Autor Tópico: Sohaku Bastos  (Lida 8939 vezes)

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
Sohaku Bastos
« Online: Maio 11, 2009, 12:25:07 »
Esse ai foi um dos grandes Karatecas que o Brasil teve a honra de ter.
Dizem que foi um dos melhores no Karate nos anos 60-70.
Pela sua história percebe-se que alem de Karateca ele formou-se tambem em Hakko Ryu JU JITSU e Karate Ryobu Kai.
Impressionante curriculum......gostaria de perguntar ao veterano Prof. Ricardo Delia, se chegou a conhece-lo pessoalmente.
Tem uma foto ali que ele diz ter siudo Professor do Denilson Caribé....
http://sohakubastos.blogspot.com/search/label/decada50-60
« Última modificação: Janeiro 17, 2011, 15:58:59 por Renê »
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #1 Online: Maio 11, 2009, 16:26:47 »
Esse ai foi um dos grandes Karatecas que o Brasil teve a honra de ter.
Dizem que foi um dos melhores no Karate nos anos 60-70.
Pela sua história percebe-se que alem de Karateca ele formou-se tambem em Hakko Ryu JU JITSU e Karate Ryobu Kai.
Impressionante curriculum......gostaria de perguntar ao veterano Prof. Ricardo Delia, se chegou a conhece-lo pessoalmente.
Tem uma foto ali que ele diz ter siudo Professor do Denilson Caribé....
http://sohakubastos.blogspot.com/search/label/decada50-60


Roberto,
fiquei admirado com o currículo do professor, mas não tive a satisfação de conhecê-lo e, digo mais, sinto muito por mim e pelos meus companheiros mais antigos que nunca sequer ouvimos falar, ou falamos, dele.
Oss
« Última modificação: Maio 11, 2009, 18:55:39 por DElia »
Ricardo

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.468
  • Votos: +4/-2
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #2 Online: Maio 11, 2009, 18:44:23 »
Em 77 qdo comecei no karate do Rio, não se falava dele. Hoje o negocio dele é tomar Santo Daime.
« Última modificação: Maio 11, 2009, 18:47:01 por Gustavo-RJ »
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline yoda

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 40
  • Votos: +0/-0
    • http://
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #3 Online: Maio 11, 2009, 18:51:21 »
Prezados,

De há muito ouço falar, sempre bem, do Professor Sohaku Bastos. No entanto, estranhei a legenda da foto onde ele se coloca como professor do Denilson Caribé.
Fui aluno de Caribé Sensei de 1973 a 1985, quando da sua morte e nunca tinha ouvido falar sobre esta relação. Para não ser leviano, liguei para o Professor Antonio Aderne, meu amigo há mais de trinta anos, e o mesmo, a despeito de tecer vários elogios ao Professor Sohaku, negou que Caribé sensei tenha sido aluno deste. Aderne inclusive aduziu que por ocasião do início da carreira de Caribé, o Professor Sohaku estava na maior parte do tempo no Japão.
Sem querer lançar nenhuma mácula ao professor em questão, apenas restabelecendo a realidade de um fato.
Um abraço a todos, em especial ao Professor Roberto, que em algumas oportunidades, em outro forum, teve a gentileza de esclarecer-me algumas dúvidas.

Isaias Brito

Offline Landeira

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 7
  • Votos: +0/-0
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #4 Online: Maio 21, 2009, 14:07:47 »
Meu nome é Marcos Landeira, sou faixa preta 4º Dan pelo prof. Nishiyama (NKK) e recebi o 5º Dan do Mestre Sohaku, sou Professor de Educação Física, Pós-graduado em Direito e ex-aluno do Prof. Inoki e do grande Mestre Paulo Góes (este também ex-aluno dos mestres Sohaku, Duncan e Tanaka) da Academia Shotokan no Rio de Janeiro. Sou também Policial Civil do Rio de Janeiro, atualmente exerço o cargo de Diretor Geral do Gabinete do Secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro e desenvolvo um projeto para promover o Karate em todo o corpo policial (Civil e Militar) no Estado. Eu tenho o prazer de treinar com o mestre Sohaku Bastos durante vários anos.
Acessando a internet vi no site karateca.net uma referência ao mestre Sohaku Bastos e fiquei muito curioso. Trata-se do questionamento se Denílson Caribé tenha sido aluno ou não dele. Por ter acesso ao mestre Sohaku, perguntei-o sobre o assunto e ele me disse que:

•   Em meados dos anos 60, quando o prof. Oishi, primeiro professor de Denílson Caribé, resolveu retornar ao Japão, Caribé veio ao Rio de Janeiro procurar um professor para levar para a Bahia.
•   Nesta época só existiam duas academias de karate shotokan no Rio: a Shidokan dirigida pelos senseis Uriu, Sohaku e Duncan e  a Kobukan dirigida pelos senseis Tanaka, Lirton Monassa e Marujo (judô). Mestre Caribé procurou primeiro o Tanaka na Kobukan e depois o Uriu na Shidokan. Nesta época treinou nas duas academias e convidou os mestres do Rio para visitarem a academia que pelo que entendi se chamava Ginásio Acrópole? (Não me lembro bem o nome), em Salvador. Nesta altura Caribé fez exame no Rio para faixa roxa e algum tempo depois para a marrom. Neste período Caribé procurou Sohaku Sensei para treinar Kata, já que Oishi era de outro estilo de Karate e a maioria dos mestres japoneses da época não se lembravam de todos katas e Sohaku tinha sido campeão carioca de kata e kumitê. Em verdade, Caribé teve muitos professores, além de Oishi: Tanaka, Sohaku, Lirton, Machida e Uriu, estes convidados por Caribé tempos depois para lecionar na Bahia. 
•   A verdade é que o mestre Sohaku fala muito bem do Caribé que foi o grande líder do Karate no nordeste juntamente com Rangel com o apoio do médico baiano Dr. Decânio. Dr. Sohaku, ex-sócio do Prof. Uriu na Shidokan, foi um dos incentivadores para a ida do Mestre Uriu para a Bahia. Tempos depois, Uriu retornou ao Rio, indo para a Bahia no lugar dele o mestre Machida (que aparece com eles na mencionada foto). Machida é o pai do Lioto Machida que está fazendo sucesso no MMA.
•   Quanto à alegação de que o nome do Sohaku não constar de seletivas, fica claro que naquela época não existia isso. Nem Federação de Karate existia apenas as federações estaduais de Pugilismo e a Confederação Brasileira de Pugilismo, graças aos esforços do Prof. Lirton Monassa que era professor de educação física e foi quem convenceu a Confederação em aceitar o karate como modalidade de luta. Para se ter uma idéia, só existiam 5 faixas-pretas no Rio e 6 em São Paulo: era o embrião do karate no país.
•   Entretanto, Prof. Sohaku venceu todos os campeonatos de faixas-pretas que participou no Brasil até 1969, quando foi estudar e viver no Japão. Estudou medicina oriental e acupuntura, tornou-se monge zen-budista e disputou campeonatos internos no Japão, sendo muito bem colocado. Por falar japonês e ter acesso a cultura japonesa, Sohaku Raimundo César Bastos (seu nome oficial completo) é realmente uma lenda viva do Karate e da medicina oriental, tanto no Brasil quanto no Japão. Lá, treinou com grandes mestres de vários estilos: Nakayama (NKK), Konishi (NKR), Tsuyama (Takudai), Tani (NKS), Miyahira (Okinawa), dentre outros mestres conhecidos como, Asai, Oishi, etc.
•   Pelo fato de ter lutado Judô, Jiu-jitsu e Karate com muito afinco, mestre Sohaku conseguiu vencer vários lutadores da época, dentre eles o Uriu, Inoki, Sasaki, Lirton e o próprio Takeuchi, desafio este presenciado por várias testemunhas vivas que eu conheço. Naquela época, a realidade era outra: os desafios ocorriam fora das competições oficiais, como nos casos dos desafios da família Gracie do Jiu-jitsu contra outras modalidades de luta. O prof. Robson Gracie, contemporâneo e colega do mestre Sohaku que é o atual presidente da Federação de Jiu jitsu é uma testemunha viva dessas histórias. Sohaku chegou a lutar karate contra outras modalidades e venceu todas. No final, não queriam mais lutar com ele porque achavam que ele usava também o judô e o jiu-jitsu.
•   O mais interessante é que o escritor baiano Ramiro Antonio Moreira Oliveira, no seu livro “HISTÓRIA DO KARATE NA BAHIA”, que retrata a verdadeira história do karate no estado da Bahia, desde a sua introdução pelo mestre Koji Takamatsu em 1956 até o ano de 2002, ele destaca na página 19 que “o professor Sohaku Bastos (baiano de nascimento e radicado no Rio de janeiro). O professor Sohaku foi um dos instrutores de Denílson Caribé no Rio de Janeiro.”
Tudo isso está no site:  http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/158385.

