Autor Tópico: Karate e Espiritualidade  (Lida 10882 vezes)

julianoferreira

  • Visitante
Karate e Espiritualidade
« Online: Março 31, 2011, 17:10:30 »
Oss!

Existe um assunto que vem me inquietando bastante ultimamente, e que talvez seja válido compartilhar com vocês - mesmo correndo o risco de gerar uma tremenda briga.

Vou lançar uma pergunta, e em seguida irei contextualiza-los sobre duas situações que ocorreram recentemente comigo:

A prática e a filosofia do Karate-do antagoniza a prática religiosa, como por exemplo o cristianismo?

Certo, vamos ao contexto.

Caso 1:
Recentemente fui convidado a treinar Jiu Jitsu com um velho e experiente professor aqui de Florianópolis (também um conhecido mestre em Judo), como estava sem uma academia de Jiu Jitsu por uma discordância com meu antigo professor nessa arte, resolvi aceitar o convite, ficando até mesmo honrado com o mesmo, já que esse professor hoje ensina apenas um seleto grupo de alunos. Ocore que, esse seleto grupo é unicamente formado de membros de um grupo jovem de uma igreja evangélica. Ao iniciar os treinamentos, ficou claro, pelo professor, que ele estava ministrando aquelas aulas não para ensinar especificamente o Jiu Jitsu em si, mas sim para arrebanhar jovens para a sua religião. Antes dos treinos todos faziam uma oração, e ao final discutia-se uma passagem da bíblia, encerrando o treino com mais uma oração.

Caso 2:
Esse é bem mais delicado, sou casado com uma mulher cujos pais pertencem a igreja adventista - minha esposa não é da igreja, mas seus pais são praticantes ferrenhos da doutrina adventista. Meu sogro, que outrora fora um homem bastante esclarecido, hoje é cristão extremista, vegano (bem pior que vegetariano), e possui a arte de fazer pré-julgamentos sobre aquilo que não entende. Recentemente meu cunhado, de 15 anos, manifestou interesse em praticar Karate, coisa que me deixou bastante feliz. Seus pais não foram contra, mas meu sogro em específico fez comentários ao garoto que me ofenderam de certa forma, como por exemplo:
"Não entendo como uma pessoa pode crer em Deus e praticar algo que machuca os outros"
"Você pode praticar, mas vc vai ficar agressivo e competitivo"

Entre outras coisas...

A questão é, não sou cristão, e tb não quero discutir minha religiosidade aqui, mas gostaria da opinião de vocês, de uma forma geral, sobre uma possível relação antagônia entre as artes marciais, mais especificamente o Karate, com crenças religiosas, em especial o Cristianismo.

Um abraço a todos,

Oss!

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #1 Online: Março 31, 2011, 17:25:19 »
Juliano,

Pratico Karate já tem mais de 20 anos, e converti Evangelico (Pentecostal) a mais ou menos dois anos.

Mas em nada mudou minha conduta no Dojo, claro tem igrejas e igrejas, tive amigos karatecas que depois de convertidos passaram a dizer que karate era coisa do demonio, etc.

tenho alguns textos do Sensei Ricardo Costa aqui do forum ele tbm é Evangelico e me ajudou no inicio com algumas duvidas.

Assim que acha-las mando a vc por MP.


OSS

julianoferreira

  • Visitante
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #2 Online: Março 31, 2011, 17:33:21 »
Oss!

gostaria de ter esses textos sim.

Mas na verdade, gostaria de compartilhar com vocês essa discussão.

No caso, porque, na opinião de vocês, acontece essa relação de repulsa (caso 2) e de desprezo (caso 1).
No caso 1, o Jiu Jitsu é utilizado tão somente como uma ferramenta para atrair fiéis para a igreja, nesse caso é até mais grave, já que no caso 2 a pessoa a condenar não tem qualquer tipo de contato e conhecimento nas artes marciais.

Como não sou cristão, para mim é difícil compreender ambos os casos.

Fico no aguardo dos textos.

Oss!

rapha.m.g

  • Visitante
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #3 Online: Março 31, 2011, 19:25:45 »
Citar
Recentemente fui convidado a treinar Jiu Jitsu com um velho e experiente professor aqui de Florianópolis (também um conhecido mestre em Judo), como estava sem uma academia de Jiu Jitsu por uma discordância com meu antigo professor nessa arte, resolvi aceitar o convite, ficando até mesmo honrado com o mesmo, já que esse professor hoje ensina apenas um seleto grupo de alunos. Ocore que, esse seleto grupo é unicamente formado de membros de um grupo jovem de uma igreja evangélica. Ao iniciar os treinamentos, ficou claro, pelo professor, que ele estava ministrando aquelas aulas não para ensinar especificamente o Jiu Jitsu em si, mas sim para arrebanhar jovens para a sua religião. Antes dos treinos todos faziam uma oração, e ao final discutia-se uma passagem da bíblia, encerrando o treino com mais uma oração.

