Autor Tópico: Subsídios para a História do Karate Brasileiro  (Lida 6634 vezes)

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Online: Abril 22, 2012, 23:22:42 »
Salve, pessoal!
Osu!

Já me apresentei no tópico respectivo, e abro aqui minha participação.

Estou trabalhando em uma compilação de informações históricas sobre o Karate-do em geral, assim como o Karate-do no Brasil.
Muita coisa obtive aqui de depoimentos fantásticos do Sensei D'Elia, Ennio Vezulli e outras entrevistas transcritas, como a extraída do Blog do Sensei Robson Maciel.

Esta seção é depositária de muita coisa que ainda não tive tempo de ler na íntegra, pelo que adianto desculpas caso esteja solicitando informações já postadas.

Percebi que em termos de história, muita coisa está fragmentada e bons livros são difíceis de encontrar, pois quase sempre não são publicados no Brasil.

No texto que estou elaborando, há uma cronologia sobre o karate no Brasil, mas, falta informações sobre a vinda de mestres do exterior. Obtive daqui boas informações sobre a vinda do Nakayama Sensei (depoimentos de D'Elia Sensei).
Gostaria de saber dos amigos, informações sobre a vinda (ano, cidades em que ministrou cursos) de outros Sensei, como Nishiyama, Kanazawa, Kagawa e outros que os amigos acham válidos de serem registrados como um evento histórico e significativo para o Karate nacional, inclusive de outros estilos e outras nações, que não o Japão.

Iniciei a cronologia no ano de 1954 (considerando a chegada de Shinzato Sensei) e extendo-a até o ano atual, abordando vinda de mestres (imigrantes ou ministrantes de cursos), competições, títulos e falecimentos.

O que puderem me ajudar, fico reconhecidamente grato.
Paz.

Osu!
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #1 Online: Abril 22, 2012, 23:46:04 »
Caro companheiro Eros,

   Esses nomes que você fêz referência, se não me engano, sensei katsumoto poderá ajudá-lo.
   Há podcasts sobre a história da JKA e da JKA no Brasil no site
   http://pintokaratedojo.wordpress.com que também acho que poderão ajudá-lo.

Osu/Hai
[]´s
BigBoy

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #2 Online: Abril 29, 2012, 00:43:16 »
Osu!

Salve, BigBoy!
Muito agradeço sua acolhida e o link que me citou. Já estou estudando!

Para que os amigos do fórum entendam o conteúdo da cronologia que estou coligindo (com base em material já existente, publicado pelo Sensei José Roberto, e alguma coisa na CBKS), deixo aqui o texto no andamento que está.

