Autor Tópico: Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo  (Lida 8085 vezes)

rapha.m.g

  • Visitante
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #30 Online: Junho 07, 2012, 11:23:06 »
Preguiça de fazer cadastro lá.

Acho que alguém aqui do fórum consegue descobrir a identidade dele, que disse ter sido da seleção carioca de karate, se de fato ele existe como descreveu, o que duvido um pouco.

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #31 Online: Junho 07, 2012, 13:08:09 »
   E eu achando que estava fazendo coisa boa quando criei o tópico...
   Estou ainda lendo.

   A coincidência do texto do Gustavo eu vi de cara... aqueles detalhes e tudo mais. Mas, vez ou outra até eu acho que já cometi tal impropriedade (de citar o causo e não citar a fonte).

   Mas pelo que o povo está relatando a coisa é séria. Outras "coincidências" foram observadas, né? Como não é da minha época, eu me ecantei com as histórias e fui acompanhando-as. É muita coisa. Estou ainda na p. 32. Agora só faltam 200.

   Mas depois que sensei Ari entrou e comentou mais algumas "coincidências"... a coisa ficou mais pesada.

[]´s
BigBoy

Offline cuca

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 213
  • Votos: +0/-0
  • To be strong...CRVT forever!
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #32 Online: Junho 07, 2012, 15:38:28 »
Fala pessoal...
E ae big boy, Gustavão, tudo beleza galera???
Eu li todo tópico, na verdade acompanho semanalmente, de uma maneira geral é muito , mas muito bom.
Todas manifestações a respeito do karate sempre me fizeram lembrar do Gustavo e as histórias contadas...
O Lawyer, como é chamado, com certeza é um cara das antigas e com relação íntima dentro deste universo de karate e jiu jitsu...ele tem o aval do " Alm " que é um cara conhecido e assina nos posts, não poderia ser fake. Eu não tenho propriedade pra julgar as verdades ou mentiras que possam ter nos comentários, mas pelos comentários do Gustavo, já fiquei com o pé atrás...
De qaulquer forma, ele rasga elogios ao karate das décadas de 70 e 80...principalmente 70.
Gustavo, tu não desconfia de quem ele possa ser???
Luiz Alberto Hillesheim Filho
Camaquã/RS
Wado-Ryu/Kyokushin/JiuJitsu

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.475
  • Votos: +5/-2
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #33 Online: Junho 07, 2012, 18:48:30 »
Não desconfio, mas deve ter a minha idade ou 1, 2 anos a menos, diz que foi da seleção e diz que foi aluno do Furusho. Se for verdade o Marquinhos sabe quem é.

Mas não acredito em nada que diz. Quanto ao Alm, que tb nunca ouvi falar, mas existe, perguntarei ao Pedro Secco, prtea do Carlson e outros das antigas. Eu, nunca ouvi falar.
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #34 Online: Junho 07, 2012, 19:00:29 »
Não seria o Robson Maciel?

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #35 Online: Junho 07, 2012, 19:25:59 »
Oss

Robson Maciel Sensei não plagia nada.......

o cara é pho..   :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o

     

Oss
alberto
yama-Alberto S. Almeida

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.475
  • Votos: +5/-2
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #36 Online: Junho 07, 2012, 19:27:26 »
Robson é paulista, mas velho que eu e bom pra cacete.
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline ZenKen

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 212
  • Votos: +2/-0
    • http://
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #37 Online: Junho 07, 2012, 19:50:15 »
Oss !

Meus amigos, vejam o relato abaixo.
O encrenqueiro esta com o dedo na cara dêle com um bando de gente em volta e de repente tem espaço p/dois sôcos e um mae-geri. Olha o nome dos golpes. O cara é o própio Pantaleão.

