Autor Tópico: To karate or not karate  (Lida 1605 vezes)

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
To karate or not karate
« Online: Agosto 11, 2009, 21:55:35 »
Oss,

Só não entendo, INDEPENDENTEMENTE de tudo, o que as pessoas de outros estilos de luta, marciais ou não (entendendo marcialidade pelo sentido doutrinário), buscam num fórum destinado apenas aos praticantes de Karate-Do em suas restritas ramificações, pressupostas da originalidade oriental.

Isso apenas faz com que o fórum, que deveria ser destinado ao intercâmbio de conhecimentos específicos do Karate-Do, se torne cada vez menos efetivo e atrativo, abrindo apenas espaço para meras notícias corriqueiras ou comentários bobos acerca de coisas tolas.

Prof: Antonio Marcio,

Não é fácil ensinar. Seja lá o que for, se apresentar como "professor" de alguma coisa, requer muita dedicação e responsabilidade. Não que eu esteja lhe questionando, mas quando acontece casos como o mencionado por vós, a personalidade do tutor deve estar equilibrada, definitivamente decidida entre um "sim" ou um "não".

-//-

Basicamente, sem muitos levantamentos, o Karate-Do pode ser praticado através do Keiko (Treinamento), compreendido pelo Kihon (Fundamentos), Kata (Forma) e Kumite (Luta).

- Kihon (Fundamento): consiste nas lições essenciais para o desenvolvimento motor e lógico da prática do Karate-Do.

Ex.:

Sensei Kagawa 8º DAN JKS:

Note que o treinamento se baseia nos mínimos detalhes, pois pressupõe, sete tipo de treinamento, que o praticante já tenha passado pelo estágio de familiarização, compreendendo as técnicas principais e essenciais da arte marcial.

No "Shoby Ryu", que até hoje não consegui correlacioná-lo com as artes marciais orientais, o máximo que consegui encontrar sobre "fundamentos" em vídeo, pois não há livros ou apostilas sobre o assunto, se resume neste curtas logo abaixo.

"Seqüência de Combate":
"Suposto Kihon em Exame de Faixa":

Não consigo ver fundamentos que consigam, em qualquer aspecto (marcial, mental, físico), exemplificar a utilidade das seqüências postas acima sobre o "Shobu Ryu", muito menos algo comparado ao exemplificado logo atrás pelo Kagawa Sensei.

Mas o Karate-Do é algo cientificamente comprovado? Vários mestres e pesquisadores já comprovaram que, além de ser um método eficiente de combate corporal (além de trazer acima de tudo benefícios espirituais, que na minha opinião é peça chave na marcialidade), é sem sombra de dúvidas um tratamento terapêutico, inclusive no tratamento ao câncer: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1176218-16619,00.html

- Kata (Forma): é os modelos padrões na prática do Karate-Do em suas mais variadas vertentes (física, psicológica, espiritual, marcial etc.). Pelo que se trata na história, foi o primeiro método no aprendizado desta arte marcial. Karate-Do está para o Kata, assim como o Kata está para o Karate-Do - são inseparáveis. Aprender "Karate-Do" não é aprender Kata, mas executar cada Kata como se fosse sua última batalha é Karate-Do".

Veja alguns exemplos visuais de ótimos Kata em seus mais completos requisitos:

Sensei Kanazawa 10º DAN ISKF:
Sensei Ozaka 8º DAN JKA:
Sensei Carlão 5º DAN JKA:

O Kata deve ser executado como uma luta real, onde que o executa deve se ver posto diante de alguns adversários. Cada golpe deve ser único. Cada momento deve ser preciso - por isso deve ser eficiente! Kime!

O que se pode ver no "Shobu Ryu", é algo criado sem o mínimo de experiência. As "formas" desta modalidade de luta brasileira não passa a firmeza de um combate, mas sim de um simples "catálogo de movimentos" (o que de fato é no Karate-Do, mas de forma mais doutrinária). Observe:

"Forma 'Habilidade'":
"Forma 'Fortalecimento'":
"Forma do 'Renascimento'":

Compreenda: há uma grande diferença em tudo que foi mostrado aqui. Cada detalhe pode ser explicado, tanto de forma marcial, como físico, espiritual, medicinal - esta última de grande importância, pois correlaciona-se com a medicina tradicional chinesa, onde estudos revelam os benefícios de cada movimento para a saúde do corpo.

