Autor Tópico: Emprego - Vendendo meu peixe  (Lida 4264 vezes)

Offline Juliana

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 151
  • Votos: +0/-0
Emprego - Vendendo meu peixe
« Online: Dezembro 18, 2009, 17:40:54 »
Bom, saí do meu emprego recentemente e estou procurando trabalho na área em que sou formada, Educação Física. Caso alguém tenha algum contato, por favor, vou fazer uma breve descrição abaixo das minhas experiências.

Estou cursando Pós-Graduação em Psicomotricidade (FMU) e concluo o curso em Março de 2010.

Sou Bacharel em Educação Física pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Meu último emprego foi no Grêmio Recreativo Barueri, com iniciação e treinamento esportivo (Karatê) das categorias Mirim, Infantil e Infanto-Juvenil.

Anteriormente trabalhei em temporada de Recreação em Hotéis e também na Educação Infantil (em um trabalho voluntário - orfanato).

Tenho cursos tanto de karatê quanto de outras áreas da Ed. Física e Esporte.

Agradeço desde já,

Abraços!  ;D


"A inteligência é quase inútil para quem não tem outras qualidades." (Alexis Carrel)

Offline KATASHOTOKAN

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
  • Votos: +0/-0
  • KARATE-DO só quem pratica sabe a força que tem
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #1 Online: Dezembro 20, 2009, 16:48:10 »
Oss!
Boa sorte!
“O propósito supremo do KARATE-DO não está contido na vitória, nem na derrota de adversários, mas, no aprimoramento do caráter, da personalidade e da honra de seus praticantes."

Offline Juliana

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 151
  • Votos: +0/-0
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #2 Online: Dezembro 22, 2009, 00:15:41 »
Obrigada!  ;D
"A inteligência é quase inútil para quem não tem outras qualidades." (Alexis Carrel)

Dan

  • Visitante
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #3 Online: Dezembro 22, 2009, 08:52:22 »
Prezada Juliana,

O post foi publicado no dia 18 de Dezembro de 2009 a 17:40:54...

Se você olhar de perto, desde então esta data, tive nada, NADA !!!!!!!!!!!
Disse e repito, o Pessoal não irá ajudá-lo aqui no Brasil se você não tem apoio político elevado e um bom contato com o diretor da Academia, Clubes e viceversa !
Se aqueles que pretendem ajudá-lo em "contato" por seu ensino Karatê, ou de seu ensino em Educação Física e Desportivo, será so para fins comerciais (mesmo em Projeito e/ou programa de Reintegração Social). O problema no Brasil e na fiscalização, o controle e a tributação etc... das Actividades Físicas e Desportivas no desenvolvimento de cada disciplina, seja em Clubes ou Academias privadas e Federações e/ou Confederações.

Ninguém vai ajudar. Por quê ?


Simples, você é um concurrente. A partir do momento que você tem o potencial para ensinar no Brasil, os chamados "amigos" podem mudar, dependendo do resultado que você pode ter como um professor com seus competidores.
Portanto quando estou ver que a importância da prática esportiva ultrapassa os limites da simples recreação isso me deixa completamente perplexo...
Esta proposta está em consonância com os princípios contidos pelo Art. 217 da Constituição República Federativa do Brasil de 1988. "É dever de o Estado fomentar práticas desportivas formais e não formais, como direito de cada um", e assume a condição de direito, na dimensão da inclusão social e educacional, legitimado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, no capítulo IV, Art. 59, "Os Municípios, com apoio dos Estados e da União, estimularão e facilitarão a destinação de recursos e espaços para programações culturais, esportivas e de lazer voltadas para a infância e juventude". A Sociedade muda, o esporte está mudando e paradoxal casos. Abastecimento e procura para o desporto ea Actividade Física aumentar em termos qualitativos e quantitativos, mas determinados grupos sociais são excluídos destas práticas por razões financeiras, cultural ou geográfica. Infelizmente, é um paradoxo desde o início da Lei Federal 9.615, de 24/05/98, também conhecida como "Lei Pelé", que deveria entrar em vigor em Março de 2000 (prazo prorrogado por mais um ano, projeto de Lei Federal Complementar 1808/99, Deputado Mendes Ribeiro Filho foi aprovado) traz e em seu texto inúmeras inovações, entre as quais, a extinção dos "passes" dos jogadores e a transformação por exemplo, dos Clubes de futebol em empresas privadas... Claro está que o desportista, maior de 18 anos, que dedica-se à atividade esportiva integralmente deve ser tratado como um "empregado", de modo a assegurar-lhe condições de trabalho adequadas e propícias ao desenvolvimento. Naturalmente, um desportista financeiramente estabilizado tem condições de produzir muito mais, pois pode dedicar-se de corpo e alma ao trabalho e fazer jus aos seus benefícios. Torna-se um ciclo.
Apesar de tudo o que já foi dito, a Lei Federal do desporto tem pontos falhos, como por exemplo a ausência de capítulos ou pelo menos dispositivos que tratassem de cada atividade esportiva profissionalizável separadamente, dando margem a tratamento inadequado aos desportistas de determinado esporte. Quer-nos parecer que ao criar a Lei Federal do desporto o legislador visava precipuamente disciplinar as relações desportivas entre Atletas e Clubes, bem como estabelecer uma hierarquia entre os órgãos responsáveis pela coordenação, organização e fiscalização do desporto no Brasil, e tratar da solução de conflitos desportivos... Mas tudo bem, né !

