Autor Tópico: Stan Schmidt sensei - entrevista  (Lida 2513 vezes)

Offline ZenKen

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 212
  • Votos: +2/-0
    • http://
Stan Schmidt sensei - entrevista
« Online: Dezembro 28, 2007, 09:10:21 »
Oss .

Primeira parte da entrevista do sensei Stan Schmidt:

http://www.theshotokanway.com/

Abraço.



Neto110

  • Visitante
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #1 Online: Dezembro 28, 2007, 09:49:02 »
muito bom o artigo e a revista.

Offline RicardoCosta

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #2 Online: Dezembro 28, 2007, 15:18:54 »
Excelente artigo e a revista é fantástica.

Como é que não sabíamos dela a tempo, parece que ela já existe a algum tempo.

Oss
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

thoryu

  • Visitante
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #3 Online: Dezembro 28, 2007, 19:29:07 »
A entrevista é duka. A revista? Sei não. Diário de um caboclo de 17 anos?

Com o Enoeda o Sensei S. chegava a tomar umas e até a jogar golf - pelo menos tentar .
“Love is a Many Splendoured Thing.” é f... e mostra o quanto somos humanos iguais.

Podia citar inúmeras citações que achei incríveis, e que mostram o lado humano, pós-humano e quase super humano desses Senseis.

Muito Legal S.S. ter citado o H.Nishiyama como primeira influência.

Falar que um dos Karatecas que ele admira é o Shirai - que é o que eu mais admiro, então - foi bem legal.

Oss. Hai.

« Última modificação: Dezembro 28, 2007, 19:41:57 por thoryu »

Offline RicardoCosta

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #4 Online: Dezembro 29, 2007, 10:17:05 »
Idade não tem nada a ver com capacidade nessa área.

Em minha opinião, uma das melhores revistas, se não for a melhor, por ser única, eletrônica de karatê. Trabalho muito bem feito.

Oss
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline ZenKen

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 212
  • Votos: +2/-0
    • http://
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #5 Online: Janeiro 05, 2008, 09:41:10 »
Oss .

Segunda parte da entrevista do sensei Stan Schmidt:

http://www.theshotokanway.com/schmidtinterview2.html

Abraço




Offline RicardoCosta

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #6 Online: Janeiro 05, 2008, 19:49:56 »
Excelente entrevista.

Sensei Stan é um exemplo de karateca, homem e cidadão. Não o conheço pessoalmente, apenas de ler sobre ele, e ler suas entrevistas e ter a oportunidade de treinar com o Sensei Roberto Santana que é aluno direto do Sensei Stan. Tive a honra de ter meu diploma de Shodan assinado por ele. Nessa entrevista ele reflete, em minha opinião, a essência do que é o verdadeiro Karatê, além de demonstrar claramente que é um homem que não se envergonha de mostrar que crê em Deus e que reconhece que sua força vem dele. Mais um ponto que muito me alegra.

Oss
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline ZenKen

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 212
  • Votos: +2/-0
    • http://
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #7 Online: Janeiro 07, 2008, 13:59:55 »
Oss.

Meus amigos, na segunda parte da entrevista, o sensei Schmidt, respondendo a uma das perguntas fornece maiores detalhes de como eram os treinos naquela época , lá no hombu dojo da JKA. Para os fãs do "the animal" um pouco mais sôbre a velha rivalidade com o Yano san.

Muitos aqui, assim como eu, tem saudades dos treinos de antigamente que embora em intensidade menor se inspiravam no que acontecia no hombu dojo jka.  Fiz então uma tradução livre da resposta do sensei Stan para que um maior numero de amigos aqui do Karateca.net que gostariam de ter estado lá vivam a experiência através das palavras do "velho Stan".

Bons treinos.

.... As aulas sempre começavam com um aquecimento padrão rápido dado por um kenshusei ( partia-se do princípio que cada um já havia se aquecido adequdamente  antes da aula). Após as aulas faziamos jiyu-kumite, makiwara, treino de fôrca, ginástica ou alongamento. Desta forma a aula de uma hora era na realidade um treino de duas horas. A seguir um dos primeiros exercícios, após formarmos um círculo, eram repetições de sôco e chutes, em base livre - jyu-kamae- pelo menos 20 minutos. Em seguida faziamos diversas combinações de kihon ( ude uke/empi uchi/uraken uchi/gyaku tzuki,etc). Yamamoto sensei - mais tarde campeão mundial - era um míssil letal com seus jodan oi tzuki.

Pouco antes do kumite normalmente faziamos uma sequencia de golpes atacando o companheiro por toda a extensão do dojo, devendo êle no fim contra-atacar. Era um treino anaeróbio. Muito exaustivo. Foi assim que descobri que o sensei Oiishi ( várias vezes campeão do Japão) era o mais difícil de enfrentar nestes treinos de "perseguição". Êle recomeçava muito rápidamente.

A seguir Jiyu-ippon kumite feito de diferentes maneiras a cada aula. Este, a seguir,  era o treino que me metia mais mêdo. Quem atacava, atacava com fôrça total após avisar "jodan","chudan", ou "mae gueri" ou qualquer outro golpe. Você tinha que defender ou esquivar e contra-atacar estes golpes mortais. Por que era usado fôrça total? Porque você tinha sido avisado que golpe viria. O maior desafio nêste cenário de jiyu-ippon era quando mandavam que você ficasse em posicão de luta de costa para aparede. Uma fila de 20 ou mais, uma horda avaçaladora, cada um após avisar o golpe tentava romper sua defesa.

Havia um numero grande destes exercícios, que testavam a sua fôrça de caráter ao limite.

Durante a era Nakayama e Shoji toda aula tinhamos pelo menos 15 minutos de kata. Não faziamos muitos katas diferentes. Faziamos principalmente os heians, teki 1 e katas como bassai-dai, kanku-dai, jion e empi.
Normalmente "o sensei" nos dividia em grupos e um sensei senior nos observava individulamente nos orientando.

Na época do dojo em Suidobashi, um pouco antes da aula terminar, eu me lembro que formavamos um cículo e começavamos o jiyu-kumite, cada um de nós tendo a sua vez. Minhas maiores lembranças e perigosos confrontos foram com o sensei Yano ( conhecido como "O animal").
O sensei Nakayama uma vez nos proibiu de nos enfrentarmos por um mês até que aprendessemos  a ter mais auto-contrôle nas nossas lutas. Yano só tinha uma direção que era para frente. Agora somos amigos. Somos ambos membros do Shinkankai(Conselho de Mestres) da JKA Japão.

« Última modificação: Janeiro 07, 2008, 20:16:56 por ZenKen »

Offline fcsergio

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 335
  • Votos: +0/-0
Re: Stan Schmidt sensei - entrevista
« Resposta #8 Online: Janeiro 16, 2008, 21:19:44 »
Gostei da parte que ele diz que jamais perdeu um único dente na JKA (a maioria dos instrutores japoneses, inclusive o Sensei Yamamoto).
Isso realmente é um feito e tanto.