Autor Tópico: Jyu Kumite  (Lida 8916 vezes)

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re:Jyu Kumite
« Resposta #15 Online: Novembro 01, 2010, 17:11:47 »
Gostaria de compartilhar um vídeo interessante do jiyu kumite de um dojo tcheco.
(...)
O que vocês pensam sobre esse tipo de método?

Eu gostei do vídeo, gostei do treino, gostei da bagaça sim!

Me pareceu bastante visceral.

E sim, realmente ELES NÃO BUSCAM O GOLPE DEFINITIVO.
Mas acho que tem seu valor. é uma outra filosofia.


Agora, eu tenho uma outra coisa pra falar, que certamente vou desagradar a muita gente.

Eu só acho o seguinte: vejo muita gente nova, nova de karate, dizendo isso e aquilo outro, falando com propriedades, dizendo que karate tem que ser isso, tem que ser aquilo, que devia-se ensinar isso, devia-se ensinar aquilo, quando na verdade mal sabem o básico.

Eu acho assim..quando você vê um Higino, Delia, Pedro, Katsumoto, etc, falando uma parada que seja, tudo bem, há que se respeitar, pois os caras tem é anos de prática, sabem do babado, tão por dentro das paradas...
mas $%&!, sem desrespeitar opinião alheia...
eu só acho que kumite é a última coisa do karate...
Kumite, seja ele qual for, (tá, tirando o de competição) é coisa pra quem é realmente pica, pra quem pode.

O que eu quero dizer é o seguinte: você ficar cobrando kumite, o aluno, o cara, que seja, ele tem que já dominar o resto todo.. tem que ser $%&! no kihon e $%&! no kata..
depois disso aí sim ele pode abrir a boca pra falar de kumite..
ainda mais se for jiu kumite, aí é que fudeu...

Eu tenho maior cuidado com essa parada...
por isso eu vejo as vezes uma rapaziada aí mais experiente falando disso eu fico até quieto..

eu acho que kumite é coisa muito séria..
e até nessa coisa de falar mal de shiai kumite, acaba banalisando a outra parte..

Mesmo o shiai kumite tem sua valia...
e eu fico pensando é o seguinte: quando é que um cara tá pronto pro jiu kumite?
é difícil ter essa resposta

Eu nunca corri de luta, nem de desafio nenhum.. mas eu me sinto muito bem treinando só kihon e kata..
quando o meu professor bota um kumite, ou quando o kumite se faz necessário (em caso de algum desafio, abuso ou quando se faz necessário mostrar quem é quem) aí eu entro e vejo o que vai dar...
mas pra mim, toda vez que faço kumite é como se fosse valendo a minha vida...
pois no mínimo no mínimo tá valendo a honra.
Então eu acho complicado isso...

Enfim, se eu tiver que lutar eu luto... mas eu prefiro ficar de boa.
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline Pedro

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.858
  • Votos: +14/-25
Re:Jyu Kumite
« Resposta #16 Online: Novembro 01, 2010, 19:49:51 »
Olá!
Mais uma vez, o 22 teve muita propriedade em seu post.
Jiu Kumite, é coisa muito séria para o praticante de Karate, pois
sendo o Karate uma "Arte Marcial", se faz necessário um intenso treinamento
de Katas e kihon, para inserir na memória do corpo, um reflexo
condicionado em reagir a uma agressão com certeira e eficaz
defesa e imediato e também eficaz contra ataque, lembrando que essa defesa
e o contra ataque sejam o suficiênte para o término da agressão, pois o Karate é
uma Arte de um só golpe.
Se assim não for, nós necessitamos de mais treino.
Mas quando um praticante de Karate, sem muitos anos de treinamento para o citado
condicionamento, arvora-se a fazer jiu kumite, irá condicionar-se no calor da luta,
a golpes de defesas e ataques sem uma base sólida e sem a precisão de golpe desenhado com percurso
e potência ideais, que só se adquirem com centenas de repetições em intenso treinamento de kihon
katas com fundamentos corretos. Se assim não for, o praticante estará preparando-se para um confronto
sem qualidade técnica que o levará a ser um grande brigador e jamais um grande Artista Marcial.
Se eu for derrotado em um confronto desse tipo, pensarei seriamente em treinar mais para condiciona-me melhor, e nunca
praticar mais jiu kumite.
Se faz necessário sim, a prática de kumites para chegar ao ideal, mas iniciar com gohon kumite, ipon kumite, jiu ipon kumite, sombra com muito equilibrio
para um aumento do volume de golpes e por fim, em um bom frente a frente com troca de golpes sem saber quais golpes serão desferidos.
Porém um bom frente a frente só será eficiênte se for feita troca de golpes de no máximo dois golpes de ataque cada um com duas defesas cada.
Afinal se treinamos para fazer do nosso Karate uma Arte de um só golpe, de que adianta ficar se batendo até cansar, sem técnica e eficiência?
O bom Karateca deve lembrar-se que o ideal é nunca ser acertado, somente acertar.
Somente terá um Karate de um só golpe, aquele que se esmerar nos treinamentos de Katas e Kihons com os Kumites acima citados
e com muito Makiwara, nunca se esquecendo que Karate treina-se e também estuda-se.
Isso é muito desgastante não só fisicamente como também emocionalmente.
Oss
Pedro
 


