretudo por estar perseguindo esse kata.
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō

Offline Felipe Andrade

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 678
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #2 Online: Fevereiro 11, 2013, 04:17:00 »
cara, se tu alongar e abaixar mais sua zenkutsu dachi vai melhorar não só esse como todos os outros kata.
Furimukeba Tiisana Kinou, Me wo agereba Mugen no Ashita

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #3 Online: Fevereiro 11, 2013, 09:29:26 »
Tenho admiração pelo seu interesse em melhorar e a humildade em se abrir para as críticas. Portanto compartilhar o que achei:
Procurar ter uma postura mais vertical, ta caindo um pouco para frente;
Cintura tem que vibrar um pouco mais, se não fica o movimento preso, talvez seja a mesma maneira de fazer dos colegas.
Peça ajuda do seu Sensei para a escolha de um kata que caia melhor nas suas características, pois o Unsu exige muita flexibilidade e "acrobacias" complexas, cuidado com os joelhos. Entretanto, acho importante procurar conhecer a forma do máximo de katas forem possível no estilo, mas se aprofundar somente no seu.
Não tome críticas como essas como a "verdade suprema", serve apenas para você comparar com suas próprias constatações.

Oss!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.


Offline ArqMatheus

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 23
  • "Todos gostam de sombra. Poucos plantam árvores."
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #4 Online: Fevereiro 11, 2013, 21:13:49 »
Caro Bodhi,

O meu objetivo ao treinar o Unsu é tentar agregar o máximo possível do aspecto técnico do Karate na minha vida. Não o treino para campeonatos e afins, meu objetivo é apenas esse mesmo. Como o Cabadapest sensei citou como sua opinião, no qual concordo, também acho importante conhecer a forma do maior número possíveis de Kata do estilo, ou até mesmo de outros, para os mais entusiastas. Acho que só tem a acrescentar tecnicamente e filosoficamente para a pessoa, tomando os devidos cuidados no treinamento em relação a movimentos que fogem muito das condições físicas do karateca.

Caro Felipe Andrade,

Obrigado pelo toque! Realmente, pelo meu tamanho, preciso aumentar a projeção horizontal de meu Zenkutsu, para destacar mais ainda a base. Tenho melhorado bastante nesse aspecto, mas pelo fato de eu estar 20 Kg acima do peso (estou com 110 Kg, tenho 1,85m), vai chegando o final do treinamento, o cansaço vai batendo e a base vai ficando mais alta e menos comprida hehe.

Caro Sensei Cabadapest,

Obrigado, realmente não é qualquer um que se dispõe a ser avaliado, principalmente por pessoas que pouco ou nada conhecemos e podemos estar sujeitos a críticas infundadas e sem embasamento, o que felizmente isso é incomum de acontecer por aqui.

Realmente, o Unsu definitivamente não é meu Kata; neste caso, fizemos ele porque os colegas insistiram nele, mas eu pessoalmente prefiro muito mais o Bassai Dai, Gojushiho Sho ou até mesmo o Sochin (que, é bom lembrar, queima as coxas que é uma beleza hehe).

Obrigado pelas críticas, pessoal, seria um erro enorme eu pensar que somente porque sou agora um faixa-preta, eu estaria "pronto" (pronto para o que, para falar a verdade?), acho que se todos os faixas pretas tivessem essa mesma atitude, teríamos excelentes Sensei (não que eu tenha talento para tal no futuro) e alunos mais graduados repassando o conhecimento tradicional de forma correta, mas ao mesmo tempo se atualizando, sem ficarmos presos à aquela frase: "meu sensei ensinou dessa forma, treinei a vida inteira assim, e não é hoje que vou mudar". >:(  ::)

Oss!!

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.443
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #5 Online: Fevereiro 12, 2013, 09:36:45 »
Oss,

ArqMatheus,

Quando iniciamos os treinos de Kata, nos preocupamos muito com a forma. Isso é natural e necessário no início, pois estabilizar a postura e corrigir o movimento são as primeiras instruções. Contudo, no decorrer do aperfeiçoamento técnico, se faz necessário compreender o Kata como um todo, desde sua proposta filosófica até o mais sutil dos detalhes físicos. Neste ponto, acredito que outros Kata lhe farão mais sentido do que o Unsu, mas isso você já mesmo afirmou. Tem alguns pontos do Kata que você poderia levantar mais o joelho, ate porque é o correto, mas cuidado com seu joelho! Eu, que também estou acima do peso, procuro evitar pulos ou transferências complexas de bases, pelo que prefiro Kata como Basai Dai, Meikyo e Heian Shodan (sendo este o mais importante de todos), mas tendo a certeza de que todos são necessários, inclusive aqueles que não pertencem ao nosso estilo.