Caso 2:

nesse caso, parece o jiu jitsu usado como ferramenta de marketing... tipo macdonald´s com playground: você usa os brinquedos, desde que consuma...


mas

rapha.m.g

  • Visitante
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #4 Online: Março 31, 2011, 19:30:06 »
também creio que possa haver boas intenções, o professor em questão, pode apenas repassar aos alunos algo que ele considera como extremamente bom, e vê o jiu jitsu como oportunidade pra isso.. em salvar os "perdidos"... como de boas intenções o inferno tá cheio, considero como um pouco desrespeitoso em relação à religião individual dos alunos...

já no caso dos seu sogro, acho que é a opinião pessoal dele, usando a religião pra justificar... já conheci evangélicos, inclusive da mesma reigião que vc citou, que eram praticantes e até mesmo apoiadores de artes marciais...

Offline Ulbricht

  • Full Member
  • ***
  • Mensagens: 246
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #5 Online: Março 31, 2011, 19:45:47 »
É como diz o filosofo: "Uma coisa é coisa, e outra coisa é outra coisa!", ambas não se misturam e uma não impede de praticar a outra.
Oss!!
Luís Eduardo de Oliveira Ulbricht

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.859
  • Votos: +14/-25
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #6 Online: Março 31, 2011, 20:24:05 »
Olá!
Caro Juliano, eu não conheço os textos do Ricardo Costa, mas conhecendo o Ricardo, e bem pois já treinei com ele várias vezes, lhe garanto que os referidos textos devem ter
conteúdo sério e coerente.
Mas falando sobre o tópico, devo salientar que religião é uma coisa e religiosidade é coisa bem mais séria e diferente.
Karate é energia, é espiritualidade, é a busca do desenvolvimento instintivo e o caminho da
harmonia e da compaixão, só que para quem segue o "caminho"verdadeiro, o Karate é implacável, é duro, disciplinador e exigente, porém pode ser também suave e amigo, e isso depende de quem o faz.
Como as religiões que teoricamente pregam e divulgam a bondade , o Karate também o faz, porém o faz pondo-nos à prova incessantemente, pois sem isso, não há treino de Karate.
Veja o tópico com a dissertação sobre a origem da expressão "OSS"
Oss
Pedro
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline Felipe Andrade

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 685
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #7 Online: Abril 01, 2011, 01:33:35 »
onde eu treino tem sempai que é pastor....
uma pessoa completamente normal e só fala de igreja se derem brecha.

o que eu penso sobre a questão do topico é:

no 1º caso, o professor ta usando o jj pra falar da palavra. não que eu ache o lugar mais apropriado pra isso, mas... que vai lá sabe o que vai ter, então depende do que voce pensa.

ja no 2º caso, não me entenda mal por favor, mas existem pessoas bitoladas/alienadas em todas as religiões e pelo o que voce relatou é o caso do seu sogro.

concordo com o camarada Ulbricht quando disse, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
Furimukeba Tiisana Kinou, Me wo agereba Mugen no Ashita

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #8 Online: Abril 01, 2011, 07:58:28 »
1º pode ser sim uma forma de atrair novos fieis, o importante é que na hora do treino seja tudo dentro da forma correta e seria de se treinar uma arte marcial.

2° muita gente das igrejas veem a luta como simples briga, esquecem que na propria Biblia varios guerreiros lutaram em nome de Deus.
Jacó, David... e por ai vai.
O proprio Jesus expulsa os comerciantes do templo na pancada,   ;)

Então mesmo sem usar a religiosidade mostra que seu Karate não é briga de rua, mais uma arte completa.

Só que ai terá que ser meio profetão com o pessoal aqui do forum diz,  :D :D :D


OSS

julianoferreira

  • Visitante
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #9 Online: Abril 01, 2011, 08:07:37 »
Bom dia senhores,

certo, alguns responderam o que eu esperava, no caso se existe mesmo essa relação antagônica entre religiões cristãs e práticas marciais. Concordo em gênero número e grau com seu ponto de vista Pedro-sensei, vou procurar sim a dissertação que você sugeriu.