 
 
   
Com o "Obi", amarre seu corpo ao seu espirito,e vai em frente.

Offline katsumoto

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 2.936
  • Votos: +1/-19
Re:Jyu Kumite
« Resposta #17 Online: Novembro 01, 2010, 20:14:48 »
22, Nao entendi o que tem a ver uma coisa com outra.
Qual é o segredo de um exame de graduaçao?
KATSUMOTO-Prof. Roberto Sant Anna

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re:Jyu Kumite
« Resposta #18 Online: Novembro 01, 2010, 23:24:17 »
Olá!
Mais uma vez, o 22 teve muita propriedade em seu post.
Jiu Kumite, é coisa muito séria para o praticante de Karate, pois
sendo o Karate uma "Arte Marcial", se faz necessário um intenso treinamento
de Katas e kihon, para inserir na memória do corpo, um reflexo
condicionado em reagir a uma agressão com certeira e eficaz
defesa e imediato e também eficaz contra ataque, lembrando que essa defesa
e o contra ataque sejam o suficiênte para o término da agressão, pois o Karate é
uma Arte de um só golpe.
Se assim não for, nós necessitamos de mais treino.
Mas quando um praticante de Karate, sem muitos anos de treinamento para o citado
condicionamento, arvora-se a fazer jiu kumite, irá condicionar-se no calor da luta,
a golpes de defesas e ataques sem uma base sólida e sem a precisão de golpe desenhado com percurso
e potência ideais, que só se adquirem com centenas de repetições em intenso treinamento de kihon
katas com fundamentos corretos. Se assim não for, o praticante estará preparando-se para um confronto
sem qualidade técnica que o levará a ser um grande brigador e jamais um grande Artista Marcial.
Se eu for derrotado em um confronto desse tipo, pensarei seriamente em treinar mais para condiciona-me melhor, e nunca
praticar mais jiu kumite.
Se faz necessário sim, a prática de kumites para chegar ao ideal, mas iniciar com gohon kumite, ipon kumite, jiu ipon kumite, sombra com muito equilibrio
para um aumento do volume de golpes e por fim, em um bom frente a frente com troca de golpes sem saber quais golpes serão desferidos.
Porém um bom frente a frente só será eficiênte se for feita troca de golpes de no máximo dois golpes de ataque cada um com duas defesas cada.
Afinal se treinamos para fazer do nosso Karate uma Arte de um só golpe, de que adianta ficar se batendo até cansar, sem técnica e eficiência?
O bom Karateca deve lembrar-se que o ideal é nunca ser acertado, somente acertar.
Somente terá um Karate de um só golpe, aquele que se esmerar nos treinamentos de Katas e Kihons com os Kumites acima citados
e com muito Makiwara, nunca se esquecendo que Karate treina-se e também estuda-se.
Isso é muito desgastante não só fisicamente como também emocionalmente.
Oss
Pedro
  

Perfeito Pedro Sensei !