O problema é que o Brasileiro só vê o resultado final. Só reconhece o vencedor, o Atleta que chegar em segundo é só o "primeiro dos últimos". É uma vergonha, quem vive de esporte no Brasil sabe como é difícil. Eu sei, eu próprio já sofreu por mais de oito anos no Brasil para ensinar Karatê. Com certeza varias pessoas me disse que ja foi errado de um lado de ficar no Brasil, mas voltei no meu pais ! Pior, eu sou um estrangeiro com um Vista Permanente, casado com uma Brasileira por isso considero uma pessoa pode permanecer sem qualquer problema. Mas percebi que os obstáculos não são as mesmas pessoas, mas no sistema inteiro ! Queremos deixar você ir se você não tem apenas interesses financeiros significativos ou apoio político. Como muitos projetos, que apresentei nas Academias, Clubes e mesmo Federações só para ensinar Karatê, ou mesmo da Educação Física, pouco saiu, mesmo como Coordenador Pedagógico e Técnico de uma Seleção "Papo Furado" na Federação Gaúcha de Karatê !...
O problema é premiar com o seu empregador ! Tenho pena desses "manes"que ficam defendendo o Brasil dizendo que "eh o mundo que ta uma $%&!", sendo que nunca sairam nem do Estado onde moram e fazendo Projetos Sociais por sua carreira política de $%&! !... quem ta acostumado a viver no lixo realmente nao quer viver no luxo ! Brasil gosto tanto, eu sinto falta. Mas Pessoal, falta muito chao pra chegar na qualidade de vida de um pais de 1º mundo como voçê disse, metade do povo e "analfabeto", e dificil encontrar gente honesta, todo mundo se vangloria de te passar a perna e tomar cerveja e churrasco... e ainda querem defender !...
Então defende e você tem que bater o melhor que puder, porque o seu sucesso será o fruto do que você plantou !

Espero que você pode fazê-lo mudar e crescer bastante na tua paixão por o desporto. Sinceramente eu espero que você consiga. Acho que você tem todas as qualidades. Ouça e tomar as suas precauções. Acho que depois de ter dito essas coisas que te permitiu ver um outro ponto de vista diferente. E uma realidade que voçê conhece ja.

Osss....
« Última modificação: Dezembro 22, 2009, 09:38:55 por Dan »

Offline Juliana

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 151
  • Votos: +0/-0
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #4 Online: Dezembro 22, 2009, 09:56:05 »
Dan, me perdoa mas nem li tudo que você escreveu, tá muito extenso e pouco interessante pra mim no momento.

Agradeço a sua preocupação, mas não tenho nada a ver com as desilusões que você tem a respeito do esporte nacional e dos relacionamentos inter-pessoais. Não, não estou vendo toda a situação de um jeito diferente, nada mudou. Sobre a primeira, recomendo-lhe encaminhar suas opiniões para o ministério do esporte, porque vai fazer mais efeito. Sobre o segundo... não comento.

Se eu acreditasse em metade do que você disse (da parte que li, obviamente), teria ido ser veterinária, pra tratar de animais. Por mais que VOCÊ não acredite nas pessoas, eu sim. Inocência? Pode ser, mas parto do princípio de que todos são meus amigos, até que eles mesmos me provem o contrário.

Desejo-lhe boas festas e pensamentos melhores para 2010.

