Autor Tópico: despedida de um dos Grandes  (Lida 5589 vezes)

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
despedida de um dos Grandes
« Online: Maio 13, 2008, 09:28:30 »
Para aqueles que têm o judô como sua segunda  arte aqui vai a informação. Aconteceu o campeonato Absoluto japonês que servia de seletiva para definir o atleta que representará o Japão nas Olimpíadas. 

   Para mim, admirador de Kosei Inoue, o evento marcou pela despedida daquele que foi considerado o sucessor de Yamashita. Inoue, com apenas 29 anos, ao ser desclassificado nas quartas-de-finais do torneio de judô mais importante do Japão, perdeu a vaga para os Jogos e anunciou que não competirá mais. Inoue tem em seu currículo 3 ouros mundiais, 1 ouro olímpico, 2 ouros continentais, 5 ouros nacionais, 3 pratas nacionais, 2 bronzes nacionais. Sendo que três títulos nacionais foram no torneio mais importante do judô, o torneio absoluto.

A vaga ficou com um jovem de 21 anos, Satoshi Ishii, que ainda não tem títulos internacionais significativos, foi campeão do Zen-Nihon'2008, deixando para trás, além de Inoue, nomes como Muneta, 27 anos, com 2 ouros mundiais, 1 prata mundial, 1 ouro nacional, 2 pratas nacionais; e, Suzuki, 27 anos, com 1 ouro olímpico, 2 ouros mundiais, 1 título continental, 5 ouros nacionais, 3 pratas nacionais.

Para quem se interessar segue em anexo a luta final entre Ishii e Suzuki. Vale destacar como o ginásio está absolutamente lotado. E como a transmissão da teve focaliza muitas vezes Inoue e Muneta, este último indicado como um dos grandes favoritos a vaga. Vale também a emoção do jovem vencedor ao final do último vídeo.

1 parte -
2 parte -
3 parte -

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #1 Online: Maio 13, 2008, 12:18:30 »
Para quem não conhece: Suzuki está com a faixa vermelha. Ishii com a Branca. Muneta é o cara que a tevê focaliza que se parece com uma imagem de Buda, careca e gordinho. Inoue é o cara que quando chega para assistir a luta todos o os outros lutadores prestam reverência. Vale lembrar que ahá alguns meses atrás Inoue foi campeão japonês no torneio dividido por peso.

Quem desejar ver a última luta em competição de Inoue, aqui vai:



Inoue está de branco.

Offline Simoes

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 621
  • Votos: +4/-0
    • http://www.kyokai.com.br
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #2 Online: Maio 13, 2008, 13:56:55 »
Infelizmente aqui onde estou não consigo ver o youtube, mas estou ansioso para isso.

Considero o Judô japonês o único que ainda vale a pena, eles ainda mantém a tradição do quimono branco e faixa vermelha e da técnica de procura do ippon, no Brasil temos excelentes judocas, mas também temos uns enganadores que chegaram até a ser campeões mundiais, esse judô foi o que eu aprendi e que preso muito.

O Inoue é “o cara” mas acho que ele perdeu a confiança em si e em seu judô depois que ficou 3 anos sem perder uma luta e tomou logo dois ippons em duas lutas nas olimpíadas.

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #3 Online: Maio 13, 2008, 14:30:01 »
Acho que Inoue não venceria Ishii. Mas sair nas quartas-de-final foi uma fatalidade. Vale lembrar que Suzuki, que perdeu a final, está selecionado para as Olimpíadas na categoria -100kg. Ishii, com a vitória do torneio absoluto, fica com a vaga de +100kg. No torneio separado por categoria de peso, que aconteceu alguns meses atrás, Inoue foi campeão na categoria + 100kg. Mas a prova final entre ele, Ishii e Muneta era o torneio absoluto.

Offline Pablo Vinícius Smanioto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 216
  • Votos: +3/-18
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #4 Online: Maio 13, 2008, 15:04:35 »
Well, os japoneses a anos não são mais aquela brastemp.