Só pra comentar, posso ser um desses "novos de karate" que o 22 citou acima, e que as vezes "falo com propriedades isso ou aquilo" e realmente, como ele também citou, estou na categoria de quem "mal sabe o básico"
e só por isso nunca jamais poderia deixar de levar em consideração a opinião de quem realmente pode dar opiniões sobre karate.

Quando "discordo" (pra quem não notou, veja que coloquei "aspas" no "discordo") de alguma coisa vinda, por exemplo, desses que o 22 citou acima, penso duzentas vezes antes, e sempre dou o voto de confiança nas suas experiências, cá comigo... mas nem por isso posso deixar de opinar nem de dar minha pacata opinião sobre assuntos de que goste e acho que outras pessoas, muito mais experientes que eu, querem ouvir... afinal isso é TODO o motivo de um fórum existir...

editado:
E, 22, não me considero "incomodado" como vc acha que alguns ficarão, de forma geral até concordo com você sobre esse assunto, postei por me sentir encaixado no que vc citou acima, e me veio a dúvida: Expor minha opinião ou não ? mesmo que seja diferente a de pessoas bem mais experientes e com mais sabedoria que eu ?

« ltima modificao: Novembro 01, 2010, 23:41:51 por Farkatt »

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re:Jyu Kumite
« Resposta #19 Online: Novembro 01, 2010, 23:36:15 »
todos os exames de faixa preta que eu já assisti incluía o Jyu-kumite... mas sempre me pareceu que era mais pra constar, pois ninguém seria reprovado por causa dele...
(...)

Eu mesmo, nunca tive oportunidade de participar de um jyu kumite, até mesmo porque nao tenho graduacao, técnica ou cabeça pra isso ainda...

Como pode você ter assistido exame de faixa preta, sem ter graduação?

Exame de faixa preta por aí é assim: qualquer um pode assistir?


A maioria sim... mesmo porque tem um amigo ou outro que as vezes está prestando exame e eu sou convidado.
Já assisti uns 5 ou 6 exames desses...

Não entendo o motivo de alguns desses exames serem fechados, até para familiares...

ps. algum motivo especial para ter grifado em vermelho esse outro trecho do meu post ?

Offline RicardoCosta

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.591
  • Votos: +2/-1
Re:Jyu Kumite
« Resposta #20 Online: Novembro 02, 2010, 11:11:52 »
Respondendo a pergunta sobre o que achamos do vídeo checo postado....

Karatê é uma arte que tem sua procedência do Budô. Embora possa haver situações de trocação, a verdadeira essência do Jyu Kumite é você ser preciso em seus ataques sem ser atingido. A idéia é a de uma luta com katanas. Se eu sou atingido sou ferido ou morto, então não posso entrar dando socos e chutes indistintamente, mas estudar o adversário e entrar de modo que se eu realmente soltasse o golpe para valer o aniquilaria.
Então, em minha opinião este tipo de kumite que eu não preciso me preocupar em ser atingido, porque tenho proteção, pode até ser bom no sentido de resistência física, mas não é jyu kumite na essência do que é proposto no karatê.

OSS
Ricardo Costa
Máxima força, sempre!

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re:Jyu Kumite
« Resposta #21 Online: Novembro 03, 2010, 08:13:11 »
22, Nao entendi o que tem a ver uma coisa com outra.
Qual é o segredo de um exame de graduaçao?

Olha, Sensei, eu não tenho uma resposta 100% pra isso, nem sei se as razões que eu tenho e que me serviram de resposta (ou consolo) resistem a uma análise crítica.

Mas a primeira resposta que eu tenho e acato, em se tratando de karate, eu costumo simplesmente baixar a cabeça e falar "oss", é a que diz o seguinte, pelo menos por aqui: "Sempre foi assim!" (só preta vê exame de preta, e se for de um grau igual ou superior...)

E a segunda, é sim que eu acho que tem todo um "corporativismo" nessa parada aí sim. mas, não fui eu quem inventou as regras...

E aí, apesar de eu mesmo achar um tanto de "pélasaquismo" isso, mas se você me perguntar, se eu concordo ou discordo dessa prática, eu vou lhe dizer: "concordo".

