Autor Tópico: A influência das metodologias de instrução militar nas aulas  (Lida 5460 vezes)

Offline RENGO-KAI

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 387
  • Votos: +0/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Online: Janeiro 19, 2006, 19:16:32 »
Estive pensando na forma de ensino e metodologias utilizadas pelos professores de karate, há cerca de quinze anos atrás...Percebe-se claramente influências militares nos  seus metodos;
Achei algo interesante; http://www.akv.pt/consultorio/doc_emergencia.html
explica algumas coisas, e mostra que algumas vezes abusavam da ditadura.

"Julgamos que Ankô Itosu (1830-1915), aluno de Matsumura e um dos mestres de G. Funakoshi, foi aqui um dos personagens mais importantes ao ser o protagonista fundamental da massificação do ensino de Karaté. Somos em crer que essa massificação acarretou novas metodologias de ensino. "A pedagogia de Itosu inspirou-se nos métodos de formação dos soldados que o Japão acabava de importar da Europa. Na escola um instrutor dirigia numerosos alunos gritando uma ordem para cada gesto a executar, o que não era habitual no ensino tradicional" (TOKITSU, 1994, p. 52).

Kentsû Yabu (1863-1937) foi um dos seus alunos que mais influência teve neste processo já que, além de ter sido um dos três alunos de Itosu que foram os únicos candidatos de Okinawa seleccionados para o exército Japonês, foi condecorado pelos seus valorosos feitos na Guerra contra a China que acabou em 1895 com a vitória Japonesa. Autêntico herói, em 1899 escreve um conjunto de artigos onde se insistia na importância da educação das crianças em escola primária e em 1901, três anos antes da Guerra Russo-Japonesa e num período de reforço militar, "Itosu e o seu grupo conseguem fazer adoptar o Karaté para a Educação Física na escola primária de Okinawa", ficando Itosu responsável por esse ensino. "Em 1905 o Karaté foi definitivamente adoptado como disciplina de Educação Física no liceu e na escola normal de Okinawa" (TOKITSU, 1994, p. 51), ficando K. Yabu como professor de Educação Física e de preparação militar na escola normal e um dos seus companheiros Chomo Hanashiro fica a fazer o mesmo no liceu. (Ibidem, p. 52).

A influência de K. Yabu, sargento do exército Japonês e, assim, com experiência nas metodologias militares de instrução de soldados, como um dos introdutores do Karaté no ensino escolar. Itosu, Yabu e Hanashiro tornam-se então os percursores do ensino massivo de estilo comando que marca a forma extremamente organizada dos treinos colectivos que ainda hoje se observa facilmente em alguns dojo de Karaté.

Os primeiros movimentos de massificação da prática do Karaté, pelo período característico, são movimentos claramente impregnados das metodologias de instrução militar, em perfeita coerência com o espírito militarista da época. Veja-se numa das instruções de Itosu de 1908:

O Karaté tem por objectivo principal tornar o corpo robusto como o aço e de fazer dos membros lanças e arpões. Naturalmente que ele cultiva uma força de vontade marcial. Assim, se o ensinarmos às crianças desde a idade da escola primária, terão ocasião de aplicar o karaté às outras artes logo que se tornem soldados. Como militares, poderão ser úteis à sociedade no futuro. O General Wellington disse a Napoleão I: 'a batalha de hoje pode ser ganha sobre o terreno da escola do nosso país'. Esta frase deve ser compreendida como uma máxima importante." (TOKITSU, 1994, p. 53).

Falta-nos saber se este tipo de argumentação foi utilizada apenas para ganhar terreno para o Karaté permanecer nas escolas ou, por convicção própria.

A consciência deste tipo de argumentos, completamente incoerentes com a actual episteme, é muito interessante principalmente para situarmos o que hoje se faz em alguns dojo."

Offline RENGO-KAI

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 387
  • Votos: +0/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #1 Online: Janeiro 19, 2006, 19:38:37 »
Este texto acima mostra as raizes históricas de tais metodologias...

marascas

  • Visitante
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #2 Online: Janeiro 19, 2006, 22:12:42 »
Na verdade, a história da própria Educação Física teve grande influência militarista.


Sempre tenho uma discussão interna quando penso nas aulas de Karate que ministro: de um lado o tradicionalismo e a padronização, de outro a flexibilidade de as diferenças individuais. No começo é difícil entender, mas aos poucos estou adaptando as duas correntes ao um ponto´válido, sem perder a essência, mas sem perder a discrepância...