Por último,

- Kumite (Luta): que nada mais é do que a aplicação de tudo que foi aprendido ao longo dos anos com a prática do Kihon e Kata. Embora "Kumite" signifique hoje em dia algo que se assemelhe apenas as lutas de campeonatos, sua verdadeira essência para aqueles que sempre praticaram o real Karate-Do nunca mudou. Há demais da concentração, da estratégia, da cortesia. Ora, "Karate Ni Sente Nashi" ("Não existe atitude ofenciva no Karate" ou "Não existe primeiro golpe no Karate"), ele deve ser definitivo, pois trata-se de sua vida (encare os braços e pernas de seu oponente como se fossem espadas).

Ex.:

- Sensei Okuda 8º DAN JKA: (Demonstração).
- Sensei Pedro (Que DAN, pelo amor de Deus?! Oss!): 9Demonstração).
- Sensei Kagawa em campeonato:
- Sensei Yahara 8º DAN KWF:

Isso são só demonstrações, pois o verdadeiro combate nunca é esperado, é algo jamais desejado. Há muita literatura sobre o Karate-Do. Recomendo as de Nakayama Sensei, Kanazawa Sensei ou a do próprio mestre Funakoshi.

Em comparação com o que se pôde encontrar sobre Kumite, tanto em campeonato como em demonstração do que seria na realidade, eis estes:

- "Luta":
- "Shobu Ryu RJ": (DEPOIS DO MINUTO 3)

Infelizmente, com todo esse levantamento, não é correto afirmar que "Shobu Ryu" está para Karate-Do, pois trata-se de um estilo de luta novo, que se iniciou sem muitos estudos ou comprovações científicas. Também não há uma originalidade quanto sua genealogia, o que para ser caracterizado como "Karate", deveria constatar, pelo menos, uma descendência oriental (uma ramificação trazida por alguém responsável por carregar o nome da arte marcial).

O que isso implica?

Ora, ser aluno do aluno do Sensei Okuda, que por sua vez foi aluno de Nakayama, que foi aluno de Funakoshi, que foi aluno de Azato e Itosu é muita responsabilidade, principalmente no dia que for autorizado a repassar o Karate-Do para as outras gerações. Levar consigo o nome de uma escola é extremamente complicado - requer muita preparação.

No combate ou nas empresas, ser peça chave (diretor, gerente, general, capitão) é de grande responsabilidade, pois não trata-se apenas do seu individual, mas de um entendimento coletivo. Se o comandante de uma tropa é negligente, sua tropa será dispersa, indecisa e infiel. Se um gerente é arrogante, não será bem visto por seus subordinados e terá sua vida profissional um pouco complicada.

Um bom general é aquele que come após toda sua tropa tiver iniciado as refeições, o ultimo a desmontar do cavalo, o primeiro a agir.

Um seinsei de Karate-Do não espera sua turma começar uma execução de Kata para só após iniciar seus movimentos - ele simplesmente diz "Rajime" e tudo se inicia. Ele é o exemplo de "Karate".

-//-

Na minha opinião, como havia dito antes, a pratica do Karate-Do é fundamental para quem possui dificuldades físicas, psicológicas ou espirituais. Entretanto, para qualquer início, deve-se consultar o médico, o psicólogo acompanhante etc.

Tenho uma pergunta: Prof: Antonio Marcio, qual a sua metodologia de ensino e qual o seu conceito de Karate-Do?

-//-

Desculpem os erros de português, escrevi um tanto rápido.