Portanto, só quem viveu o karate da época, como o Prof. Nelson Benedito e os japoneses vivos, podem confirmar a saga de Denílson Caribé na busca do melhor Karate para a Bahia. Mestre Sohaku apenas deu sua humilde colaboração.
 
Para os que quiserem ver o mestre Sohaku treinando (apesar da idade) e ministrando aula para professores, basta vir ao Rio e conhecê-lo. Sua academia é de saúde que se dedica ao ensino da medicina oriental, meditação zen e, naturalmente, o Karate-do. Sua titulação é Judô (2º Dan), Jiu-jitsu (7º Dan), Karate (8º Dan), devendo ir para o Japão este ano para receber o (9º dan) da Federação Japonesa de Karate do Japão , que reúne todos os estilos.  Atualmente o Mestre Sohaku Bastos, além de todas as funções que exerce, é o Consul Geral do Sri Lanka no Rio de Janeiro.

Prof. Sohaku sempre combateu as drogas. Por isso não toma Daime como foi mencionado em tom de chacota. Sugiro que essa pessoa peça desculpas ao nosso grande mestre porque:  “ERRAR É HUMANO MAS PERSISTIR NO ERRO É BURRICE”.

Não estou defendendo ninguém, apenas seguido o espírito do Budô: Karate-do não é um esporte ou uma luta qualquer, trata-se de um “way of life” um caminho de auto-aperfeiçoamento, de dignidade e, sobretudo, de honra. Não é brincadeira de criança.

Espero ter colaborado para a discussão de temas históricos que enriquecem e valorizam nossa arte de viver. As discussões pela internet são muito boas. Sugiro que tentemos reunir estes antigos mestres, que certamente tem muito a nos ensinar, antes que eles morram?
Deixo para todos um fraterno OSS e um grande abraço ao grande professor Ricardo Delia!!!



Prezados,

De há muito ouço falar, sempre bem, do Professor Sohaku Bastos. No entanto, estranhei a legenda da foto onde ele se coloca como professor do Denilson Caribé.
Fui aluno de Caribé Sensei de 1973 a 1985, quando da sua morte e nunca tinha ouvido falar sobre esta relação. Para não ser leviano, liguei para o Professor Antonio Aderne, meu amigo há mais de trinta anos, e o mesmo, a despeito de tecer vários elogios ao Professor Sohaku, negou que Caribé sensei tenha sido aluno deste. Aderne inclusive aduziu que por ocasião do início da carreira de Caribé, o Professor Sohaku estava na maior parte do tempo no Japão.
Sem querer lançar nenhuma mácula ao professor em questão, apenas restabelecendo a realidade de um fato.
Um abraço a todos, em especial ao Professor Roberto, que em algumas oportunidades, em outro forum, teve a gentileza de esclarecer-me algumas dúvidas.