1908 – Desembarcaram do navio Kasato Maru, na cidade de Santos, estado de São Paulo, 781 imigrantes japoneses (165 famílias). Sugem a partir dessa data, os primeiros nomes registrados pela história falada de mestres de Karate-dō que iniciaram seu ensinos, como: Mestre Ozawa e Jiro Takaezu. 1954 – Chegou ao Brasil o Mestre Yoshihide Shinzato, Karate Shorin-ryū, que passou a ministrar aulas de Karate em sua casa, para jovens da colônia japonesa. – Foi lançado o filme narrado em inglês, intitulado Karate-do, com imagens do Mestre Gichin Funakoshi, que foi distribuído em todo o mundo. 1955 – Mestre Mitsusuke Harada, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Waseda, foi transferido para o Banco da América do Sul, em São Paulo, subsidiário brasileiro do banco japonês em que trabalhava. Mestre Harada fundou a primeira academia de Karate no Brasil, na Rua Quintino Bocaiúva, em São Paulo. 1956 – Chegou ao Brasil o Mestre Koji Takamatsu, de Karate Wado-ryū, formado pela Universidade de Agronomia de Tóquio. 1957 – Chegou a São Paulo o Mestre Juichi Sagara, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. 1958 – Chegou ao Brasil, se instalando no Rio de Janeiro, o Mestre Sadamu Uriu, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. – Chegou ao Brasil o Mestre Seiichi Akamine, 8º Dan de Karate Goju-ryū, montando sua academia em São Paulo. 1959 – Mestre Harada trouxe para o Brasil o Mestre Tsutomu Ōshima (NKK), para o primeiro seminário brasileiro de Karate. – Chegou ao Rio de Janeiro, o Mestre Yasutaka Tanaka, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. 1960 – Chegou ao Brasil o Mestre Minoru Massu, estabelecendo-se em Belém do Pará. – No início dos anos 60, chegou ao Brasil o Mestre Tetsuma Higashino, de Karate Shotokan, radicando-se em Brasília. 1961 – O jovem imigrante japonês Eisuke Oishi, 1º Kyu de Karate Wado-ryū, introduziu o Karate na Bahia. – Chegou ao Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, o Mestre Shigeru Sogo, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. – Chegou ao Brasil o Mestre Yassunori Yonamine, de Karate Goju-ryū. 1962 – Os mestres Sadamu Uriu e Yasutaka Tanaka passaram a lecionar Karate no Rio de Janeiro, na Academia Kobukan, no bairro do Botafogo. – O mestre brasileiro Ryuzo Watanabe, recebeu o cargo de diretor da sucursal do Karate-dō Goju-ryū, escola Goju-kai, para o Brasil. – O Mestre Yoshihide Shinzato fundou a sua primeira academia, a Associação Okinawa Shorin-ryū Karate-Dō do Brasil, na cidade de Santos. 1964 – Estando o Karate do Rio de Janeiro filiado à Federação Carioca de Pugilismo, realizou-se o 1º Campeonato Carioca de Karate. Após este campeonato, as agremiações de Karate existentes nos diversos estados filiaram-se às respectivas federações de pugilismo. 1966 – Eisuke Oishi, agora 1º Dan de Karate Shotokan, retornou ao Japão. 1969 – Foi realizado pela Confederação Brasileira de Pugilismo o 1º Campeonato Brasileiro de Karate, no Rio de Janeiro. O Estado do Rio conquistou o 1º lugar, ficando a segunda colocação com São Paulo e a terceira com a Bahia. – Lirton dos Reis Monassa, de Karate Shotokan, tornou-se o primeiro faixa-preta carioca, após vencer uma luta de dez minutos de duração, no 1º Campeonato Brasileiro de Karate. – Retornou ao Japão o Mestre Kunitsuna Matsuda, 5º Dan JKA, que lecionava Karate Shotokan na Academia Shoku-kan, em São Paulo. 1970 – O Brasil participou do 1º Campeonato Mundial, realizado no Japão. – Faleceu em um acidente automobilístico, no Japão, o Mestre Kunitsuna Matsuda. 1972 – Chegou ao Brasil o Mestre Taketo Okuda, o primeiro mestre de Karate Shotokan saído do Curso de Instrutores da JKA, enviado como instrutor chefe da Japan Karate Association no Brasil. – O Brasil participou do 2º Campeonato Mundial, realizado na França, conquistando o 1º Lugar no Kumite individual com Luiz Tasuke Watanabe (1947), de Karate Shotokan, vencedor de oito lutas por Ippon. – Denilson Caribé de Castro, de Karate Shotokan, herdeiro da técnica do mestre Eisuke Oishi, fundou em 23 de outubro, a Federação Bahiana de Karatê (FBK). – Mestre Seiji Isobe chegou ao país trazendo o estilo Kyokushin-kai de Karate. 1973 – O Mestre Shigeru Sogo introduz o Karate Shotokan na capital catarinense, Florianópolis. – Realizado o primeiro Campeonato Pan Americano de Karate, na cidade do Rio de Janeiro. – Nesta época, chegou ao Brasil o Mestre Tadashi Takeuchi (1942-2007), enviado pela JKA, abrindo sua academia em Copacabana, Rio de Janeiro. 1974 – Aos treze dias do mês de setembro, na cidade de São Paulo, em assembléia das associações de Karate filiadas à Federação Paulista de Pugilismo, foi fundado a Federação Paulista de Karate. 