Andei lendo e escutando que o Inoue começou a perder ritmo de luta e fazer apresentações medíocres em relação ao seu incrível talento logo que ele deixou de treinar a sério e virou uma celebridade frequentando festas e outras cositas mas.

Enquanto isso caras como Ishii e Muneta vieram voando baixo e galgando posições e hoje são o que são. Sobre a qualidade técnica dos japoneses, acho isso um tanto quanto discutível se até o grande Yamashita elogiou o Tiago Camilo como o melhor Judo-ka atual, portanto, eu ainda bato o pé que o Brasil é o país que combina as duas maneiras de lutar Judo que é a Japonesa e Européia com total maestria.

E sim, espero que os nossos atletas façam os japoneses de escovão no tatame.

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #5 Online: Maio 13, 2008, 15:41:01 »

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é  outra coisa.
1)   Também quero que os brasileiros levem os ouros.
2)   Yamashita falou de Camilo, não de Derly. Qual dos dois tem um judô que parece japonês. Vendo Camilo sempre me lembro de Koga. $%&! técnica.
3)    Torço para o Derly, mas queria que meu judô fosse como o do Camilo.
4)   Olimpíadas passada, 14 ouros em disputa: Japão levou 7.
5)   No último mundial, no Rio, pelo amor de Deus, o grande assunto na arena era como Suzuki e Inoue foram prejudicados pela arbitragem. Por acaso, no mesmo período, a pau quebrou, ali mesmo na arena, entre Europa e Japão pela disputa da federação internacional, com a saída do coreano da presidencia.  Simplesmente tiraram Yamashita da federação, e não ficou nenhum japonês em nenhum cargo diretivo da federação.
Na época, mesmo os que torciam contra o Japão concordaram que Suzuki e Inoue “não tiveram sorte” com a  arbitragem.

Acho que devemos torcer pelos nossos atletas. Agora, eu gosto de um judô bem jogado. Entre um russo e um japonês, torço pelo japonês.

abraço

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #6 Online: Maio 13, 2008, 15:46:26 »
minha opinião sobre o judô brasileiro é idêntica ao de Clarice. Segue:

"Vou discordar.

Assisti essa luta na tv e também o programa da SPORTV. O erro da arbitragem não foi por má vontade ou por estar de saco cheio. Foi uma pontuação difícil de ser marcada. Pode perguntar a qualquer um que pratique judô. 

O arbitro brasileiro foi o único que viu o ippon do japonês. E isso tem um motivo. Não sei se vocês sabem, mas no judô masculino existem duas grandes escolas. A japonesa e a Européia ( Na européia podemos fazer a divisão entre Europa e Leste Europeu).  A Japonesa é mais técnica a Européia é mais força. O Brasil tem como maior influência a escola, japonesa. O arbitro brasileiro (conhecedor dos lutadores japoneses), que já conhecia o lutador japonês (já havia arbitrado lutas dele em mundiais) e sabia das técnicas utilizadas por ele (isso dito pelo próprio árbitro) percebeu o golpe.

De toda forma, a impressão que fica mesmo para quem não é especialista, é que o golpe que entrou foi o do japonês. Mas, ainda assim, não é uma marcação fácil.

De uma forma ou de outra, o judô é lindo. Mas hoje, o Japão não reina mais supremo. No último mundial por equipes, tanto no masculino como no feminino, o Japão ficou em quarto lugar.

Só como informação, o judô brasileiro sempre foi técnico e se espelhava no judô japonês (sempre foi um bom judô). Nos últimos anos está tendo uma influência maior do judô europeu e a utilização de técnicas do leste europeu ( que hoje domina parte do judô mundial). Não por acaso, o judô brasileiro hoje está mais forte do que jamais esteve, pois consegue combinar as duas escolas.

Temos T. Camilo, que é para mim o judoca mais técnico do Brasil; temos F. Canto, atual número um do ranking mundial, com uma técnica de imobilização apuradíssima além da utilização de técnicas do Leste Europeu; e temos João Derli, primeiro brasileiro campeão mundial, que prática um judô mais de força. Nenhum deles é um Aurélio Miguel, mas como conjunto do judô nacional, estamos formando um judô mais forte e competitivo.

