Autor Tópico: Treinando o Core (centro de força)  (Lida 7785 vezes)

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Treinando o Core (centro de força)
« Online: Junho 12, 2010, 20:23:19 »
Prezados,
sabemos que o centro de força do corpo humano está na região do quadril, desde os primeiros movimentos no treinamento do Karatê nos é ensinado que para obtermos movimentos eficientes, com uma mecânica correta, é fundamental o uso do quadril.
Em qualquer movimento, seja no dia-a-dia seja em busca de performance, está presente a necessidade de uma boa utilização do Core (centro de força).
Então, devemos manter máxima atenção durante a execução dos fundamentos no uso amplo e integral do quadril, e sempre que possível utilizar de outros meios para aprimorar a força do Core.
Para ilustrar minha afirmação anexei o link do Tornado Training do Core 360º, criado pelo Luciano D'Elia.
Oss

http://www.youtube.com/core360tf#p/u/9/y-wHZeaqChE
Ricardo

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #1 Online: Junho 12, 2010, 23:35:48 »
OSS, D'Elia Sensei...

Fastástico método!
Isso deve desenvolver uma explosão impressionante da cintura.
O interessante é que o movimento executado com o pêndulo (bola) imita bastante o Gyaku-Zuki.

OSS...

Dan

  • Visitante
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #2 Online: Junho 13, 2010, 06:04:12 »
Salutations sportives e Bom dia Ricardo,

Como vai no inicio desta Copa do Mundo ?

Gostaria de te dizer que no Institut National du Sport et de l’Education Physique (INSEP):

http://www.insep.fr/FR/Pages/accueil-insep.aspx

...este tipo de treinamento, eu já tocava e eu acho que é excelente em uma formação específica e auxiliares ajustado em função do objectivo pretendido pelo treinador em um desempenho de rendimento especial. A Equipe da France de Rugby tem sido muito utilizado aqui na França, também os atiradores de peso em Atletismo com cintos de Força e especialmente com múltiplos parceiros ou pesos de Medicine Ball. Normalmente, este tipo de formação não ter feito para um iniciante ou um semi-profissional confirmada, mas sim para um Atleta de Alto Desempenho já estabelecidos para uma finalidade específica. A Equipe da França Vela também é usado na preparação, tambem como a Equipe nacional da Rússia vêm fazendo há décadas. Aos Athleta da Ginástica Rítmica (GR), anteriormente chamado de Ginástica Rítmica e Desportiva (GRS) até 1998, é um desporto a componente artística, principalmente praticadas pra mulheres, que utilizam artes de vários ferramentas de habilidade. Tudo é bom é bem-vinda, mas deve ser adaptado de acordo com a demanda por coordenação limitada e subjetiva adequada à aplicação proposta. O público estaria preparado para isso ?

Mas a originalidade é feita por seu filho é adaptado... Agora gostaria de acrescentar e de saber quais são as características desse programa é que se ele é eficaz nos salões públicos da Academia, mas de outro lado pode causar graves conseqüências trauma e sabendo que problemas nas costas são mais freqüentemente um problema de "dor" mecânica da deterioração de um ou mais elementos da coluna vertebral (ossos, discos, articulações, ligamentos), para aqueles que a praticam de forma adaptado e não controlada, merci ?!


Oss
« Última modificação: Junho 13, 2010, 07:10:33 por Dan »

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #3 Online: Junho 14, 2010, 17:21:45 »
Prezado Dan

O Treinamento Funcional é utilizado há décadas por atletas de inúmeras modalidades esportivas, vemos seus rudimentos aparecerem em vários momentos da história:
  • na mitologia grega com os “Os Doze Trabalhos de Hércules”, no treinamento para os Jogos Olímpicos na Grécia Antiga, no treinamento dos gladiadores para combater na arena e em dezenas de outras épocas;
  • no século 18, identificamos na França, nos ginásios de treinamento para militares, elementos para ginástica como: cavalo-fixo, paralelas, cordas e escadas, verticais e horizontais, barras fixas, argolas, traves de equilíbrio, etc. que lá estavam sem nenhuma conotação esportiva, mas apenas para treinamento funcional ... preparando os homens para combate!;
  • na Olimpíada de Roma, atletas das mais diversas modalidades utilizando rotina de exercícios com movimentos multiarticulares e multiplanares para aprimorar o gesto específico das suas modalidades, desde o atletismo passando pelo levantamento olímpico até os lutadores;
  • nas duas últimas décadas, nos Estados Unidos da América, o Chicago Bulls e a Seleção Olímpica de Futebol Feminino utilizando o Functional Training;
  • os karatecas, desde sempre, utilizando-se de acessórios para treinamento de gestos semelhantes as suas técnicas, como o gueta, as borrachas, os bastões, entre outros.