Oss.
« Última modificação: Agosto 12, 2009, 12:17:18 por PSekiMG »
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Felipe Andrade

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 685
  • Votos: +0/-0
To karate or not karate
« Resposta #1 Online: Agosto 11, 2009, 22:14:29 »
sensei Kagawa é JKS
Furimukeba Tiisana Kinou, Me wo agereba Mugen no Ashita

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
To karate or not karate
« Resposta #2 Online: Agosto 12, 2009, 11:01:08 »
Ficam alimentando ainda??
Tem gente que merece treinar isso, pronto!!!
Acabou de sair na TV agorinha mesmo...Edir Macedo esta sendo investigado por lavagem de DINHEIRO(nossa, quanta novidade)..
Estava dando DIPLOMAS de DIZIMISTA(aquele otario que da grana pra ele na IURD).
Mas o mais engraçado disso tudo era quem assinava o DIPLOMA.
JESUS CRISTO....sim, leram certo.

Esses que treinam isso ai sao os mesmos que acreditam no Diploma do Edir Macedo.

E tenho dito!!!

SUGIRO QUE IGNOREM POSTS DESTE SENHOR.....logo, logo ele some daqui. E ai nós poderemos CELEBRAR!!!
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline Daniel RJ

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 84
  • Votos: +0/-0
To karate or not karate
« Resposta #3 Online: Agosto 13, 2009, 11:41:21 »
Blz rapaziada !
Tem algum tempo q não escrevo (e acho q não fez diferença nenhuma !) mas, depois do que já foi dito neste post, gostaria de deixar registrado alguns pensamentos:
- Concordo com o PseKiMG (não sei se está correto. Se não, me desculpe). Existe uma diferença entre luta marcial e ..., bom deixa prá lá;
- Acho mesmo que deveríamos ter nossas restrições a tipos de lutas "derivadas e afins" e até mesmo "genéricas", pois desvirtuam do cerne principal, do caminho que se pretendia seguir;
- Tenho receio do karatê acabar se desfigurando, se desmanchando mais do que já está: esportivo, picareta-ryu, ganhadinheiro-dô, e por aí vai;

Acho que é por essas e outras que lutas como o Judô, que se propunha a passar um caminho, acabou rachando, jogando o trabalho do Sensei Jigora Kano na lama.

Espero que o nosso amado Karatê consiga reverter esse quadro !

Perdoem me se fui deselegante ou se minhas palavras foram inconvenientes.
OSS !!
"Mesmo que possua arreios de ouro, um asno sempre será um asno."

Offline Toha

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 440
  • Votos: +0/-0
  • Karate-dô Shotokan.
To karate or not karate
« Resposta #4 Online: Agosto 14, 2009, 16:39:04 »
Prof: Antonio Marcio.
Eu acho que o pessoal aqui não acha muito legal o lance do cara lá ser 22º dan. Entende?
Mas não fique chateado!
Oss...

Offline Prof: Antonio Marcio

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 236
  • Votos: +0/-0
  • "Deus é Fiel"
To karate or not karate
« Resposta #5 Online: Agosto 15, 2009, 10:30:42 »
Citar
Prof: Antonio Marcio.
Eu acho que o pessoal aqui não acha muito legal o lance do cara lá ser 22º dan. Entende?
Mas não fique chateado!
Oss...
NO ESTILO QUE PRÁTICO NÃO EXSTE 22º DAN !!! NEM CONHEÇO ESSE SENHOR QUE INVETOU ESSES DANS ESSE TAL DE SERGIO NEM FAZ PARTE DA FEDERAÇÃO QUE PERTENÇO E NEM É SHOBU RYU É KATA DO SHOBU RYU KUNG FU QUE ELE PRÁTICA[/quote]
Pronto saiu aqui !!! O desespero da rede globo em querer derrubar a rede record. :o :o
Aui se fala de tudo menos de karate, e parem de me mandar MP eu SOU SHOBU RYU NÃO ESSES ESTILOS QUE TREINAM SÓ KATA E KIHON E DIZ QUE ESTÁ PRONTO PARA LUTA.
Oss.

" Golpear com precisão significa definir mentalmente o golpe que irá se aplicar e colocá-lo em prática assim como foi planejado"
Miyamoto Musashi,Gorin no sho

Offline Prof: Antonio Marcio

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 236
  • Votos: +0/-0
  • "Deus é Fiel"
To karate or not karate
« Resposta #6 Online: Agosto 15, 2009, 12:45:33 »
Citar
Tenho uma pergunta: Prof: Antonio Marcio, qual a sua metodologia de ensino e qual o seu conceito de Karate-Do?