Engraçado sair hoje esse post sobre o Judô. Ontem eu vi o Tiago Camilo falar sobre  Y. Yamashita e estava pensando em fazer um post sobre isso. Coincidência.

Yamashita venceu o Campeonato Japonês aos 19 anos. Conquista sobre o, até então, fenômeno do judô japonês, Endo. Desde então ele nunca mais perdeu uma luta. Olha, e não é que ele participava de um campeonato por ano. No judô, o circuito de campeonatos é muito puxado. Segundo os sites especializados, ele perdeu 16 lutas, todas antes dos 19 anos. Seu cartel, se podemos falar assim, foram 559 lutas, 528 vitórias, 15 empates ( onde venceu por bandeirada) e 16 derrotas. Foram 203 vitórias consecutivas por ippon. Nunca perdeu para um não japonês. Foi campeão olímpico apenas uma vez, na única olimpíada que participou. Sendo que fez as lutas com o pé quebrado ( ou será que foi uma contusão no joelho?). 4 vezes campeão mundial e 8 vezes campeão consecutivo  japonês.

Parou de competir por achar que não tinha mais graça, pois não tinha adversário. Antes de parar, quando já estava desanimado, ganhou uma luta por decisão da arbitragem, na bandeirada. Isso, por algum tempo, motivou-o a continuar lutando. Pois quase todas as suas lutas eram vencidas por ippon. Ele é “adorado” como um semi-deus, ou mesmo Deus, por todos os judocas do mundo, inclusive no Japão.


Hoje é diretor da federação internacional de judô e professor de educação física da  Tokai University. "

Assino aqui.

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #7 Online: Maio 13, 2008, 15:52:30 »
esta mensagem foi do cmeço de 2007, quando Camilo ainda não era campeão do mundo e flavio o 1 na sua categoria segundo o ranking da federação internacional. Tratava do erro da arbitragem contra o japonês nas olimpíadas.

Offline Pablo Vinícius Smanioto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 216
  • Votos: +3/-18
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #8 Online: Maio 13, 2008, 17:05:40 »
Olha Retsudo, falem o que quiser, eu gosto da técnica do Derly, podem me xingar mas o que ele faz, faz com maestria.

De outro lado a história europeu x japonês é muito mal contada e cheio dos enganos:


1 - O Judo japonês é em tese mais técnico, mas necessita de um biotipo diferente, pessoas com estatura mediana (1,70 para baixo) e leves com menos força conseguem efetuar aquelas manobras técnicas.

2 - O Judo europeu é adaptado para pessoas mais altas (1,80m e acima disso) mais fortes e mais pesadas, não é um Judo baseado na mobilidade e na rapidez.

3 - É praticamente impossível um cara com 1,98m e 102 KG (eu) tentar levantar de seoi nage um baixinho de 1,65m e 66 kg (meu sensei), mas é mais fácil para ele catar minha perna ou usar um golpe mais "técnico", ou seja japoneses reclamam de barriga cheia, pois podem aprender a se defender das famigeradas técnicas de catada de perna com relativa facilidade e ainda se servirem das duas formas de lutar Judo.

4 - O Japão já faz tempo que perdeu a hegemonia, portanto eles que deve correr do prejuízo e não ficar de mimimi.

Oss!!

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #9 Online: Maio 13, 2008, 17:37:23 »
Pablo, não tem grilo nenhum gostar do Derly. Já disse, torço por ele. De verdade. Espero que ele, Camilo, Guilhero, Luciano e João sejam vitoriosos. Aliais, palpitão: Acho que Camilo e Derly não levam o ouro. Marcadíssimos. Aposto em Guilhero e, em menor medida, Luciano.

Mas, como disse, prefiro o estilo Camilo. Também, para ser sincero, tenho um certo pé atrás com Derly por causa do dopping. Cada vez que ele ganha e arregala aquele olhão dele, vem a minha cabeça o diurético, que serve para mascarar outros tipos de substância. Sei que é um erro meu, já que ele já pagou  por seu erro. Mas´, ainda assim, isso vem a minha cabeça.