O Treinamento Funcional é um gigantesco cabedal de conhecimentos, informações e vivências ligadas à atividade física, na busca de uma melhor performance e mais saúde, com as mais diversas origens.

Entretanto, até a criação do CORE 360º Treinamento Funcional, não se tinha notícia de um programa formatado com os fundamentos do TF. O conceito e o desenvolvimento do programa, tem como responsável o Luciano D’Elia, após 10 anos de pesquisas de diversos programas de treinamento e na observância de mais de duas centenas de referências científicas e bibliográficas, com a consultoria de médicos, fisiologistas e professores de Ed. Física, brasileiros (Dr. Caio D’Elia, Dr. Renato Lotufo, Dr. Turíbio Leite de Barros), interferências científicas de médicos e professores americanos (Dr. Steven Fleck, Dr. Jeff Pisciota, Prof. Todd Norman), vindos para o Brasil especialmente para este fim.

E mais, até 2008 já havia sido utilizado por mais de 45.000 usuários do SESC – Serviço Social do Comércio em suas mais de 27 Unidades do Estado de São Paulo, com um programa (Ginástica Multifuncional) implantado pelo Luciano e por mim (vide links) em 2002, após um trabalho iniciado em 1998. Lembramos que, deste contingente de usuários, 80% era composto por indivíduos da terceira idade e de meia-idade, sedentários, com nenhum passado ou formação esportiva (alto risco), onde o objetivo principal era buscar performance física para melhorar sua qualidade de vida ... colocar compras no armário, subir uma escada, ficar em pé dentro do ônibus, segurar o neto no colo, evitar quedas nas ruas, etc.
Então, Dan, quando vc menciona: ... “mas de outro lado pode causar graves conseqüências trauma e sabendo que problemas nas costas são mais freqüentemente um problema de "dor" mecânica da deterioração de um ou ligamentos), para aqueles que a praticam de forma adaptado e não controlada, merci ?!” ... é algo que praticamente inexiste durante o treinamento com o CORE 360º, já que na sua formatação, além da equipe multidisciplinar e anos de pesquisa, tivemos o “teste de campo” com milhares de pessoas, conforme comentei acima.

Na outra ponta, atletas de performance em alto nível, já participaram de treinamentos com o Luciano: Surfe, Carlos Burle e Eraldo Gueiros; MMA, Wanderlei Silva, Ryan Gracie, Minotauro, Margarida, Macaco; Jiu-jitsu, mais de 20 altletas com títulos mundiais e panamericanos; Judo, Daniel Hernandez, e ainda atletas de Golfe, Triathlon, Atletismo, Automobilismo, Tênis e outras modalidades.

Hoje em dia, após quase dois anos de existência do CORE 360º, temos perto de 3.000 professores credenciados em nossos cursos de capacitação, que levam diariamente seus conhecimentos para mais de 200 academias e clubes, em 21 Estados do Brasil, para usuários que buscam saúde, melhor performance nos afazeres diários e aprimorar a aparência física (nesta ordem).

Oss

PS. Envio alguns links para ilustrar meus comentários

SESC

http://www.sescsp.org.br/sesc/revistas/revistas_link.cfm?Edicao_Id=304&Artigo_ID=4719&IDCategoria=5382&reftype=2
Academia


Todd Norman


Diversos


« Última modificação: Junho 15, 2010, 00:35:35 por DElia »
Ricardo

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #4 Online: Junho 17, 2010, 00:32:21 »
OSS, D'Elia Sensei...

Fastástico método!
Isso deve desenvolver uma explosão impressionante da cintura.
O interessante é que o movimento executado com o pêndulo (bola) imita bastante o Gyaku-Zuki.

OSS...

Prezado Higino,
exatamente, todo movimento passa a ter adicionado o "peso" do quadril. Comparando ... é possível socar ou defender ou chutar, sem o uso adequado do quadril, mas no caso do exercício com a medicine ball se o quadril não estiver envolvido não se executa nenhum movimento sequer!
Além de aprimorar o uso e melhorar a eficiência do centro de força / Core, serve como educativo para tal fim.
Oss
Ricardo

Dan

  • Visitante
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #5 Online: Junho 20, 2010, 06:12:55 »
Bonjour Ricardo,


Não posso expressar coreitamente, desculpe-me... em relação a vídeo de seu filho e não no sistema de Treinamento Funcional 360° que traz lucro e sucesso ! Estou falando do objetivo do processo de treinamento, a longo prazo é aumentar gradualmente as exigências de formação relacionadas com este vídeo. Pela minha parte acho que, por este fenómeno temos uma melhoria contínua da capacidade de desempenho. Para o treinamento ser eficaz, além de sua forma, deve também fazer o planejamento a longo prazo. Espero que vocé entendeu ?