Parabéns pelo vídeo e por compartilhar seu Karate-Do conosco!

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Bodhi

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #6 Online: Fevereiro 12, 2013, 10:21:12 »
ArqMatheus,

Entendi seu objetivo.

No meu caso prefiro ir devagar na escala de progressão pedagógica. Se eu tivesse muito mais tempo disponivel do que tenho, talvez optasse por aprender mais katas ao mesmo tempo (o que tem suas vantagens como vc apontou).

Atualmente me dei o direito de aprender o Sochin, o kata em que estou mais motivado  no momento. Me acho na obrigação de ter bons sentei kata, no entanto estou longe disso e vejo muitas dificuldades que tenho nesses kata. Por isso acho que já abordar o Sochin foi um "presente" que me dei, pois acho que os kata vão acumulando dificuldades técnicas e o ideal seria dominarmos minimamente um para passar para o "seguinte" (mas dessa forma certamente vou morrer antes de fazer todos  :D :D :D)

Quanto aos Heian, especialmente o Shodan, e mais o Tekki são fantásticos e nos dão fundamentos para todo o resto.

Essa decisão de em qual kata investir além de ser pessoal, é também em função da sua orientação pelo seu Sensei.

A principal questão que vejo, depois de anos fazendo os mesmo kata, é que qualquer kata, literalmente, exige no mínimo muita dedicação, e sempre vamos ter que nos focar em um ou outro por período da vida, o que vcs acham ?
______________________
心に空手道 Kokoro ni Karatedō


Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.443
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #7 Online: Fevereiro 12, 2013, 14:48:33 »
Oss.

Bodhi,

Compreendi suas colocações e seu questionamento, pelo que minha visão de Kata atualmente se estabelece da seguinte maneira: cada uma destas formas (conjuntos complexos de movimentos, posturas, respiração e meditação) requer treino isolado. Inicia-se a prática básica de um Kata pela execução das passagens repetidamente, uma por uma, gradativamente unindo-as até completar todo o Embusen, que também deve ser exaustivamente treinado até criar uma espécie de reserva de memória. Para que não haja defeitos nesta reserva de memória, pode-se executar o Kata de forma aleatória, de trás pra frente ou invertendo-se os lados (sendo esta última, as vezes, criticada). Depois de ter alimentado essa reserva de memória (movimentos, posturas, respiração e meditação), teste sua aplicabilidade - isso fará você aprender o Kata no contexto, ou seja, as passagens são táticas ou reações a um determinado evento, cabendo a você, a partir deste ponto, interpretar cada uma delas. Há quem diga que o Embusen de um Kata simula um combate real desde o seu início até o fim. Particularmente adoto a teoria de que o Kata, de fato, simula eventos que poderiam acontecer num combate real, mas não necessariamente em ordem. Há também certo contexto histórico em alguns Kata que explicam até mesmo sua origem e finalidade, mas ainda existem muitos pontos controversos, pelo que não é bom valer-se deles, pelo menos neste momento.

O Kata estudado e praticado (mais ou menos) dessa maneira ficará mais fluido e natural. Entretanto, a partir do aprendizado de um Kata, este não poderá deixar de ser praticado. A execução de um Kata, quando compreendido (mais ou menos) de acordo com o método que  sintetizei, deverá ser plena, ou seja, deverá ser feito com todo o espírito - espírito, não afobação, ok? Assim, realmente haverá momentos na vida que deveremos nos focar mais em um Kata para buscar compreende-lo, mas sem deixar "esfriar" os que já estão na reserva de memória. Obviamente iremos nos identificar com um ou outro Kata, mas isso não pode ser tido como especialidade...

... fico puto com especialistas em Kata "X", "Y", "Z".

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #8 Online: Fevereiro 12, 2013, 17:34:13 »
A principal questão que vejo, depois de anos fazendo os mesmo kata, é que qualquer kata, literalmente, exige no mínimo muita dedicação, e sempre vamos ter que nos focar em um ou outro por período da vida, o que vcs acham ?