1975 – No mês de agosto, fez sua primeira visita ao Brasil o Grão-Mestre Masatoshi Nakayama, de Karate Shotokan, que ministrou cursos em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. – Foi fundada a oito de outubro, na cidade do Rio de Janeiro, a Federação de Karate do Estado do Rio de Janeiro, sucessora da Federação Fluminense de Karate. – Mestre Ryuzo Watanabe recebeu a nomeação de representante do Karate-do Goju-ryū, escola Goju-kai, no Brasil. 1977 – Ennio Vezulli, de Karate Shotokan, é o primeiro brasileiro a ingressar no curso de instrutores da JKA, no Japão. – O Brasil participou do Campeonato Mundial de Karate em Tóquio, Japão. 1978 – O Brasil participou do 1º Campeonato Pan-americano, no Peru. – Visitou o Brasil, ministrando cursos, o Mestre Tetsuhiko Asai, de Karate Shotokan. 1983 – No Egito, cidade do Cairo, o carioca Ugo Arrigoni Neto, de Karate Shotokan, tornou-se vice-campeão mundial em campeonato realizado pela International Amateur Karate Federation (IAKF). 1983 – O Brasil participou do Campeonato Mundial de Karate no Cairo, Egito. 1985 – Faleceu em um acidente automobilístico, em 23 de outubro, próximo da cidade de Vitória da Conquista, no estado da Bahia, Denilson Caribé de Castro, o primeiro faixa-preta baiano, recebendo pós-mortem o título de “Patrono do Karate Brasileiro” e o 8º Dan da Confederação Brasileira de Karate. 1986 – O Mestre Hirokazu Kanazawa, de Karate Shotokan, fez sua primeira visita ao Brasil, ministrando curso na Escola de Educação Física do Exército, no Forte São João, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro. 1987 – Foi criada, em 11 de setembro, a CBK, Confederação Brasileira de Karate. – Faleceu o Mestre Tetsuma Higashino. 1988 – Realizou-se o 1º Campeonato Sul-americano de Karate, com o Brasil sagrando-se campeão. – O Mestre Shigeru Sogo retornou ao Japão. 1989 – O Brasil venceu o Campeonato Pan-americano, realizado na Venezuela. 1990 – O Brasil conquistou o bi-campeonato no 2º Campeonato Sul-americano de Karate e o vice-campeonato no 7º Campeonato Pan-americano de Karate. – O Mestre Hidetaka Nishiyama, de Karate Shotokan, fez sua primeira visita ao Brasil. 1991 – O Brasil conquistou o Campeonato Sul-americano, realizado no Paraguai, e o 5º lugar no Mundial do México. 1992 – Maria Cecília de Almeida Maia (Ciça), de Karate Shotokan, sagra-se campeã mundial em Fukuoka, Japão, tornando-se a primeira ocidental a ganhar o título mundial de Karatê. Seu nome está no Guiness Book. 1993 – O Brasil conseguiu o 3º lugar no Campeonato Mundial da África do Sul. 1994 – Mestre Sadamu Uriu fundou a Confederação Brasileira de Karate Shotokan, CBKS. – Em 8 de junho faleceu, vitimado por uma parada cardíaca, o Mestre Minoru Massu. 1995 – O Karate, como modalidade esportiva, estreia no circuito olímpico, através de sua inclusão nos Jogos Panamericanos de Mar del Plata, Argentina. – Faleceu o Mestre Seiichi Akamine, de Karate Goju-ryū, em 18 de julho, na cidade de São Paulo. 1998 – A cidade do Rio de Janeiro sediou o 14° Campeonato Mundial WKF, realizado no Maracanãzinho. – Faleceu em 5 de dezembro o Mestre Ryuzo Watanabe, de Karate Goju-ryū, escola Goju-kai. 1999 – No dia 18 de março o COI, em sua 109º sessão, em Seul, Coréia do Sul, confirmou o reconhecimento em caráter definitivo da WKF, Artigo nº 29 da Carta Olímpica, como a federação mundial dirigente da modalidade Karate. 2000 – Faleceu em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, no dia 16 de novembro, Lirton dos Reis Monassa, o primeiro faixa-preta carioca. 2001 – Faleceu em São Paulo, no dia 6 de dezembro, o Mestre Juichi Sagara. 2006 – Faleceu no Rio de Janeiro um dos grandes nomes do Karate brasileiro, estilo Shotokan: Ronaldo Carlos da Silva. 2008 – Faleceu, em 13 de janeiro, na cidade de Santos, estado de São Paulo, o Mestre Yoshihide Shinzato. – Faleceu, em 3 de agosto, durante uma cirurgia cardíaca, na cidade do Rio de Janeiro, o mestre brasileiro Teruō Furushō, de Karate Shotokan, filhos de imigrantes japoneses chagados no Brasil em 1903. 2011 – O Brasil chegou à grande final do kumite por equipes pela primeira vez na história do Mundial da JKA, em Pattaya, Tailândia, sagrando-se vice-campeão. – Faleceu, em 19 de julho, na cidade de São Paulo, o Mestre Tomiji Ito, de Karate Shotokan. 2012 – Faleceu, em 23 de março, na cidade de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, o Mestre Akio Yokoyama, de Karate Kenyu-ryū.
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #3 Online: Abril 29, 2012, 01:04:42 »
sensei,

