Autor Tópico: KARATÊ-DÔ MARCIAL VS KARATÊ ESPORTIVO  (Lida 7543 vezes)

A. HIGINO

  • Visitante
Re: KARATÊ-DÔ MARCIAL VS KARATÊ ESPORTIVO
« Resposta #45 Online: Julho 16, 2009, 08:14:32 »
Norb Dias...
No meu Dôjo, isso não ocorre, porque nós somos muito bem condicionados.
O que exporadicamete acontece, é o esmorecimento do corpo. Compreende isso?
É quando um praticante acusa o golpe forte, interrompendo a luta. Isso seria um nocaute técnico, certo?

E no seu Dôjo, as lutas tem essa intensidade?
OSS...

Offline caio d elia

  • Jr. Member
  • **
  • Mensagens: 74
  • Votos: +0/-0
Re: KARATÊ-DÔ MARCIAL VS KARATÊ ESPORTIVO
« Resposta #46 Online: Julho 19, 2009, 21:04:33 »
A muito tempo, surgio um tópico parecido (karatê antigo vs karatê moderno vs karatê eficiente), infelismente não pude participar, mas lendo o conteúdo achei por bem trazê-lo a tona novamente.
Deixo aqui o meu comentário sobre o assunto e gostaria que outros abordassem o tema.
A meu modo de ver, praticando já a 25 anos, deduso que o karatê esportivo é como uma sombra que só imita os movimetos do corpo, muitas vezes deformado, não tendo conteúdo pujante para vencer um combate real.
É sabido por todos que mesmo treinando forte, e fazendo muito jyu-kumitê, de vez em quando somos surpreendidos por uma técnica mais forte. Agora imaginem quem não tem o costume de suportar tais golpes tralmáticos tendo que enfrentá-los em um combate real.
Devemos sempre lembrar que o Karatê-Dô Marcial foi a única arte marcial criada exclusivamente para guerra, e se afastar disso é o mesmo que está praticando outra coisa qualquer, menos Karatê.
Pois vejamos, toda arte marcial tem a sua caracteristica própria que a distingue das demais; o judô é conhecido pelos arremessos, o jiu-jitsu pelo sólo, o kung-fu pelos movimentos classicos, o muai-tai pelos chutes baixos, a capoeira pela ginga, o taekwondô pelos chutes. E o Karatê?
Antigamente, até meados dos anos noventa, o Karatê-Dô era conhecido como a arte de um só golpe, denominada de arte dura. Essa é a caracteristica do Karatê, e se você não pratica visando o golpe único, você pratica outra coisa, que já esta na hora de ter outra denominação, porque se o esportista diz que pratica Karatê e o Budo-ka diz que pratica o Karatê um dos dois está mentindo, já que o que praticam são totalmente diferentes, menos o nome.

Infelizmente não consigo fazer esta divisão KARATÊ-DÔ MARCIAL VS KARATÊ ESPORTIVO, Karatê é Karatê, apesar de entender o que tentam expressar com esta designação.
Não tenho dúvida que se o Karatê for corretamente ensinado, dentro de tudo que ele traz consigo, pode sim haver uma parte esportiva, que irá contribuir e não atrapalhar o desenvolvimento do karateca.
O que faz o Karatê é o homem que o treina.
Obviamente se o indivíduo treina Karatê pensando somente no lado esportivo, não imaginando a cada treino que aquilo que esta sendo treinado poderá ser um dia utilizado em uma situação real para sua defesa ou de sua família, um grande erro de princípios foi cometido, e a isto não se pode culpar o esporte, o erro esta no homem que treina e no homem que ensina, que não consegue transmitir o mínimo, ou seja, o que é o Karatê.
O indivíduo que finge uma lesão para obter um ponto dentro de uma competição é um frouxo. O problema não é o esporte e sim o caráter deste indivíduo.
Voltamos a um ponto fundamental: 1) capacidade de quem ensina, 2) caráter e objetivos daquele que aprende.
O Karatê esportivo deve ser utilizado, sempre que possível, em alguma fase do desenvolvimento de um karateca como instrumento para auxiliar em sua evolução. A competição esportiva oferece ao indivíduo uma gama de sensações e experiências que nunca se conseguiria treinando somente dentro do próprio Dojo. O karateca que pratica seu Karatê em seu universo fechado pode sem perceber tornar-se um "leão de treino".
O entendimento que as regras hoje impostas pela maior parte das organizações restringe em excesso o contato afastando muitas vezes a luta de uma situação de combate real é uma verdade, mas mesmo assim acredito que um karateca habilidoso e bem treinado nos fundamentos do Karatê facilmente se adapta a qualquer regra e será competitivo em qualquer circunstância.
Acredito que por mais duro que o karateca seja no jyu-kumitê dentro de seu Dojo, ele sempre encontrará alguma "boa surpresa" em uma competição, alguém duro como ele, que o faça sentir fisicamente e mentalmente desafiado. Porém cabe ressaltar, de nada adianta o karateca testar-se em uma competição de baixo nível, ele tem que buscar competições onde bons lutadores estejam presentes. Campeão do bairro tem em todo lugar. Desta forma o Karatê pode ser praticado com esporte com grande benefícios ao karateca.
Conheço muitos bons karatecas, todos eles em algum momento de sua formação participaram de competições esportivas.
Oss






A. HIGINO

  • Visitante
Re: KARATÊ-DÔ MARCIAL VS KARATÊ ESPORTIVO
« Resposta #47 Online: Julho 20, 2009, 08:19:44 »
Caio D'Elia...
Karatê é Karatê, se praticado da forma correta.
Quando faço essa diferenciação refiro-me aqueles que deformaram as caracteriscas do Karatê em prol apenas da competição, como sendo o eixo central desta arte.
No demais concordo com você.
OSS...