Abraços,

Oss!
"A inteligência é quase inútil para quem não tem outras qualidades." (Alexis Carrel)

Offline KATASHOTOKAN

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
  • Votos: +0/-0
  • KARATE-DO só quem pratica sabe a força que tem
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #5 Online: Dezembro 22, 2009, 10:04:54 »
Oss!
Juliana, "Você não pensa o que é, más o que você pensa que é, você É" entendeu? em resumo pense sempre positivo, boa sorte!
“O propósito supremo do KARATE-DO não está contido na vitória, nem na derrota de adversários, mas, no aprimoramento do caráter, da personalidade e da honra de seus praticantes."

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #6 Online: Dezembro 22, 2009, 10:14:55 »
Juliana, leia pelo menos o último parágrafo do Dan...

E boa sorte na empreitada, infelizmente estou longe para ajudar, e sinceramente, não aconselho ninguém de karate com objetivos comerciais e a curto prazo a fazer nada aqui no meu estado, o karate aqui agoniza em termos administrativos...

Dan

  • Visitante
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #7 Online: Dezembro 22, 2009, 10:25:55 »
Prezada Juliana,

E um "conselho" e uma "constatação" se você tomá-lo assim, então...

Voçê acredita nas pessoas, que bom ! Decepção para dizer o mínimo !... Quanto ao resto, é uma realidade. Em relação à política, eu tenho arquivado vários casos no Comitê Olímpico Brasileiro - COB e no Ministério do Esporte do teu Pais ! E como eu não disse em todas as decepções um, mas um fato. Eu espero que você será capaz de "realmente" contar com seus amigos, porque o dia que você está sozinho, você vai entender !

Talvez, eventualmente, você ganharia mais estar como Veterinária ou Doctor com animais do que com os humanos...
Em premeiro eu acredito em si, depois no caso vejo com as pessoas. Eu desafio a qualquer um que quer me dar nada ! A esperança está em mim e/ou dentro VOCE. Se você acredita em si mesmo, então você acredita em outras mas para isso é que os outros acreditam em você.

Muito bom dia de Ano Novo e Feliz Ano Novo 2010.

Oss....
« Última modificação: Dezembro 22, 2009, 10:28:03 por Dan »

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #8 Online: Dezembro 22, 2009, 10:28:18 »
Oss,

"Que homem é o homem que não torna o seu lugar melhor"?

Acredito que a colega Juliana conseguirá seu novo emprego muito em breve, pois detém grande caráter, pelo que vejo, e competência para exercer tal profissão, esta que em nosso país não é devidamente valorizada, mas quando exercido por uma pessoa como esta, determinada, faz total diferença.

Juliana,

Pouco posso fazer por vossa pessoa, pois moro um pouco longe e meus contatos são, maior parte, da área de Design e Direito. Entretanto, estarei aqui, assim como vários colegas do Karateca.net, torcendo por sua admissão num emprego, que suas qualificações sejam reconhecidas bem como seu espírito determinado. Que este ano novo lhe traga realizações!

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #9 Online: Dezembro 22, 2009, 10:45:17 »
Oss,

Pelo que vejo, Guy, você adora uma papelada:

Citar
Em relação à política, eu tenho arquivado vários casos no Comitê Olímpico Brasileiro - COB e no Ministério do Esporte do teu Pais !

E ademais, observo que, mesmo você tendo conseguido Visto Permanente no Brasil e sendo casado com uma brasileira, vossa pessoa tem certa repugnância pelo País que, como vejo, resolveu estar (ou já está na França?). Isso não é, nem de longe, sensato.

Só por curiosidade, você foi formado em Direito ou gosta de analisar Constituições bem como leis desportivas por Hobbie?

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #10 Online: Dezembro 22, 2009, 12:14:43 »
Prezado Sr. Dan,
Li, detalhadamente, suas afirmações e considerações, discordo totalmente do conceito estabelecido.
O “universo” brasileiro que conheceu durante apenas 8 anos foi:
de uma de 27 Unidades Federativas,
com 10 milhões de habitantes de um país com 191 milhões,
com área de 283 mil km² de  um país de 8 milhões e meio km²,
com 7 mil professores de Educação Física em um grupo nacional de 160 mil professores,
alguns poucos milhares dentro de perto de milhão de praticantes de Karatê no nosso país,
e que mesmo assim sendo uma pequena fração do nosso todo, mas muito importante,  já teve um Campeão Mundial de Karatê,
e outros tantos verdadeiros atletas e dirigentes de valor.