Offline Luiz

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.124
  • Votos: +1/-1
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #3 Online: Janeiro 20, 2006, 06:57:57 »
Marascas,

Nesse estágio que você se encontra de evolução no karate e recem formado em Ed. Física, vc vai se deparar em várias encruzilhadas, principalmente no aspecto pedagógico onde karate marcial e ed. física não caminham juntos.
Com o passar dos anos eu diria que você vai compreender que para não se perder a essência da arte, será necessário treinar no bom e velho método "tradicional" do karate.
Podemos com certeza pegar o que ha de bom na ed. física e "enxertar" no nosso karate mas o processo contrário fica difícil e nos afasta cada vez mais da arte marcial.
Não estou criticando os professores de ed. física, pois, também sou, apenas passando um ponto de vista.

Oss...

Luiz
"Aqui se cultiva o corpo e a mente"

marascas

  • Visitante
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #4 Online: Janeiro 20, 2006, 08:44:27 »
Pois é Bittencurt...

Como diria o filósofo:
"Um homem nunca entra duas vezes no mesmo rio. Porque tanto ele como as aguas do rio sempre serão diferentes em cada encontro."

Offline Yano

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 320
  • Votos: +0/-0
    • http://
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #5 Online: Fevereiro 21, 2006, 21:42:42 »
Pois é...

e esse nem parece aquele Marascas teimoso e chato que eu conheci...

só pra não perder o costume! hehe...

...
lt;div>Yano - Olhos de Tigre</div>

marascas

  • Visitante
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #6 Online: Fevereiro 21, 2006, 22:11:35 »
hehehehe!!!
 Não brinca Yano, que você também anda mais light...

Offline Arivaldo

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.357
  • Votos: +2/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #7 Online: Fevereiro 23, 2006, 10:32:35 »
Olá Luiz,

Eu não concordo quando vc diz “que Karate arte marcial e ed. Física não caminham juntos”, o que precisamos compreender e até onde vai o treino marcial e onde começa a ed. Física.
Quando eu escuto falar em tradicional/marcial eu entendo treinar com espirito forte ou vida ou morte (Budo) e esse sentimento sai do dojo e nos acompanha no nosso dia-a-dia no trabalho, escola etc e em tudo que nos propomos a fazer e fazer o melhor possível.
Não podemos querer fazer uma aula de localizada que é lazer  da mesma forma que uma aula de karate-do.
Não basta ao Sensei ser apenas um executor de movimentos ele tem que entender o que tá fazendo e ai entra a ed. Física (cinesio, fisiolo , didática e outras coisitas mais).
Cabe ao professor entender sobre a dinâmica do corpo (vibração, rotação, deslocamento horizontal, deslocamento vertical, movimento pendular) e também saber explicar aos alunos do poder gerado através da contração e expansão controlada de vários grupamentos musculares. Nesse aspecto de treinamento a Ed. Física faz a diferença.


Oss,

Ari – Santos/SP

Offline Emma

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 68
  • Votos: +0/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #8 Online: Março 15, 2006, 23:08:13 »
Eu acho que é apanhando que se aprende... por isso, hoje em dia ninguém aprende nada.

Offline furite

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 151
  • Votos: +0/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #9 Online: Março 16, 2006, 00:11:04 »
emma, virei seu fã
oss

Offline Marcio-SP

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 587
  • Votos: +0/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #10 Online: Março 16, 2006, 09:26:02 »
Vc gosta de apanhar Emma?
Oss!!

Offline Emma

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 68
  • Votos: +0/-0
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #11 Online: Março 16, 2006, 11:31:18 »
Quando eu disse que SÓ APANHANDO É QUE SE APRENDE não estava falando só no karate, e sim, e PRINCIPALMENTE, na vida. Pra viver neste mundinho tem que aprender a ser esperto, ou te comem o rabo.  Mas, respondendo à sua pergunta, Marcio, ninguém gosta de apanhar né (pelo menos, NÃO é o meu caso). E se acontecer de alguém me bater, pode ter certeza que ele também toma.

Offline gisela88

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 155
  • Votos: +0/-0
    • http://
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #12 Online: Março 16, 2006, 13:18:00 »
ô emma,

não te disse !!!??

tá se saindo bem, não perca a pose pq o o povo aqui é do mal...

e principlamente o márcio, é bem assanhadinho !

oss
quot;Se o adversário for inferior a ti, porque brigar?
Se o adversário é superior a ti, porque brigar ?
Se o adversário é igual a ti, compreenderá o que tu compreendes...então não haverá luta.
Honra não é orgulho, é consciência real do que se possui.

marascas

  • Visitante
A influência das metodologias de instrução militar nas aulas
« Resposta #13 Online: Março 16, 2006, 13:39:07 »
Quem erra e não aprende nada é idiota.
Quem aprende com os próprios erros é esperto.
E quem aprende observando os erros dos outros é inteligente!