   Para ser lido aqui achei que o texto ficou muito denso. Passei-o para um formato que eu acho que tenha ficado mais visível para o povo acompanhá-lo, ok? Alterei somente dois pequenos erros tipográficos.

   Ei-lo em: https://docs.google.com/open?id=0BxoprG5Bv-mhMEFnS0MyRXpTN3M

   Outra coisa: repare, sensei Watanabe precisou aprender com sensei Akamine o karatê Goju-Ryu. Isso não é mencionado. Outra coisa, que é mais pesada na história do karatê goju-ryu no Brasil, é que Watanabe não reverencia Akamine e "apodera-se" da Goju-Kai, havendo um sensei mais graduado no Brasil (sensei Akamine).

   Sinceramente? Não me pergunte como desembolar esse nó.


Osu
BigBoy
« Última modificação: Abril 29, 2012, 10:08:41 por BigBoy »

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #4 Online: Abril 29, 2012, 01:06:51 »
   Pra história do Goju-ryu no Brasil, há um sensei chamado Alaumir Mainardes, que gosta de entrar de madrugada, para responder pérolas, em detalhes.

   Eu acho que ele vai ler isso e vai colaborar.

Osu
BigBoy
« Última modificação: Abril 29, 2012, 02:21:52 por BigBoy »

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #5 Online: Abril 29, 2012, 02:37:55 »
Oss Eros sensei

Gostei muito deste histórico... :D

 seria melhor apreciado se fosse colocado ( paragrafos )  ___  ou  _   ( hífens ) em cada
fato para destacar a visualização....

do jeito que Big Boy san editou ficou muito legal,mas está dando 5 pags. :o :o :o


Oss
alberto

yama-Alberto S. Almeida

Offline BigBoy

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.237
  • Votos: +1/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #6 Online: Abril 29, 2012, 10:44:16 »
Sensei Eros,

   Achei um tópico que foi resgatado hoje que poderá ajudar.

   http://www.karateca.net/forum/pessoas-e-historia/foto-do-passado/120

   Embora seja sobre fotos, se você acompanhar, observará que várias autoridade participam e comentam as fotos e os fatos correlatos.

[]´s
BigBoy

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #7 Online: Abril 29, 2012, 19:39:55 »
Osu!

Amigos,
Fico muito feliz pelo interesse que o tópico demonstrou.

Este texto é apenas uma coleção de informações pinçadas aqui e ali, e minha tarefa está sendo torná-las (para aqueles que já não foram encontrados cronologicamente distribuídos) apresentáveis em uma cronologia histórica representativa.

Isso é uma seção de um texto maior, que venho construindo da mesma forma, pinçando informações aqui e ali. Minha intenção é a redação de uma apostila o mais coerente possível, historicamente, para atender aos iniciantes de Karate-do de quaisquer estilos. Bom salientar: a apostila, inclusive essa cronologia, é ricamente ilustrada!

Desejo apresentar esse trabalho completo aos Karateka daqui, mas, terá que ser individualmente, via e-mail e em formato PDF. Com isso, pretendo ver o texto melhorado pela apreciação dos amigos.

