Autor Tópico: Para refletir  (Lida 1844 vezes)

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.357
  • Votos: +2/-0
Para refletir
« Online: Junho 07, 2006, 16:42:43 »
Texto extraido do jornal A Tribuna. Achei interessante e quem sabe um dia não estaremos nessa mesma situação........se já não estivermos passando por ela.............


"É preciso entender

Um senhor de 72 anos, que sempre foi atleta e apaixonado por esportes, ficou muito mal de cabeça quando não conseguiu completar o percurso de uma corrida para a qual se preparou o ano inteiro e sonhava com o dia do evento, como o faz todos os anos: a maratona de São Paulo. Passou mal, sentiu falta de ar e teve que ser retirado da prova, o que é mesmo uma pena para quem idealizou tanto e tem tamanha vitalidade e força de vontade nesse tempo da vida, quando a maioria já se acomodou. O simples fato de querer participar é notável. Mas sua filha, minha aluna, fala da depressividade que o acometeu desde então, o que faz permanecer mudo, olhando para o teto, extático e sem querer se alimentar. Pede ajuda sobre a atitude a tomar. Além da compreensível dor da decepção que nos acomete a todos quando não se consegue atingir uma meta proposta e sonhada, me parece importante tentar fazer ver a esse senhor que é preciso sair do ilusionismo da eterna juventude que os supostos avanços da ciência e as tais campanhas douradas da ‘‘melhor idade’’ tentam convencer a quem já viveu uns outonos a mais. Tudo bem que um pouco de fantasia ou de crença nessa visão pueril de que podemos parar o tempo é gostoso, talvez, estimulante. Mas não pode ser esse o alicerce da nossa auto-estima, por favor. É preciso entender que a passagem dos anos traz algumas mudanças, impossíveis de brecar. Que surgem, com esse inexorável tempo, algumas limitações e alterações orgânicas que vamos ter de encarar. É importante que elas sejam lições de vida, de acréscimo à cartilha de aprendizado, que nos dêem material e não humilhações, por mais duro que seja a convivência inicial ou a descoberta de que já não somos os mesmos. Eis porque a geriatria mostra a importância de atividades culturais em paralelo às físicas, para que uma coisa compense a outra. Temos um corpo, não somos um corpo e isso faz toda a diferença. Senão a senescência, e não a senilidade, por favor, seria a morte em vida. Envelhecer de forma inteligente é a questão. Tentar o melhor possível para o nosso físico, num equilíbrio com uma mente lúcida e interessada no que ocorre no mundo. Ler, conversar, estudar o mais possível, manter-se informado, ir ao cinema, ao teatro, são fundamentais. Na hora em que o físico pede um pouco de aquietamento é que surge a inquietação da alma e os sonhos se revigoram, em outras imagens que não aquelas da juventude, mas igualmente instigantes e belas. Não naquele horrível comportamento de conformação, mas na abençoada postura de buscas em outras florestas e montanhas. O idoso que não entender que ao lado do físico há um espírito que se engrandece a compensar, se perde em ilusões que em nada o impulsionam.
autor - Luiz Alca de Sant´anna"

Oss,

Ari - Santos/SP

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.475
  • Votos: +5/-2
Para refletir
« Resposta #1 Online: Junho 07, 2006, 18:27:54 »
Tá vendo Pedrão, para de dar porrada nos outros.

 :roll:
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Para refletir
« Resposta #2 Online: Junho 07, 2006, 18:58:29 »
Oss
Como eu já  atingi esta fase espero mais condecendência dos colegas para não maltratar este pobre jovem de outrora,mas não deixem muito se não eu faço como Pedro Sensei: Derrubo e pergunto?  Vamos mais um pouco.

Oss
alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida

Offline Hapli-Komo-Leu

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 605
  • Votos: +0/-0
    • http://
95 anos
« Resposta #3 Online: Junho 08, 2006, 16:05:19 »
Olá Ari,Gustavo e Yama!
Minha mãe no dia 24 de maio completou 95 anos,uma amiga nossa disse  a ela:A senhora está muito bem de cabeça,e de fisico tbm.,mas a senhora tem que se cuidar,tem que descansar mais,tem que fazer mais exames periódicos etc.etc..
Ela responde de pronto e com a braveza peculiar de uma boa Calabresa:"Eu não vou em médico coisa nenhuma,eu estou bem,se eu for, eles fazem um monte de frescuras e acham coisas que não tem a menor importância,e eu não preciso descansar,eu quero e vou morrer andando.E agora eu vou embora que minhas Amigas estão me esperando para o jogo de buraco.
E Ela se foi ,DE ONIBUS,não deixou que eu a levasse de carro.
Só que antes de ir,eu recomendei a Ela,que não se envolesse mais em confusão, como da outra vêz que ela pegou o ladrão de porrada,só porque ele havia lhe roubado a bolsa,e recuperou.
Como Vcs.podem entender,eu vou morrer treinando.
Já pedi para o Carlão,para enterra-me com o meu Karate gi e meu Obi  
vai ser a maior briga no velório.
OSS!
Pedro

Offline Emma

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 68
  • Votos: +0/-0
Para refletir
« Resposta #4 Online: Junho 08, 2006, 17:28:43 »
:lol:  ...tal mãe, tal filho.

oss

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Para refletir
« Resposta #5 Online: Junho 09, 2006, 06:13:48 »
Oss
Depois perguntam porque gostamos desse homem.
No minimo no fundo pelo menos eu e tenho plena convicção dos outros,quero 0.00000000001% dessa capacidade e discernimento dele,como a Emma falou deve ser a genética e olha que os pais do Ari Sensei são terriveis um dia ele conta a historia de amor dos dois,por isso que deu uma pessoa do jeito que é.sem contar que minha Mãe que me criou com salario de emp. domética e cobradora de ônibus também bem casca de ferida.
Oss
Alberto/Santos.
yama-Alberto S. Almeida

Offline mauross

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 696
  • Votos: +0/-0
Para refletir
« Resposta #6 Online: Junho 09, 2006, 12:21:54 »
É HAPLI, ASSIM  QUE SE CONHECE UM SER HUMANO FORTE....
OSS, PARA SUA MÃE...
Uma vassoura velha tem o seu valor.