Não aceito, integralmente, sua posição e sua colocação que generaliza, e me incluo nela, quanto ao seu nojo pelas Coisas Brasileiras.
Como para o Sr., a ignorância de alguns e a má fé de outros também nos agride, e nos entristece, mas não tire a média rasa de uma massa de milhões de indivíduos por uma meia dúzia de merdas com quem o Sr. teve contato, por sua inexperiência de vida ou excessiva credulidade.
Eu, pessoalmente, tive uma experiência desagradável no seu país, em uma viagem à trabalho, após outras 4 estadas magníficas, em épocas distintas, com minha família à turismo, quando um representante da Federação Francesa de Karatê, durante o 1º Campeonato Mundial Universitário, em Lille, 1998, impediu-me de acessar às dependências oficiais, mesmo eu sendo chefe e técnico da delegação, porque não quis ficar no alojamento da equipe e sim em um hotel ao lado, e para que eu pudesse ter acesso eu deveria pagar as taxas de hospedagem e de alimentação, mesmo não as usando, feito isso ele me liberou ... recusando-se a dar qualquer comprovante (meteu $390,00 no bolso).
Não é por isso que qualifico o povo francês como mal intencionado!

Todos sabem que o Presidente Jacques Chirac foi acusado em 21 de Novembro de 2007 dos crimes de "desvio de fundos públicos" por ter permitido empregos fictícios, alegadamente, pagos pelo gabinete do presidente da Câmara de Paris. O antigo presidente vai ser julgado por um alegado processo de corrupção em 30 de Outubro de 2009.
Não é por isso que qualifico o povo francês como corrupto!
Como a gigantesca maioria do povo brasileiro, da qual me orgulho pertencer, comecei costurando os tatames da minha primeira academia em 1968, virando concreto na terceira em 1975, sempre pondo a “mão na massa” em outras 9 academias,  depois em 1994, como empreendedor  e sócio, implantando uma academia de $6.000.000,00 (classificada por uma publicação alemã de 1996 como uma das 10 melhores academias do mundo), em 2006 sendo co-criador de um programa de Condicionamento Físico (com publicação na Runner’s World du Paìs Bas, em 2007).
Por isso me considero, dentro da minha profissão, atuando na mesma área que o Sr., no mínimo, igual a qualquer homem e profissional de qualquer país!
Sinto muito, Sr. Guy, sua postagem não foi feliz!!!

Oss
Ricardo

Dan

  • Visitante
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #11 Online: Dezembro 22, 2009, 12:51:52 »
Prezado PSekiMG,

Papelado !... Infelizemzente, foi no Consulado do Brasil em Paris que tem meu Vista Permanente ou então esperando 5 anos no Brasil esperando um dia saindo em total irregularidade como muito Brasileiro na Europa !...

Voce me disse PSekiMG:
"vossa pessoa tem certa repugnância pelo País que, como vejo, resolveu estar (ou já está na França?). Isso não é, nem de longe, sensato."

Aonde eu escrevi e manifestou "repugnância pelo País", AONDE ??

Com certeza voçê escreveiu isso:
"vossa pessoa tem certa repugnância pelo País que, como vejo, resolveu estar (ou já está na França?). Isso não é, nem de longe, sensato."

No que se refere a Lei em seu país, estamos treinados "nos" Instructore ou Professor saber a legislação Federal. Quando cheguei no Brasil em 2001 e eu tive no meu contrato tive que me "virar" sosinho sem nehum ajuda para entender vossas Leis, Decretos etc... mesmo com bao vontade da parte das pessoas que quiser me ajudar.

Só por curiosidade, você foi formado em Direito, isso que dizer "vestibular +8" ou gosta de polémicas ?

Oss....

--------------------------------------------------------------------------------
Prezado Ricardo D'Elia,

Parabens por tua Academia Ricardo. Sucesso de verdade !... Tem "varias..." Athletas Campeão do Mundo de Karatê no Brasil (Graças a Deus !).

Voçé escreveu isso:
"Não é por isso que qualifico o povo francês como mal intencionado!"

Voçé tem memoria curta ou que ?
Voçé boto no outro topico "Re: Regras! Ora Regras !!!" uma chamada dizendo que a nossa geração de "Francês" são "bastardos" que gera Filhas e filho de "nazista" ? Talvez eu esteja ficando velho demais ...