Isaias Brito

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.935
  • Votos: +1/-19
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #5 Online: Maio 21, 2009, 14:32:24 »
Até hoje só ouvi boas referencias do grande Mestre Sohaku Bastos.
É uma honra saber que no Brasil existam pessoas do gabarito dele.
Obrigado pelas informações postadas aqui, são de relevancia total para que a VERDADE prevaleça.
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #6 Online: Maio 21, 2009, 15:06:46 »
Landeira, prezado amigo.
Fico feliz em "encontrá-lo" por aqui e muito agradecido pela lembrança, e referencia. Sabia, e lembro muito bem, que vc era bom Karateca, mas da sua qualidade como  competente historiador nunca tive conhecimento, tenha certeza que sua contribuição é importantíssima quando vc traz fatos relevantes da história do Karatê, bem como informações  pormenorizadas como aconteceram.
Pessoalmente, sempre me interessei pela manutenção da memória da nossa Arte Marcial, com sua clara e objetiva intervenção aprendi mais sobre momentos significativos e lembrei de outro tanto, de coisas e pessoas, como por exemplo do Professor Oishi (não é o Oishi Sensei da NKK) que conheci em Tóquio, junto com o Dorival Caribé, quando fomos recebidos em sua casa e ele relembrou o início do grande Mestre Denilson no Karatê.
Lembro, quando nos conhecemos em 74 na academia do Paulão e por volta de 1980 treinando conosco algumas vezes, aqui em São Paulo, junto com a Fernanda (almocei com ela há poucos meses aqui em SP).
Caro amigo, mantenha sua participação aqui no Fórum, o que trará mais qualidade com seus comentários e colocações as discussões que surgem em inúmeros tópicos.
Um forte e fraternal abraço
Oss
PS meu e-mail particular é   ricardodelia@treinamentofuncional.com.br
« Última modificação: Maio 21, 2009, 15:47:30 por DElia »
Ricardo

Offline KATASHOTOKAN

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
  • Votos: +0/-0
  • KARATE-DO só quem pratica sabe a força que tem
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #7 Online: Maio 21, 2009, 16:38:03 »

:) Oss!

Sensei Marcos Landeira, você está correto em relação ao nome Acrópole, ou seja, “O Acrópole” (tendo como presidente àquela época, Valter Andrade, paralelo ao Spartan Gin,do Dr.Geraldo Blandi Mota) o Acrópole,através do professor Mario Conceição iniciava-se nos fundamentos do Karatê na Bahia,
(Denílson Caribé àquela época jogava futebol em um clube de Feira de Santana e conheceu o Karate por intermédio do prof.Mario Santana (O Acrópole) como jogava futebol procurou o acrópole para tratamento fisioterápico
Quem também se interessou pela vinda do japonês Eisuki Oishi para ministrar aulas de Karate na Bahia fôra o Dr.ângelo decanio destacado nome na capoeira ao também abraçar o Karate.
Oishi ao chegar à Bahia, assumiu o comando da turma que era treinada por Mario Conceição por solicitação deste.
Daí surge grande amizade entre o jovem japonês e Denílson caribé através de pacto de ajuda mutua, Oishi lhe ensinaria Karate e caribé ensinaria a língua portuguesa sem desembaraço.

E.T. em outra oportunidade relatarei outros fatos, e nomes, que muito fizeram pela nobre arte na Bahia, a exemplo de Múcio Magalhães, Dr.ângelo Decanio,Vilobaldo Moraes ,Lazaro gagliano,Ivo Rangel Carlos Alberto costa,Renato Duarte filho,Renato pereira Ramiro Gandelman Raimundo Veiga, penosas viagens eram feitas para São Paulo e Rio, à procura de treinamentos ( o primeiro japonês que acolheu o grupo foi o japonês Akira Taniguchi (Wado-Ryu) 1964 já em 1965 os contatos com esse mestre levaram os baianos ao primeiro embate interestadual em SP, liderada por Oishi,Denílson caribe,Ivo Rangel,Lazaro Gagliano,Renato Duarte,Renato pereira.
(A Bahia só mudou para o estilo Shotokan, em 1966, por ocasião de visita ao RIO, por Yasutaka Tanaka (kobu-kan) e por intermédio também de mestre sadamu uriu) Sho bu kan) em 1967 Oishi volta para o Japão, e Caribé assume a liderança do Karate na Bahia e por não ser faixa preta recebe orientação de Y.tanaka,sendo caribé assessorado por seus colegas Vilobaldo Moraes,Carlos alberto costa, Lázaro gagliano todos faixa roxa.
Só em 1968 o mestre Sadamu Uriu, por intermédio de Tanaka chega para Bahia assumindo o Karate, outras seleções surgiram, como, Cláudio Mascarenhas, Herval Macedo, Dorival caribé, Álvaro Almeida, Dalmar caribé, Luís Sergio Souza.
Denílson Caribe só veio conquistar sua faixa preta em 1969, em exame prestado no RIO, o primeiro exame de faixa preta na Bahia ocorreu em 1970, banca examinadora Tadachi Takeuschi e Sadamu Uriu, dos seis candidatos inscritos apenas dois conseguiram, Ivo Rangel e Claudio Mascarenhas (EXAME MUITO RIGOROSO)