"Esse tópico tem poder! Ontem à noite eu tava lembrando de um negócio esquisito... No tempo em que os Dinossauros andavam sobre a Terra, passei um período sem pagar pra entrar em festas no Rio!?!
Uma noite teve uma festa em conhecida boite no Morro da Urca... Lawyer foi com mais dois orelha-seca. Sempre acordei muito cedo, hábito adquirido no Exército, e dormia cedo também, vida de atleta total e numa época em que lutador não bebia nada, portanto ir nessas festas à noite era penoso pra mim. Resultado: ficava bocejando o tempo todo, fato que gerava alguns apelidos de desenho animado...
Chego na festa, um sono da $%&!, e encosto no balcão e fico olhando o movimento, pensando mais na minha cama do que em qualquer outra coisa. Eis que me surge um Confusionildo. O cara resolve queria brigar comigo. Eu não queria brigar com o cara. Eu queria ir dormir, mas falar alto comigo e me encarar é mexer com o exu-caveira...
Confusionildo começa a gritar, dizendo que eu tinha comido a namorada dele (quem me dera...). A galera chega e faz uma roda, uma gritaria do $%&! e eu de pé, pé esquerdo na frente, pé direito um pouco mais à trás, fazendo uma discreta base de karatê. Junto as duas mãos, em posição de oração (uma guarda eficiente, aprendida com os Gracie) e começo a argumentar com o cara. Mas o puto queria, porque queria..
Confu vai e põe o dedo na minha cara: “mermão, se eu não te pegar hoje eu vou te pegar em qualquer lugar” (sei cinqüenta e duas maneiras de pegar um dedo e quebrá-lo). Falei “mermão, tira a mão da minha cara, ou eu mato você! (falei sério)”
Quando falei isso, ele andou pra trás, preparando alguma coisa, mas já entrei no um, dois, três, soco-soco-chutão, ou pra quem sabe, tsuki-gyaku-mae-geri. O cara cai no chão e eu pulo por cima já caindo montado, e dando na cara do besta...
Nem bati muito e a galera separou. Meus fiéis amigos orelhudos não deixaram ninguém chegar perto de mim.
O que aconteceu? No dia seguinte, a notícia espalhou. Parece que Confusionildo era um péla-saco de marca maior, terror de seguranças de festas, um bixo covarde mesmo, que já andava merecendo um sacode.
A academia toda soube, a galera de Copa soube, os orelhudos todos pelando o meu saco, Jacaré me sacaneando “$%&!, Lawyer é sinistro, eu sabia que esse moleque era bom, não sei o quê...”.
Na semana seguinte volto na $%&! da boite, pra agradar meus amigos notívagos, e... surpresa: Os seguranças me tiram da fila e me empurram pra dentro, sem pagar! E a mesma coisa aconteceu em outras boites por um bom período.
Sei não, mas acho que contribuí de algum modo para o começo da remuneração dos lutadores, hehehe.... "

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.357
  • Votos: +2/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #38 Online: Junho 08, 2012, 00:25:15 »
O Ary Pina que ele faz referência no fórun , como sendo seu primeiro professor, realmente era do shorin ryu...Na decada de 70 ele vinha constante treinar em Santos com o Sensei Shinzato. Quanto ao resto, tenho minhas dúvidas.

Outros Relatos:
“Johannes Freiberg, o monstro paulista.


Lembrem-se: estou falando de lutadores de um tempo em que era comum um faixa-preta de karate perder os dentes em um soco, no campeonato, e a luta continuar normalmente, sem ninguém nem pensar em parar a luta. O karate era arte marcial, não era esporte de competição... Hoje é uma bixisse danada...
Eu já ouvia falar dele há tempos... Aluno de Yasuyuki Sasaki, representante do chamado Karate Tradicional, Johannes Freiberg (pronuncia-se IORRANES) já fazia parte da seleção brasileira de karate e participara de desafios Brasil x Japão e lutara vários campeonatos sul-americanos, ao lado de Ugo Arrigoni, Délia, Ronaldão, etc ( um time que fazia japonês vir ao Brasil para vê-los)... mas ainda não o conhecia ao vivo e em cores.
Certa feita acabei sendo convocado para disputar o Campeonato Brasileiro em São Paulo. Não que eu tivesse grande destaque, era pra competir e ajudar o Rio a pontuar, já que São Paulo já dominava a cena do karate brasileiro. Minha categoria era pavorosa, dominada por um outro monstro: Massimiliano Pagano, mas isso é outra história, hehehe...
Pois bem, ginásio cheio, finais da faixa-preta, eu já estava de espectador e na final da categoria open, Johannes era finalista contra algum infeliz que eu não lembro nem o nome.
Johannes é grande, descendente de alemães (não, Lawyer, com esse nome ele é descendente de libaneses...), uma rocha polida, e eu estava emocionado só por vê-lo em ação, último remanescente de seleções míticas do karate.
A luta começa e Johannes faz base zenkutzo dachi, perna esquerda à frente levemente flexionada e perna esquerda esticada para trás, o adversário ataca um soco (gyaku tsuki) de direita. Johannes, sem mover um músculo da face, desfere um potentíssimo chute de direita (mae geri) no queixo do oponente, que decola e cai desfalecido no chão!
Caraça, bixo, a luta não durou 10 segundos!
Johannes Freiberg, campeão do absoluto e um $%&! cartão de apresentação para o assombrado Lawyer...
Abração pessoal!”