Não que faixa preta seja uma entidade, um ser mágico e infalível.
Pelo contrário. é tão $%&! quanto qualquer um outro. Caga fedorento do mesmo jeito. Tem bafo de manhã. às vezes broxa, e outras vezes tem ejaculação precoce.
Mas só que eu sei disso, muitos outros aqui sabem disso...
Mas a grande maioria das pessoas não sabem.
E aí, qualquer mole que o cara der no exame, ainda mais tendo um porradão de leigos assistindo (e mesmo se for um mole "aceitável", que não reprove, que seja por exemplo em função de estress ou qualquer outro motivo), fudeu, já vai virar motivo de comentários pro resto da vida.. ou sei lá o que possa acontecer.
Se tiver menos graduados assistindo, e o cara der uma derrapada, tomar um esporro, ou mesmo que não faça nada "errado", mas que não seja um dos melhores que está fazendo, pode causar sérios problemas depois, pro cara (daí o tal "corporativismo" que eu disse...).
E aí começam aqueles mi mi mi: Ah, eu sou melhor que esse cara, e no entanto ele é faixa preta. mas eu sou melhor que ele, isso isso e aquilo outro.
E se esquecem da história de cada um, o que cada um fez, passou se submeteu pra chegar até onde chegou.. e dá uma $%&! do $%&!.

E no final de tudo, uma coisa é certa: Só quem morre é que vê deus!

Mas enfim..
Isso tudo aí, é o que eu tô falando, é o que eu acho, ninguém me falou nada disso não.
A única coisa que me falaram foi: Sempre foi assim.

___//____

Mas e por aí, é diferente? é Aberto mesmo?
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re:Jyu Kumite
« Resposta #22 Online: Novembro 03, 2010, 08:27:04 »
ué, respondi num tópico anterior... é que a página virou e ele ficou escondido...

sim, a maioria dos que eu tenho conhecimento por aqui são abertos, pelo menos para família e convidados...
só um que foi fechado de tudo... até mesmo de outros faixas pretas... só ficou a banca e os examinados... coincidentemente era um presidente de federação que estava também sendo examinado, não que o cara fosse ruim, pelo contrário é bom, e ainda fazia uma administracao bem interessante até onde a gente podia ver (e antes que me perguntem, não foi aqui, já que o presidente aqui é apenas pai de karateca, nunca poderia fazer um exame, claro, apesar de ter recebido o 4.o dan de Edgar, com direito a homenagem e tudo o mais, rsrsrs)

Mas olhando direitinho e conhecendo a tendência filha-da-$%&! da raça humana, o que vc citou acima tem fundamento forte viu 22... mesmo tirando o corporativismo e as falcatruas, ainda resta sim a enxurrada de falação e "fama" vinda de menos graduados que assistem os exames dos mais graduados ou mesmo professores...
tem professor que nem avisa que vai fazer exame... como também tem professor que convida os alunos todos para assistirem seu próprio exame (aberto, claro...)

Offline Vinteedois

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.423
  • Votos: +0/-0
  • I don't see dead people!
    • Música e Arte - Blog
Re:Jyu Kumite
« Resposta #23 Online: Novembro 03, 2010, 08:38:54 »
ps. algum motivo especial para ter grifado em vermelho esse outro trecho do meu post ?
A única razão de eu ter grifado em vermelho, diz respeito aquele papo de deus, de que tem que morrer pra ver.
Falar de fora é muito fácil.
Criticar o que o outro faz é mole mole...
Ir lá e fazer, botar a cara, aí é difícil.
TEr coragem de fazer kumite de competição da wkf (que dizem é a maior molezinha que existe), tem cara qeu já peida.. imagine jyu kumite?
é tua vida, é tua integridade que tá em risco.

Não to falando que vocÊ não tenha feito por não ter coragem nem nada... só tô falando que se você não fez ainda, deve ter algum motivo, seu professor deve saber a hora certa de colocar pra praticar um, ele te conhece...
Mas aí você já tá fazendo julgamento sobre o jyu kumite dos outros.. e isso é muito perigoso.
Você pode quebrar a cara (figuradamente falando.. e pensando bem, literalmente falando também).