Desde faixa roxa (90's era pré-youtubeana) eu já conhecia a forma de quase todos katas shotokan, recebia críticas do mais graduados por isto, mas "eu gostava" e não estava nem ai, por isto conservo minha opinião sobre conhecer o máximo e depois selecionar aqueles ou aquele "pra chamar de seu", mas qual?
Eu considero o kata como o treinamento mais psicológico do karate, portanto para minha escolha levo em consideração o seguinte:
-Tem que haver um vínculo afetivo entre você e o kata, os aspéctos técnicos nunca serão interiorizados se o kata não te emociona ou se você acha uma bobagem aquilo tudo. A melhor forma de sentir o kata é mentalizando cada movimento, para isto tem que conhecer o bunkai.
Depois disto, ai vem flexibilidade, forma pessoal de lutar, competências técnicas, aptidão física, etc.

Compreendi suas colocações e seu questionamento, pelo que minha visão de Kata atualmente se estabelece da seguinte maneira: cada uma destas formas (conjuntos complexos de movimentos, posturas, respiração e meditação) requer treino isolado.
Depois de ter alimentado essa reserva de memória (movimentos, posturas, respiração e meditação), teste sua aplicabilidade - isso fará você aprender o Kata no contexto, ou seja, as passagens são táticas ou reações a um determinado evento, cabendo a você, a partir deste ponto, interpretar cada uma delas.
Gostei muito desta definição.
Principalmente: Meditação. Kata é uma viagem ao nosso mundo interior, quando praticamos o mundo fica lá fora.

Por este motivo vejo o kata como um prática com significado completamente pessoal, pois nada adianta ter um ótimo kata de exibição se não o tem internalizado na sua cabeça(espírito). Nenhum mestre ou atleta kataista durante uma apresentação pode garantir que aquelas técnicas não estão saindo artificialmente por pura plastia e nem colocar isto na nossa cabeça.
Por tudo isto, treino de várias formas, cada uma com um foco:
Devagarinho com respiração(tipo tai chi chuan), sem se preocupar com base e corrigindo as defesas, corrigindo as bases, sem compromisso com a técnica e mentalizando a luta, focando o rítmo, etc.

OSS!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.443
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #9 Online: Fevereiro 12, 2013, 18:30:37 »
Oss,

Cabadapest,

Você alertou para um detalhe que não tornei explícito nas minhas colocações. Quando me refiro ao empregado do espírito no Kata afirmo que deve-se buscar transparecer o extinto do ser humano, mediante um estado de necessidade, porém condicionado a uma reserva de memória adquirida pelas diversas maneiras de se praticar estas formas. Com certeza, depois de adquirida estas reserva de memória, o Kata deverá ser praticado com outras intensidades, cada uma buscando por melhorar um aspecto. Contudo, o Kata propriamente dito, aquele cujo nome é pronunciado vigorosamente, deve ser iniciado e terminado sem o auxílio da mente, mas guiado pelo extinto (ou termo equivalente).

Muitas pessoas assistem aos campeonatos de Karate, principalmente os europeus, e ficam com a impressão de que aqueles Kata são os mais bem executados do mundo, quando na verdade são mais arte corpórea do que marcial. Deste modo, vale lembrar que "aprendemos a forma para perdê-la".

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 987
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #10 Online: Fevereiro 12, 2013, 18:55:13 »
"aprendemos a forma para perdê-la".
Exato, podemos tomar por referência um kata que considerando o "melhor" executado, mas nunca terá sentido se pensarmos apenas em copiar a performance apresentada, seja lá quem for o executante.
Recentemente postei um vídeo no tópico THE FLASHI fazendo kanku sho, que depois de ler os comentários cheguei a conclusão que tá valendo procurar executar também daquela forma(visando só a velocidade) como forma de treinamento, embora tenha tomado como "padrão" aquele do Ohta Sensei.
Quanto ao kata de competição, penso a mesma coisa do kumite, serve somente como entretenimento para assistirmos, podemos até querer tirar alguma coisa para levar para o estudo no dojo, mas querer copiar os outros é problema, o certo é treinar os fundamentos básicos do karate que o lutador aparece de dentro pra fora.

Oss!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline Marquinhos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 537
  • Hatsu Un Jin Do
    • Marcos Piolla Pugnax Animation
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #11 Online: Fevereiro 13, 2013, 19:28:04 »
ArqMatheus,

Unsu é um kata que demanda muito do praticante atleticamente.