-//-

Desculpem os erros de português, escrevi um tanto rápido.

Oss.
Caro amigo PSeGk. Me desculpe a demora em responde-lo.
Como qualquer iniciante que preocura uma atividade física por indicações médicas ou por outras razões, eu prezo muito que me tragam um atestado médico , liberando para fazer determinada atividade física. O treino de Shobu Ryu não é diferente dos demais estilos de karate , existe atividade de preparação fisica nas quais são feitos varios tipos de alongamento, o aquecimento em si o treino o alongameto, mas treino e por fim alongamento, repare que o alongamento existe no inicio meio e fim.
TREINO EM SI.
kihon ou movimentação São treinos nos quais aprendem o nome dos movimentos de ataque e defesa bem como sua metodologia.
Sequência de combate. São sequências elaboradas para cada faixa ou graduação( tipo kihons elaborados).
combate com um golpe Para faixas brancas são elaboradas três tipos de ataques superior, inferior e três tipos de quedas a serem aplicadas, para desenvolver noçoes claras de ataque e defesa bem como defesa pessoal .
Combate com dois golpes. São sequencias com dois ataques já existentes um de braço outro de perna em sequencia.(faixa verde 3º faixa )
Combate com três golpes são tres ataques superiores de braço ao qual no fim finaliza- se o oponente ( de faixa laranja em diante é a segunda faixa)
Combate livre ou kumite luta na qual é voltada para pratica esportiva, no combate vale somente chutes acima da cintura socos na região do torax valendo quedas na shibarai.
Luta sentada luta elaborada para quem estivese sentado são 30.
formas ou katas ea luta imaginaria.
Zelo muito pela integridade fìsica do atleta e jamais iria por uma criança.
OBS: Me desculpe os erros de português escrevi muito rápido.Qualquer dúvida me preocure.
Oss
" Golpear com precisão significa definir mentalmente o golpe que irá se aplicar e colocá-lo em prática assim como foi planejado"
Miyamoto Musashi,Gorin no sho

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
To karate or not karate
« Resposta #7 Online: Agosto 16, 2009, 00:46:57 »
Oss,

Ilson MSP,

Antes de tudo, obrigado pelas suas palavras.

Tenho algumas coisas beirando a publicação, outras que precisam ser revisadas, mas em breve estarei lançando algo sobre uma matéria que é de meu interesse pessoal correlacionado ao Karate-Do e sua prática.

-//-

Avi-San,

Quanto tempo!

Conheceu meu Senpai Breno aí na Mushinkan? Ele esteve por aí nesses últimos tempos.

Estou botando lenha na fogueira para ver se conseguimos, nós da Budokan, um tempo para visitarmos vocês aí na Mushinkan - se possível acampar por aí mesmo!

Abraço.

-//-

Caros colegas de fórum,


Antes de ser feito qualquer crítica sobre algo, procure conhecer melhor o tema para que não haja erros graves ou injustiças não sejam cometidas...

O "Shobu Ryu", estilo marcial criado no Brasil, que se espelha nas características do Karate-Do japonês, pode ser confundido facilmente com o estilo "Kata Shobu-Do Ryu CAD", criado pelo "Sensei" Sérgio Francisco de Sena, o referido "22º DAN".

... entretanto, me parece que os dois estilos são muito bem familiarizados, pois trata-se de dois seguimentos "marciais" sem precedentes que se basearam em formas já existentes e de caráter oriental.

Lá vou eu e mais uma longa...

Citar
Todos já estão cansados de saber sobre as histórias que retratam a origem das artes marciais no oriente, mais precisamente na Índia (Varamushiti), China (Kung Fu) e RyuKyu (Tode), iniciada a partir de um príncipe indiano da casta guerreira chamado Bodhidharma, que ao renegar o trono de Pallavas (um grande reinado ao sul da índia), seguiu em sua jornada espiritual para os confins chineses onde, diferentemente do que muitos mitos revelam, foi recebido com muita satisfação por uma população cansada das antigas doutrinas de Confúcio.