E nessa coisa de karate, ele é cheio de peculiaridades que muitas pessoas não entendem... e só voCê estando dentro, fazendo pra entender.. pra saber que não é embuste.
De fora, todas as cores parecem cinza.

Mas tá bom, vamos ao outro post...

Quando "discordo" (pra quem não notou, veja que coloquei "aspas" no "discordo") de alguma coisa vinda, por exemplo, desses que o 22 citou acima, penso duzentas vezes antes, e sempre dou o voto de confiança nas suas experiências, cá comigo... mas nem por isso posso deixar de opinar nem de dar minha pacata opinião sobre assuntos de que goste e acho que outras pessoas, muito mais experientes que eu, querem ouvir... afinal isso é TODO o motivo de um fórum existir...

Exato! Esse é o motivo do forum existir.
E se soubermos discutir sem levar pro lado pessoal, temos boas chances de aprender algo a mais.
Agente vai trocando experiências e vai só aprendendo.

E, 22, não me considero "incomodado" como vc acha que alguns ficarão, de forma geral até concordo com você sobre esse assunto, postei por me sentir encaixado no que vc citou acima, e me veio a dúvida: Expor minha opinião ou não ? mesmo que seja diferente a de pessoas bem mais experientes e com mais sabedoria que eu ?

Nah, cara, eu sei que é chato e tudo...
mas enfim, que bom que você foi compreensivo!

O importante é sempre se expressar com sinceridade.
A minha opinião diverge da opinião de outros aqui, mas não posso deixar de me pronunciar, ainda mais se acho que minha divergência tem fundamento...
Mesma coisa você!
E vamos em frente! Oss!
DENUNCIE A PEDOFILIA! (disque "100")
www.musicaart.wordpress.com

("às vezes é melhor ficar calado e deixar que pensem que você é um idiota, que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida" - autor desconhecido)

Offline Farkatt

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 603
  • Votos: +0/-0
    • Bubishi - observatório das artes marciais em Pernambuco e no Brasil
Re:Jyu Kumite
« Resposta #24 Online: Novembro 03, 2010, 09:11:55 »
Exato, no meu caso em particular, são tres os motivos, como já falei: graduação (meu professor nao iria colocar um branca pra fazer jiu, sem nem saber o heian shodan direito), técnica (por motivos óbvios) e cabeça (idem)

agora, não concordo com o que vc fala que não devo opinar sobre coisas que não sei, no caso o Jyu..

e outra, não confundo Jyu kumite com luta-valendo-tudo... tem muita gente que confunde... acha que só por nao ter juiz, nem ponto é jyu kumite de karate... não é...
se for pra encarar uma simples "luta" valendo tudo... tô dentro... mas óbvio que NÃO é jyu kumite, assim como esse vídeo do treinamento postado também não é...

pra ser Jyu tem que cair na categoria do que o Higino e o Pedro senseis falaram nesse tópico, mesmo sendo "branca", acho que é isso.

Citar
"Mas quando um praticante de Karate, sem muitos anos de treinamento para o citado
condicionamento, arvora-se a fazer jiu kumite, irá condicionar-se no calor da luta,
a golpes de defesas e ataques sem uma base sólida e sem a precisão de golpe desenhado com percurso
e potência ideais, que só se adquirem com centenas de repetições em intenso treinamento de kihon
katas com fundamentos corretos. Se assim não for, o praticante estará preparando-se para um confronto
sem qualidade técnica que o levará a ser um grande brigador e jamais um grande Artista Marcial. (Pedro)"

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Jyu Kumite
« Resposta #25 Online: Novembro 03, 2010, 10:09:39 »
OSS...

Por mais que o Jiyu-Kumite seja aquilo que mais se aproxima da realidade nós sabemos que existem certas limitações, como é o caso da área Jodan.
Por isso sou a favor do uso de um “capacete especial” para aquelas ocasiões onde os praticantes mais experientes desejem fazer um Jiyu-Kumite mais duro e fazendo uso do contato total.
Isso não significa “trocação de porrada”, pois como bem disse o “Pedro Sensei”: Karatê-Dô é a arte de UM SÓ GOLPE.
Essa meta não podemos perder de vista, senão o Karatê tornar-se-á exatamente aquilo que o vídeo em questão mostra: A LEI DO MAIS FORTE OU DO MAIOR.