Fazê-lo não é difícil, se tiver boa forma e estiver em boa forma, no entanto ele tem um ritmo que, quando colocado em prática, quase inviabiliza fazer o kata com a forma certa.

Por isso ele é tão difícil de fazer à toda. Por isso Yahara é a referência nesse kata até hoje.

Eu não faço ideia de quantos campeonatos eu ganhei com esse kata e, NUNCA consegui fazer na pressão como Yahara fazia...

O seu kata especificamente precisa MUITO de bases marcadas. Tem horas que não dá pra ver em que base está. As mudanças bruscas de direção não ajudam, mas é preciso marcar as fudo-dachi e as zenkutsu-dachi subsequentes pra não ficar apenas pernaaberta-dachi.

Quanto mais intensamente fazemos Unsu, mais nossa forma vai pro espaço. Fazê-lo como se estivesse lutando pela vida, freneticamente, com força e kime e as variações de direção e velocidade é muito difícil, e mesmo sabendo que um pouco da forma será sacrificada, as bases têm de ser muito bem definidas.

Espero que ajude.

OSS!
Marcos Piolla - OSS!
--------------------------------------
空手道は礼に始まり、礼に終る事を忘れるな。
"Karate-Do começa e termina com respeito"
Shoto - Funakoshi

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.443
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #12 Online: Fevereiro 13, 2013, 21:15:33 »
Oss,

Marquinhos,

Sua colocação foi muito boa e abrange uma verdade contida não só no Kata Unsu, mas em todos os demais, apesar daquele possuir transições mais complexas.

Citar
Quanto mais intensamente fazemos Unsu, mais nossa forma vai pro espaço. Fazê-lo como se estivesse lutando pela vida, freneticamente, com força e kime e as variações de direção e velocidade é muito difícil, e mesmo sabendo que um pouco da forma será sacrificada, as bases têm de ser muito bem definidas.

A informação acima é nitidamente percebida na sequência que compartilho com vocês aqui abaixo e comentando a seguir.

Unsu executado por Masatoshi Nakayama Sensei.


Unsu executado por Mikio Yahara Sensei


Talvez os termos que apresentarei sejam muito pessoais, mas há uma semelhança nas execuções quanto aos seguintes pontos: fixação da base; visualização do alvo; respiração adequada; aplicação da técnica; tempo correto; movimentos vigorosos; vibração do quadril; estado de espírito. Talvez a execução do Sensei Nakayama tenha sido realizada com mais cautela em virtude da tecnologia para captura de movimento em imagens ser de difícil acesso e ter elevado custo. Contudo, isso não impediu de demonstrar o Kata conforme todos os seus requisitos. Já no Kata do Sensei Yahara, cuja execução foi bem mais fervorosa, fica nítido o preenchimento dos requisitos que demanda o Unsu. Apesar da forma se distorcer, o Kata continua efetivo, tanto no quesito tridimensional (psíquico, físico e espiritual) quanto no quesito estético.

Unsu executado pelo atleta Luca Valdesi


Vamos falar sobre algo que realmente chama a atenção no Unso: o salto. Percebam que no vídeo do atleta há uma preparação anterior ao salto, como se fosse o momento final antes de pular no trampolim. Quando falo em reserva de memória é justamente para evitar isso: pensar antes de fazer. Isso não existe no Kata. De uma forma mais simples, a execução do Kata é uma meditação que dispensa obrigatoriamente a consciência no plano racional. Notem que Sensei Yahara simplesmente salta. Notem que Sensei Nakayama simplesmente salta. Há, de fato, algumas alterações no Kata desde a época do Sensei Nakayama para o tempo do Sensei Yahara, mas ambos possuem vigor, seja de um jeito ou de outro. O atleta em questão executa um Kata sem vida, sem vigor (apesar de expressar alguma força), sem preencher os requisitos necessários do ponto de vista tridimensional (psíquico, físico e espiritual).

Gostaria, aproveitando o "gancho", de ver a opinião dos colegas sobre aos vídeos, inclusive a sua, ArqMatheus! ;D :D ;)

Oss.
« Última modificação: Fevereiro 13, 2013, 21:17:06 por PSekiMG »
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.443
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #13 Online: Fevereiro 13, 2013, 23:13:11 »
Oss,

Só para complementar: perdão meus colegas esportistas, mas nos campeonatos modernos, principalmente os europeus, o requisito para demonstração de superioridade "técnica" em Kata chama-se Unsu. Lamentavelmente, estes competidores, fisicamente bem preparados (todo reconhecimento é pouco), criaram um conceito puramente plástico sobre o que vem a ser Kata, conforme o vídeo abaixo.