Mas, por hora, somente essa seção da "Cronologia do Karate no Brasil" já está dando significativo trabalho.
BigBoy, o link do tópico deste fórum (fotos do passado) já vinha sendo estudado por mim, e  muita coisa já havia sido extraída dali. Seu interesse tem me deixado muito agradecido. Em especial tornando mais acessível o meu texto. Muito obrigado!

Atendendo ao Sensei Alberto vou postar a cronologia em décadas e assim, fica melhor apresentado diretamente no fórum.

Osu!
« Última modificação: Abril 29, 2012, 19:45:49 por Eros José Sanches »
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #8 Online: Abril 29, 2012, 19:40:57 »
Cronologia do Karate no Brasil

1908 – Desembarcaram do navio Kasato Maru, na cidade de Santos, estado de São Paulo, 781 imigrantes japoneses (165 famílias). Sugem a partir dessa data, os primeiros nomes registrados pela história falada de mestres de Karate-dō que iniciaram seu ensinos, como: Mestre Ozawa e Jiro Takaezu.

Década de 1950

1954 – Chegou ao Brasil o Mestre Yoshihide Shinzato, Karate Shorin-ryū, que passou a ministrar aulas de Karate em sua casa, para jovens da colônia japonesa. – Foi lançado o filme narrado em inglês, intitulado Karate-do, com imagens do Mestre Gichin Funakoshi, que foi distribuído em todo o mundo. 1955 – Mestre Mitsusuke Harada, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Waseda, foi transferido para o Banco da América do Sul, em São Paulo, subsidiário brasileiro do banco japonês em que trabalhava. Mestre Harada fundou a primeira academia de Karate no Brasil, na Rua Quintino Bocaiúva, em São Paulo. 1956 – Chegou ao Brasil o Mestre Koji Takamatsu, de Karate Wado-ryū, formado pela Universidade de Agronomia de Tóquio. 1957 – Chegou a São Paulo o Mestre Juichi Sagara, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. 1958 – Chegou ao Brasil, se instalando no Rio de Janeiro, o Mestre Sadamu Uriu, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. – Chegou ao Brasil o Mestre Seiichi Akamine, 8º Dan de Karate Goju-ryū, montando sua academia em São Paulo. 1959 – Mestre Harada trouxe para o Brasil o Mestre Tsutomu Ōshima (NKK), para o primeiro seminário brasileiro de Karate. – Chegou ao Rio de Janeiro, o Mestre Yasutaka Tanaka, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku.

Década de 1960

1960 – Chegou ao Brasil o Mestre Minoru Massu, estabelecendo-se em Belém do Pará. – No início dos anos 60, chegou ao Brasil o Mestre Tetsuma Higashino, de Karate Shotokan, radicando-se em Brasília. 1961 – O jovem imigrante japonês Eisuke Oishi, 1º Kyu de Karate Wado-ryū, introduziu o Karate na Bahia. – Chegou ao Brasil, no estado do Rio Grande do Sul, o Mestre Shigeru Sogo, de Karate Shotokan, formado pela Universidade de Takushoku. – Chegou ao Brasil o Mestre Yassunori Yonamine, de Karate Goju-ryū. 1962 – Os mestres Sadamu Uriu e Yasutaka Tanaka passaram a lecionar Karate no Rio de Janeiro, na Academia Kobukan, no bairro do Botafogo. – O mestre brasileiro Ryuzo Watanabe, recebeu o cargo de diretor da sucursal do Karate-dō Goju-ryū, escola Goju-kai, para o Brasil. – O Mestre Yoshihide Shinzato fundou a sua primeira academia, a Associação Okinawa Shorin-ryū Karate-Dō do Brasil, na cidade de Santos. 1964 – Estando o Karate do Rio de Janeiro filiado à Federação Carioca de Pugilismo, realizou-se o 1º Campeonato Carioca de Karate. Após este campeonato, as agremiações de Karate existentes nos diversos estados filiaram-se às respectivas federações de pugilismo. 1966 – Eisuke Oishi, agora 1º Dan de Karate Shotokan, retornou ao Japão. 1969 – Foi realizado pela Confederação Brasileira de Pugilismo o 1º Campeonato Brasileiro de Karate, no Rio de Janeiro. O Estado do Rio conquistou o 1º lugar, ficando a segunda colocação com São Paulo e a terceira com a Bahia. – Lirton dos Reis Monassa, de Karate Shotokan, tornou-se o primeiro faixa-preta carioca, após vencer uma luta de dez minutos de duração, no 1º Campeonato Brasileiro de Karate. – Retornou ao Japão o Mestre Kunitsuna Matsuda, 5º Dan JKA, que lecionava Karate Shotokan na Academia Shoku-kan, em São Paulo.
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #9 Online: Abril 29, 2012, 19:42:02 »
Década de 1970