Não lembro dessa luta citada (narração dos fatos) do Johanes...quem sabe o Roberto lembre?

Outro... "Muita conversa desnecessária sobre um morto, enfim. Conheci bem esse morto, foi um produto de um lar complicado, 17 irmãos, época complicada, pai herói, irmãos heróis, noites do Rio violentas, dorgas... Vamos deixar esse assunto pra lá...

Só pra desanuviar, início dos anos 90, o Jiu-Jitsu tinha explodido após o vale-tudo do Grajaú. De repente, todo mundo queria fazer jiu-jitsu, usar camisa do jiu-jitsu, ter orelha de lutador. A garotada passou a saber que aquilo existia, que caras com a cabeça rapada na máquina 2 e orelha estranha eram poderosos, e queriam fazer parte daquilo, falar daquilo, ser amigos “dos caras”. As academias estavam lotadas e eu estou divagando novamente, hehehe...

Eu estava treinando loucamente pro campeonato brasileiro de karate. Nessa época o karate ainda não tinha se dividido em mil federações e o campeonato brasileiro era coisa séria.

Eu queria me vingar de uma derrota sofrida no ano anterior pra Max Pagano, de São Paulo, e não pensava em outra coisa (vocês sabem como é isso!). Tinha muita gente boa no meu caminho, como meus amigos Ugo Arrigoni, Richard Monassa e outros, mas esses eram meus amigos, o pau ia comer (não tinha esse negócio de fechar chave), e depois ia ficar tudo bem... mas com o paulista a coisa era pessoal!

Faltando uns quinze dias pro brasileiro, num treino comum na Master, tento fazer pegada na manga esquerda do kimono de Traven, minha mão se engancha no kimono dele, que se levanta para o lado rapidamente... Meu dedinho da mão direita virou-se totalmente, quebrou na hora... $%&! que pariu! A dor era pouca coisa: Tanaka e Vitor Hugo, na época técnicos do time carioca de karate, iam literalmente me matar!

Alguém puxou rápido o meu dedo (e mais tarde eu soube que isso foi minha salvação!), tacaram esparadrapo nele e no anular, e gelo em cima. Eu desesperado:
- Pessoal, me ajuda, pelo amor de Deus! Alguém tem que me salvar dessa!

Ligaram pra Dr. Pedro Valente, nosso faz-tudo da medicina! Dr. Pedro atendeu e mandou:

- Traz ele pra cá agora!

Dr. Pedro me atende, calmo toda vida e solta: - Tá tudo bem filho, vou colocar uma pequena tala e imobilizar os dois dedos, você vai ficar legal, MAS ESTÁ FORA DO CAMPEONATO!
Se fosse hoje, eu ouviria com calma e resignação, mas naqueles tempos???

- Dr. Pedro, o Sr. Pode colocar o que quiser aí, mas daqui há duas semanas eu vou tirar e vou lutar o campeonato, entende? Estou treinando há meses pra esse brasileiro e o Sr. não sabe o que é contrariar o Tanaka!!! É capaz dele quebrar meus outros dedos, só pra fazer par!