Unsu executado pelo atleta Jonathan Maruani.


O Kata já se inicia com um pronunciamento forçado, repleto de movimentações não fluidas e lacunas que não deveriam existir entre determinadas investidas. A visualização do oponente, que inicia-se com o emprego da visão periférica, é indispensável quando precisamos nos voltar para diversos lados, mas o atleta do vídeo acima dispensou esta "formalidade", pois não girou a cabeça de forma que compreendesse a origem de um possível ataque. Neste ponto específico, a movimentação no Kata engloba dois fatores: a percepção ou mecanismo instintivo, responsável pelo início de uma troca direcional (do fronte para retaguarda ou entre os flancos), e a visão, que garante a precisão do golpe contra o alvo. Aquilo que nos convencionamos a chamar de defesa devem ser empregadas rapidamente, utilizando-se em maior proporção o instinto do que a visão puramente dita. Algo que, de fato, me irrita são as pausas para concentrar-se. Se fosse uma luta real, tenho certeza que o extinto seria melhor mestre do que a consciência. Também não sabia que fechar os olhos no momento final de um golpe liberava mais Kime. De todos os pontos negativos, o que me chamou mais atenção foi o seguinte: parágrafo para destacar.

No movimento anterior ao salto, as pessoas que ali prestigiavam o evento começaram a bater palmas, como se fosse um ritual de capoeira ou coisa semelhante, intensificando na medida que o grande momento chegava. Ao final do salto, até vuvuzelas infernais foram tocadas juntamente com toda vibração, como se aquele único movimento definisse todo o Kata, consequentemente um "combate imaginário". Algo como o especial (fatality) dos personagens do Mortal Kombat. O melhor foi a pose e o olhar do atleta ao final do salto, como se fosse o T-1000 do filme Exterminador do Futuro 2 se preparando para correr, KkK! E o que são aqueles sopros? ;D :D ;)

Oss.
« Última modificação: Fevereiro 13, 2013, 23:17:15 por PSekiMG »
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Marquinhos

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 537
  • Hatsu Un Jin Do
    • Marcos Piolla Pugnax Animation
Re:Avaliação - UNSU
« Resposta #14 Online: Fevereiro 14, 2013, 14:12:10 »
A principal questão que vejo, depois de anos fazendo os mesmo kata, é que qualquer kata, literalmente, exige no mínimo muita dedicação, e sempre vamos ter que nos focar em um ou outro por período da vida, o que vcs acham ?

Exige, sim. Mas devemos sempre olhar pra frente. A escolha de qual kata será o próximo a focar é multifatorial, complicada e pessoal. Muito pessoal.

Entra o gosto individual e, claro, a compleição do praticante tem que ser condizente com essa preferência.

No caso de ser condizente, entram os pré-requisitos. Tem alguns kata que NUNCA serão dominados sem que antes dominemos outros cujos fundamentos são imperativos.

É nessa hora que entram os Heian, Tekki, Bassai-Dai, Kanku-Dai, Empi, e Gankaku. Se juntar à essa lista o Hangetsu e Jion e Jitte VC completou os 15 que todo faixa preta deveria saber.

No caso do Unsu, não tem como fazê-lo sem treinar os Heian, Empi e Kanku-Dai, além de MUITO KIHON, claro!

O legal de tudo isso é que as coisas podem ser (quase) simultâneas. Assumindo que se o cara é graduado ele treina constantemente os Heian desde o primeiro dia (CONSTANTEMENTE!), e imaginando que, junto com o Bassai-Dai, o Kanku-Dai é o mais importante kata do Karate e por isso imagino que o cara já treina ele faz tempo (ou deveria), basta começar a treinar Empi, se já não o faz, e cair dentro do Unsu.

Ele vai ser uma bela $%&!, mas continue treinando-o sem parar de praticar os outros que a melhora natural acontecerá. Pode-se treinar diferentes kata ao mesmo tempo, pois eles se complementam.

Eu já fazia Unsu ha 3 anos TODO DIA antes de apresentá-lo publicamente no meu exame para shodan. Nunca parei de treinar os demais 25...

OSS!
Marcos Piolla - OSS!
--------------------------------------
空手道は礼に始まり、礼に終る事を忘れるな。
"Karate-Do começa e termina com respeito"
Shoto - Funakoshi