1970 – O Brasil participou do 1º Campeonato Mundial, realizado no Japão. – Faleceu em um acidente automobilístico, no Japão, o Mestre Kunitsuna Matsuda. 1972 – Chegou ao Brasil o Mestre Taketo Okuda, o primeiro mestre de Karate Shotokan saído do Curso de Instrutores da JKA, enviado como instrutor chefe da Japan Karate Association no Brasil. – O Brasil participou do 2º Campeonato Mundial, realizado na França, conquistando o 1º Lugar no Kumite individual com Luiz Tasuke Watanabe (1947), de Karate Shotokan, vencedor de oito lutas por Ippon. – Denilson Caribé de Castro, de Karate Shotokan, herdeiro da técnica do mestre Eisuke Oishi, fundou em 23 de outubro, a Federação Bahiana de Karatê (FBK). – Mestre Seiji Isobe chegou ao país trazendo o estilo Kyokushin-kai de Karate. 1973 – O Mestre Shigeru Sogo introduz o Karate Shotokan na capital catarinense, Florianópolis. – Realizado o primeiro Campeonato Pan Americano de Karate, na cidade do Rio de Janeiro. – Nesta época, chegou ao Brasil o Mestre Tadashi Takeuchi (1942-2007), enviado pela JKA, abrindo sua academia em Copacabana, Rio de Janeiro. 1974 – Aos treze dias do mês de setembro, na cidade de São Paulo, em assembléia das associações de Karate filiadas à Federação Paulista de Pugilismo, foi fundado a Federação Paulista de Karate. 1975 – No mês de agosto, fez sua primeira visita ao Brasil o Grão-Mestre Masatoshi Nakayama, de Karate Shotokan, que ministrou cursos em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. – Foi fundada a oito de outubro, na cidade do Rio de Janeiro, a Federação de Karate do Estado do Rio de Janeiro, sucessora da Federação Fluminense de Karate. – Mestre Ryuzo Watanabe recebeu a nomeação de representante do Karate-do Goju-ryū, escola Goju-kai, no Brasil. 1977 – Ennio Vezulli, de Karate Shotokan, é o primeiro brasileiro a ingressar no curso de instrutores da JKA, no Japão. – O Brasil participou do Campeonato Mundial de Karate em Tóquio, Japão. 1978 – O Brasil participou do 1º Campeonato Pan-americano, no Peru. – Visitou o Brasil, ministrando cursos, o Mestre Tetsuhiko Asai (浅井哲彦, 1935-2006), de Karate Shotokan.

Década de 1980

1983 – No Egito, cidade do Cairo, o carioca Ugo Arrigoni Neto, de Karate Shotokan, tornou-se vice-campeão mundial em campeonato realizado pela International Amateur Karate Federation (IAKF). 1983 – O Brasil participou do Campeonato Mundial de Karate no Cairo, Egito. 1985 – Faleceu em um acidente automobilístico, em 23 de outubro, próximo da cidade de Vitória da Conquista, no estado da Bahia, Denilson Caribé de Castro, o primeiro faixa-preta baiano, recebendo pós-mortem o título de “Patrono do Karate Brasileiro” e o 8º Dan da Confederação Brasileira de Karate. 1986 – O Mestre Hirokazu Kanazawa, de Karate Shotokan, fez sua primeira visita ao Brasil, ministrando curso na Escola de Educação Física do Exército, no Forte São João, no bairro da Urca, no Rio de Janeiro. 1987 – Foi criada, em 11 de setembro, a CBK, Confederação Brasileira de Karate. – Faleceu o Mestre Tetsuma Higashino. 1988 – Realizou-se o 1º Campeonato Sul-americano de Karate, com o Brasil sagrando-se campeão. – O Mestre Shigeru Sogo retornou ao Japão. 1989 – O Brasil venceu o Campeonato Pan-americano, realizado na Venezuela.