Esse modelo apresentado no vídeo tende-se a se tornar uma “REGRA”, pois quem pratica o KARATÊ ESPORTIVO uma hora notará que aquilo que ele estava praticando não tem serventia em um combate real.
Aí é que mora o perigo!
Porque eles não procurarão um MESTRE de Karatê-Dô Marcial para lhe mostrar o verdadeiro caminho Marcial do combate real.
E porque não?!
Ou o orgulho é muito evidente em admitir que tenha de recomeçar do ZERO ou simplesmente porque acham que podem mudar do “VINAGRE PARA O VINHO” sozinho quando assim quiserem.
O que fazem então?!
Simplesmente intensificam a pancadaria para auto-afirmarem a qualidade da sua prática e/ou mesclam o seu Karatê com um estilo de WRESTLING para assim se sentirem confiantes.
Afirmo isso porque vi Faixas Prestas de Karatê Esportivo irem praticar Judô ou Jyu-Jitsu, não porque queriam agregar novos conhecimentos a sua técnica existente. Não! Foi pura falta de confiança naquilo que praticavam!
Quando NÓS falamos que esse negócio de Pula-Pula não é Karatê, muita gente fica irritado e condena nosso posicionamento radical!
Mas a verdade está aí para quem quiser ver!
...................................

Quanto aos Exames de Faixas Pretas serem feitos de portas fechadas, digo que não passa de uma manobra para evitar comentários posteriores sobre a qualidade dos examinados e dos examinadores.
O outro motivo é que o examinado que for reprovado tem que receber em devoluto o dinheiro pago pelo seu exame, e isso os dirigentes não querem não é mesmo?!


OSS...

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:Jyu Kumite
« Resposta #26 Online: Novembro 03, 2010, 15:59:11 »
Quanto à exames feitos à porta fechada, não acho errado. Sempre tem um cara pra criticar aqui e ali... Sendo que o exame é uma formalidade onde o professor chama quem está pronto pra faixa de verdade.
Aliás, acho mais certo fechar até treino de faixa roxa pra cima. Quem quer conhecer o treino, pode olhar e particiar dos treinos dos kohai, assistir apresentações e campeonatos.
A não ser que os pretas façam o mesmo que qualquer um, mas aí é porque o dojo é ruim. Onde graduado treina com branca o treino é amador e rende menos.
Muito melhor um exame fechado onde o karateka é verdadeiramente testado em 2 ou 3 horas, do que aqueles decorados, onde o ítem "espírito" se avalia vendo se o aspira mantém a cara de japonês mau e sabe como fica o dedão do pé esquerdo enquanto se conta até 100 em japonês.



Agora, eu tenho uma outra coisa pra falar, que certamente vou desagradar a muita gente.

Eu só acho o seguinte: vejo muita gente nova, nova de karate, dizendo isso e aquilo outro, falando com propriedades, dizendo que karate tem que ser isso, tem que ser aquilo, que devia-se ensinar isso, devia-se ensinar aquilo, quando na verdade mal sabem o básico.


Oi 22, gostaria de comentar esta parte de seu post, pois não sei se parte dele é dirigida à mim, mas identifico como um assunto que penso muito à respeito.
Me considero um cara que, apesar de certamente enquadrado na categoria dos que não sabem nada pra cagar regra, chegou a um nível extremo de saco-cheio em relação ao organograma do shotokan, sendo que cada dia que passa a vida me revela que não vale a pena considerar a opinião de 1% de vários mestres que, se supõe, sabem muito mais que eu. Tenho prestado mais atenção no que as PESSOAS tem à dizer do que suas faixas, e os resultados são tão melhores quanto espantosos, pois muitos mitos pra mim caíram nos últimos tempos.