Dr. Pedro ficou puto, mas já estava acostumado com galerosos. Deu-me um baita esporro, mas de esporro também eu era PhD... Levava esporro no karate por fazer jiu-jitsu, e levava esporro no jiu-jitsu por fazer karate, então meus ouvidos já estavam bem treinados... E eu ainda queria lutar com Max Pagano!

E então o espírito de Funakoshi baixou sobre mim e .... $%&! NENHUMA!... A fratura minou minha resistência completamente. Anti-inflamatórios são uma $%&!, a mão ainda estava bem dolorida e eu fui lutar assim mesmo... E eu sou destro, preciso socar com a mão direita! Tentei trocar a base, mas fazer isso num brasileiro? E a mão latejando... Perdi a primeira por pontos, fui pra repescagem e perdi a segunda, ficando de fora... Max Pagano foi campeão e eu nem lutei com ele! O pior campeonato da minha vida! Tanaka não me olhava, Vitor Hugo não falava comigo, o resto do time me gozando, e a mão agora parecia um ovo de páscoa (nenhuma referência ao Jaime Marcelo...), pqp!

Na semana seguinte voltei no Dr. Valente. Minha mão estava em estado deplorável e desta vez ele imobilizou a pobre com gesso e passou mais anti-inflamatórios, e me deu mais um esporro...

Um mês depois, eu já estava me sentindo muito bem. Voltei a treinar de leve, vida que segue, e num final de semana, um galeroso me chama pra ir no Mostarda, um restaurante na Lagoa, que tinha um bar/boite no segundo andar e a partir de certa hora da noite, quando virava uma pequena boite, fervia de mulher bonita. Bom, tinha galerosos por lá também...

Pra encurtar a estória, eu arranjei um pequeno entrevero por lá e dei um soco num cara. Que vergonha, meu Deus, eu devo ter sido a única pessoa que brigou naquele lugar, não tinha como brigar naquele lugar... $%&!, não era pra ser nada, foi só um soco, mas senti na hora: quebrei o dedo outra vez!

Volto no Dr. Valente... Ele quieto... examina minha mão, com calma, demoradamente... imobiliza minha mão de novo, e no final solta essa:

- Filho, vamos fazer o seguinte! Em um mês você apareceu aqui três vezes com esse dedo quebrado e eu estou percebendo que esse dedo está atrapalhando muito a sua vida! Se você aparecer aqui de novo, EU VOU AMPUTAR ESSE DEDO SEU e vou resolver de uma vez os seus problemas, tá combinado???

Nos meses seguintes, Lawyer virou praticamente um santo, um monge que atingiu o nirvana... Podiam jogar $%&! na minha cara que eu não revidaria, hehehe... Com esse começo de frio minhas mãos começam a doer e eu me lembro dessas coisas.

Vamos ter calma na vida minha gente, e vamos treinar porque essa é a melhor parte da vida!
Uma boa semana e bons treinos!

Em tempo: Em março desse ano, o Rio, o Brasil, o Mundo, perdeu Paulo Góes, após uma longa batalha contra o câncer. Um dos maiores de todos os tempos, Paulão pertenceu à geração de ouro do Karatê brasileiro. A minha reverência e saudação solene a você Sensei Paulão, que agora será só saudade...

OSSUSHINOBU!"

...Talvez seja o mesmo campeonato que cita acima que viu o Johanes lutando...pelo jeito que expõe os fatos tudo indica que ele e da seleção carioca.
O Gustavo deve conhecer  cara...

Abs,

Ari - Santos/SP


Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #39 Online: Junho 08, 2012, 00:33:40 »
Sensei Ari,

   Qual seu diagnóstico: o cidadão é "chapa quente" pelas suas impressões? rs

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.357
  • Votos: +2/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #40 Online: Junho 08, 2012, 08:25:09 »
Olá Bigboy,

Obrigado pelo titulo de “Sensei”, mas estou longe disso. Como Educadores que somos você sabe que nosso papel e apenas de intermediar o conhecimento.

Com relação aquele cidadão, fica difícil de dizer se o cara é “papagaio de pirata” ou não, mas relendo as postagens dele em nenhum momento falou mal do karate ou denegriu sua imagem perante o PVT. Apenas acho que deveria ser regra geral, colocar as fontes ou referência de onde foi retirada a informação. Apenas isso... Nada contra a pessoa dele...