Felipe,

com relação ao caso 1, sim, ele está utilizando o Jiu Jitsu para tal. Isso em um primeiro momento parece ser ótimo, mas me pergunto se reduzir a arte marcial a uma mera ferramenta (nesse caso religiosa) não seria um pouco de falta de respeito com os ensinamentos repassados pelo sensei. Não é o caso do Brazilian Jiu Jitsu, mas artes marciais japonesas, por exemplo, tem uma forma influência xintoísta e budista, que são crenças praticamente alienígenas ao Cristianismo.

Quando utilizei os dois casos não foi esperando um "eu concordo" ou "ele é um alienado fanático", acho que minha opinião com relação as pessoas envolvidas já está mais do que formada, mesmo pq não podemos nos basear em um único exemplo para tirarmos esse tipo de conclusão, então, sem ofensas da minha parte, mas prefiro ignorar o comentário sobre meu sogro. O ponto que estou discutindo é, como aplicar dogmas e disciplinas orientais (Budismo, Xintoísmo, filosofia do Budô) na mente ocidental - no caso o cristianismo. Os dois casos foram meramente ilustrativos, não é o foco da discussão.

Rapha,

nesse caso não é obrigatório vc fazer parte da igreja não, aquela coisa, vc começa participando, ele vai falando das crenças dele, ensinando - e muito bem - jiu jitsu. Aí vc começa a conviver com pessoas do meio, e quando vê...
No caso 1, o que estou levantando nem é tanto esse lance do marketing, e sim a banalização da arte marcial. Por exemplo, na minha escola de Karate, nós ensinamos crianças carentes, em um projeto social. Um dos objetivos é esse, inclusive muitas vezes levamos alunos para competições, etc (Shiai, lembrem-se, estamos falando de crianças). Porém, aquilo que ensinamos continua direcionado dentro da filosofia marcial do Karate, não se fala em religião nem nada parecido.

Oss!

julianoferreira

  • Visitante
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #10 Online: Abril 01, 2011, 08:09:21 »
Oss Samurai,

"O proprio Jesus expulsa os comerciantes do templo na pancada"

É sério isso???

Offline Rhonin

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 26
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #11 Online: Abril 01, 2011, 08:23:28 »
NOBRE GAFANHOTO, (BRINCADEIRINHA)

JULIANO O MUNDO ESTA CHEIO DE PESSOAS Q CONDENAM AQUILO QUE NÃO CONHECEM, ISSO É A COISA MAIS NORMAL Q EXISTE ISSO É O Q PODE SER CHAMADO DE "IGNORANCIA", O NOSSO PAPEL COMO GUERREIROS E KARATEKAS É PROCURAR DESTRUIR TODO TIPO DE IGNORANCIA Q ESTEJA PROXIMO DA GENTE E PRA ISSO SÓ PRECISAMOS RECORRER A HABILIDADE MUITO DESENVOLVIDA Q CULTIVAMOS ESSA SERIA: O BOM SENSO, RESPEITO, PERCEPÇÃO E EDUCAÇÃO MOSTRANDO PRA AQUELES Q ESTÃO AO NOSSO Q A PRATICA DE UMA DISCIPLINA MARCIAL NÃO TEM NADA DE VIOLENTO MAS DE CONDICIONAMENTO E FORTALECIMENTO DO INDIVIDUO, HÁ UM ANTIGO DITO POPULAR Q DIZ: "DEIXE Q A VIDA IRA LHE ENSINAR", O Q FAZEMOS E NADA MAIS Q NOS PREPARARMOS PARA A VIDA.

EM RELAÇÃO A COMPETIÇÃO VC PODE DIZER AO SEU SOGRO O SEGUINTE: " NÓS VIVEMOS EM UM MUNDO COMPETITIVO SIM SR QUER O SR GOSTE, OU NÃO, E SE ELE NÃO FOR COMPETITIVO ELE SERÁ ENGOLHIDO POR ESTE MUNDO CAPITALISTA É ISSO Q VC DESEJA AO SEU FILHO, OU PREFERE Q ELE ESTEJE APTO A COMPETIR DE IGUAL PARA IGUAL COM OS OUTROS, SEJA NA ESCOLA, SEJE NO TRABALHO, OU SEJE PARA CONQUISTAR A MULHER Q ELE AMA, A PROPRIA NATUREZA CRIADA POR DEUS É COMPETITIVA, BASTA VC VER OS PROGRAMAS DISCOVERY CHANNEL E ANIMAL PLANET, A QUESTÃO EM SER COMPETITIVO NÃO QUER DIZER Q ELE SERA CRUEL OU GANACIOSO SE É ISSO Q SR PENSA, ATÉ NÓS PRIORIZAMOS A FORMAÇÃO DE UM CARATER INTEGRO E HONESTO, FIDELIDADE COM O CAMINHO DA RAZÃO, O DESENVOLVIMENTO DO INTUITO DE ESFORÇO, O RESPEITO ACIMA DE TUDO, ALÉM DE CONTROLAR O ESPIRITO DE AGRESSÃO. ACREDITO Q DEPOIS DISSO ELE FICARA BALANÇADO E PENSARÁ DUAS VEZES ANTES DE FAZER QUALQUER COMENTARIO PRECONCEITUOSO A TALVES COM O TEMPO E COM MUITO ESFORÇO SEU ELE PODERÁ MUDAR DE IDEIA.