Década de 1990

1990 – O Brasil conquistou o bi-campeonato no 2º Campeonato Sul-americano de Karate e o vice-campeonato no 7º Campeonato Pan-americano de Karate. – O Mestre Hidetaka Nishiyama, de Karate Shotokan, fez sua primeira visita ao Brasil. 1991 – O Brasil conquistou o Campeonato Sul-americano, realizado no Paraguai, e o 5º lugar no Mundial do México. 1992 – Maria Cecília de Almeida Maia (Ciça), de Karate Shotokan, sagra-se campeã mundial em Fukuoka, Japão, tornando-se a primeira ocidental a ganhar o título mundial de Karatê. Seu nome está no Guiness Book. 1993 – O Brasil conseguiu o 3º lugar no Campeonato Mundial da África do Sul. 1994 – Mestre Sadamu Uriu fundou a Confederação Brasileira de Karate Shotokan, CBKS. – Em 8 de junho faleceu, vitimado por uma parada cardíaca, o Mestre Minoru Massu. 1995 – O Karate, como modalidade esportiva, estreia no circuito olímpico, através de sua inclusão nos Jogos Panamericanos de Mar del Plata, Argentina. – Faleceu o Mestre Seiichi Akamine, de Karate Goju-ryū, em 18 de julho, na cidade de São Paulo. 1998 – A cidade do Rio de Janeiro sediou o 14° Campeonato Mundial WKF, realizado no Maracanãzinho. – Faleceu em 5 de dezembro o Mestre Ryuzo Watanabe, de Karate Goju-ryū, escola Goju-kai. 1999 – No dia 18 de março o COI, em sua 109º sessão, em Seul, Coréia do Sul, confirmou o reconhecimento em caráter definitivo da WKF, Artigo nº 29 da Carta Olímpica, como a federação mundial dirigente da modalidade Karate. 2000 – Faleceu em Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro, no dia 16 de novembro, Lirton dos Reis Monassa, o primeiro faixa-preta carioca.

A Partir de 2000

2001 – Faleceu em São Paulo, no dia 6 de dezembro, o Mestre Juichi Sagara. 2006 – Faleceu no Rio de Janeiro um dos grandes nomes do Karate brasileiro, estilo Shotokan: Ronaldo Carlos da Silva. 2008 – Faleceu, em 13 de janeiro, na cidade de Santos, estado de São Paulo, o Mestre Yoshihide Shinzato. – Faleceu, em 3 de agosto, durante uma cirurgia cardíaca, na cidade do Rio de Janeiro, o mestre brasileiro Teruō Furushō, de Karate Shotokan, filhos de imigrantes japoneses chagados no Brasil em 1903. 2011 – O Brasil chegou à grande final do kumite por equipes pela primeira vez na história do Mundial da JKA, em Pattaya, Tailândia, sagrando-se vice-campeão. – Faleceu, em 19 de julho, na cidade de São Paulo, o Mestre Tomiji Ito, de Karate Shotokan. 2012 – Faleceu, em 23 de março, na cidade de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, o Mestre Akio Yokoyama, de Karate Kenyu-ryū.
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline Cabadapest

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 990
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #10 Online: Abril 29, 2012, 19:52:14 »
Agradecimentos pelo texto, rico em informações e desprovido de intensão política que geralmente empobrece as discussões deste forum.

Oss!
"Aquele que está consciente de suas próprias fraquezas será senhor de si mesmo em qualquer situação." Funakoshi.

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #11 Online: Abril 29, 2012, 23:42:00 »
Osu!

Pois é, Cabadapest.
A intenção desse trabalho, não só da cronologia, é apresentar a história desprovida dos interesses políticos.

Ainda nesse aspecto, peço encarecidamente aos Sensei representante dos estilos Shito, Shorin, Goju e Wado, que possam contribuir com as datas de formação das primeiras Federações (ou Associações), com importância histórica, de seus estilos no Brasil. Por exemplo: não encontrei a data da fundação da Associação de Karate-dō Wado-Kai do Brasil; ou a da Meibukan Goju-ryū Karate-dō.