Também considero que consigo resultados muito melhores, e progressívos, na parte física do karate com um modelo de treinamentos que eu mesmo desenvolvo ao longo destes anos de treino, com muito estudo, anotação, observação e teste, do que o modelo de treino habitual de muita gente. Por este motivo considero minha opinião válida, mesmo que muitas vezes divergente, pois exponho o que sinto, vejo, e penso, e desta maneira aprendo muito mais do que apenas ouvindo e me submetendo a um regime que levou o shotokan à falência.

Acredito que as pessoas não separam o Shotokan amador do profissional, quase inexistente, e pior, crêem que o amador é melhor que o profissional, pois para estas pessoas resultados reais supostamente não importam, e aínda, levam o praticante a desistir da prática quando a idade chega. Considero isto burrice, a exemplo de TODOS os grandes esportes criados pelo homem, que formam campeões na vida principalmente após a vida de atleta, e que nada devem a uma arte marcial onde grande parte dos praticantes quer se manter medíocre, simplesmente porque o japonês IDIOTA disse pra treinar daquele modo.

E ainda, me inspiro naquele amigo que citei em outro tópico, que certa vez foi criticado por suas idéias e me disse algo simples e profundo, que apesar de ouvirmos em várias situações diferentes geralmente não trazemos ao karate: Se minha opinião não vale, então porque eu iria querer fazer parte deste sistema?

Oss
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

A. HIGINO

  • Visitante
Re:Jyu Kumite
« Resposta #27 Online: Novembro 03, 2010, 17:10:01 »
OSS, Camarada GUICOMES...

Sei que a sua postagem foi direcionada ao Camarada Vinteedois, mas tomando a iniciativa permita-me perguntá-lo: Esse MODELO SHOTOKAN por você narrado e empurrado de goela abaixo pelos Japoneses, não parece que estaria lhe influenciando negativamente até hoje?!
Por que pergunto isso?!

Exemplo:
Você detesta Kata!
Já imaginou porque será!
Será que o Kata não presta ou será que o que não presta é a forma como foram passados?!
Já pensou nisto?!

Conheci alguns Faixas Pretas, que gostavam muito de fazer Jyiu-Kumite, mas detestavam Kata, faziam somente por obrigação.
Sabe por quê?!
Porque as únicas referências que tinham das “Aplicações dos Katas” eram aquelas ditadas pelos Japoneses.
Uma verdadeira FANTASIA!
Tudo mudou quando eles abriram a mente e se libertaram do cabresto dos Livros Japoneses e tiveram a humildade em aceitar o conhecimento de Karatê-Dôka Brasileiro.

Pense nisso!


OSS...

Offline GUICOMES

  • Hero Member
  • *****
  • Mensagens: 1.282
  • Votos: +0/-0
  • Rio Grande do Sul. Superior.
Re:Jyu Kumite
« Resposta #28 Online: Novembro 03, 2010, 17:23:00 »
Holá Higino, você ainda não me entendeu.

Não odeio kata não.

Apenas acho que alguns kata superiores são inúteis, por terem um footwork e treino dos fundamentos inferior a outros kata, e técnicas que jamais são aprendidas ou treinadas no kata em sí, tornando-os uma total perda de tempo em detrimento a outros tipos de treinamento, não importando se o sensei é japonês ou brasileiro.

Oss.
Treine o que funciona, descarte o que não funciona ou é menos prático. Quem treina igual aos outros tende a ser como o resto.
You are all aware of the price of failure. (skeletor)

Offline Lourival Silva

  • Sr. Member
  • ****
  • Mensagens: 430
  • Votos: +0/-0
Re:Jyu Kumite
« Resposta #29 Online: Novembro 04, 2010, 07:52:20 »
Citação de:  A. HIGINO
Tudo mudou quando eles abriram a mente e se libertaram do cabresto dos Livros Japoneses e tiveram a humildade em aceitar o conhecimento de Karatê-Dôka Brasileiro.

Desculpe minha ignorancia sensei Higino, mas qual é a idéia nisso que você escreveu?

1) Você esta dizendo que a galera aprende kata pelos livros e depois ensina outros?

2) Os brasileiros possuem uma interpretação diferente do karate japones? Se sim, poderia citar algumas variações em função desta interpretação?

OSS!