Você sabe tão bem quanto eu que existem dois grande tipos principais de treinamento:

O treinamento de resistência requer a realização de exercício prolongado, de intensidade moderada várias vezes por semana. Promove aeróbio, ou seja, a utilização de gorduras. Há um aumento no músculo da vasculatura, o número de mitocôndrias e proteínas contráteis alteradas, que faz evoluir rapidamente de forma lenta. Estas mudanças são estabelecidas de forma rápida, dentro de algumas semanas de treinamento, mas também pode desaparecer rapidamente se for interrompido. O treinamento de Pôtencia, isto é, ele próprio, para melhorar a força e velocidade, com base em nível diferente. Não se trata, neste caso, a fazer esforços longas e repetidas, mas ao contrário, exercícios curtos, rápidos e intensos, como musculação ou sprints. Vejà treinamento de tipo "split" (fractioné)...
Estes exercícios devem ser praticados várias vezes por semana, e aumentar a força muscular e hipertrofia muscular. Essa hipertrofia é devido à proliferação das miofibrilas e aumento do diâmetro das fibras rápidas. Mas os especialistas ainda mal explicado como o exercício leva à fisiológicas e anatômicas. No nível biológico, observamos um aumento nos níveis de alguns hormônios, como hormônio de crescimento ou a testosterona, que são necessários para a síntese protéica, aumentando assim o volume muscular. Também são observados nos músculos composta principalmente por fibras de contração rápida, diminuição da vascularização e das mitocôndrias, o que comprova a favor do desenvolvimento da energia via anaeróbia.
Hoje, a maioria dos treinadores, técnicos, preparadores físicos, fisiologistas e médicos desportivos reconhecem a importância do controlo regular e frequente de resposta individual ao treinamento em atletas submetidos a treinamento intenso. Infelizmente, por causa da enorme quantidade de informações geradas por esse acompanhamento e à falta de ferramentas simples para a recolha e compilação automática de informações, essa vigilância é muitas vezes esquecido, até mesmo pela maioria dos treinadores competente e dedicado...

Mas sobre o vídeo é simplesmente uma base específica, adaptada a um tipo de treinamento. O objetivo de qualquer treinamento é para produzir uma mudança no estado ideal em que o atleta a longo prazo. Exemplo: ...Em um saltador em altura será as qualidades de força explosiva e coordenação específica para um corredor de 800m das qualidades de manter um olhar específico longo... a saber o aspecto de rendimento em um tempo limitado e eficácia. O que nem sempre é óbvia, mas é por isso que há anos que eu estou usando uma alternativa ou de Preparação Fisiológica Auxiliar - PFA. Me dizem que não "é" a método é a unicade solução, mas uma alternativa dentro das dificuldades encontradas para os vencimentos de curto prazo. É um tipo de válvulas através de um treinador e atleta com extrema cautela na gestão do treinamento...

Sabemos também que o treinamento é regida por um certo número de princípios gerais, obter um desenvolvimento significativo. Também percebi que existe uma maior liberdade de preparação e treinamento de Alto Rendimento do Brasil e em parte da especificidade do treinamento sobre si mesmo. Falei recentemente com um treinador-técnico de atletismo que tinha preparado um dos atletas brasileiros do Pan 2007 em 200 e 100m, que me disse que a dificuldade de ter a informação correta de alguns colegas e Técnico, quando este jogou uma competição importante no Brasil. Ele foi obrigado a permanecer em constante contato com a Universidade de Colorado Springs no USA para avaliar os resultados de desempenho dos seus atleta brasileiro... Nós, infelizmente, ficou sem tempo hoje para fornecer conclusões formais sobre este aspecto. Mas pra voltar neste assunto da vídeo, acho que o vídeo é mais adequado para em um desenvolvimento de reforço força muscular em si e não o Treinamento Funcional 360° em geral... Estou falando unicamente sobre a especificidade deste vídeo só se aplica para um atleta de alto nível ! Talvez eu esteja errado, e este vídeo mostra realmente que o exercício pode adaptar de acordo com as preparação e a necessidades do atleta. Isto para mim é mais uma metodologia aplicada na educação cuidadosa e re-educação muscular...

Agora ver unicamente eficácia como um movimento público em geral nesta vídeo, unicamente este movimento ou seja, para uma coletiva, um novato do grupo, isso é há a questão, me responde se vocé entendeu ?


Osssuuu.... (por o prazer dos irredutível e conservadora do Oss.)