Falando Ex-presidente Jacques Chirac aindo não foi julgado eh sim !... Ele e eu sou um cidadão como você. O "político" decididamente, estou desapontado também. Temos de limitar sua própria liberdade de expressão, eu simplesmente não aguento mais !
Como você, Ricardo, eu preciso de ar ! Como você, eu tenho coisas a dizer ou argumentar, talvez !...
Estou cansado de todos aqueles jornalistas que escrevem e falam sem saber os temas que propõem para lidar, não tenho medo de cometer erros grosseiros.
Estou cansado de todos esses políticos que falam de confiscar seu uso exclusivo.
Estou cansado de todos esses organizadores de debates que, quando queremos falar, nós respondemos "a sua pergunta, senhor ! "

Eu não tenho perguntas a fazer ! Eu tenho respostas para oferecer... Elas valem o que valem. Se você não está feliz siga a fila !!!

Mas, a julgar pela pobreza do partido propostas certos políticos, as propostas manifestamente irrealista para outro, eu tenho a audácia de pensar que o meu próprio mérito, talvez, ser lido e comentado, ou, naturalmente, a ser abalada.
Os dois extremos do campo político - a extrema direita ea extrema esquerda - basta dar "uma surra" na frança como no Brasil... Estou muito satisfeito. Espero que essa redefinição no sentido de uma maior responsabilização será mantida e reforçada. A democracia vai fazê-lo melhor.

"Somos forçados a sofrer e pagar a incompetência dos que nos levar ? "


"Papo Furado"
Ricardo... Ma-fé certamente que não, quer se queira ou não !... Realidade !!

OBRIGADO POR RESPEITAR O TOPICO DE JULIANA...

Oss...
« Última modificação: Dezembro 22, 2009, 14:24:25 por Dan »

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #12 Online: Dezembro 22, 2009, 13:30:20 »
Oss,

Guy,

Noto que você é um cara muito mais comprometido com o papel burocrático e político de qualquer natureza, seja ela desportiva, civil, constitucional etc., do que com a real proposta em tópico.

Juro que me arrependo de não ter lhe enviado minhas dúvidas por Mensagem Pessoal, o que de fato atrapalhou o tópico criado pela nobre necessidade da colega Juliana, que por você foi "pressionada" com argumentos sensacionalistas e pessimistas, algo que, com certeza, não é digno de apoio.

Estou a me formar brevemente em Direito. Não entendi o significado de "vestibular+8" e não sou eu a pessoa encarregada de gerar polêmicas neste fórum.

Que vosso coração se abra para melhores sentimentos bem como seu espírito, que se encha de inspiração e boas energias.

Feliz prévio 2010!

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Dan

  • Visitante
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #13 Online: Dezembro 22, 2009, 16:03:22 »
Pedro,

No teu caso me dizer que eu:
"é um cara muito mais comprometido com o papel burocrático e político de qualquer natureza, seja ela desportiva, civil, constitucional etc., do que com a real proposta em tópico."

Aham !... Chega de frescura... Para mim simplismente e preconceito sem me conhecer sempre.

AGORA SE NESTE SITE KARATECA.NET NIMGUEM PODE PREVALER-SE DE OPINIAR-SE SEM RECEBER QUALQUER PALAVRAS SEM NEHUM FONDAMENTO.... FODE VOCES COMO TODO MEU RESPEITO E CADA UM SUA $%&! !!!

Chega !!!

Oss...
« Última modificação: Dezembro 22, 2009, 16:15:44 por Dan »

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re: Emprego - Vendendo meu peixe
« Resposta #14 Online: Dezembro 22, 2009, 16:15:05 »
Dan, me perdoa mas nem li tudo que você escreveu, tá muito extenso e pouco interessante pra mim no momento.

Agradeço a sua preocupação, mas não tenho nada a ver com as desilusões que você tem a respeito do esporte nacional e dos relacionamentos inter-pessoais. Não, não estou vendo toda a situação de um jeito diferente, nada mudou. Sobre a primeira, recomendo-lhe encaminhar suas opiniões para o ministério do esporte, porque vai fazer mais efeito. Sobre o segundo... não comento.

Se eu acreditasse em metade do que você disse (da parte que li, obviamente), teria ido ser veterinária, pra tratar de animais. Por mais que VOCÊ não acredite nas pessoas, eu sim. Inocência? Pode ser, mas parto do princípio de que todos são meus amigos, até que eles mesmos me provem o contrário.

Desejo-lhe boas festas e pensamentos melhores para 2010.

Abraços,

Oss!


Juliana,
parabéns pelo bom senso e pela firmeza de opinião. Alguém como vc não terá dificuldade em encontrar novos caminhos.
Oss
Ricardo