Abs,

Ari – Santos/SP

Offline cuca

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 213
  • Votos: +0/-0
  • To be strong...CRVT forever!
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #41 Online: Junho 08, 2012, 08:29:23 »
Acho que se o Gustavo se animasse a ler todo tópico do PVT, ele sacaria quem é...
Eu troquei MP com ele, ele é gente boa, extremamente educado e intimamente ligado a academia Gracie, e a família...
Sobre o Alm, é o Álvaro Martins, é conhecido no meio do jj, não do karate.
Roberto, tu leu o tópico de lá?
Abs
Luiz Alberto Hillesheim Filho
Camaquã/RS
Wado-Ryu/Kyokushin/JiuJitsu

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.245
  • Votos: +1/-0
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #42 Online: Junho 08, 2012, 09:06:23 »
Por enquanto eu só achei uma "malcriação" dele: acha o site do Karatê das Meninas melhor que o nosso... ;D

Offline cuca

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 213
  • Votos: +0/-0
  • To be strong...CRVT forever!
Re:Do Fundo do Baú - lá do Portal do Vale-Tudo
« Resposta #43 Online: Outubro 11, 2012, 14:10:51 »
Esclarecimento feito pelo forista Lawyer, lá no portal do vale tudo, no melhor tópico criado até hoje.
No contexto da msg dele, ele faz as referencias aos usuarios daqui, aos senseis, mestres, enfim...
Acho que em nenhum momento houve maldade, ou tentativa de diminuir alguém...no fundo o resultado foi que levou ao universo de vários praticantes de jj e mma, histórias desconhecidas e incentivadoras da história do karate...
Só um treecho:


" Enfim, por questão da mais absoluta justiça:
 
- Todos os posts que fazem menção ao Sensei TADASHI TAKEUSHI têm como referência o inestimável depoimento em tópicos do site karateca.net, em especial na Seção “Pessoas e História do Karate”, do Sensei GUSTAVO-RJ, aluno do Mestre e de Fernando Athayde.

- Todos os posts que fazem menção à inesquecível Equipe de Karate-do do Rio de Janeiro da década de 70/80, têm como referência, igualmente, os depoimentos do Sensei GUSTAVO-RJ ao site karateca.net. Tenho o maior respeito por ti, Mestre, e o Senhor não imagina o quanto temos em comum...
 
- Todas as informações relativas ao Sensei RICARDO D’ÉLIA foram retiradas da Seção “Pessoas e História do Karate”, no tópico Ricardo D’Élia, de autoria do Sensei ARIVALDO, com o depoimento do próprio Sensei D’Élia.
 
- Todas as informações relativas ao karate-do de São Paulo foram extraídas dos depoimentos no tópico acima e em outros, através dos depoimentos dos golden members SENSEIS ARIVALDO, ROBERTO KATSUMOTO, PEDRO e outros. Não posso deixar de citar a entrevista com Sensei ENIO VEZZULI, como verdadeira história do karate paulista.
 
- As informações e fotos sobre o Sensei LIRTON MONASSA foram extraídas do site “karatedas meninas.com
 
- Todas as fotos sobre Karate-do foram extraídas da Seção “Pessoas e História do Karate”, tópico “Fotos do Passado”, de autoria do Moderador SAMURAI e com a colaboração de vários foristas; e também do site da Federação de Karate do Estado do Rio de Janeiro.
 
Reafirmo, estimados Mestres, que em nenhum momento quis “apropriar-me” de forma escusa do depoimento de quem quer que seja. Se repararem a dinâmica do tópico, só no início fiz menção a tais posts. Curiosamente, se eu não cravo as informações do Sensei D’Élia por aqui, ninguém teria acesso a ele, já que o tópico foi desfigurado justamente pela velha divisão entre alunos de Fulano x alunos de Beltrano....
"
Luiz Alberto Hillesheim Filho
Camaquã/RS
Wado-Ryu/Kyokushin/JiuJitsu