obs. peço desculpas pois os fatos podem não estar em uma ordem cronológica,pois são anotações pessoais


Oss!
“O propósito supremo do KARATE-DO não está contido na vitória, nem na derrota de adversários, mas, no aprimoramento do caráter, da personalidade e da honra de seus praticantes."

Offline Gustavo-RJ

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.468
  • Votos: +4/-2
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #8 Online: Maio 21, 2009, 17:46:35 »
Caro Landeira,

Não nos conhecemos mas com certeza, se vc me conhecesse não acharia que eu tivesse mentido mentido.

Sou aluno do Takeuchi e do Fernando Athayde há muitos anos e só me meti nesse assunto sobre o Sohaku, pessoa que nunca vi pois como vc mesmo disse esteve ausente do Rio no fim dos anos 70, devido ao fato do mesmo ter induzido um amigo meu, Juiz de Direito, a tomar santo daime, enganando-o sobre o que era. O Juiz por pouco não entrou com uma ação contra o Sohaku, sendo dissuadido pelo seu professor. Portanto, melhor deixar isso quieto.

Aproveito para perguntar quem teria visto essa vitoria do Sohaku sobre o Takeuchi, queria saber se conheço alguem. Segundo Fernando Soares, da seleção de 72, tal fato nunca chegou ao seu conhecimento.

Não tome isso como picuinha, apenas fiquei interessado em saber detalhes.

Abraço
"Ai se eu te pego, ai, ai."
Gustavo-RJ

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.351
  • Votos: +2/-0
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #9 Online: Maio 21, 2009, 18:32:55 »
Pensei que só Okuda tinha arrepiado o Takeuchi...pelo visto acho que não. rsrsrssrsrsrsrssrsrsrsrssrsrsrsrsrs :D :D :D :D

Ari - Santos/SP

Offline Landeira

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 7
  • Votos: +0/-0
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #10 Online: Maio 21, 2009, 18:37:02 »
Ricardo, grande amigo, boa noite!

É muito bom receber notícias suas.
Eu sempre que comento com meus amigos e alunos sobre os grandes praticantes de karatê deste país vc com certeza encabeça a minha lista.
atualmente eu estou treinando com o SOHAKU RAIMUNDO BASTOS na Academia de Saúde Honno, em Copacabana, sito à Av N.Sra. de Copacabana, 928 - 3º andar - Copacabana - Rio de Janeiro.
Na verdade eu li o que falaram do SOHAKU e fui entrevistá-lo para obter uma resposta.  Vc pode reparar que eu simplesmente relatei o que conversei com ele.
Acrescentei ao final uma publicação muito interessante do escritor RAMIRO OLIVEIRA, que conta a história do karatê na Bahia em sua obra.  Muito interessante.

Meu amigo, mais uma vez foi um prazer enorme falar com vc e o meu e-mail particular é marcoslandeira@terra.com.br.

Um forte abraço do seu amigo de sempre,

MARCOS LANDEIRA

OSS!