No monastério Shaolin de Henan (província central chinesa), Bodhidharma introduziu os primeiros conceitos do que vem a ser o Budismo aos monges daquele lugar. Entretanto, muitos naquele templo não conseguiam acompanhar os ensinamentos do mestre, pois encontravam-se em péssimo estado de saúde por apenas meditarem sem cuidarem de seus corpos.

As histórias sobre Bodhidharma esqueceram de mencionar que ele era o primogênito na sucessão do reino de Pallavas, conhecido pelo domínio das artes marciais indianas. Mas também não mentiu quando afirmou que ele aprimorou suas técnicas observando o comportamento dos animais no caminho de sua viagem para China.

Exatamente com esses aprimoramentos, Bodhidharma, em virtude do melhoramento da saúde dos monges do monastério Shaolin de Henan, começou a introduzir na doutrina budista alguns exercícios físicos que auxiliavam a concentração e o desempenho.

Com isso, Bodhidharma além de ser o precursor dos conceitos de "Chi" ("Ki" no japonês), deu início ao mais conhecido método marcial de todos os tempos: o Kung Fu.

A migração das técnicas do Kung Fu para o Japão, em vertentes históricas, também se deu pela expansão dos conceitos Budistas. Entretanto, se tratando de RyuKyu, um reino "independente" que tributava simultaneamente com os japoneses (de Satsuma) e chineses (de Fujian), há muitos esclarecimentos acerca da origem do Tode (modalidade última antes do surgimento do Karate-Do).

Em RyuKyu, atual Okinawa, existiam algumas pessoas de tradição chinesas e japonesas, pois era natural o intercâmbio com essas duas culturas diferentes. Entretanto, grandes mestres do Tode (ou simplesmente Te, antes mesmo de Karate) estudaram artes marciais na China, principalmente na província de Fujian (ou Fukien), onde existia de fato um templo Shaolin (que possuía ligações doutrinárias com o monastério de Henan).

Relatos históricos explicam, inclusive, o porque de muitas posturas do Karate-Do possuírem forma curtas (Sanchin Dachi, caracterizada pela presença de solo firme, o que viabilizaria tal postura, típica do norte da China) ou de longas (Kiba Dachi, ideal em terrenos lisos ou arenosos, proveniente de regiões costeiras da China).

Após a invasão do Clã Shimazu da província de Satsuma (provavelmente insatisfeito com o "jogo duplo" realizado pelo reino "RyuKyuano"), às ilhas de RyuKyu, muito de sua cultura, inclusive do âmbito Samurai, foi adquirido pela população local.

Entretanto, marcialmente falando, RyuKyu também possuía um método de combate corporal próprio. O Tode, ou mais tarde "Karate" por cota da relação tributária e comercial com a China, é algo mais distante, próximo do choque com a cultura japonesa.

Curioso é que, diante de tudo isso, o Budismo, que possuía características marciais dentro de sua doutrina, chegou ao que é hoje conhecido por Okinawa através de duas vias: intercâmbios culturais com a China e pela invasão japonesa (que já havia adquirido-o e transformado-o em princípios Zen) ao território.

De "Karate" pra cá o resto já conhece, né?
Mas partindo de Itosu, Azato e Funakoshi (que transformou o simples Karate ou Karate-jutsu em Karate-Do), mais tarde por Nakayama e conseqüentemente Okuda (como exemplo), este último que introduziu o modelo marcial japonês no Brasil, FICA CLARA (OU APARENTEMENTE) A ORIGEM DA ARTE MARCIAL que particularmente pratico...

... daí eu pergunto novamente ao amigo Prof: Antonio Marcio: a origem do seu "Shobu Ryu", que tem como fonte emanadora da marcialidade a figura de Emerson Martins e Eromilson Mello, veio deste mesmo seguimento narrado por mim posteriormente?

Ps.: Não me faça escrever sobre a história do Judo ou Taekwondo. Você sabe como!

