Autor Tópico: Desafiando o perigo  (Lida 1542 vezes)

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Desafiando o perigo
« Online: Dezembro 13, 2007, 07:28:51 »



Pessoal aproveitando o recesso das férias, envio uma foto tirada da janela da
minha sala (CODESP - Porto de Santos). Graças ao trabalho ambiental realizado
pela Cia. e preservação do meio ambiente, hoje vemos o crescimento e
aparecimento das garças que antigamente era comum nessa região.

A foto mostra um dos habitantes que estavam também, desaparecidos e que agora
e comum vermos nesta região. a foto fala por si e não é montagem.

A foto foi tirada pelo meu amigo J.Santos e abaixo segue as caracteristicas da
sua câmera. 
 CARACTERÍSTICAS DA FOTO
MARCA DO EQUIPAMENTO
SONY
MODELO DA CÂMERA
DSC-H1
ABERTURA DO DIAFRAGMA
F/3,7
COMPRIMENTO FOCAL
72 mm
TEMPO DE EXPOSIÇÃO
1/400s
VELOCIDADE ISO
ISO-64
DATA DA FOTO
07/12/2007
REALIZAÇÃO MHARCIANO PRODUÇÕES ARTÍSTICAS
FOTÓGRAFO JSANTOS

Ari - Santos/SP"

OSS
« Última modificação: Dezembro 14, 2007, 06:45:01 por samurai »

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.616
  • Votos: +11/-0
Re: Desafiando o perigo
« Resposta #1 Online: Dezembro 13, 2007, 17:32:14 »
Oss

Que foto ??? ??? ??? ???

Estão querendo me enganar,não tem nada aí,só por que fiquei sem técnico  :'( :'( :'( :'(

Oss
alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.184
  • Votos: +0/-0
Re: Desafiando o perigo
« Resposta #2 Online: Dezembro 14, 2007, 06:46:11 »
Yama,

E a idade olha de novo... ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D


OSS

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.616
  • Votos: +11/-0
Re: Desafiando o perigo
« Resposta #3 Online: Dezembro 14, 2007, 08:55:57 »
Oss

Agora sim apareceu,uma pomba louca desafiando um carcará,que não devia estar com fome.

Me lembra eu em volta de Ari Sensei testando sua paciência e vendo até onde posso chegar sem levar umas bifas na orelha.

A ave maior parece um falcão mais é um carcará,vou pesquisar melhor se for mesmo um carcará é da familia dos urubus e condores que normalmente comem carniça.

Agora o porque da columbus e columbus estar se arriscando tanto deve-se ao fato de ser gay e estar soltando a franga pra ver se arranja algo com o penudo maior,mais a natureza também falha em outros genes e o bicudo maior também joga no mesmo time e só quer ver como deixar suas penas com o mesmo colorido esverdeado nas pontas da pombinha columbina doida esvoaçante.

Oss
alberto/Santos.

Pô já sou cegueta e ainda por cima tapado isso é muito mala mesmo :D

oss
Samuca San
yama-Alberto S. Almeida

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.616
  • Votos: +11/-0
Re: Desafiando o perigo
« Resposta #4 Online: Dezembro 14, 2007, 09:11:00 »
Oss

Piorou quebrei a cara o voador é da familia dos falcões mas vive junto dos urubus ou seja é fresco mesmo e pelo jeitão queria é um  filhote do mais macho que seria columbus passiforme ;D ;D ;D ;D ;D ;D

Carcará
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Classificação científica
Reino: Animalia
 
Filo: Chordata
 
Classe: Aves
 
Ordem: Ciconiiformes
Falconiformes
Família: Falconidae
 
Género: Polyborus
 
Espécie: P. plancus
 
 
Nome binomial
Polyborus plancus
Miller, 1777
O carcará, por vezes chamado de carancho e caracará, é um falconídeo. Seu nome científico é Polyborus plancus ou Caracara cheriway; a subespécie brasileira é P. p. brasiliensis. É tido como ave tipicamente brasileira, tanto que Audubon o chamava, no século XIX, de águia-brasileira. No entanto, possui uma distribuição geográfica ampla, que vai da Argentina até o sul dos Estados Unidos, ocupando toda uma variedade de ecossistemas, fora a cordilheira dos Andes.

O carcará é facilmente reconhecível quando pousado, pelo fato de possuir uma espécie de solidéu preto sobre a cabeça, assim como um bico adunco e alto, que assemelha-se à lâmina de um cutelo; a face é vermelha. É recoberto de preto na parte superior e possui o peito de uma combinação de marrom claro com riscas pretas, de tipo "carijó"; patas compridas e de cor amarela; em voo, assemelha-se a um urubu, mas é reconhecível por duas manchas de cor clara na extremidade das asas.

O carcará não é, taxonomicamente, uma águia, e sim um parente distante dos falcões. Diferentemente destes, no entanto, não é um predador especializado, e sim um generalista e oportunista (assim como os seus parentes próximos, o chimango e o gavião-carrapateiro ou chimango-branco) alimentando-se de insetos, anfíbios, roedores e quaisquer outras presas fáceis; ataca crias de mamíferos (como filhotes recém-nascidos de ovelhas) e acompanha os urubus em busca de carniça. Passa muito tempo no chão, ajudado pelas suas longas patas adaptadas à marcha, mas é também um excelente voador e planador.

 
Um casal de carcarás pode ser visto próximo dos humanos, por exemplo, numa área de atividade agrícola, mais especificamente, chegando a alguns metros distante de um trator que esteja arando terra, à espera de uma oportunidade de encontrar pequenos insetos e outros eventuais animais que inevitavelmente se tornam visíveis a essas aves predadoras.

Tal espécie foi adotada no ano de 2005 para representar a Agência Brasileira de Inteligência no lugar da tradicional araponga.


[editar] Referências
((en)) BirdLife International (2004). Polyborus plancus. 2006 IUCN Red List of Threatened Species. IUCN 2006. Acesso a 28.10.2007.
Obtido em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Carcar%C3%A1"
Categoria: Falconidae


Oss
alberto/Santos.

Não consigo colocar as fotos do bicho ele é marrento também >:( >:( >:(
yama-Alberto S. Almeida