Landeira, prezado amigo.
Fico feliz em "encontrá-lo" por aqui e muito agradecido pela lembrança, e referencia. Sabia, e lembro muito bem, que vc era bom Karateca, mas da sua qualidade como  competente historiador nunca tive conhecimento, tenha certeza que sua contribuição é importantíssima quando vc traz fatos relevantes da história do Karatê, bem como informações  pormenorizadas como aconteceram.
Pessoalmente, sempre me interessei pela manutenção da memória da nossa Arte Marcial, com sua clara e objetiva intervenção aprendi mais sobre momentos significativos e lembrei de outro tanto, de coisas e pessoas, como por exemplo do Professor Oishi (não é o Oishi Sensei da NKK) que conheci em Tóquio, junto com o Dorival Caribé, quando fomos recebidos em sua casa e ele relembrou o início do grande Mestre Denilson no Karatê.
Lembro, quando nos conhecemos em 74 na academia do Paulão e por volta de 1980 treinando conosco algumas vezes, aqui em São Paulo, junto com a Fernanda (almocei com ela há poucos meses aqui em SP).
Caro amigo, mantenha sua participação aqui no Fórum, o que trará mais qualidade com seus comentários e colocações as discussões que surgem em inúmeros tópicos.
Um forte e fraternal abraço
Oss
PS meu e-mail particular é   ricardodelia@treinamentofuncional.com.br

Offline yoda

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 40
  • Votos: +0/-0
    • http://
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #11 Online: Maio 22, 2009, 11:03:00 »
Muitissímo interessante o post do Prof. Marcos Landeira. Várias informações relevantes sobre o karate da Bahia vieram à tona, um presente para aqueles, que como eu, gostam de ler sobre esses fatos históricos.
Gostaria apenas de fazer um reparo, sem prejuízo para o excelente texto do Prof. Landeira. O fato de alguém treinar com outro de forma eventual não o torna "aluno" deste. Ao longo de 36 anos de karate, já tive o privilégio de treinar com quase todos os grandes professores brasileiros e japoneses. Com os professores Tanaka, Sassaki, Inoki, desde a adolescência. Não posso afirmar, no entanto, que sou aluno de qualquer um deles. Deste modo, apesar dos fatos novos apresentados pelo Prof. Landeira, continuo a achar um pouco "forçada" a classificação de aluno para o Prof. Denilson Caribé. Evidentemente este é um posicionamento pessoal meu, não implicando em expressão da verdade.
Prof. Landeira: esperamos continuar merecedores de mais textos de sua lavra.
Grande abraço

Isaias Brito

Offline Gakusei

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 225
  • Votos: +0/-0
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #12 Online: Maio 22, 2009, 12:29:15 »
...O fato de alguém treinar com outro de forma eventual não o torna "aluno" deste Ao longo de 36 anos de karate, já tive o privilégio de treinar com quase todos os grandes professores brasileiros e japoneses. Com os professores Tanaka, Sassaki, Inoki, desde a adolescência. Não posso afirmar, no entanto, que sou aluno de qualquer um deles.

Caro Sensei Isaias, sem qualquer desrepeito a sua opinião, indico que no site do sensei Sohaku Bastos, na foto mencionada, ele não diz que o Sensei Caribé era aluno dele. Ele menciona o Sensei Caribé explicitamente como ex-aluno, e não como aluno, algo que para mim sugere o caráter eventual. Na época em que o Sensei Caribé estava no Rio, ainda era um dangai, claramente lá estava para aprender, o que não é nenhum demérito (muito pelo contrário: mostra sua grande iniciativa de encontrar aqueles dos quais poderia aprender). E nessa época, pelos interessantes relatos do Sensei Landeira e outros, tanto o sensei Sohaku Bastos como outros eram mais graduados e possivelmente com muito mais conhecimento de karate que o grande Sensei Caribé (na época). Poucos sabiam todos os katas naquele momento do tempo e o sensei Sohaku era um dos que aparentemente sabiam.