Oss.
« Última modificação: Agosto 16, 2009, 00:59:28 por PSekiMG »
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
To karate or not karate
« Resposta #8 Online: Agosto 16, 2009, 00:58:53 »
Oss,

Já ia me esquecendo: Bodhidharma também tinha problemas cardíacos!  ;D :D ;)

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
To karate or not karate
« Resposta #9 Online: Agosto 16, 2009, 12:56:05 »
Morreu porque o coraçao dele parou de bater...
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline Prof: Antonio Marcio

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 236
  • Votos: +0/-0
  • "Deus é Fiel"
To karate or not karate
« Resposta #10 Online: Agosto 16, 2009, 16:29:03 »
Citar
De "Karate" pra cá o resto já conhece, né? Mas partindo de Itosu, Azato e Funakoshi (que transformou o simples Karate ou Karate-jutsu em Karate-Do), mais tarde por Nakayama e conseqüentemente Okuda (como exemplo), este último que introduziu o modelo marcial japonês no Brasil, FICA CLARA (OU APARENTEMENTE) A ORIGEM DA ARTE MARCIAL que particularmente pratico...

... daí eu pergunto novamente ao amigo Prof: Antonio Marcio: a origem do seu "Shobu Ryu", que tem como fonte emanadora da marcialidade a figura de Emerson Martins e Eromilson Mello, veio deste mesmo seguimento narrado por mim posteriormente?

Ps.: Não me faça escrever sobre a história do Judo ou Taekwondo. Você sabe como!

Oss.
Caro PSekiMG !!!
Se Emerson Martins treinou o karate Shorin Ryu e se graduou 5ºdan, e o karate shobu ryu foi criado com base nesse estilo, então eu posso concluir que o shobu ryu vem do karate-do tradicional.
E Bodhidhama morreu de velhice não do coração.
Oss.
" Golpear com precisão significa definir mentalmente o golpe que irá se aplicar e colocá-lo em prática assim como foi planejado"
Miyamoto Musashi,Gorin no sho

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
To karate or not karate
« Resposta #11 Online: Agosto 16, 2009, 17:48:55 »
Oss,

Pronto!

Estou satisfeito coma as respostas...

... mas quem foi os antecessores do Emerson Martins?

Oss.
A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Prof: Antonio Marcio

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 236
  • Votos: +0/-0
  • "Deus é Fiel"
To karate or not karate
« Resposta #12 Online: Agosto 16, 2009, 18:17:06 »
Se não me fale a memória, o shihan Rodolfo Ortiz 5º dan de shorin ryu FKERJ, deve conhecer o sensei de Emerson Martins,os dois treinaram juntos,pois, não sabemos ao certo onde ele treinou mas consta no diário oficial de muitos anos atraz o nome de Emerson Martins 5º dan de shorin ryu. Busque a informação certa antes de criticar.

Oss.
" Golpear com precisão significa definir mentalmente o golpe que irá se aplicar e colocá-lo em prática assim como foi planejado"
Miyamoto Musashi,Gorin no sho

Offline PSekiMG

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.456
  • Votos: +0/-1
  • Não existe atitude ofensiva no Karate ― Shoto.
To karate or not karate
« Resposta #13 Online: Agosto 16, 2009, 21:24:33 »
Oss,

Prof: Antonio Marcio,

Estou sempre em busca das corretas informações, o que, por conta disto, procuro sempre possuir conhecimento prévio antes mesmo de indagar sobre a questão.

Oss.

A força física sem respeito nada mais é que força bruta, e para os seres humanos não tem nenhum valor ― Shoto.

Offline Toha

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 440
  • Votos: +0/-0
  • Karate-dô Shotokan.
To karate or not karate
« Resposta #14 Online: Agosto 17, 2009, 10:56:37 »
Prof: Antonio Marcio.
Talvez você já tenha respondido estes perguntas, mas eu gostaria de perguntar.
Os criadores do shobu ryu ainda estão vivos? Haveria alguma referência de quando foi criado o shobu ryu? Em que estados há federações desse estilo?
Oss...