Agradeço toda e qualquer contribuição!

Osu!
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline yama

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 4.615
  • Votos: +11/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #12 Online: Abril 30, 2012, 07:14:21 »
Oss Eros Sensei

sabe com é,a idade chega a visão fica turva e o tico e teco não consegue juntar mais as letras qdo muito juntas  :D :D :D :D é duro  :D :D :D :D :D :D :D mas é a verdade   :'( :'( :'( :'(

aceitarei de muito bom grado o seu PDF...

pesquisar , divulgar e dividir informações é trabalho de Mestres....

                      albertoshudokan@gmail.com

Oss
alberto
yama-Alberto S. Almeida

Offline Eros José Sanches

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 188
  • Votos: +0/-0
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #13 Online: Abril 30, 2012, 23:40:06 »
Osu, Alberto Sensei!

Obrigado por demonstrar interesse por esse trabalho.
Já remeti o PDF para o Sensei Roberto, que aceitou gentilmente em promover a primeira revisão no conteúdo.

Necessito do interesse dos membros do Shorin, Goju, Wado e Shito para as revisões referentes ao texto de seus estilos no conteúdo geral da apostila (e não só na cronologia).

Com as revisões realizadas, poderei distribuir o PDF, que por hora não está concluido. Certamente será o primeiro a recebê-lo Alberto Sensei.

Na cronologia aqui disponibilizada o Sensei Roberto já fez uma alteração para o ano de 1973. Onde se lê:
"– Nesta época, chegou ao Brasil o Mestre Tadashi Takeuchi (1942-2007), enviado pela JKA, abrindo sua academia em Copacabana, Rio de Janeiro."
Leia-se:
"– Nesta época, chegou ao Brasil o Mestre Tadashi Takeuchi (1942-2007), oriundo da Universidade de Takushoku, abrindo sua academia em Copacabana, Rio de Janeiro."

Espero que com a ajuda de todos possamos melhorar o texto em um nível considerável para a elucidação, ainda que sintética, da história do Karate-do (tão fragmentada em interesses subalternos).

Osu!

P.S.: Os interessados em contribuir com a revisão do texto integral da apostila, por favor, envie-me MP. Toda a ajuda é necessária.
« Última modificação: Abril 30, 2012, 23:43:54 por Eros José Sanches »
"A popularidade internacional alcançada pelo Karate-do é recente, mas essa é uma popularidade que os professores de Karate devem fomentar e usar com grande cuidado" (Gichin Funakoshi, 1956)

Offline J.Lezon

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 897
  • Votos: +4/-8
  • José Lezon, Prof.Karate Wado-Kai
    • www.karate-wadokai.com
Re:Subsídios para a História do Karate Brasileiro
« Resposta #14 Online: Maio 01, 2012, 16:49:08 »
Caro Eros Sanches,

No que respeita à Wado-Kai no Brasil, ela existe desde 1968, data da fundação e inauguração da 1ª.Academia Wado-Kai em S.Paulo, por Michizo Buyo, que chegou ao Brasil - S. Paulo no ano de 1964.

Já agora, vou completar mais informações sobre o Wado. Em 1975, chegou ao Brasil Sussumo Zuzuki, e começou a trabalhar na Wado-Kai com Michizo Buyo. Porém, em 1977 deixa a Wado-Kai do Brasil e funda a Associação Kii Kuu Kai.

Em 2006, cheguei eu ao Brasil, instalando-me no Rio de Janeiro, e em 2007, ajudei a fundar a ABKW - Associação Brasileira Karate-do Wado-Kai, da qual sou hoje director técnico internacional.

Espero ter contribuido com este meu post.

Hai!
Jose Lezon



« Última modificação: Maio 01, 2012, 17:00:23 por J.Lezon »
Technical Director of  Karate-do Wado Portugal Association, and Generel Manager JKF Wado-Kai of Portugal
and International Technical Director of Brasilian Karate-do Wado-Kai Association - Examiner oficial JKF Wado-Kai - 7º.Dan