OSS... 

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #12 Online: Abril 01, 2011, 08:33:15 »
Estamos nos aproximando da Pascoa sempre passa os filmes da historia de Jesus, na passagem que ele volta ao templo e só encontra comerciantes e vira duas tres mesinhas e o pessoal sei correndo vc acha mesmo que foi assim.

OSS
 

Offline samurai

  • Global Moderator
  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.181
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #13 Online: Abril 01, 2011, 08:44:11 »
O Mal do mundo é o julgamento, sem conhecimento ou base concreta.

O crente julga as outras religiões e vice versa;
O karateca julga as outras artes marciais e vice versa;
O ocidente julga o oriente e vice versa;

Na Biblia tem "Não julgues para não ser julgado".
No Alcorão, na Torá, no Gita, ate nos livros do Paulo coelho tem frases parecidas.
Se a pessoal não crê em religião nenhuma a naturaza tbm não julga, se adapta transforma e convive em harmonia.

MAS QUEM REALMENTE SEGUE O ENSINAMENTO.

OSS

PS: pra sair da seriedade: Argentinos e kyokushin não entram na questão podem continuar zuando com eles,  ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D

Offline Rhonin

  • Newbie
  • *
  • Mensagens: 26
  • Votos: +0/-0
Re:Karate e Espiritualidade
« Resposta #14 Online: Abril 01, 2011, 08:47:43 »
REFERENTE AO 1° CASO

QUE ELE ESTA USANDO O JIU JITSU COMO UMA FERRAMENTA, ISSO NÃO HÁ DUVIDA AGORA A QUESTÃO É PARA Q ??? PODE SER PARA VARIOS MOTIVOS COMO DISSERAM, MAS E SE TIVERMOS ERRADO O MOTIVO ???

E SE SEU OBJETIVO FOR PASSAR VALORES PARA AQUELES Q NÃO POSSUEM, ATRAVÉS DO ENSINAMENTO MARCIAL. NÃO É ISSO Q FAZEMOS COM OS KORRAIS ENSINAMOS A ELE A DESENVOLVEREM HABILIDADES COMO RESPEITO, AUTO-CONFIANÇA, PERCEPÇÃO ENTRE OUTRAS MOLDANDO SEU CARATER PRA UM CARATER HONESTO E INTEGRO, E OS PREPARANDO PARA ENFRENTAR AS ADVERSIDADES DO MUNDO. PELO Q VEJO ELE ESTA FAZENDO ISSO E COMO VC DISSE JULIANO ELE SEMPRE FOI UM MESTRE RESPEITADO, ACREDITO Q SE VC FALAR COM ELE OU OUTRA PESSOA FALAR Q ESTA MEIO DESCONFORTAVEL COM A SITUAÇÃO DAS AULAS BIBLICAS, DEVIDO A SUAS CRENÇAS (NÃO SEI SE É ISSO Q OCORRE COM VC OK.) VCS CHEGARÃO A UM CONSENSO.

MAS ELE APENAS ESTA REPARTINDO OS PRINCIPIOS ADQUIRIDOS COM A RELIGIOSIDADE E A DISCIPLINA MARCIAL TENTANDO CULTIVAR "AS COISAS BOAS" COM SEUS ALUNOS, PARA Q JUSTAMENTE NÃO SE TORNEM AQUILO Q TODO MUNDO DIZ: "JIU JITERO É PIT BOY, E VIOLENTO, NÃO TEM PRINCIPIO, NUM TEM MÃE NEM PAI É TUDO VAGABUNDO."

AGORA CASO EU ESTEJE ERRADO E O OBJETIVO DELE FOR CONQUISTAR MAIS BOLSOS PARA A IGREJA DELE, AI EU SENTIRIA VERGONHA DE TREINAR COM UM MESTRE ASSIM E EU SAIRIA DO TREINO.

CARO GAFANHOTO COMO DIZIA UM VELHO SÁBIO: " A VIDA É SIMPLES, E AS MELHORES COISAS DA VIDA SÃO AS COISAS MAIS SIMPLES Q ELA TEM A NOS OFERECER ."

OSS ...