Esse tópico, ao contrário de muitos que tem aparecido na Karateca.net recentemente, que deveriam ser deletados pela sua total irrelevância,  e mesmo livros que pouco adicionam ao que está na internet, realmente contribui em esclarecer aspectos importantes da verdadeira história do karatê no Brasil, mostrando o papel de um brasileiro que muitos de nós não conhecia como um dos grandes pioneiros do karatê em nossa terra. Muito obrigado para todos os que postaram.

Oss,
Gakusei - A. Azevedo-Filho

Offline KATASHOTOKAN

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 873
  • Votos: +0/-0
  • KARATE-DO só quem pratica sabe a força que tem
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #13 Online: Maio 22, 2009, 14:41:56 »
Oss!

Em breve relato sobre DENÍLSON CARIBÉ, os senhores podem chegar a uma conclusão, em relação a seus professores.

DENÍLSON CARIBÉ àquela época (anos 60) jogava futebol , e conheceu o Karatê por intermédio do PROF.MARIO SANTANA (ginásio Acrópole)  procurou o acrópole para tratamento fisioterápico.

Em seguida chega ao Brasil, o jovem japonês EISUKE OISHI,com quem fez grande amizade.

O primeiro mestre japonês teria sido AKIRA TANIGUCHI estilo (WADO-RYU) EM 1964.
EM 1965 a equipe baiana por intermédio desse mestre participa de competições de kata, Kumitê e tameshiwara, a Bahia ganhou, e voltou iludida, pensando que já sabia muito.

O terrível engano foi desfeito, quando Denílson resolve visitar academias no RIO, onde conheceu o PROF.YASUTAKA TANAKA (KOBU-KAN), isso em 1966, mesma época que mudaram para o estilo SHOTOKAN, sob direção de TANAKA e LIRTON MONASSA e continuaram os treinamentos em solo baiano já sob supervisão da federação baiana de pugilismo dirigida por FAUZI ABDALA,    que muito fez pelo Karatê na Bahia e no Brasil.

Em 1967, com a volta de OISHI ao Japão, Denílson assume a liderança do Karatê na Bahia, que por não ser faixa preta, segue orientação de Y.TANAKA, sendo à época faixa roxa.

Em 1968, chega à Bahia, o professor SADAMU URIU, através de acordo com TANAKA  e Caribe.

1969 Denílson é examinado para SHODAN no RIO, encaminhado por FAUZI ABDALA, presidente da FBP.

1970 acontece o primeiro exame para faixa preta em solo baiano, examinadores TADACHI TAKEUSHI e SADAMU URIU, dos seis, karatecas apenas dois obtiveram êxito (exame muito rigoroso) Ivo Rangel e Claudio Mascarenhas.

Com o retorno de URIU ao RIO Caribé, convida para ministrar aulas na Bahia o professor YOCHIZO MACHIDA, que a exemplo de SADAMU URIU, também fez excelente trabalho, conquistando muitos outros títulos, chegando à época ser nomeado técnico da seleção brasileira.

Oss!

“O propósito supremo do KARATE-DO não está contido na vitória, nem na derrota de adversários, mas, no aprimoramento do caráter, da personalidade e da honra de seus praticantes."

Offline yoda

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 40
  • Votos: +0/-0
    • http://
Re: Sohaku Bastos, a Lenda sua História.....
« Resposta #14 Online: Maio 22, 2009, 16:32:49 »
Meu caro Adriano,
Que bom que possamos chegar a este nível de discussão em termos tão cordiais, sem que necessáriamente tenhamos que abrir mão das nossas convicções.
Fico com a impresão que o currículo do Prof. Sohaku Bastos prescinde de presciosismos como o que levantei. Pelos méritos citados, o professor dispensa essas ranhetices. Retornando ao meu primeiro post, só ouvi falar bem dele pelo meu dai sempai Antonio Aderne, de forma que espero um dia ter a oportunidade de conhece-lo pessoalmente.
Espero que possamos trazer a este forum outros assuntos da mesma importância e trocar informações sobre este assunto que, quer queira ou não, faz parte da nossa história, e porque não dizer, da nossa vida,
Um grande abraço

Isaias