Só não dá pra dizer que o Japão está atrás dos outros. Quando algum país tiver mais medalhas de ouro que eles, aí sim eu concordarei oocê que o Japão está atrás de algum outro país.


ps: Você é torcedor do Gremio ou do Inter. Já tá claro que tu gostas de um jogo truncado e retrancado (BRINCADEIRA!!!)

ABRAÇO

« Última modificação: Maio 13, 2008, 17:39:33 por retsudo tanaka »

Offline Rodrigo (Rodfu)

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 776
  • Votos: +0/-0
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #10 Online: Maio 13, 2008, 17:40:15 »
Os europeus fizeram com o Judo o mesmo que fizeram com o Karate: deixaram de lado a essência e adaptaram as artes com base nas regras da competição. Só isso.

Como bem disse o sensei Kazuro Nakashima em Santos (nenhuma referência aos europeus, é geral): os caras levam a competição pra dentro do dojo, e não o Dojo pra competição. Lembrando que o homem é multi campeão mundial de karate. Deve saber um pouco do que fala.
Abraços,
Rodrigo

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #11 Online: Maio 13, 2008, 17:53:27 »
Só para não parecer que eu sou um adepto do puro e simples virtuosismo, eu estava torcendo pelo Canto e não pelo Camilo.

Offline Pablo Vinícius Smanioto

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 216
  • Votos: +3/-18
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #12 Online: Maio 13, 2008, 19:40:12 »
Eeheheheheheh Retsudo, comparação essa do grêmio e do inter, colé? Vais rogar mais alguma maldição? Eeheheheheheheheheheheheh.

Sobre o Canto, não acho ele bom no Nage Waza, mas ele é insuperável no chão e são poucos que lutam como ele, talvez pela faixa marron de BJJ que ele tenha faça ele ser o mais afiado no chão.

Eu na verdade eu gosto dos dois estilos tanto o do Derly como o do Camilo, acho legal isso no brasileiro, ele combina força e técnica e consegue produzir os dois tipos de atletas, ou mesclar as duas formas de lutar no Judo.

O Japão está ressentido pq não produzem mais caras como Kimura (Salve!), Yamashita, Koga, esses tipos de atleta estão agora espalhados pelo mundo, no meu ver o Japão pode ainda ser uma seleção fortíssima, mas nunca mais hegemônica.

Oss!!

Offline Simoes

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 621
  • Votos: +4/-0
    • http://www.kyokai.com.br
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #13 Online: Maio 14, 2008, 13:55:50 »
Ninguém me convense que o Derly é bom, essa de só ter como golpe a catada de perna é dose!!!!!

Offline retsudo tanaka

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 299
  • Votos: +2/-2
Re: despedida de um dos Grandes
« Resposta #14 Online: Maio 14, 2008, 14:25:55 »
Um pouco do treinamento e cotidiano de Ishii. Apenas 21 anos e 2 vezes campeão japonês absoluto. O torneio  de judô do Japão mais importante e valorizado (vídeos de 2006).







Sem querer polemizar, vale a reflexão.

Em atividades esportivas de alto nível, além de extrema competitividade, as novas gerações chegam como um trator, superando os mais novos. Eles têm alta técnica e muita disposição.

Em situações onde “senhores” de 35 anos ou mais são campeões nacionais e mundiais, como é o caso do valoroso Ogata, da JKA-Japão, indicam, talvez, uma falha na formação das novas gerações.

O judô é uma coisa muito séria no Japão. Há investimento, cobrança, busca incessante pelo aperfeiçoamento técnico e alta competitividade interna. Se manter no topo é difícil. Quando Inoue estava no seu auge, ele era um garoto. A mesma coisa com Suzuki, que ainda está competitivo com seus “muito” 27 anos. Mas é difícil segurar os mais novos, com muita técnica e gana para alcançar o topo. 

Quando vemos no site da JKA os resultados das competições, fico me perguntando por que os jovens não chegam atropelando, principalmente no masculino? Já que no feminino.