« Última modificação: Junho 20, 2010, 09:59:16 por Dan »

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #6 Online: Junho 20, 2010, 11:57:57 »
Dan, bom dia!
Apenas apresentei um exercício e não sugeri sua prescrição, como todo e qualquer exercício, deve ser incluído numa progressão que respeite fundamentalmente o momento do atleta.
A intenção do vídeo é mostrar um exercício, entre milhares de outros criados e contidos no seu conceito, que pode compor o programa de treinamento de atletas nas mais diversas modalidades (por exemplo, contribuindo para aprimorar, na Ginástica Artística e no Basketball, a mudança de direção do movimento ou inversão do salto), dentro da tecnologia adotada pelo CORE 360º Treinamento Funcional, utilizado como programa principal ou auxiliar.
As referências que vc utiliza são as mesmas que norteiam nossos princípios.
Obrigado pelos comentários.
Oss

PS. o Diretor desta Universidade é o Dr. Steven Fleck, esteve aqui no Brasil em 2002 a nosso convite, colaborando na elaboração do CORE 360º.
Ele foi obrigado a permanecer em constante contato com a Universidade de Colorado Springs no USA
Ricardo

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #7 Online: Setembro 09, 2010, 09:02:41 »
OSS, DElia Sensei...

É possível utilizar este método sem equipamento, simplesmente usando o corpo como auxiliador?!

OSS...

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #8 Online: Setembro 09, 2010, 11:47:39 »
OSS, DElia Sensei...
É possível utilizar este método sem equipamento, simplesmente usando o corpo como auxiliador?!
OSS...

Prezado Higino,
perfeitamente, inclusive usando posições ou movimentos vindos do Karate.
Oss
Ricardo

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #9 Online: Setembro 09, 2010, 12:52:04 »
OSS...
« Última modificação: Setembro 15, 2010, 08:21:21 por A. HIGINO »

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #10 Online: Setembro 15, 2010, 17:01:11 »
OSS...

Prezado Higino,
oportunamente envio vídeo ou descrição de exercícios para treinamento do Core, para tanto preciso mais tempo.
Oss
Ricardo

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #11 Online: Setembro 16, 2010, 18:02:59 »
OSS, DElia Sensei...

Obrigado!

OSS...

Offline yoda

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 40
  • Votos: +0/-0
    • http://
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #12 Online: Setembro 20, 2010, 20:53:30 »
Professor D'Elia,

Achei muito interessante o treinamento. Estou hoje com 51 anos e há algum tempo venho suplementando meu treinamento de karate com musculação, coisa que detesto, mas tenho que compensar a natural perda de massa muscular. Vc acredita que esse tipo de treinamento pode substituir com vantagens a musculação? Conhece alguém na Bahia que trabalhe com esta técnica?
Grande abraço

Isaias

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #13 Online: Setembro 20, 2010, 23:48:13 »
Professor D'Elia,

Achei muito interessante o treinamento. Estou hoje com 51 anos e há algum tempo venho suplementando meu treinamento de karate com musculação, coisa que detesto, mas tenho que compensar a natural perda de massa muscular. Vc acredita que esse tipo de treinamento pode substituir com vantagens a musculação? Conhece alguém na Bahia que trabalhe com esta técnica?
Grande abraço
Isaias

Prezado Isaias,
é sempre importante manter um programa de Condicionamento Físico simultaneamente ao Karate, mais ainda acima de 40 anos, o Treinamento Funcional atende de forma plena as demandas físicas com grande vantagem sobre um programa convencional, ou somente de musculação. Vou enviar para vc alguns nomes e e-mails dos mais de 40 professores que foram capacitados por nós aí na Bahia.
Oss
Um abraço
Ricardo
Ricardo

Offline DElia

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 535
  • Votos: +0/-0
Re:Treinando o Core (centro de força)
« Resposta #14 Online: Setembro 26, 2010, 00:18:48 »
Prezado Higino
como havia combinado, envio para você dois exercícios, básicos, (descrição abaixo) que atuam com eficácia sobre o Core. Por favor, leia com atenção e em caso de dúvida não faça, e entre em contato.
Oss
PS Envio por aqui para que outros possam usar, se houver interesse.

Posição: Deitado em decúbito dorsal, membros superiores estendidos no prolongamento dos ombros (formando uma cruz corpo e braços).
Exercício: mantendo a perna direita estendida, tocar a palma da mão esquerda, alternar o lado executando o mesmo movimento.
Atenção: durante o movimento principal o tronco, a outra perna e o outro braço mantém-se na posição inicial, imóveis.
Objetivo: movimento conduzido em ritmo lento para maior ação da região do Core.

Posição: Deitado em decúbito ventral, membros superiores estendidos no prolongamento dos ombros (formando uma cruz corpo e braços).
Exercício: mantendo a perna direita semi-estendida, tocar as costas da mão esquerda, alternar o lado executando o mesmo movimento
Atenção: durante o movimento principal o tronco, a outra perna e o outro braço mantém-se na posição inicial, imóveis.
Objetivo: movimento conduzido em ritmo lento para maior ação da região do Core.


Ricardo